História I want this love (Jin) - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Kim Seokjin (Jin)
Visualizações 26
Palavras 1.218
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura <3

Capítulo 6 - Things that happened


Fanfic / Fanfiction I want this love (Jin) - Capítulo 6 - Things that happened



Depois de algum tempo, dei um banho em minha filha e logo em seguida tomei um também, na tentativa de tentar relaxar. Eu sentia a minha cabeça doendo, não conseguia raciocinar direito tudo que estava acontecendo.

Talvez eu fosse uma completa idiota, mas não conseguia acreditar que Hyungssi me bateu, aquilo, em minha mente, era algo fora de cogitações.

Minha pequena Eun Bi não queria sair
 do meu lado em circunstância alguma, eu via o medo nos olhos dela e aquilo partia o meu coração em milhões de pedaços.

Nós estávamos sentadas na cama do "nosso" quarto. A pequena estava sentada em meu colo enquanto eu acariciava o cabelo liso da mesma numa forma de acalentar o seu estado de nervosismo, o que acabou funcionando um pouco, ela foi aos poucos relaxando.

Após algum tempo, a porta foi aberta e um cheiro maravilhoso invadiu o quarto. Jin estava parado na porta com um sorriso no rosto e uma bandeja com comida em mãos. Aquele homem só poderia ser um anjo, se passavam tantas coisas pela minha cabeça que até esqueci que deveria me alimentar, e que, além de tudo, deveria alimentar a minha filha também, a saúde dela era o ponto mais importante de tudo.

Jin se aproximou da cama e colocou a bandeja em cima da mesma. O encarei e tentei dar um bom sorriso em forma de agradecimento, mas eu acho que foi um sorriso tão forçado que até um cego poderia perceber que não havia nada de sincero no ato.

- A pequena estava cansada pelo visto.  - Jin esticou sua mão esquerda em direção à cabeça de Eun Bi, acariciando o cabelo dela levemente, e só então percebi que a pequena havia dormido enquanto estava sentada em meu colo, a cabeça encostada em meu ombro. 

- Eu nem havia percebido que ela dormiu. Pelo menos, está descansando um pouco, isso é muito bom. - Dei um sorrisinho de canto enquanto Jin acariciava a bochecha de Eun Bi.

- Ela é tão linda... Bom, ela teve a quem puxar, a mãe é linda também. - Jin levantou o seu olhar e então me encarou, eu me sentia envergonhada naquele momento, minhas bochechas estavam queimando, por que ele está dizendo essas coisas? - Ei, não precisa ficar envergonhada, eu só estava dizendo a verdade. – Deu de ombros. - Eu trouxe algo pra vocês comerem, mas, já que a pequena dormiu, acho que por agora só você irá comer mesmo. - Ele sorriu e eu não pude deixar de notar como seu sorriso era lindo.

- Muito obrigada, não precisava se preocupar comigo. Na verdade, eu queria pedir desculpas por tudo isso, sei que posso estar atrapalhando você, e sei que a sua namorada pode achar ruim se acabar vendo uma mulher com uma criança dentro da sua casa. - Até então, eu não havia perguntado se o mesmo namorava.

Mas que droga, e se ele tivesse uma namorada? Eu não poderia atrapalhar a vida dele daquela forma.

- Não esquente a sua cabeça, vocês duas nunca irão atrapalhar a minha vida. – Ele garantiu. – Sem falar que eu não tenho uma namorada, então não se preocupe com isso. Eu quero cuidar de vocês, não vou deixar que aquele homem volte a fazer mal a nenhuma das duas. - O castanho se levantou e deixou um selar na minha testa e outro na testa de Eun Bi. - Eu vou sair pra comprar algumas coisas, coma e descanse junto com a sua filha, você precisa descansar também. - Após isso, o maior se retirou do quarto.

Coloquei Eun Bi deitada na cama de casal e logo após fiz o que Jin havia dito: alimentei-me e então sai do quarto para colocar a bandeja na cozinha. Assim que subi as escadas novamente, eu fui em direção ao quarto e me deitei juntamente com a minha filha. A abracei, trazendo-a para mais perto de mim, e tentei descansar. Meus pensamentos estavam a mil por hora e eu realmente estava precisando de um tempo de descanso. Precisava ter energia e ser forte para demonstrar confiança para a minha pequena.

(...)

Algumas horas depois eu acordei. Já era noite e Eun Bi ainda dormia em meus braços. Sai da cama com calma para que a mesma não acordasse. Eu a deixaria descansar bastante, não queria ver seu semblante triste ou cansado outra vez.

Abri a porta do quarto e escutei pessoas conversando na sala. Jin estava com visitas? Eu precisava tanto tomar um copo de água, estava com sede, mas não sabia se deveria descer.
Fique parada na porta até que decidir que precisava ir, não poderia morrer de sede. Fechei a porta do quarto e segui até a escada.

A cada degrau que eu ia descendo o som da conversa se tornava maior, eu reconheci a voz de Jin, mas, além da voz dele, havia a voz de uma garota, o que me fez questionar: será que dava tempo de dar meia volta?
Tarde demais. 

Jin me viu descendo as escadas e então sorriu pra mim. A garota, que estava de costas, percebeu que Jin olhava para a escada, então seguiu o olhar do maior, se deparando comigo logo em seguida.
Ela era muito linda, tinha cabelos loiros e o rosto fino, seu corpo era magro e sua pele era bem clara. Não podia negar, ela ganhava de 10 a 0 de mim. 

Jin havia dito que não tinha uma namorada, certo? Certo!
Então quem era essa garota?

- Me perdoem, eu não quis atrapalhar em nada, apenas queria beber um copo de água. - Eu dei um sorriso envergonhado e cocei a nuca.

- Não precisa pedir perdão. Ainda bem que acordou, S/N, eu gostaria muito de te apresentar a minha amiga, Hwang Eun Bi. - O mesmo deu uma risada, e eu entendi, pois o nome de minha filha também se chama Eun Bi. – Coincidência, não? Ela e a sua filha têm o mesmo nome! Mas pode chamá-la de SinB, assim você não confunde.
- É um prazer conhecê-la, SinB. - Fiz uma reverência e tentei demonstrar a maior educação possível.

- O prazer é todo meu. S/N, né? - Concordei com a cabeça. - Jin me contou sobre você e sua filha, eu sinto muito pelas coisas que aconteceram. Não se preocupe, Jin é uma ótima pessoa e eu me sinto lisonjeada que, por acaso, sua filha tenha o mesmo nome que o meu. - A mesma deu um sorriso e o seu sorriso era lindo, seus dentes eram perfeitamente alinhados e aquela expressão facial combinava com ela.

Antes que qualquer um ali pudesse dizer alguma coisa, escutamos um choro alto e de acompanhamento vinha um "Omma". Eun Bi havia acordado e estava sozinha no quarto.
Sem pensar duas vezes, eu subi as escadas correndo e fui ao encontro de minha filha. Eu prometi que não a deixaria sozinha, porém quando a mesma acordou, em um quarto desconhecido, não me viu ao seu lado.

Assim que abri a porta, a mesma desceu correndo da cama e veio ao meu encontro num estado de choro sentido. A peguei no colo e acariciei seus cabelos, enquanto a mesma escondia o rosto em meu ombro.

- Calma, meu amor, a Omma está aqui. – A acalentei. – A Omma nunca vai deixar você.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...