História I Wish - Neagle - Capítulo 38


Escrita por:

Postado
Categorias Neagle, Rafael "CellBit" Lange, TazerCraft
Personagens Gabriel "Neox" Soares, Mike, Pac, Personagens Originais, Rafael "CellBit" Lange, Victor "Eagle" Trindade
Visualizações 94
Palavras 681
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Slash, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 38 - 38


- Mamãe? – o garoto murmurou assim que ouviu a porta abrir do andar de baixo. Ele desceu as escadas rapidamente, encontrando sua mãe com um sorriso doce nos lábios o olhando.

- Oh, meu filho. O que houve? Parece preocupado com algo...

- E estou, muito, na verdade.

Eagle suspirou. Vamos, força, você precisa fazer isso. Ela é sua mãe. O menor andou a passos lentos e duvidosos até o sofá, fazendo menção para que sua mãe lá de sentasse também.

- Mãe... eu preciso te contar uma coisa...

- Conte, querido – pediu com um sorriso gentil.

- Então...

[...]

- Oh, meu deus. Sabe, a ficha ainda não me caiu, você realmente terá uma criança. Que.. que emocionante, meu bebê está crescendo! – ela limpou algumas lágrimas de emoção que escapavam pelo canto de seus olhos, abraçando seu pequeno a seguir. Eagle riu alto, retribuindo o abraço.

- Eu vou descansar um pouco, okay mamãe?

- Tudo bem, meu bebê.

Ela deu um beijo na bochecha do garoto e o mesmo subiu em direção a seu quarto.

[...]

- Hey – seu namorado apareceu do nada do seu lado, o assustando.

- Neox! Que susto você me deu..

- Ah, desculpa baby – ele deu um selinho no menor, que corou. Alguns olhavam. Uns sorrindo, pois achavam a cena adorável, outros com nojo, mas dos que os olhavam com nojo, eram literalmente quase ninguém, outras nem prestavam atenção.

Neox apertou mais a cintura de Eagle e puxou-o para os armários, do lado dos de ambos, prensando-o ali.

- O q-que você tá fazendo?

- Nada demais, baby, apenas mostrando para os outros a quem você pertence realmente – rosnou, apertando mais a cintura de Eagle, se é que isso era possível.

- Wow, nunca conheci esse lado seu tãaaao possessivo – Eagle deu uma risadinha fofa, puxando o rosto de Neox para baixo para poder o beijar – Gostei. Daí quando eu for um mau menino você vai me punir, não é Daddy?

Neox gemeu só com a voz doce e angelical de Eagle sussurrando em seu ouvido. Parecia tão inocente. Alguns achariam isso. Ah, se eles soubessem como o garoto verdadeiramente é por debaixo dos lençóis..

- Para de gemer, tem mais gente aqui, seu preverso – Eagle riu, fazendo o namorado revirar os olhos.

- Culpa sua!

- Anda, vamos. A aula tá quase começando.

- Tá..

E assim ocorreu pelo resto do dia. Depois de mais algumas aulas, eles foram para casa de Neox.

O mesmo abriu a porta de casa com a chave que estava em seu bolso e, mal dando tempo para Eagle pensar, prensou-o na porta com brutalidade, o fazendo gemer manhoso.

- Você foi um mau menino hoje, Eagle – Neox sussurrou em seu ouvido de maneira lenta e rouca, fazendo Eagle arrepiar-se até o último fio de cabelo com aquilo – Você me deixou duro pra caralho hoje pela manhã e simplesmente me deixou assim, na mão. Sabe que irá receber uma liçãozinha, né?

- Sei sim, Daddy.

- Acho bom mesmo, baby.

[...]

Os dias iam se passando, conforme isso, estava tudo bem. A saúde do bebê estava impecável, o namoro dos dois – era mais que óbvio que eles já namoravam sério, nem precisava de pedido, foi só necessário haver a notícia que um bebê deles estava a caminho e pronto – estava perfeito, melhor não poderia estar.

Eagle estava caminhando calmamente até a casa de Cellbit. Ultimamente o garoto tem andado tão estranho, por isso Eagle estranhava e apenas se preocupava com o amigo.

- Oi! – Eagle sorriu assim que seu amigo abrira-lhe a porta.

- Hey, Vic! – abraçou o garoto.

- Nós precisamos conversar, Cell..

- Diga, amigo.

- Cellbit! Isso é sério, okay?

- Okay, okay.. não está mais aqui quem falou – botou as mãos ao alto em forma de rendição.

- Você me parece estranho, diga-me o que está acontecendo com você.. por favor.. – pediu Eagle com seus olhinhos pidões.

- Tudo bem, tudo bem – Cellbit rendeu-se – Éque... okay, não irei enrolar muito. Eu e o Pac estamos meio que “tendo um caso”, não sei bem explicar a nossa relação, é isso – afirmou o de olhos azuis.

- Oh – murmurou – Mas.. mas isso é fantástico, não?

- Sim, sim! Maravilhoso! – os olhos de Cellbit brilharam – Você nem imagina o quão eu amo ele.

- Imagino sim, amigo, acredite. Imagino sim..


Notas Finais


Hehehehe
Faltam mais só 2 capítulos para a fic terminar :(
Beijão, nos vemos no próximo capítulo ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...