História Ice Heart - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai)
Personagens Arthur Pendragon, Ban, Diane, Elaine, Elizabeth Liones, Escanor, Gelda, Gilthunder, Gowther, Griamor, Guila, Hauser, Hawk, Helbram, Jericho, King, Liz, Margaret, Meliodas, Merlin, Oslo, Personagens Originais, Veronica, Vivian, Zeldris
Tags Baine, Kiane, Melizabeth
Visualizações 149
Palavras 2.338
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Lemon, Literatura Feminina, Luta, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu achei esse capítulo um pouco sem sal porém terá detalhes bem importantes como a parte da Elaine e do Ban! Mas ja lhes adianto que não é momento romântico como Diane e King ou Guila e Jericho.

Capítulo 10 - Garotinha Boa



Ressaca Não Combina Com Dor De Cabeça

A prateada sentiu sua cabeça latejar! Não era novidade para Elizabeth acordar de ressaca em um quarto de um Hotel após uma festa. Mas era a primeira vez em que a prateada sentiu um aperto em seu coração! Como se algo ruim aconteceu.

Sua cabeça doía como se tivesse sido acertada por um martelo ou uma bigorna. A albina coçou os olhos tentando de livrar do sono que a amaldiçoava para poder analisar o local.

Levantou-se da cama um pouco sonolenta, a prateada olhou de relance para o lado observando por curtos segundos o loiro dormindo.

Quando pegou seu IPhone a albina se asssutou com a quantidade de mensagens e chamadas perididas de suas amigas.

- Merda - Murmúrou

Elizabeth discou o número de telefone de Elaine pronta para descobrir o motivo de tantas chamadas.

- Ellie? Aonde você está? - Perguntou preoculpada. - Tá tudo bem?

- Estou ótima - Torceu os lábios - Desculpa sair sa festa sem nem te avisar, eu perdi alguma coisa?

-  Se você perdeu alguma coisa? - Ironizou - Eu te conto quando você vier para minha casa, não é algo que se pode contar por telefone mas é algo wue envolve Diane e Howzer.

A prateada encerrou a ligação! Ellie sentiu seu estomago reviar em ansiedade, oque poderia ter acontecido? Estava tão nervosa que nem sequer notou que o loiro já havia acordado e que a olhava preocupado.

- Sinto muito - Deculpou-se se vestido as pressas - Parece que aconteceu alguma coisa com a Diane

- Eu te dou carona - A convidou vestindo sua calça logo ems seguida sua blusa.

- Obrigada - Agredeceu prendendo os cabelo platinados em um rabo-de-cavalo frouxo.

Ambos saíram do hotel, caminharam até o carro do loiro que por sinal era uma bagunça! Muitas latas de cerveja espalhadas pelos bancos de trás e até algumas peças de roupas da prateada como um colar ou uma blusa da última vez em que fizeram sexo no carro! Porém a prateada pareceu não se incomodar ou talvez  nem tinha reparado na bagunça.

Os olhos azulados da albina estavam focados em seu IPhone! A albina só se preocupava em enviar alguma mensagem para Elaine para tentar decsobrir o ocorrido.

- Oque aconteceu?

- Não sei - Mordeu os lábios - Elaine não quis me contar por telefone - Percebeu que estavam próximos do destino - Vire á direita.

O loiro fez o que a prateada pediu! Se deparando com inúmeras casas elegantes, o loiro aproximou o veículo de uma enorme casa branca no final da rua fechada com portões pretos.

Quando o loiro parou o veículo em frente a casa da loira! A prateada pegou sua bolsa e se ajeitou para sair.

- Obrigada pela carona. - Agradeceu se afastando do loiro, caminhando em direção do portão preto.

Amigas Servem Para Isso


A morena encheu a mão de batatinhas e levou até a boca saboreando o sabor do lanche gorduroso! O celular de Diane estava desligado para evitar ligações desnecessárias.

A loira sorriu para a amiga numa tentativa de acalma-la! Elaine sabia como sua amiga estava preoculpada, isso machucava a loira, Elaine odiava observar suas amigas magoadas! E era por isso que a loira faria oque fosse possível
para afastar Howzer de Diane.

Ambas ouviram batidas apressadas na porta! Merlin deu permissão para que a pessoa adentresse no quarto.

Como um furacão branco, Elizabeth adentrou no quarto de Elaine jogando-se no pescoço de Diane - Tá tudo bem? - Indagou preoculpada soltando a amiga - Alguém pode me contar oque está acontecendo?

Um clima tenso se formou no quarto! Diane torceu os lábios, olhando de relance para a anfitriã, como se fosse um pedido para que a mesma contasse o ocorrido.

- Eu adoraria te explicar o ocorrido mas infelizmente tenho que me retirar - A loira se levantou da cama, caminhando até seu closet pegando um casaco de pele super quentinho! Perfeito para um tempo chuvoso.

- Aonde você vai? - Merlin questionou com as sobrancelhas arqueadas.

- Tenho um encontro - Omitiu metade da verdade, não queria envolver as amigas.

- Com quem? - Dessa vez foi a vez de Elizabeth se intrometer.

- Com Ban - Disse o primeiro nome que veio em sua cabeça.

- Vocês não se odiavam? - Diane arqueou a sobrancelha desconfiada.

A loira torceu os lábios! Dessa vez Elaine se desculdou um pouco, precisava achar uma maneira de mudar a situação.

- É só para ajuda-lo em biologia - Pegou sua bolsa importada da franca - Eu não sou um monstro ao ponto de ve-lo reprovar em uma matéria tão fácil. - Disse arrogante.

A loira caminhou até a porta, assim sumindo da vista das amigas, iria pegar o carro de seu irmão mas velho emprestado.

- Desde quando ela se importa com o Ban? - A morena de olhos cor de mel questionou humorada.

- Já ouviu falar que o ódio e o amor caminham lado a lado? - A prateada retrucou - Agora podem me contar em detalhes o ocorrido na festa?

- Howzer estrupou a Diane - Merlin sussurrou hesitante - E Diane quis se vingar expondo esse segredo para a escola inteira, na festa da Nadja.

- E-Ele fez oque? - A prateada questionou confusa, tentava processar a informação que forá jogada como uma bomba em cima de si, Elizabeth até pensou em ter escutado errado ou que poderia ser uma brincadeira de mal gosto de suas amigas, porém ao ver a expreção séria das amigas soube que elas estavam falando a verdade.

- Foi por isso que King bateu no Howzer na escola - Diane explicou.

- Uau - Elizabeth disse chocada.

Na cabeça de Elizabeth o motivo do término forá totalmente o oposto dessa informação bombástica! Como se a morena tivesse sido traída ou que ela nunca o amou.

- Sinto muito por não te lhes contado sobre isso antes. - Torceu os lábios - Não queria preoculpa-las.

- A gente te ama Diane - Elizabeth sorriu - Não queremos te ver sofrer - A prateada abraçou a amiga.

Diane sorriu com a demonstração de afeto de sua amiga! Sentia-se protegida perto de King e de sua melhores amigas, era como se nada pudesse lhe machucar.

Elizabeth se amaldiçoou eternamente por não ter percebido o motivo do término antes, ela sentia-se a pior amiga do mundo! Era para ela ser mas atenciosa para protege-la e apoia-la mais ao invés disso ela foi a última a saber do ocorrido e nem sequer sabia oque disser! Ela era uma péssima amiga.

Oque Não Fazemos Por Uma Amizade? 


O som de batidas em sua porta ecoava pelo apartamento vazio do albino de olhos avermelhados! O barulho lhe incomodava tanto que chegava a ser irritante. Já irritado resolveu pausar o jogo que luta que era sua única maneira de se distrair naquele domingo tão tedioso  e xingar quem quer que fosse.

Arregalou os olhos avermelhados incrédulo! A loira revirou os olhos achando aquela atitude ridícula, típico Ban, não faz a mínima idéia de como receber uma simples visita.

Já frustada a loira adentrou no apartamento do albino! Torceu o nariz ao ver tanta bagunça em apenas um único cômodo, se a sala era suja assim Elaine nem queria ser dar ao trabalho de ver os outros cômodos.

Latinhas de cervejas espalhadas pelo chão, algumas caixas de pizza jogadas pela sala toda e a televisão se encontrava pausada em um jogo de luta! Realmente era pior do que imaginava.

- Como consegue viver nesse chiqueiro? - A loira reclamou olhando de relance para o albino, finalmente se dando conto que o mesmo não usava camiseta - E trate de vestir uma blusa agora mesmo - Olhou para o chão tentando disfarçar o rosto ruborizado.

- Isso te incomoda? - Riu nasalmente da vergonha da loira, talvez isso fosse um sinal certo? - E respondendo sua pergunta - Disse vestindo uma camiseta vermelha - Eu vivo muito bem nesse chiqueiro, obrigado pela preocupação.

- Tanto faz - Sentou-se no sofá - Por que não foi na festa da Nadja? - Indagou sem muito interesse.

- Sentiu minha falta? - Perguntou brincalhão fazendo a loira lhe encara mortalmente - Não curto festas de patricinhas - Pegou uma fatia de pizza levando até seus lábios saboreado o sabor - Quer um pedaço? - Ofereceu para a loira que lhe encarava como se Ban fosse um alienígena de outro mundo.

- Eca - Torceu o nariz - Que coisa nojenta é essa?  

- Pizza - Disse simplista - Vai me disser que nunca comeu pizza em uma dessas festas com suas amiginhas? 


- Não - Fez careta - Apesar de Elizabeth sempre está comendo essa massa gordurosa.

- Já provou? - Indagou ja imaginação a resposta, a loira negou com a cabeça - Como pode julgar um alimento sem nem antes provar?

- Eu estou perdendo o foco - Se irritou - Me diz por que não gosta de festas de patricinhas?

- Não sei - Deu de ombros - Parece que alguma coisa sempre dará errado.

Elaine olhou de relance para o chão! Ela snetia o olhar perfurante de Ban sobre si, era como se ela soubesse de todos os seus pecados.

- Pela primera vez você ta certo - Ela adimitiu

- Como assim? - Franziu o cenho

- Howzer estrupou a Diane - Disse relutante - E Diane quis se vingar expondo esse segredo para a escola inteira, na festa da Nadja.

O albino arregalou seus olhos avermelhados, a loira não parecia estar mentindo, nem sequer tinha motivos para mentir afinal Diane era uma das melhores amigas da loira! Ban rangeu os dentes pontudos causando pequenos ruídos no cômodo silencioso.

Era uma falta de caráter tratar alguém assim! Ban não iria perdoar quem maltrata uma mulher.

Elaine torceu os lábios rosados! Não poderia voltar a trás, ela deixou Diane sozinha quando a mesma mas precisava de apoio só para pedir ajuda para o albino de olhos avermelhados.

- Eu preciso da sua ajuda - Torceu os lábios - Eu quero que vá comigo até a casa do Howzer.

- Para que? - Franziu o cenho.

- Te explico no caminho - Disse avoada

Talvez Eu Seja Egoísta


A japonesa aconchegou-se no sofá de couro que pertencia a Jericho! Guila deu play no filme de rômance que a anfitriã havia sugerido para ambas assistirem juntas.

Guila riu nasalmente olhando a amiga de relance. A japonesa achava cômico o modo como Jericho fazia a mesma carinha de supresas em cenas reveladoras apesar da mesma já ter assistido o filme muitas vezes.

Jericho sentiu as maçãs de seu rosto ruborizarem! O doce som da risada da garota de cabelos negros como a noite conseguia lhe acalmar de uma maneira inacreditável! Guila sem dúvida era maravilhosa. Era um silêncio confortável! Ambas poderiam ter uma longa conversa utilizando apenas o silêncio, não precisavam de palavras para conversar.

- Ainda está muito chateada com Gowther? - A azualda sabia que era um assunto super delicado porém Jericho precisava saber a verdade.  

A garota de cabelos negros como a noite mordeu o lábio inferior! Para ser sincera Guila estava torcendo para que a azulada não pergunta-se ou comenta-se no nome do rosado.

Guila não sabia oque sentia em relação ao rosado! Gowther lhe magoou muito, lhe fez se apaixonar para depois partir o coração da garota de cabelos negros em mil pedaços. Porém Guila ainda não conseguia deixar de sentir esse sentimento tão caloroso por Gowther! Era realmente uma tola.

- Acho que sinto algo mínimo por ele - Deu de ombros enchendo as mãos de batatinhas.

Jericho sorriu de lado! A azualda estava feliz por sua amiga estar conseguindo superar o rosado, mas difernete de Guila a azulada não deixava que ninguém pisa-se em si ou em suas amigas.

Poderia ser até uma atitude e pensamentos ruins e egoísta por parte de Jericho por querer ter a posse da morena apenas para si porém oque ela poderia fazer? Uma garota apaixonada jamais medirá esforços para proteger que ama.

Sempre Irei Lhe Proteger


- Obrigada por está do meu lado nesse momento tão difícil - Diane lhe agradeceu com a respiração um pouco pesada após se separarem de um beijo.

Acariciou as maçãs ruborzidas do rosto da morena! As bochechas de Diane queimavam como fogo, o ruivo riu da fofa expressão de sua futura namorada.

King sorriu de canto! Amava tudo em Diane! O som doce de sua risada, os lindos olhos violetas cintilantes que só a morena possuía, os fios castanhos aóticos do cabelo mediano de Diane, a maneira como ela o olhava. Sem dúvida ela era única.

- Eu lhe disse que sempre vou te proteger certo? - O ruivo afastou os fios castanhos da franja de Diane e  depositou um beijo na testa da menina.


- E eu já lhe disse que não sou uma princesinha indefesa - Diane sorriu de canto! Gostava quando King prometia lhe proteger e cuidar de si porém ela também queria retribuir o favor algum dia - Mas eu sempre vou ser grata a ti por sempre cuidar de mim - Sorriu.

Garotinha Boa


A loira mordéu o lábio inferior! Olhou de relance para o albino de olhos avermelhados que se concentrava na estrada. Ambos estavam caminhando em direção da casa do esverdeado.

Estava nervosa, precisava deixar o esverdeado bem longe de sua melhor amiga e como Elaine já sabia que o jeito fácil não iria fazer Howzer colaborar a loira teria que contar com ajuda de Ban.

- Deixa eu ver se eu entendi - O albino se manifestou quebrando o silêncio que se instalou entre ambos -  Você quer a minha ajdua para convercer Howzer a ir para Argentina? - A olhou de relance - Para que ele jamais chegue perto de Diane novamente?

- Sim - A loira confirmou tentando se desmontar confiante mas estava morrendo de medo de seu plano ir por água abaixo - Agora vire a esquerda.






Notas Finais


Achei muito fofo o momento de Diane e de suas amigas lhe apoiando! Melizabeth é ou não é o casal que você respeita? Só eu que achei muito fofo o momento da Diane e King e Guila e Jericho? Meu coração derreteu aqui. A Elaine é uma ótima amiga, ela pode ser mimada mas não se esqueçam que ela é foda! Acho que alguns já estão shippando Ban e Elaine antes da hora como sempre eu jogo a bombam e saído correndo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...