1. Spirit Fanfics >
  2. Ice and Fire - YoonSeok ABO >
  3. Chapter Three - The Past

História Ice and Fire - YoonSeok ABO - Capítulo 4


Escrita por: e _st0rm_


Notas do Autor


Boa noite, boa madrugada, bom dia, boa tarde 💛
Como estão? Espero que bem :)

Demorei para trazer atualização? Demorei, maaas eu estou de volta iruuuul
Aproveitei que hoje é o aniversário do nosso solzinho, vulgo HoSeok (ou Rafael, para os mais íntimos), e da @MiihiiM e resolvi atualizar hoje :)
Esse capítulo está bem grandinho (finalmente consegui escrever muito) e espero, de verdade, que gostem 💛

Boa leitura :)

Capítulo 4 - Chapter Three - The Past


─────── ❖ ── ✦ ── ❖ ───────

CHAPTER 3 - THE PAST

─────── ❖ ── ✦ ── ❖ ───────

 

Todos observavam YoonGi, que estava completamente incomodado. Ele não queria que soubessem tão cedo que ainda existiam dominadores do gelo, mas por causa de um dos mentores seu plano falhou. Aquele que tirou o seu capuz estava completamente impressionado, e o Min pode ver nos olhos dele um pouco de raiva. YoonGi estava planejando correr o mais rápido que podia dali, visto que os dominadores do fogo estavam em pose de ataque, mas antes que pudesse fazer algo um dos de cabelos vermelhos fez com que o fogo que estava numa das tochas fosse em sua direção, que foi interrompida por uma enorme parede de terra. JungKook havia protegido o Min.

 

O que pensa que está fazendo? — O dominador que havia tentado atacar o dominador do gelo perguntou ao ômega de cabelos castanhos usando a voz de alfa, o que não intimidou o menor.

 

Protegendo um amigo. — O Jeon respondeu, usando sua voz de ômega.

 

Ora, seu…

 

— Calem-se! — A mulher de meia idade mandou e se aproximou do dominador do gelo, que se encolheu. — Qual o seu nome, jovem?

 

— M-Min YoonGi.

 

— Você está seguro aqui, está bem? Não deixarei que nada de mal aconteça a você. — Lançou um olhar intimidador aos dominadores do fogo mais jovens e ao mentor que os ajudaria. — Venha, precisamos conversar por um instante. — Pegou na mão do mais novo e o levou para seu yurt.

 

— Sua mãe não gostará nem um pouco de saber disso. — Um dos de cabelo vermelho falou para SeokJin, que encarava o de cabelos brancos se afastar do local acompanhado da senhora de Airtell.

 

— Sei disso. Tenho que arrumar um jeito de descobrir onde eles se escondem e acabar com isso. — O alfa falou, de forma firme.

 

— SeokJin, não. — NamJoon se aproximou do irmão.

 

— Acha que tem algum poder, NamJoon?

 

— Assim como você, sou filho das líderes de Firen, tenho o mesmo poder que você tem. Posso até não ser o primogênito, mas tenho voz aqui. — Os olhos do ômega ficaram na coloração azul, o que assustou SeokJin. — Não ousem machucar aquele dominador do gelo! Se eu souber que algo assim aconteceu, podem ter certeza de que vão ter que me enfrentar, e vocês sabem muito bem que eu nunca perco uma luta! — O Kim falou em um tom de voz alto e, assim que seus olhos voltaram à coloração natural, completou: — Considerem isso um aviso.

 

─────── ❖ ── ✦ ── ❖ ───────

 

— O que a senhora quer conversar comigo? — YoonGi perguntou assim que se sentou sobre um banquinho de madeira que havia ali, se assustando quando a mulher pegou sua mão, afastou a luva e fez um carinho em seu pulso.

 

— Achei que era impossível um outro dominador do gelo ter sobrevivido ao ataque, mas você está aqui e tenho certeza de que muitos outros ainda estão vivos. Estou errada? — O ômega negou com a cabeça. — Eu sei muito bem quem você é, YoonGi.

 

— Como assim? — Recolheu sua mão e ajeitou a luva.

 

— Você não sabe? — O de cabelo branco negou. — Depois da guerra que nos separou em cinco alcateias, uma dominadora do ar revelou uma profecia antiga: “Numa noite de lua cheia, gelo e fogo irão se misturar, e aquele que nasceu de cabelos brancos irá se libertar”. Eu não porque, mas sinto que você é o escolhido, que é o ômega da lua.

 

— Como pode sentir isso?

 

— Eu não sei, mas minha intuição nunca falha.

 

— Essa profecia foi a causa do ataque?

 

— Acredito que sim, querido, mas você pode mudar as coisas. — A mulher sorriu. — “Gelo e fogo irão se misturar”; você e um dos dominadores do fogo farão a diferença, ele vai te ajudar a libertar seu verdadeiro lado.

 

— Não, não! — O ômega se encolheu em seu lugar.

 

— Eu sei que deve ser difícil se aproximar deles por causa do que aconteceu anos atrás, mas tudo vai se resolver quando você se libertar. Vocês dois podem arrumar essa bagunça causada por JungSuk. — Segurou as duas mãos do Min. — E enquanto você não encontrá-lo, não estará sozinho. Eu estarei ao seu lado e o seu guardião também.

 

— Guardião?

 

— Todos nós temos um guardião, YoonGi. Eles nos protegem e nos ajudam quando precisamos, estando encarnados em pessoas próximas ou aparecendo em sonhos. — Fez carinho nos cabelos brancos do mais novo. — Você nunca vai estar sozinho.

 

─────── ❖ ── ✦ ── ❖ ───────

 

Após anoitecer e quase todos terem dormido, NamJoon saiu do yurt que dividia com HoSeok e foi até o riacho que havia ali perto. O ômega, depois de conferir que não tinha ninguém por perto, se colocou de joelhos, tirou o colar que continha uma pedra da lua de seu pescoço e o colocou no chão, logo proferindo palavras da língua antiga de olhos fechados. Quando os abriu, sua íris estava com cinco cores: branco, vermelho, marrom, amarelo e azul; e a sua frente estava uma das deusas da Constelação Lúpus.

 

— Se levante, meu filho. — NamJoon, então, obedeceu a mulher.

 

— O escolhido é ele, não é?

 

— Sim, e ele está correndo muito perigo estando exposto, mas o outro escolhido também está aqui e você sabe o que deve acontecer.

 

— O que eu tenho que fazer agora, senhora? — O Kim perguntou, logo tendo o seu rosto acariciado pela divindade que estava na sua frente.

 

— Se aproxime aos poucos dele, criança, e tente aproximá-lo dele. Já está na hora da profecia ser cumprida.

 

─────── ❖ ── ✦ ── ❖ ───────

 

HoSeok acordou em um lugar muito frio. Quando se levantou percebeu que estava em um lugar completamente congelado, estando cercado por diversas árvores secas, e que tinha um lugar que estava mais iluminado que os outros. O alfa começou a andar naquela direção e paralisou quando viu diversos yurt’s pegando fogo e algumas pessoas correndo em direções diversas, tentando fugir. Ao se aproximar mais ainda, reconheceu a líder alfa de sua alcateia, WheeIn, que estava com um sorriso satisfeito enquanto observava tudo aquilo, além de ordenar que seus soldados matassem aqueles que tentavam fugir, o que fez o Jung perceber o que era aquilo. O ataque à alcateia de Nerta.

 

O Jung acordou desesperado e, quando passou a mão pelo rosto, percebeu que estava chorando. Não sabia o que aquilo significava mas havia lhe trazido uma sensação ruim. Ver todas aquelas casas, todas aquelas pessoas tentando fugir e sendo atingidas o fez perceber o quão monstruoso aquele ataque havia sido. O alfa era criança quando aquilo aconteceu e, quando enfim teve consciência do que a sua líder havia feito, não concordou nem um pouco com aquela atitude dela. Aquilo era horrível, desumano.

 

— Hobi, está tudo bem? — NamJoon perguntou, preocupado, assim que entrou no yurt e viu o amigo daquela forma.

 

— Eu sonhei com o ataque contra Nerta. — O alfa respondeu e o ômega se aproximou do outro, o abraçando fortemente quando este voltou a chorar. — Tanta destruição e tantas pessoas mortas. Foi horrível.

 

— Eu sei, Hobi. Eu também já sonhei com isso e não foi uma experiência muito boa. Foram tantas vítimas, e tudo isso por nada.

 

— Queria que pudéssemos voltar no tempo, queria ter nascido antes para tentar impedir isso de acontecer. Por que fizeram aquilo?

 

— Uma profecia. — NamJoon respondeu, fazendo carinho no cabelo do mais velho em uma tentativa de o acalmar.

 

— Profecia? Eles mataram quase uma alcateia inteira por causa de uma profecia?

 

— Você sabe que JungSuk contaminou quase todos os dominadores do fogo com esse pensamento de que somos maiores e mais fortes. A profecia dizia que um dominador de Nerta iria se libertar quando gelo e fogo se misturassem e se mostraria o mais forte de todos, e isso provocou raiva em todos os de nossa alcateia na época, e foi por isso que...a minha omma fez aquilo. Ela não queria que a profecia se cumprisse, e para isso resolveu aniquilar os de Nerta.

 

─────── ❖ ── ✦ ── ❖ ───────

 

— Jinnie, venha conhecer o NamJoon. — Hwasa chamou pelo filho, que foi andando lentamente na direção da mãe e, quando parou ao seu lado, começou a encarar o pequeno bebê que estava coberto por um manto branco.

 

— Esse é o meu irmãozinho? — A criança de 2 anos perguntou, com seus olhinhos brilhando. O pequeno alfa sempre quis ter uma irmã ou um irmão, e agora seu sonho havia se realizado.

 

— É sim, meu amor. — A ômega respondeu e o sorriso que estava em seu rosto se alargou quando SeokJin pegou na mãozinha do bebê e falou:

 

Eu prometo ser um bom irmão e vou te proteger de tudo.

 

Dias se tornaram semanas, semanas se tornaram meses. NamJoon tinha somente 1 ano quando WheeIn resolveu atacar Nerta, deixando sua esposa com raiva e apreensiva e seus filhos com medo. A Kim já havia saído de sua alcateia acompanhada de seus soldados e Hwasa tentava acalmar seu filho caçula, que queria sua mãe alfa.

 

— 'Mama! — O pequeno gritava, querendo andar para fora do yurt, mas sendo segurado pelo seu irmão mais velho. — Namu quer a 'mama!

 

— Namu, a mamãe vai voltar depois.

 

— O seu irmão tem razão, meu pequeno. — Hwasa pegou o caçula no colo, fazendo carinho em seu cabelo. — A mãe de vocês logo vai voltar, não precisa ficar assim. Por que não brincam um pouco?

 

— Quer brincar, Namu? — SeokJin perguntou, estendendo a mão para NamJoon, e o mais novo assentiu, logo descendo do colo de sua mãe.

 

— Irei chamar HoSeok para ficar com vocês, não façam muita bagunça. — A mulher deu um beijo na testa de cada um e saiu do yurt, pedindo para um dos soldados ali perto vigiar a porta e não deixar as duas crianças saírem. Durante o tempo em que Hwasa estava fora, SeokJin e NamJoon ficaram brincando alegremente no yurt, até que acabaram caindo no sono.

 

Alguns anos se passaram e, agora, SeokJin tinha seus 7 anos enquanto NamJoon tinha 5. O mais velho estava com sua mãe alfa enquanto o mais novo brincava com HoSeok fora do yurt, correndo atrás das borboletas que voavam por ali.

 

— Filho, um dia você irá comandar nossa alcateia e, por isso, já vou começar a prepará-lo. — WheeIn falou, pegando o filho no colo.

 

— E o Namu, omma?

 

— Ainda não sei o que farei com ele. — A mulher respondeu, de forma séria.

 

— A senhora não sabe como lidar com ele, não é? — DongYul, pai de HoSeok, se pronunciou.

 

— Não. Nunca quis um filho ômega, o considero uma decepção. HyeJin não vê isso, mas eu vejo. Ele nasceu errado.

 

— Como assim, omma? Por que o NamJoon é errado?

 

— Porque ele não é o que eu planejava, Jinnie. Ele é um inútil, não consegue fazer nada direito. Não era para ele nascido ômega, era para ele ser que nem você. — WheeIn respondeu e resolveu mudar de assunto e voltar ao que conversava com DongYul. Enquanto isso, SeokJin repetia em sua mente: "Se a omma disse que o Namu é errado, então é verdade".

 

Com o passar dos dias, o pequeno alfa começou a se afastar de seu irmão. Ele não queria aquilo, gostava de brincar e conversar com o ômega, mas as palavras de sua mãe ainda se repetiam em sua mente. Se NamJoon era errado e uma decepção para WheeIn, ele teria que se afastar para não ser também. O ômega estava muito triste com isso, nem mesmo a companhia de HoSeok e de seus outros amigos lhe animava. Ele queria seu irmão.

 

— Jinnie? — A voz manhosa de NamJoon se fez presente no yurt, onde somente SeokJin estava naquele momento.

 

— O que você quer?

 

— Por que você está se afastando de mim? Eu fiz algo de errado? Se eu fiz, me desculpe, eu não queria. — O ômega abaixou a cabeça.

 

— Você não fez nada, eu que percebi umas coisas.

 

— O quê? — SeokJin respirou fundo antes de responder:

 

— Que você é um inútil, um erro! Você não serve para nada, NamJoon, não sei o porquê de você ter nascido sendo que não sabe fazer nada! E você é feio, de corpo e rosto! Você é uma decepção para nossas mães, para mim e para a alcateia! Eu odeio você! — Assim que terminou de falar, olhou para seu irmão e sentiu seu coração se apertar ao ver o mais novo chorar copiosamente enquanto abraçava o próprio corpo. Antes que pudesse voltar atrás com a sua palavra, HyeJin e WheeIn entraram no yurt e a ômega ficou preocupada ao ver NamJoon chorando daquela forma.

 

— Filhote, o que aconteceu? — A mulher se aproximou do mais novo, que olhou uma última vez para SeokJin e saiu correndo do local, sendo seguido por Hwasa.

 

— Ei, SeokJin, acorda! Acorda! — O alfa, então, abriu seus olhos e se sentou. — Você está bem? — MoonByul perguntou, um tanto preocupada. A alfa estava acordada lendo alguns livros quando percebeu que SeokJin não estava com uma expressão muito boa em seu rosto enquanto dormia.

 

— O que aconteceu?

 

— Acho que você teve um pesadelo, não parecia muito bem. — A mulher se levantou e pegou um copo, logo o enchendo com a água que tinha no jarro ali perto, e voltou para perto do Kim. — Beba, vai te fazer bem.

 

— Obrigado. — Agradeceu após beber todo o líquido, lançando um sorriso mínimo na direção da outra alfa.

 

— Agora tente descansar de novo. Qualquer coisa, estou aqui do lado. — Sorriu e voltou para sua cama, pegando o livro que estava terminando de ler.

 

SeokJin, então, se deitou na direção contrária da outra alfa e, enquanto encarava a parede, se lembrou do que sonhava. De como era próximo de seu irmão, aquele que desejou e pediu diversas vezes para suas mães, e de como se afastou dele. Se lembrar daquilo reacendeu seu desejo de se aproximar do ômega novamente e ter de volta a amizade de irmãos que tinha com o mesmo, mas ele não conseguia. Ele não conseguia voltar atrás e pedir perdão, era muito orgulhoso para isso.

 

─────── ❖ ── ✦ ── ❖ ───────

 

Enquanto Solar e TaeHyung dormiam, YoonGi encarava o teto do yurt fixamente. Não estava conseguindo dormir, não depois daquela dominadora da água lhe falar aquilo. O ômega, então, pegou uma capa e cobriu seu cabelo com o capuz que ele tinha, logo saindo do lugar e caminhando numa direção qualquer. Poucas pessoas andavam naquele horário e elas não pareciam se importar consigo, o que era bom. Caminhou até a floresta e, quando estava numa distância segura, retirou sua capa e a deixou ao pé de uma árvore.

O de cabelo branco continuou andando e, depois de uns minutos, parou e começou a encarar suas mãos que estavam cobertas por luvas brancas, logo tirando as tirando e as jogando no chão. O ômega colocou sua mão sobre o caule de uma árvore, logo o vendo congelar completamente, e passou a fazer isso nas outras árvores com um sorriso largo em seu rosto. Quando parou e olhou para trás, começou a admirar o que havia feito. Estava lindo. YoonGi voltou a andar minutos depois até que chegou em um riacho. O de cabelo branco colocou sua mão sobre a água e a fez congelar, logo se pondo sobre ela para ver se estava firme. O Min passou a andar por ali, chegando a escorregar e cair algumas vezes, mas não conseguia parar de sorrir e rir.

Mas o que o ômega não havia percebido é que estava sendo observado pelo mentor dos dominadores do fogo. O beta já havia escrito uma carta para sua líder alfa, informando o que havia acontecido naquele dia e a enviou por meio de um capanga. Aquele dominador do gelo não sabia o que lhe esperava.


Notas Finais


E então? O que acharam? Gostaram? Não?

Se algo estiver confuso, me desculpem. Não revisei ainda porque estou cansada, fiquei praticamente o dia inteiro escrevendo kk

Trouxe uns flashbacks, sendo o meu favorito o dos NamJin criancinhas. Cara, eu prometi para a @MiihiiM que não iria escrever algo "triste" mas eu não resisti kkkkkkk desculpa :')

Agradeço a(o) @biazoides pela capa linda e maravilhosa dessa fic (te entrego 👉🏽💛👈🏽)

Bom, foi isso!
Espero que tenham gostado :)

AND HAPPY BDAY, JHOOOOPE AND EMILY(?) 💛💛💛💛💛💛


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...