História I will always love you - Capítulo 29


Escrita por:


Notas do Autor


Último capítulo do dia e esse não tá muito legal, não me matem 😬😂 Boa leitura! ❤️

Capítulo 29 - Capítulo 29


Mais um sábado ignorando o meu vizinho gostoso, dizendo que tá apaixonado por mim. Um ótimo dia pra passar o tempo todo com o meu pequeno.

Hoje eu e o Soluço, tínhamos combinado de sairmos pra levar o Lucca pra passear, agora de noite, mas ele ainda não apareceu. Ele que insistiu por esse passeio, mas até agora nada, nenhuma mensagem ou ligação. 

- Mamãe, cadê o papai? - já é a milésima vez que ele pergunta pelo o pai. 

- Meu amor, vamos pra cama. - digo vendo ele no sofá, caindo de sono. 

- Mas e o papai? - ele diz fazendo biquinho. 

- O papai não vem, filho. - seus olhinhos se enchem de água. - Não filho, não chora. - ele começou a chorar. - O meu amor, vem aqui com a mamãe. - pego ele no colo, fazendo encostar sua cabeça no meu ombro, enquanto ele chorava. Passo minha mão em seu cabelo, o acalmando. Levo ele pro seu quarto, o deitando em sua cama. 

- Descansa, meu bem. O papai vai tá aqui quando você acordar, tá bom? - ele assente, ainda com lágrimas escorrendo pelo o seu rosto. 

Fico deitada ao seu lado, fazendo carinho em seu cabelo, até ele dormir. Dou um beijo em sua testa e saio do quarto. Vou até a sala e me sento no sofá, pegando o meu celular pra ligar pra Heather. 

- Heather? - digo assim que ouvi um resmungo dela. 

- Oi, o que você quer, praga? - ela diz carinhosamente. 

- Será que você pode vim aqui em casa, olhar o Lucca pra mim? Preciso dar uma saída rapidinha. - digo pegando a minha jaqueta em cima da cadeira. 

- Você vai sair com o vizinho gostoso? - ela pergunta toda animada. 

- Não. Eu vou resolver um problema com o Haddock. - digo tentando achar a minha chave. 

- Chamou de Haddock, significa que não é bom. Tudo bem, depois você me conta, já to chegando aí. - eu assinto e ela desliga. 

Fiquei esperando ela por uns 15 minutos, sentada no sofá, já não aguentando mais esperar.

Eu vou quebrar a cara daquele babaca, por fazer o meu filho chorar. 

Assim que Heather abriu a porta, eu levantei do sofá e saí, sem trocar nenhuma palavra com ela. 

[...]

Desci do táxi assim que ele parou na frente da casa do Soluço. Andei até a porta e abri, já que a mesma estava destrancada. Não tinha ninguém em casa, estava tudo vazio, porém eu vi um recado da dona Valka, dizendo que tinha saído com a Anna. Subi as escadas e fui até o quarto do Soluço. Abri a porta e senti o meu sangue ferver, quando eu vi ele dormindo na cama, com Helena, em seus braços. 

Que lindos, vão morrer queimados enquanto dormem! 

Andei devagar até o canto do quarto e peguei um taco de beisebol que ele deixava sempre ali. Sai do quarto silenciosamente e fui até a sala de música que tinha na casa, com todos os instrumentos que Soluço gostava. 

Hora do show. 

[...]

Soluço Haddock 

Acordei assustado com uns barulhos de algo quebrando, vindo de lá de baixo. Olhei pra Helena, que estava assustada assim como eu. Pulo da cama, sem nem colocar uma camisa, desci as escadas, seguindo o barulho. Percebi que o barulho tava vindo da sala de música, corri até lá e tomei um susto quando vi uma loira, com um taco de beisebol na mão. Eu fiquei sem reação, enquanto encarava a Astrid, destruindo todos os meus instrumentos. 

- ASTRID?! - chamo a atenção dela, que me olhou com um sorriso no rosto. - O QUE VOCÊ FEZ???!!! - gritei nervoso, sentindo o meu sangue ferver, de raiva. 

Ela jogou os cabelos loiros pra trás do ombro e andou até mim. 

- Foi assim que eu me senti quando vi o meu filho chorar pelo pai ridículo dele. - ela disse no meu ouvido e quebrou o taco ao meio, jogando na Helena, que estava atrás de mim. - Acho que quem deveria ficar ligada é você. - ela diz encarando Helena. - Eu posso fazer muito pior com essa sua carinha de boneca vodu. - ela sorriu e saiu de casa. 

Meu Deus, aquela mulher é um furacão. 

Fiquei pensando e ao mesmo tempo encarando todos os instrumentos que estavam destruídos pela sala. 

Astrid Hofferson 

Cheguei em casa e fui pro quarto do meu filho, encontrei Heather dormindo abraçada com ele. Cobri os dois e fui pro meu quarto. Tomei um banho e fiquei pensando em tudo que aconteceu hoje. Saber que eu ainda sinto algo pelo Soluço, dói em mim. Ainda mais quando ele diz que me ama, mas dorme com outra. 

Tem o Eret. Ele é legal, engraçado, fofo, gentil e segundo a Heather, gostoso. Mas é inútil começar um relacionamento com ele, pra tapar os buracos do Soluço. 


Notas Finais


Eu sei, meio curto e tenso, me desculpem, amanhã tem mais dois (e já vou dizendo que são tensos, mas tem um pouco de emoção!😂) ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...