1. Spirit Fanfics >
  2. I want to know how deep is the sea in your heart >
  3. Capítulo unico

História I want to know how deep is the sea in your heart - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


rwby7 mal acabou e eu já sinto falta deles
título da história tirado da música "barefoot" da summer soul, recomendo ouvir enquanto leem.
espero que gostem :)

Capítulo 1 - Capítulo unico


Jaune vivia todos os dias um passo à frente da realidade, como se o seu coração batesse rápido demais, como se cada respiração sua tremesse o seu corpo inteiro, como se o mundo todo precisasse se apressar para acompanha-lo; como se, fosse lá o que estivesse do outro lado do arco-íris fosse especial – importante – demais para que esperasse apenas mais um momento, um minuto, quem sabe um mísero segundo. Como se o que o estivesse aguardando ao final da linha de chegada possuísse uma força magnética sem igual, tão forte que o seu olhar permanecia preso à frente, nunca vacilando.

Ren vivia todos os dias como se fossem os mesmos. Se alguém lhe dissesse que, se por um único dia, ele não parasse para observar as orquídeas crescendo do lado de fora da cafeteria, elas ainda estariam ali no dia seguinte, Ren provavelmente lhe responderia que a normalidade do dia-a-dia era tão bela em si própria quanto a mudança. Ren mantinha seus pés no chão, embora sua cabeça vivesse nas nuvens, e os seus olhos, acordados, estivessem fechados em uma rotina tão intrinsecamente perpétua que a menor das mudanças lhe causava grande admiração.

Não era dizer que eles não tinham seus momentos. Mas suas paixões eram diferentes, e a ardência com a qual amavam cada pequeno detalhe de suas vidas pulsava em uma frequência destoante, como uma orquestra sem maestro. Tal como duas peças de lados opostos de um quebra-cabeça, que, com um pouco de insistência, encaixavam-se, mesmo que sempre houvesse entre eles aquele visível centímetro indicando que, talvez, não houvessem sido feitos para completarem um ao outro.

Mas, como ambos haviam concluído, havia certa beleza na incerteza. Um quê de calmaria em saber que nada no mundo houvera sido feito sobre medida – não eles, e, decerto, não seus sentimentos. Que estavam todos ali em queda-livre, desesperadamente procurando por um ponto sólido de emoção no qual pudessem se segurar.

Qual maior declaração de amor que a insistência repetida e cautelosamente cultivada?

Por isso, quando Jaune soltava sua mão para correr à frente, procurando por algo além do que conseguia enxergar, quando ele acordava mais cedo para observar o céu escuro da madrugada, Ren o observava ir sem desespero porque, de forma semelhante, mas não exatamente igual a tudo mais na sua vida, Jaune era a parte mais bonita da sua calmaria.

E, quando Jaune olhava por cima do ombro, para onde Ren ainda estava, dormindo um sono sem estrelas, respirando sutilmente, seu coração batia, tentando quebrar suas amarras, porque em uma vida de tantas incertezas e magoas, Ren era o amor que plantara raízes, que se recusara a desistir – que o fazia querer parar, respirar fundo, e, por um momento, esquecer do que fosse que estivesse no prêmio do outro lado do arco-íris.

Ren estaria sempre ali, e Jaune nunca podia esperar demais para voltar.

 


Notas Finais


comentários são sempre apreciados. espero que tenham gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...