História I Want You (Jikook) - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Tags Bangtan, Bts, Jeonjungkook, Jikook, Lemon, Parkjimin, Yaoi
Visualizações 120
Palavras 1.397
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Five


— E aí ele me deu um beijo na bochecha e eu idiota achando que iria ser na boca, fechei os olhos. Tem como ser mais otário que eu? E depois fiquei lá com ele o resto do dia e aí nós vimos pra cá. Desde esse dia, que foi ontem, nós não nos falamos. Será que ele não quer falar comigo?

— Claro que não Jungkook. É você, não tem como ser mais otário que isso. E eu acho que sim, porque ele falou normal comigo. — Taehyung me responde, voltando a atirar os dardos contra o alvo que têm em seu quarto. Eu sei lá porque ele quis colocar isso aqui, a mira dele é péssima.

— Eu vou enlouquecer Taehyung. — Me jogo em sua cama.

— É consequência de estar apaixonado.

— Quem disse que estou? — Solto uma risada. — Ele só me atrai.

— Aham, claro que sim. Você sente ciúmes e todas essas coisas só porque ele te atrai. — Fez aspas com os dedos. — Com certeza Jungkook, com certeza.

— Ah Taehyung, não fala asneira.

— Você que vem até meu quarto encher o saco com esse papo do Jimin e ainda por cima nem toma alguma atitude e eu que falo asneira? Me poupe. — Joga um dardo em direção ao alvo, mas acerta a parede. — Que saco!

— Você é péssimo nisso. — Rio da sua cara.

— Você é péssimo nisso. — Tenta imitar minha voz. — Ah cala a boca, só porque você é bom em tudo não desmereça o esforço dos outros.

— Sou mesmo, não tenho culpa se você é desastrado. Parece até o filho do Namjoon.

— Fala isso de novo que o próximo dardo vai ser no meio da sua testa. — Me ameaça.

— E é capaz de você errar ainda, mesmo estando do meu lado. — Provoco e ele levanta a mão com o dardo entre os dedos. É claro que eu pego um travesseiro para me defender, Taehyung é maluco e eu nunca sei quando ele está falando algo por zoeira ou por verdade. Melhor prevenir.

Antes que ele tente me assassinar, alguém bate na porta.

— Entra!

A porta é aberta e para minha surpresa Jimin entra.

E para minha surpresa novamente, ele está todo arrumado. Seu cabelo partido ao meio, sedoso e brilhoso, a blusa branca de botões e a calça preta só o deixam ainda mais lindo.

— Nossa, vai pra onde todo gato desse jeito? — Taehyung também o olha tão de boca aberta como eu.

— Vou sair com um amigo. Meu perfume está contigo né? Não achei ele no meu quarto e aí lembrei que tinha deixado aqui. — Diz, ajeitando a gola da camisa no espelho.

Amigo?

— Ah sim, está aqui. Eu esqueci de te devolver. — Taehyung abre seu armário e pega lá um perfume que Jimin usa quase sempre. — Toma.

— Obrigado. — Ele passa em seu pescoço e em seus punhos. Aquele cheiro invade minhas narinas, me deixando extasiado. Esse aroma é tão dele.

Olho novamente para seu rosto e ele está até de maquiagem, uma bem feita por sinal.

Ele está todo produzido assim para encontrar um amigo?

— Que amigo é esse que você vai encontrar Jimin? — Claro que eu não consego segurar minha língua.

Ele me olha de canto de olho e volta a arrumar sua franja que está para cima, deixando um leve topete.

— Taemin. Como vocês sabem, nós vamos nos apresentar juntos daqui alguns meses. Então ele me convidou para sair para podermos planejar algumas coisas.

Planejar, conta outra.

— Aham. — Meu tom sai irônico. 

— O que foi? — Ele se vira para mim e eu quase faleço. Ele está tão bonito que eu sinto ciúme.

— Nada, se é pra planejar algo por que tem que ir todo arrumado assim? Nas vezes que saímos você nunca se arrumava assim. Não precisa de tudo isso. Ainda mais essa hora da noite Jimin.

Que saco mesmo, meu auto controle é zero.

Ele arquea a sobrancelha, soltando uma risada ainda mais irônica do que o meu tom.

— Você nunca me chamou pra sair Jungkook. Desculpa se isso te  incomoda, mas eu me visto como eu bem entender. Se eu quiser me arrumar bem para sair com o meu amigo, eu vou, e você não é ninguém para dizer alguma coisa. — Ele vai até Taehyung e dá um beijo em sua bochecha.

Jimin anda até a porta e antes de a fechar se vira para mim.

— Ah, e eu também saio a hora que eu bem entender, Jungkookie. — Ironiza meu apelido e sai, batendo a porta com força.

Fico alguns segundos tentando processar toda informação, meio desligado, e após alguns segundos de silêncio, Taehyung dá uma risada alta, tacando um travesseiro na minha cara.

— Se lascou babacão. Nem tem nada com ele e quer dizer algo. "Não estou apaixonado". — Ri mais alto ainda. — Ai ai, conta outra Jeon. — Respira fundo. —  Mas voltando ao foco, sai daqui agora porque eu chamei o Jin para ele me ajudar a aprender a tocar violão e eu não quero você aqui. Anda, xô. — Fez um sinal com a mão para que eu saísse.

— Ah cala a boca, eu já ia sair mesmo. — Levanto e me retiro do quarto, indo para a sala para tentar me distrair.

Encontro Namjoon com o controle do Xbox em mãos e vejo ali a oportunidade perfeita para tirar esse loiro da minha cabeça.

— Posso jogar com você Hyung? — Alterno o olhar entre ele e a tela, ele está jogando resident evil.

— Claro, senta aí.

Ficamos um bom tempo jogando e digamos que eu fiquei checando o horário a todo momento. Vi as horas passar e nada do Jimin.

Por volta de uma e meia da manhã, Namjoon se levantou e foi dormir, me deixando sozinho jogando.

Agora, são três da manhã e ele ainda não apareceu. Eu tenho certeza que Jimin está ficando com ele. Que raiva.

Quase quebro o controle, matando os zumbis imaginando a cabeça de Taemin ali.

Exatos vinte minutos, a porta se abre e Jimin entra, me fazendo pausar o jogo na hora.

Vou até ele e deparo que sua camisa está um pouco amassada e seu cabelo desarrumado. Contudo, o que mais me deixa nervoso é sentir um perfume que não é dele em sua pele.

— Jimin, olha a hora que você volta. — Falo e ele se assusta, ainda não havia me visto, já que a única iluminação da sala é a televisão.

Ele me ignora e passa por mim, indo para o seu quarto.

Antes que ele chegue, agarro seu punho.

— Você ficou com ele né? Eu sabia!

— Me larga Jungkook. — Ele puxa seu braço de volta para si. — Se eu fico ou não com alguém isso não te diz respeito, agora com licença.

— Você está com todo desarrumado. Transou com ele né? — Deixo meu ciúme extravasar.

Ele vira seu rosto para mim e eu consigo ver a raiva em seus olhos.

— É assim que você me enxerga Jungkook? Eu estou assim porque estou extremamente cansado, vim dormindo no carro dele e minha roupa amassou. Mesmo ele sendo meu amigo, nos encontramos profissionalmente.

— Profissionalmente, aham. Claro que sim Jimin. — Reviro os olhos.

— O que é Jungkook? — Ele eleva seu tom, extremamente irritado.— Quem é você pra decretar algo? Não é nada meu e muito menos íntimo de mim, não sei nem porque estou perdendo meu tempo te dando explicações. — Cruza os braços.

— Larga mão de ser mentiroso, eu sei o que vocês fizeram. Você tem bem cara de quem faz isso mesmo. Não sei nem porque estou surpreso.

Sua expressão muda de raivosa para chateada, e é aí que percebo a besteira que acabei de falar.

Ele descruza os braços e abaixa a cabeça, balançando ela negativamente.

— Jimin... Eu... — Tento me aproximar mas ele se afasta.

— Some, eu não quero falar com você. — Ele olha mais uma vez para mim e vejo que seus olhos estão levemente marejados, isso me atinge certeiramente.

Jimin vira de costas e entra em seu quarto, fechando a porta com força.

Eu sou mesmo um idiota.













Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...