1. Spirit Fanfics >
  2. I Was Made >
  3. Riki

História I Was Made - Capítulo 33


Escrita por: ohannasan

Notas do Autor


Oieee meu amoresss cheguei, peço mil desculpas por não ter postado ontem, mas o meu dia foi muito cheio e não tinha conseguido escrever nem um a quanto mais um cap inteiro.

Então sem mais delongas boa leitura 😚🌸💖

Capítulo 33 - Riki


Fanfic / Fanfiction I Was Made - Capítulo 33 - Riki





Após chegar em casa e colocar Riki para dormir adequadamente, pensava a respeito sobre a conversa que teve com Sakura. Ela tinha razão, não poderia ficar alimentando medos com relação a Hayato, ele já demonstrou de todas as maneiras que a amava e agora era sua vez de mostrar para ele que também o ama. 




Prepararia um jantar especial para ele, isso ela tinha certeza que conseguiria. Já sobre uma noite especial, não tinha tanta. Sempre foi confiante, no entanto, com Hayato estava muito insegura sobre as marcas em seu corpo e isso estava a travando de certa forma. Não queria o decepcionar, contudo, sentia que já estava na hora de dar esse passo adiante. 




Em sua última consulta com Riki, ela ganhou de Ino um conjunto de lingerie sexy, que segundo ela era para sair do resguardo com chave de ouro e mostrar para Hayato o porquê dizem que as ruivas são inesquecíveis — riu com a lembrança . Aquela Ino, não toma jeito. Todavia aquela peça veio a calhar no momento ideal, seria hoje a usar o presente e esperava do fundo de seu coração que ele gostasse.




Foi para a cozinha separar tudo que usaria hoje, já sabia quais eram os pratos favoritos dele e os cozinharia. Deixou tudo preparado e cozinhando enquanto ia ao quarto verificar seu pequeno e ele ainda dormia tranquilamente. Foi para o seu quarto, arrumar tudo que precisaria para sua noite com seu amado.



Tomou um banho e hidratou toda a pele, olhou para as marcas que tinha em seu corpo e suspirou triste, esperava de verdade não  decepcionar Hayato. Respirou fundo e continuou com seu ritual, escovou seus cabelos, vestiu o conjunto que Ino lhe dera e por cima um vestido curto de mangas longas preto e como estaria em casa não usou nada nos pés. 



Já pronta voltou ao quarto de Riki e ele estava brincando com os pezinhos tentando colocá-los na boca.



— Oi, meu amor. — Riki abriu um sorriso banguelo enorme para ela. — Dormiu bem, meu pequeno? — Conversava com ele enquanto o retirava do bercinho. — Vamos tomar um banhinho que o papai já está chegando e hoje vamos ficar todos lindos para ele meu príncipe.




Depois de banhado, arrumado e amamentado, voltou para cozinha com Riki, o colocou no carrinho e terminou de preparar o que ainda faltava. Pôs a mesa e foi para a sala aguardar a chegada de Hayato. 





( … )





    Haviam se passado mais de duas horas do horário que ele falou que chegaria e já estava cansada de esperar. Riki já dormia novamente e também já estava ficando com sono.



   O levou para o quarto e o colocou no berço, vestiu-lhe um pijama confortável e o pequeno dormiu mais tranquilo. Logo após foi para o seu quarto e começou a se despir, também vestiria algo confortável. 




Ficou apenas com o conjunto e vestiu um hobby preto de cetim por cima. Sentou em sua penteadeira e passou a escovar os cabelos. Estava tão distraída com a massagem que a escova fazia em sua cabeça que ao sentir um par de mãos em seus ombros, levou um susto daqueles e soltou um pequeno gritinho, arrancando uma risada gostosa do causador de seu espanto.



     Virou-se assustada com a mão no peito, enquanto Hayato ainda ria do seu momento um tanto embaraçoso, no entanto, reparou que seu olhar descia para a parte do seu colo que estavam expostas revelando a alça fina de lingerie. 



O viu engolir em seco, a postura ficou rígida e ele rapidamente virou o olhar para o outro lado, tentando desviar sua atenção daquele local.






                             XXX








 Hayato a muito tempo lutava contra seus desejos, não queria ser invasivo e respeitaria o tempo dela, contudo estava ficando cada vez mais difícil se controlar perto dela. 





Karin era muito bonita e depois da gravidez seu corpo ganhou novas curvas, que estavam mexendo com a mente de Hayato, ele estava um pouco afastado porque não sabia se iria conseguir se controlar mais perto dela e ao chegar em casa — sim aquela já era sua casa — e vê-la assim, tão exposta para ele não conseguiu controlar a fisgada em seu membro.



Virou para sair do quarto, porém antes que pudesse dar um passo sequer foi interrompido pela voz baixa de Karin, que pareceu entrar em cada um de seus poros arrepiando cada um deles.



 

— Hayato-kun, aonde vai? — Sua voz era baixa e muito sensual aos seus ouvidos.


— Hum? — Foi o único som que conseguiu emitir. E novamente a voz, só que dessa vez bem mais perto de si, causando novos arrepios.



— Eu perguntei aonde vai, mas não quero ser invasiva… só que você mal chegou, me deu um baita susto e já está de saída novamente mal falando comigo. Eu fiz algo de errado? — Karin estava achando que ele ficou incomodado com a visão que teve de sua pele. — Se foi por minhas roupas me perdoe, eu sei que as marcas que eu carrego não são  agradáveis a visão.



Ao ouvir aquilo, Hayato virou-se imediatamente para ela, a mesma já estava virada de costas para si, segurava hobby o fechando até o alto do pescoço e seguia na direção do guarda roupas para achar uma roupa adequada. 


Pegou suavemente em sua mão e ela o olhou. Estava com os olhos marejados e as bochechas vermelhas.



— Nunca, jamais, em hipótese alguma, pense algo assim novamente. — A puxou para si, encostando os corpos levando suas mãos ao rosto dela segurando com delicadeza e olhando em seus olhos. — Eu te amo Karin, para mim você é a mulher mais linda de todas e não tem nada em você que eu não ache perfeito. — A deu um selinho.



— Então por que você virou, quando me viu exposta? — O perguntou  porque não entendia as reações dele. 



— Pelo simples fato de que eu não consigo mais ficar só te olhando sem poder te tocar de verdade, Karin. Eu estou ficando louco e se eu ficar perto de você não vou mais me controlar. Você me entende? — Segurava os ombros dela. — Eu te quero demais.



— Hayato-kun… eu também te quero…  e estou pronta pra você meu amor, mas eu tive medo…  eu vi você se afastando e achei que fosse pelas marcas que tenho em minha pele. — Ela falava com os olhos brilhantes.



— Não fala mais isso, você é perfeita do jeito que é, e eu amo cada pedacinho seu. — A beijava suavemente.



— Então me faça sua, Hayato-kun — pediu olhando em seus olhos e segurando o seu colete.




— Tem certeza ruiva? — Agarrou a cintura dela com firmeza. — Depois que eu começar eu não vou mais parar.



— Sim, eu tenho e não, não vou querer que você pare. — Agarrou o pescoço dele e o beijou.




Hayato a beijou com intensidade e suas mãos passaram a passear pelo corpo menor ao seu, sentido a pele macia que ele tanto ansiou para tocar. Se afastou por um momento e a admirou, ela tinha o rosto levemente vermelho contrastando com os cabelos e ele amava vê-la dessa forma a deixava ainda mais bela do que era.  



 Abriu seu hobby e o deixou cair pelo seu corpo, se surpreendeu, ela usava um conjunto muito sexy que acentuou suas curvas.



— Você é muito linda Karin. 



A pegou no colo a levou para a cama e deitou por cima de seu corpo, sem deixar seu peso em cima dela, beijou-a e desceu uma trilha de beijos pelo seu pescoço e colo enquanto suas mãos passeavam pelo corpo sentindo cada pedaço de pele disponível. 



Baixou uma alça da peça expondo o seio grande devido ao leite e logo após a outra e teve a visão dos seios expostos para ele. Olhou para Karin como que pedindo permissão, ela assentiu levemente e se aproximou, lambeu levemente o bico intumescido e Karin gemeu baixinho, segurando em seus cabelos e o colocou na boca chupou de leve pois sabia que estavam sensíveis, ela reclamava muito sobre isso, rodeou a língua pelo bico ainda dentro da boca e partiu para o outro o dando o mesmo tratamento.




Ergueu-se para admirá-la mais um pouco e retirou o restante da peça. Ela era completamente linda, as curvas nos lugares, nem parecia que tinha sido mãe a pouco tempo. Passou as mãos por todo o corpo admirando cada detalhe dela, se aproximou novamente e passou a distribuir beijos por todo o corpo dela. Karin suspirava e chamava seu nome baixinho, lhe provocando arrepios e as pontadas em seu membro só aumentavam. 




Desceu os beijos e chupões por toda a sua barriga e quando chegaria ao seu tão sonhado prêmio, escuta um pequeno choro vindo do outro quarto. O pequeno Riki tinha acordado e estava necessitando da atenção dos pais.


 


— Eu vou lá vê-lo, não se preocupe, eu volto logo.   



   A beijou e foi ver seu filho, que chorava cada vez mais alto.





















Notas Finais


Conjunto: https://pin.it/1kBX2t5
Vestido: https://pin.it/1kBX2t5
Hobby: https://pin.it/5wBQly2


Até mais 😚🌸💖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...