História I Want You More and More - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Shadowhunters
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Clary Fairchild (Clary Fray), Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), Jocelyn Fairchild, Magnus Bane, Personagens Originais, Simon Lewis, Valentim Morgenstern
Tags Clace, Dança, Malec, Mizzy, Musica, Romance, Shadowhunters
Visualizações 9
Palavras 1.510
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, LGBT, Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oie gente! Uau que surpresa me ver postando algo, realmente. A minha volta não é algo certo, então esperem um pouco. Eu darei as devidas satisfações à quem se importa realmente


Apreciem o Cap ^^

Capítulo 1 - So hold on


Fanfic / Fanfiction I Want You More and More - Capítulo 1 - So hold on

 

P.O.V Alec

Não sei o que deu em mim para aceitar o convite de Izzy para sair esta noite, mas aqui estamos. Em uma boate, que por sinal era muito famosa. Jace e Izzy pareciam cada vez mais animados e eu confesso que estava nervoso. Nunca estive em um lugar assim e se dependesse da minha decência, nunca ousaria pisar em um lugar desses na minha vida. Mas como minha irmã santíssima disse: "Bye Bye, consciência do Alec" 

Suspiro e sopro uma mecha do meu cabelo que caía sobre meus olhos. Meu cabelo sempre estava uma bagunça, hoje não era uma exceção. Olho para minha roupa tentando achar alguma coisa errada, mas parece que Izzy havia me vestido para "matar". Uma calça jeans colada e uma camisa social levemente aberta. Eu usava por insistência minha uma jaqueta de couro preta com alguns espinhos prateados e uma luva no mesmo estilo sem os dedos. Reviro os olhos e entro silenciosamente atrás dos meus irmãos super animados. Izzy olha rapidamente para mim e dá uma risadinha travessa. Isso já basta para me deixar totalmente ansioso. 

Quando entro totalmente no estabelecimento, observo cada detalhe e quase perco o ar ao ver que tinha pole dance. O lugar tinha pouco iluminação, imagino que era para deixar um clima mais intenso e misterioso. Talvez seja uma forma de atrair o interesse, mas se for essa a ideia, conseguiram bem. Tinha muita gente por todos os cantos. Bebendo, dançando e se pegando. O clima era pesado, porém quente e excitante. Confesso que estava impressionado e quase boquiaberto. Havia um espaço especial para danças mais... ousadas. Algumas mulheres e homens dançavam sexualmente sobre palcos. Realmente era muito sexy tudo isso.

Engulo o seco e vejo Izzy e Jace piscarem para mim antes de irem atacar quem quer que seja a presa deles. Suspiro revirando os olhos e vou em direção do bar. Eu estava totalmente perdido? Sempre, em momento algum da minha vida eu estava totalmente confiante ou certo de alguma coisa, porém eu sempre fui determinado. Eu estou determinado à fazer dessa noite inesquecível, nem que tenha que transar com alguém no final da noite. Algo que com certeza não seria tão terrível assim. Olhando bem para os lados eu posso ver vários caras bonitos e possivelmente interessantes. 

Esse lugar era totalmente eletrizante. Eu me sentia meio preso em alguma nuvem de excitação e luxúria. Talvez seja loucura da minha parte, mas eu me sentia queimar. Não era de fato desagradável, mas algo em mim parecia procurar algo. Logo ouço várias palmas e uma certeza agitação em uma parte meio distante da entrada da boate, por total curiosidade, eu vou lá. Algo parecia me puxar para aquela multidão agitada. Me infiltro entre toda aquela gente, algo quase impossível pelo meu tamanho. Eu sentia alguns olhares sobre mim e por um momento me deixei sentir que estava sendo desejado. Porém logo minha atenção é totalmente focada para a vista na minha frente. 

Era um palco que só tinha uma luz. Ela estava iluminando um dançarino. Ele estava de cabeça baixa e escondia seu rosto, mas rapidamente pude ver uma sombra do seu rosto. Confesso que tudo em mim parecia paralisado assim que vi esse homem. Ele era encantador. Eu me sentia quase boquiaberto. Ele era a perfeição, a luxúria e sensualidade em pessoa. Um arrepio passa por todo o meu corpo assim que o analiso totalmente. Ele estava totalmente de preto, seu corpo estava envolto de várias peças de roupas. Um capuz que cobria quase todo o seu rosto. A touca do capuz tinha duas pontas apontadas para cima, me lembrava totalmente orelhas de gato. Ele calçava botas de cano grosso preto. Logo uma batida ritmada começa à tocar e ele começa seu show. 

Seus movimentos eram sincronizados com a música e me deixavam tentado à me aproximar. Meu olhar não deixava de admirar seu corpo. Era uma perfeição, que eu não queria que estivesse tão coberta. Quando ele se vira em minha direção, eu sentia meu coração na mão e minha respiração irregular. Eu tinha a impressão de que ele olhava para mim enquanto dançava. De repente tudo era uma grande escuridão e só existia ele dançando para mim.

A luz o seguia e parecia que ele era somente a única coisa existente ali. Eu realmente acreditava nisso, até que a música acaba e ele se curva para agradecer as palmas. Eu ouvia assobios, gritos e era uma bagunça para tentarem alcançar ele, porém eu só conseguia o olhar. Ver o quanto ele era lindo, mesmo com toda aquela roupa desnecessária, então eu comecei à ser empurrado e a multidão foi aumentando. Volto rapidamente à realidade e saio dali antes que me metesse em problemas. 

 

P.O.V Jace

Izzy e eu trouxemos Alec até aqui para o distrair e divertir, mas confesso que desde o início a ideia me animava. Era claro que eu queria também uma distração e diversão. Ultimamente eu ando mais focado no trabalho, se isso é possível. Aquele velho só queria saber do futuro daquela empresa de merda e eu? Eu quero curtir a vida com todos os direitos que eu possa ter. Olho para este lugar distraidamente. Eu estava um pouco louco, apesar de não ter bebido nada, porém estava louco de vontade de conhecer novas presas. Sorrio com esse pensamento até que de repente algo esbarra em mim. Era uma ruiva baixinha. E ao que parece meio estressada. Olho para ela com um sorriso indiferente. 

- Acho que alguém aqui deveria olhar por onde anda, apesar que com essa altura deve mesmo ser difícil. 

- Olha aqui, seu idiota. Quem estava parado com uma cara de viajado bêbado é você, então não se mexa comigo - Ela me lança um olhar irritado e tenta sair dali, mas a seguro pelo braço. 

- Opa opa. Acho que alguém deve desculpas à outro alguém - Ela olha para mim cara com um deboche ácido e eu mudo de assunto - Quando você vai se apresentar? 

- Tenho cara de dançarina? 

- Você pode ter qualquer cara e fazer o quê quiser - Ela me olha demoradamente.

- Bem... se você quer tanto me ver nesses palcos, então se prepare - Ela vem mais para perto de mim e sussurra sorrindo - Meu show é sempre na hora que eu quiser, então me aguente, porque você vai se impressionar, loirinho. 

Ela saí dali rapidamente me deixando totalmente sem fala. Aquela ruivinha com toda certeza está no topo da minha lista e não faz questão de sair. Sorrio e vou em direção ao bar para pegar alguma bebida. Talvez me distrair um pouco antes do showzinho dela. Me pego pensando em sua roupa, em seu rosto e em seu corpo todo. Seus olhos de expressão quase inocente, sua boca pequena e chamativa, seus cabelos ruivos que me lembravam chamas, seu corpo que na minha visão era perfeito à sua medida. Seu jeitinho desafiador e determinado me chamava atenção, além da sua confiança e forma livre. Seus movimentos eram tão seguros, mas sempre pareciam à levar para caminhos difíceis. Alguma coisa em mim não conseguia parar de supor coisas sobre ela. Era um desejo enorme de a conhecer. Talvez isso seja besteira, mas eu não consigo olhar para mais ninguém. Eu só consigo ansiar sua apresentação. 

- SENHORAS E SENHORES SE PREPAREM. LÁ VEM ELA, LUST FOX, PARA UMA APRESENTAÇÃO SURPRESA!

Eu rapidamente vou na direção da voz. Era um palco escuro com três poles. Na frente deles, três mulheres e no meio eu podia ver ela. Seu corpo marcado por uma roupa mais ousada e que marcava mais a perfeição de seu corpo. Confesso que ela ficava incrível vestida assim. Ela trajava um tipo de maiô roxo escuro. A roupa tinha várias pedrinhas brilhantes e formavam uma espécie de pequena estampa. A roupa marcava suas coxas, um pedaço da barriga e sua bunda. Reparei também na bota que ela calçava. Era uma bota com a cor vinho e com o salto grosso e alto. Me deixava um pouco chocado a capacidade dela dançar com isso nos pés. 

A música começou e ela, junto com as outras duas garotas, começou sua apresentação. Eu só conseguia prestar atenção nela e em seus movimentos sensuais. Ela parecia estar envolvida na dança, sem nem prestar atenção direito na sua plateia. A forma como ela dançava e olhava para mim era como uma provocação desafiadora. Eu me sentia quente e facilmente excitado. Era quase que impressionante a forma como ela conseguia me deixar quase babando.

A música que tocava só me deixava mais certo de que a apresentação era quase uma indireta para mim. O jeito que ela me olhou quando a música acabou foi tão divertido e travesso. Acabei me tocando que estava na frente do palco com as mãos apertando as bordas do palco. Eu estava quase indo até ela no meio da apresentação. Lembro das suas palavras e me sinto um completo idiota. 

"Então me aguente, porque você vai se impressionar, loirinho."


Notas Finais


E foi isso, povin ^^

A Fanfic não é fixa, eu só comecei à escrever sem saber o rumo dela, até agora eu não sei ksk '^^


Até o - talvez - próximo Cap <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...