1. Spirit Fanfics >
  2. I will protect you >
  3. Capítulo 5

História I will protect you - Capítulo 5


Escrita por: julyaporlen

Capítulo 5 - Capítulo 5


Fanfic / Fanfiction I will protect you - Capítulo 5 - Capítulo 5



Segunda. 6 de março - 2018.


Harry Styles não era um alfa como os outros. Ele odiava usar sua voz de alfa para conseguir alguma coisa, odiava ser submetido a esteriótipos e repelia ter seu comportamento julgado por qualquer um. Ele não era um babaca como a maioria afinal de contas.


Mas Louis não sabia disse.


O ômega tinha o péssimo costume de tentar antecipar os próximos passos de qualquer um que estivesse perto dele. E no momento Harry Styles era essa pessoa. 


Para Louis naquele momento Harry era o alfa que estava o levando para um lugar desconhecido. Ele não sabia como Harry o trataria, não sabia como o alfa lidaria com sua natureza de ômega e não sabia o que podia ou não fazer.


Greg como todo alfa antiquado tinha suas regras e ele as ditava firmemente para o Tomlinson mais novo desde que o ômega era criança.


"Fique calado quando não estão falando com você"


"Fale apenas quando seu alfa te der permissão"


"Ninguém é obrigado a ouvir seus comentários sarcásticos. Então os engula"


Harry não era assim, nunca foi. Mas Louis não sabia disso. O que ele sabia era que o ômega que estava ao seu lado foi criado por um alfa atrasado e sem moral. Eram por essas e muitas outras razões que ele odiava com todas as suas forças Greg Tomlinson.


Louis não conhecia Harry, nunca havia ouvido falar no alfa e no momento esse fato era o que mais o assustava. Odiava não saber o que iria acontecer com ele e com seus amigos.


― Que bom que eu já te ouvi falar antes ― Harry quebra o silêncio em que aquele carro estava, atraindo a atenção do mais novo ― poderia pensar que você é mudo ― explica.


Harry não tinha motivos pra tratar aquele ômega mau. Na verdade ele pensava que aquele menino nunca havia sido tratado com o devido respeito por seu tio.


― Bom, eu não sei exatamente o que posso ou não falar ― o ômega diz enquanto segura a vontade de revirar seus olhos.


― Você pode falar, perguntar ou comentar o que quiser ― Harry fala claramente ― quando quiser ― completa para que não aja dúvidas.


― Obrigado ― o de olhos azuis murmura.


― Está me agradecendo por te deixar falar? ― Styles pergunta incrédulo com um sorriso frouxo nos lábios.


A expressão do ômega muda de tensa para zangada. Harry não pode deixar de notar a mudança do menor, ele sorri pois a expressão no rosto do mais novo é assustadoramente adorável.


― Não tem graça ― Louis resmunga notando o sorriso do alfa ― eu não sei como devo me comportar ― explica e se arrepende no mesmo instante. Ele não deveria deixar suas inseguranças a mostra.


― Seja você mesmo ― Harry fala enquanto seus olhos focam em entrar na rua de sua casa ― prometo tratar você bem, agradeceria se você fizesse o mesmo. Talvez assim nossa convivência seja agradável ― o alfa diz por fim e desliga o carro.


― Tudo bem ― Tomlinson da de ombros.


Harry sai do veículo e Louis o segue. Eles andam fachada da garagem juntos. Harry joga a chaga do carro para um dos seguranças que estavam ali e vai até a porta da frente. O ômega não pode deixar de notar o jardim bem cuidado e bonito. Harry abre um dos lados da porta dupla para eles e da passagem para que o menor entre primeiro.


A casa era organizada. Harry definitivamente não tinha o gosto grosseiro de Greg para decoração. O lugar era amplo e a luz entrava pelas várias janelas.


― A esquerda fica meu escritório ― o alfa começa após fechar a porta ― a direita a sala que se liga cozinha ― o ômega olha para cada cômodo e passa a seguir o alfa ― aqui é a sala de jantar ― aponta para o cômodo que ficava ao lado da escada ― vou te mostrar seu quarto ― diz e os dois sobem a escada entre os dois cômodos.


― Você mora sozinho aqui? ― Louis faz sua primeira pergunta.


― Sim ― o de olhos verdes fala ― as vezes Liam e Shawn dormem aqui, mas depende das circunstâncias. Não é bom que eles fiquem aqui por muito tempo ― explica e da de ombros.


O ômega queria perguntar o por que, mas sabia que seria muito invasivo de sua parte. 


O mais valho caminha pelo corredor e abre a primeira porta, dando passagem para o menor entrar. 


Louis entra e observa o cômodo com seus olhos atentos. O quarto parecia acolhedor assim como a coxa Flórida que estava na cama. A frente da grande cama haviam duas portas, uma mostrava um banheiro e a outra era dupla, estava aberta e mostrava um armário vazio dentro da parede.


― Uau ― o de olhos azuis deixa escapar.


― Que bom que gostou ― Styles fala e o ômega se vira em sua direção, concordando com a cabeça ― no geral seremos só nós dois ― fala e coloca as mãos nos nossos da calça ― tem uma equipe que vem limpar toda semana e minha governanta fica aqui no período da manhã. Eu saio quase todos os dias pra encontrar o Liam, então vou levá-lo comigo para que veja seus amigos ― um sorriso cresce nos lábios do ômega ao ouvir aquilo.


― Isso seria ótimo ― o mais novo fala alegre.


― Está com fome? ― Harry pergunta e o outro concorda balançando sua cabeça ― vamos, vou arrumar algo para comermos ― da as costas para o mais novo e caminha até as escadas.


― Você vai cozinhar? ― Tomlinson indaga surpreso.


Geralmente alfas não sabiam. Pelo menos não os que Louis convivia. Cozinhar geralmente é trabalho para ômegas ou betas.


― Sim ― o maior da de ombros ― espera. Você não achou que eu te mandaria cozinhar, achou? ― pergunta se virando para o ômega no último degrau. Louis não responde apenas abaixa sua cabeça ― você não é meu escravo, Louis ― fala gentil e volta a caminhar até a cozinha.


Harry definitivamente o trataria melhor do que Greg. Louis poderia dar uma chance para aquele alfa.



Niall já conviveu com muitos alfas graças ao trabalho de sua mãe. Ele Já havia visto diversos tipos de comportamentos diferentes vindos de alfas.


Alguns eram velhos, ricos e antiquados como Yaser outros eram novos, ricos e egocêntricos como os que frequentavam a casa dele e de sua mãe quando ele era criança.


Mas uma coisa o ômega podia afirmar com toda certeza: nenhum deles se parecia com Shawn.


Niall o conhecia a menos de duas horas mais podia afirmar que ele não era como nem um alfa que ele já havia encontrado.


― Está com fome? ― Shawn pergunta enquanto seus olhos estão ficados na estrada. 


― U-Um pouco ― o loiro responde, se xingando mentalmente por ter gaguejado.


Se sua mãe o ouvisse daquele jeito com certeza ela o castigaria por mostrar insegurança perto de um alfa.


― Eu também ― o alfa comenta ― posso fazer alguma coisa pra nós comermos quando chegarmos. Eu não tenho cozinheira, espero que você gosta da minha comida ― ele queria quebrar aquele silêncio constrangedor. Afinal de contas ele e o mais novo conviveriam por um bom tempo.


― Qualquer coisa já está bom ― o de olhos azuis murmura e da de ombros. Aquele alfa o tratava bem, e ele não queria dar trabalho o aborrecendo.


― Ei, Niall ― Shawn estaciona seu carro na frente de uma casa e desliga o veículo. Ele vira seu rosto e encara o ômega que tinha sua cabeça baixa ― você pode falar quando quiser, eu não sou como sua mãe. Você não é só um ômega. Ok anjo? ― gentilmente o alfa coloca sua mão sobre a do menor.


― O-Ok ― Niall concorda. Mendes sai do carro e da a volta no mesmo. Um dos seguranças da casa vai até ele e o cumprimenta. 


― Nós limpamos o porão como o senhor mandou ― o alfa todo de preto fala e Shawn concorda o dispensado com um aceno de cabeça.


Ele abre a porta para o mais novo e sorri quando o ômega fica de pé a sua frente. Niall não conhecia aquele alfa e não sabia nada sobre ele, mas sentia que poderia ser mais feliz ali do que era em sua casa.


― Vou te mostrar a casa e nós vamos comer. Tudo bem? ― o de olhos castanhos pergunta gentil.


― Sim ― Horan assente finalmente erguendo seus olhos para o mais velho.


Com cautela o alfa coloca sua mão em um dos ombros do loiro e o guia pela entrada da casa até a porta. Outro segurança abre a porta para eles e ambos entram.


Niall em outra ocasião com certeza se incomodaria em ter um alfa o tocando. Não era o caso no momento.


Niall não era ingênuo. Ele sabia que Shawn tinha um trabalho não convencional, mas ainda assim ele poderia ser uma pessoa melhor do que Victoria.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...