História I Want To Kiss You - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Lgbt, Romance, Yuri
Visualizações 7
Palavras 2.535
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, LGBT, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Finalmente o que estavam esperando kakakak

Boa leitura ❤❤

Capítulo 5 - Trabalho


Fanfic / Fanfiction I Want To Kiss You - Capítulo 5 - Trabalho

POV Isis

Não sabia nem como começar essa história, mas sentia que poderia ficar a vontade em contar para Teddy

-Então... Desde sempre foi assim, não me lembro como era quando criança mas meu pai e minha avó sempre me defenderam dela -Teddy olhava para mim e prestava muita atenção

-Então por que não defenderam agora? -Ela pergunta com uma voz calma

-Porque não tinha ninguém em casa sem ser nós duas. Ela fez isso porquê eu disse que iria vir fazer trabalho aqui com você

-Ela me conhece?

-Não que eu saiba

-Então não entendi o porque dessa ação dela -Ela se encosta na cadeira ainda me olhando.

-Não foi por ser você, mas sim por ser uma garota, Topaz

-Uma garota, ela acha que você é...? -Olho ela sem dizer nada -A... Nossa! -Ela da um sorriso sem graça, seu rosto cora -Eu vou...Vou ali na cozinha -Se levanta meio atrapalhada e sai olhando algumas vezes para trás. Dou um sorriso mordendo meus lábios e começo a ler um pouco do livro, Teddy volta depois de uns 5 minutos com um pote de morangos

-Já começou a fazer? -Ela se senta novamente

-Ainda não, estava lendo o livro -Digo concentrada

-Ok! -Ela ri -Vou começar a escrever algumas coisas -Ela pega a caneta e seu caderno. Escreve por alguns minutos em silêncio, parava as vezes para me observar discretamente achando que eu não ia ver mas voltava em seguida a escrever

-Olha só, quero esse livro -Digo depois de algumas paginas lidas dando risadas -Ele é muito bom, até onde li

-Ele é ótimo, li três vezes já

-Parece muito com o que estou vivendo, sabe? Me ajuda a como enfrentar problemas quanto a minha sexualidade... -Ela para de escrever pegando um morango

-Sei que não somos amigas, acho que nem colegas mas se quiser conversar sobre eu estou aqui -Diz quando morde o morango o deixando na boca enquanto amarrava os cabelos em um coque improvisado, ela é linda demais senhooorrrr, socorro

-Eu, ah... -Ainda olhando ela

-Isis? -Ela diz passando a mão no meu rosto chamando minha atenção

-Ah sim, eu... eu não sei como conversar sobre isso, você entende?

-Super -Ela diz calmamente -Se sinta preparada antes de conversar -Sorrio timidamente, abaixo a cabeça

-Obrigada

-Pelo que? -Teddy pega a taça de vinho e bebe um gole

-Por entender! Achei que não seria fácil contar a alguém

-Normalmente não é, mas se contar para a pessoa certa fica tudo bem no fim -Ela pisca pra mim dando um sorriso

-Nossa... -Deixo escapar enquanto observo seu sorriso

-Que foi? -Ela pergunta olhando ao redor

-Você, Teddy!

-Eu o que, garota? -Ela da um sorriso ainda meio confusa

-Você é linda, porra -Digo já meio nervosa. Vejo o rosto dela corar e o meu esquentar, a vergonha toma conta de mim rapidamente -Posso usar o banheiro?

-É... É ali -Ela aponta para uma porta no fim do corredor. Ando rapidamente para lá fechando a porta atrás de mim, me apoio na pia a frente me olhando no espelho

-Deus, Isis! O que está acontecendo com você? -Respiro fundo e saio do banheiro depois de alguns minutos andando até a sala -Já conseguiu fazer alguma coisa, Topaz? -Me sento ao lado dela. A garota me olha

-Não! Na verdade bem pouco mas nada realmente concreto -Ela boceja

-Cansada?

-Um pouco! Ainda tenho que consertar minha moto

-Estragou?

-Mais ou menos isso -Ela riu -É só alguns reparos e trocar o freio

-Além de lutar você também conserta moto? -Pergunto olhando ela

-Carro também -Ela sorri novamente -Meu pai me ensinou tudo antes de dizer que não tinha mais filha e sumir por ai

-Ah, desculpe entrar no assunto

-Tudo bem, nunca me incomodou isso -Nossos olhares se cruzam por alguns minutos -Está com fome?

-Um pouco. Mas eu já vou indo -Olho pela grande varanda que havia ao nosso lado -Já está escuro melhor eu voltar -Digo já guardando minhas coisas.

-Eu te levo até seu carro -Ela se levanta em seguida e me guia até o meu carro

-A não -Digo ao se próxima do mesmo vendo o pneu da frente encostado no chão -Que merda!! -Dou um chute no mesmo. Teddy se abaixa do lado da roda olhando

-Calma nervosinha, é fácil de consertar. -Ela se levanta e vai até uma pequena porta ao lado da grande garagem da casa trazendo um negócio vermelho em mãos. Ela coloca o mesmo embaixo do carro fazendo ele levantar

-Como isso se chama? -Nunca tinha visto aquilo na vida

-Se chama macaco, ele serve para levantar o carro

-Até ai eu descobri sozinha, obrigada -Ela da risadas

-Me empresta as chaves do carro? -Entrego as chaves e a garota vai até o porta malas, ao abrir logo tira um pneu de lá levando o mesmo até a frente do que estava sendo trocado. Ela para ali, tira sua jaqueta do corpo colocando no banco dianteiro do carro, seu corpo estava a mostra e eu não pude deixar de olhar era perfeito de cima a baixo, não tinha defeito algum. Seus seios eram razoavelmente grandes, seu abdômen de dar inveja... MEU DEUS!! PARA ISIS

-Pronto!!

-Já? Quer dizer... Que bom -Que pena, a vista estava ótima -Ela me olha limpando as mãos em um pano

-Sei que quer se livrar de mim então fiz o mais rápido possível -Ela sorri

-Ainda bem que sabe

-A nossa, ok então -Ela sorri pra mim meio tímida -Amanhã no mesmo horário

-Claro, senhorita Topaz -Entro no meu carro e saio em disparada, só não mais que o meu coração naquele momento "O que pensa que está fazendo, Isis? Ela é fruto proibido pra você"

POV Teddy

Ok, aquela noite tinha sido estranha. Ou a Isis estava mostrando interesse ou eu estava ficando louca mas provavelmente a segunda opção é mais óbvia ela nunca teria algum tipo de interesse em mim... se bem que ela disse que sou linda, a sei lá estou confusa.

Ainda parada na frente da garagem, olhando em direção ao carro de Isis.

-Essa garota ainda vai me matar só não sei se vai ser de amor ou de ódio -Balanço minha cabeça e me abaixo para pegar o macaco do carro, ao fazer isso percebo que deixei minha jaqueta dentro do carro dela -Aaaa que inferno, não creio nisso -Passo as mãos no cabelo, pego o macaco e guardo dentro da garagem em seguida entro em casa. Vou até a mesa onde estávamos e me sento ainda com a cabeça cheia de teorias loucas, pego minha taça a frente e tomo o resto do vinho levando as duas taças para a cozinha. Deixo encima do balcão e subo até meu quarto, pego uma toalha no closed e vou para o banho.

A campainha toca no andar de baixo enquanto ainda estava no banho

-Porra, mas bem agora? -Estava sozinha em casa ou seja? Não tinha ninguém para atender! Pego a toalha, me enrolo nela e corro até a porta.

-Eu estava no banho e isso é sagrado pra mim então espero que seja muito importante se não... Isis? -Ao ver quem era na porta fico surpresa

-Eu... Eu vim devolver sua blusa! -Eu estava corada, tenho certeza. Ela me olhava descaradamente sem ao menos tentar disfarçar

-O-Obrigada! -Eu estava nervosa, era bem óbvio e acho que até ela percebeu. Ela estende a mão ainda olhando para o meu corpo. Pego a jaqueta

-Está sozinha? -Ela finalmente me olha

-Estou! -Seguro a jaqueta em mãos

-Ótimo! -Ela avança até mim e me beija. ELA ME BEIJOU, VIADOOOO!!!. Sem saber muito bem como agir, apenas retribuo o beijo intenso que estava recebendo, esperei por esse momento por muito tempo e não iria desperdiçar. Ela me encosta na parede ao lado da porta e entrelaça suas mãos pelo meu pescoço, as minhas vão automaticamente até sua cintura trazendo a mesma para mais perto de mim colando nossos corpos. Nossas línguas travavam uma batalha para ganhar espaço e no fim acabo ganhando, ela desce suas mãos pelo meu corpo que, estava coberto pela toalha, até minha cintura apertando a mesma e me fazendo soltar um suspiro durante o beijo. Ela finaliza o beijo mordendo meu lábio inferior, aquele beijo havia me tirado o fôlego deixando minha respiração ofegante. Abro meus olhos finalmente e ela faz o mesmo seus lábios estavam inchados e provavelmente os meus também, seu batom vermelho borrado mas por um ótimo motivo. Ela me olha por alguns instante e se aproxima novamente, sua boca vai de encontra ao meu ouvido e sussurra:

-Não conte o nosso segredo!! -Dá um beijo calmo no meu pescoço e sai rapidamente pela por. Ainda estava em estado de choque mas ouço o seu carro sair em seguida, minhas mãos vão de encontro aos meus cabelos

-O que acabou de acontecer? -Digo ainda sem acreditar ou entender. Ando devagar em direção a escada com um grande sorriso no rosto, Isis Smith tinha me beijado e que beijo, meus amigos rs!! Mau podia acreditar que finalmente isso aconteceu.

Chego no quarto e me sento na beira da cama, olhando o chão tentando entender o que havia acontecido

-Ela me beijou! -Dou risadas -Ela me beijou, Meu Deus -Rindo sozinha e muito feliz volto para o meu banho onde demorei mais alguns minutos. Saio do mesmo agora devidamente vestida... Ok! Nem tão definitivamente assim, usava uma camisa larga preta e um shorts onde estava coberto pela camisa. Desço novamente até o andar de baixo e assalto a geladeira pegando alguns doces e latinhas de Coca Cola. Corro para a sala e me jogo no sofá já ligando a TV e colocando Grey's Anatomy pra rodar, depois de uns 4 episódios acabo pegando no sono.

Acordo pulando do sofá com o despertador do celular tocando no último volume. Me levanto do chão ainda meio tonta de sono e desligo o despertador, bocejo morrendo de sono e subo para o quarto me arrumar. Me visto com um shorts preto e um body da mesma cor, coloco minha jaqueta de couro inseparável, meu coturno e faço minha maquiagem. Desço depois de alguns minutos já com a mochila nas costas e as chaves da minha moto em mãos, sinto cheiro de café no andar de baixo tinha certeza que era Bernard

-Bom dia, senhorita Topaz -Diz o senhor antes mesmo de me ver

-Bom dia Bernard, e é Teddy não senhorita Topaz. Já te disse isso -Pego minha caneca do Harry Potter no armário, sim eu sou nerd e obcecada por Harry Potter! Sou da Gryffindor (Grifinória), e meu patrono é uma fênix, está ai minha ficha de bruxa em Hogwarts rs!!

-Ainda não me acostumei -Ele sorri. Dou um sorriso de leve e pego um pouco de café -Hoje eu faço o almoço?

-Faz sim, Bernard, mas não venho almoçar -Termino meu café - Vou comer o almoço no jantar -Dou risadas e coloco minha xícara dentro da pia

-Como quiser então -Ele diz gentilmente. Sorrio ao senhor e me despeço em seguida, saindo de dentro da mansão e caminhando até minha querida Harley Davidson dos anos 90, eu amava essa moto mais do que a mim mesma! Subo nela ligando a mesma, em seguida dirijo até o Colégio estacionando na minha vaga. Tiro meu capacete e desço da moto sendo novamente recebida por Will, Ashley, Ronnie e Matt

-Oi Gente -Dou um sorriso a eles

-Você está viva, graças a Merlin -Diz Matt com a mão no peito mais rindo

-Por que eu não estaria? -Pergunto descendo da minha moto e arrumando meu cabelo

-Você fez o trabalho com a Isis ontem, não fez? -Pergunta Matt me olhando

-Fiz! Ela não iria me matar dentro da minha casa -Dou risadas. -Na verdade ela quase me mato mesmo mas de outro jeito -Digo rindo e lembrando do beijo

-Como assim? -Pergunta Ashley

-Ah... Ela é irritante, quase me matou de tédio é isso -Falo séria dessa vez tentando disfarçar ou inverter o que dei a entender.

-Aham sei -Diz Will me olhando com um sorriso. Antes que eu pudesse dizer algo o sinal toca

-Vamos gente, temos Educação Física agora -Diz Ronnie, vamos todos para o ginásio menos Will que tinha aula de Química.

Entro conversando com Ashley e Ronnie no vestiário feminino que estava cheio de garotas tagarelando para todos os lados, abro meu armário que ficava entre o de Ashley e Ronnie guardando minhas coisas ali. Algumas garotas saem do vestiário ficando apenas Ashley e eu, pelo menos era o que eu achava

-Terminei com o Paul -Diz Ashley do nada

-Ah, mas por que? -Sento no banco de frente para os armários colocando meu All Star de botinha preto nos pés

-Eu não gostava dele como achei que gostasse. Ele não merecia ficar com alguém que não tem certeza do que sente -Termino de por os tênis e olho para ela que estava encostada no armário

-E não está errada -Me levanto fechando meu armário -Ele iria sofrer mais ficando com você do que terminando

-Estou gostando de outra pessoa, Teddy -Olho ela

-Mais um motivo que foi bom ter terminado...

-É você a pessoa, Teddy -Ela diz antes de eu terminar de falar, se aproximando de mim.

-Ah, Ash, eu não posso corresponder a isso

-E por que não? -Ela me prende no armário entre ela e o mesmo

-Porque eu também gosto de alguém -Penso em Isis. Passo por baixo do braço dela me afastando -E eu só vejo você como amiga, nada mais -Ashley da um sorriso mas dava pra ver a decepção em seus olhos. Ela sai do vestiário com a cabeça baixa e eu respiro fundo

-Mais uma com Crush em você, Topaz? -Me assusto com a voz repentina e olho para trás revelando a garota que tanto mexia comigo, Isis Smith

-A única que eu quero que tenha me beijou ontem e até agora não entendi o porquê -Dou um sorriso de lado e mordo de leve meus lábios. Isis cora levemente e pigarrei

-E.. E eu posso saber quem é? -Ela da um sorriso

-É uma garota ai, ela pediu para não contar o nosso segredo -Ela me olha meio com vergonha e observa meus lábios

-Que bom que ela pode confiar em você então -A garota dos cabelos platinados pisca para mim e sai do vestiário

-Você vai me levar a loucura, Smith. Balanço a cabeça rindo e saio do vestiário

A aula de hoje era sobre basquete, de todas as garotas eu era a que mais participava e sempre depois das aulas ficava mais um tempo na quadra de basquete jogando sozinha, fazendo alguns arremessos e jogadas. Depois de quase 20 minutos do fim da aula, fui para o vestiário me arrumar. Ao adentrar o mesmo escuto vozes que pareciam altas demais para um simples conversa e uma delas era masculina. Me escondo atrás do meu armário e escuto

-Por que, afinal, terminou comigo, Isis?

-Ai Fellipe, me deixa em paz. Já expliquei varias vezes o porque, eu percebi que não gostava de você

-Você disse que me amava

-Eu estava bêbada

-Bêbada? Namoramos por 2 anos e meio

-Eu bebi pra caralho -Ao ouvir isso me seguro para não rir

-Quem você pensa que eu sou? -Diz Fellipe mais alterado ainda

-Você está me machucando, Fellipe, me solta

-Você acha que pode simplesmente terminar comigo assim? -Agora ele gritava

-Me solta por favor, está doendo -Escuto a voz de Isis agora quase chorando. Saio rapidamente de trás do armário

*-Solta ela, Fellipe!!* 


Notas Finais


Comentem, gente, pleaseeeee


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...