1. Spirit Fanfics >
  2. Icha Icha Reality >
  3. Fantasias impossíveis

História Icha Icha Reality - Capítulo 24


Escrita por:


Notas do Autor


Buenos dias...

Capítulo 24 - Fantasias impossíveis


Fanfic / Fanfiction Icha Icha Reality - Capítulo 24 - Fantasias impossíveis

 

 

Deitei-me ao seu lado, fiquei alisando seus cabelos negros e disse:

 

- Tenho vontade de transar com você e o Yamato ao mesmo tempo.

 

Pra quê eu fui abrir a minha boca? Ele ficou puto.

 

- Você sabe que eu e o cara não nos suportamos. Nem pensar!

- Eu só comentei, desculpe...

- Mas pode esquecer essa idéia, por favor.

 

Não custava tentar, né? O não já me era garantido, hahahahahaha.

Essa idéia virou uma obsessão em minha cabeça. Só porque é impossível? Fiquei triste e Obito disse:

 

- Por que nós dois? Não pode ser o Itachi?

- Deus me livre...

- Sei, você achou ruim???

- Claro que não, mas não é assim que funciona. Quero meus preferidos juntos, só isso.

- Pena que seu outro preferido é muito malinha. Poderia ser qualquer outro.

- Tá bom! Já entendi.

 

Sai putinha, normalmente não teria esse tipo de comportamento, mas esse reality e essas brigas estão a me deixar maluca.

Teoricamente, hoje eu teria que ficar com o Hashirama, mas as regras nem devem mais estar valendo. Não estou com a menor vontade, o que me deixa preocupada, pois ele é lindo e eu jamais recusaria um encontro com um homem desses lá fora. Acho que quem precisa ir para o hospício sou eu.

Fiquei no meu quarto, olhando pela janela e tentando me acostumar com a ideia de que eu estou querendo algo impossível, mas imagina se eles ficam numa boa depois? Não posso me iludir.

O tempo estava nublado, totalmente tedioso, esta rotina  começa a me massacrar. Ao olhar para o horizonte, avistei um helicóptero. Gostaria de sair daqui...

Mesmo sabendo que havia grandes chances de ser o Madara, não estava com o menor saco de ir descobrir o que estava acontecendo.

Por fim, Neji apareceu e veio me contar o que eu já sabia. Contra a minha vontade, desci.

Na sala de jantar nos reunimos e aquele homem poderoso começou a falar:

 

- Sem rodeios, o que está havendo aqui?

 

Todos esperamos Itachi falar, afinal ninguém melhor que ele para esclarecer as coisas.

 

Itachi: - Percebemos que havia pessoas sondando a ilha, fomos averiguar e pude descobrir que era a Akatsuki está atrás de mim. Acham que o diamante está comigo.

Madara: - Eles que fizeram o corte de energia?

Itachi: - Sim. Eu gostaria de pedir para ir embora. Estão ameaçando Sasuke, não tenho cabeça pra ficar aqui.

Madara: - Você entrou, agora você fica. Eu cuido do Sasuke.

 

Itachi bufou, afinal odeia ser contrariado. Não sabíamos se deveríamos contar ou não sobre o assassinato...que nervos!

 

Madara: - Bom, trouxe uma equipe para os reparos. Espero que me perdoem pelos tumultuados últimos dias. Em 2 dias espero que tudo esteja funcionando como antes. Alguém gostaria de falar alguma coisa?

Kakashi: - Se os membros da Akatsuki voltarem a procurar Itachi? Estamos um pouco impossibilitados no quesito defesa, se é que me entende.

Madara: - Vou fazer alguns contatos, me dêem um segundo.

 

Ah que saudade do meu celular.

Ficamos aguardando com cara de poucos amigos. Cochichei:

 

- Só para eu entender, não vamos mencionar sobre o assassinato? E se descobrirem?

 

Ninguém havia pensado na possibilidade, mas achamos melhor deixar do jeito que está.

Quando Madara voltou a se sentar, tentou nos acalmar dizendo que reforçaria a segurança local. Depois chamou Itachi para conversarem a sós. Quando voltaram, Itachi estava com um sorriso no rosto. Boas notícias?

Madara anunciou que tinha uma pista sobre o provável ladrão, que estava tentando vender o diamante em algum lugar remoto da Colômbia.

 

- Torcemos para que encontrem esse diamante...

 

Ele estava nervoso. Seria somente o fato de nada estar saindo mil maravilhas em seu reality show? Ou há mais coisas? Por uns segundos olhei para Obito e senti que os dois eram distantes. Madara parecia dar mais importância a Itachi que ao próprio filho. Fiz carinho em suas mãos, ele me devolveu um sorriso xoxo.

Cheguei em Madara e o questionei:

 

- Descobriram algo sobre o Keita?

- Quem é Keita, querida? – em tom de deboche

- O antigo mordomo.

- Infelizmente não há provas contra o sujeito. Tivemos que liberá-lo.

- Nossa, que bacana!

 

Esse descaso foi a gota d’água. Aproveitei que estávamos todos ali e anunciei:

 

- Gostaria de comunicar-lhes que estou temporariamente em greve de sexo. Esses últimos dias foram estressantes e preciso me recuperar.

 

Madara me olhou com cara de “What the fuck?” e eu me mantive firme. Os meninos ficaram com olhos arregalados, Hashirama protestou:

 

- Ah não Kushina, bem na minha vez!

 

Não era a intenção tumultuar, mas virou um mercado de peixe.

Ouvi Obito cochichar com Kakashi que sabia o motivo da greve. Kakashi curioso quis saber e ficou surpreso com cara de malandro quando ouviu o que Obito disse.

 

Madara: - Então essa parte não cabe a mim. Todos sabem que Kushina não é obrigada a nada, mas você deve cumprir com o encontro da noite com os respectivos pretendentes, ok?

- Ok. – com olhos revirados...

 

Madara saiu e foi orientar a equipe. Estávamos proibidos de ter contato com as pessoas que chegaram para trabalhar.

Fui pegar uma água e respirar, logo veio Hashilhama encher os pacová. Surtei e abri o jogo:

 

- É o seguinte: eu quero um encontro com Obito e Yamato. Estou até sonhando com isso, mas os dois não se bicam, então se não tenho o que quero, não vejo o porquê de ficar de piriquitinha para os demais se aliviarem.

- Quê isso??? Hahahahahaha. Entendi agora o que você quer. Se eu conseguir o que você quer o que eu ganho?

- Meu toba.

- Fechou.

- Boa sorte! – ele vai precisar

 

É óbvio que ia dar merda, pois o Bocó não teve o menor jeito com as palavras e fez um ctrl+C / ctrl+v do que eu havia dito. Yamato veio fuzilando me questionar.

 

- Você abusa demais de mim.

- Ora, por favor.

- Será que você não entende o quanto é complicado para mim ver você cada dia com um cara? E agora você me vem com essa?!? O que passa na sua cabeça?

- É só uma fantasia que não sai da minha cabeça.

- E tem que ser o Obito? Não poderia ser o Kakashi, Neji ou o Hashirama?

- Não, quero vocês dois ao mesmo tempo.

- Já vou avisando que se ele aceitar, eu me recuso. Não vou suportar ver vocês dois juntos. Eu tenho ciúmes, desculpe se eu não estou apto a te satisfazer.

- Não é nada disso, você me satisfaz. Só uma vez, por favor! Nunca mais te peço nada.

- Não Kushina, eu jamais faria uma proposta dessa para você. Sinto muito.

 

E saiu...ai mas que caralho, eu vou acabar ficando sem ninguém desse jeito.

Obito entrou e falou:

 

- Que confusão que tu arrumou, hein? Bom, eu pensei melhor e estou disposto a realizar sua fantasia.

- O que adianta? O Yamato está irredutível.

- Ah, ai já não é comigo. Continua a greve, vai que ele muda de idéia quando o espermatozoide subir pro cérebro.

- Por que vocês não podiam se dar bem?

- Vou chamar ele lá, ai a gente conversa e vê no que dá.

- Sim, e eu vou fazer um Pai Nosso, porque ele vai nos matar.

 

Lógico que eu fiquei no vácuo, mais lógico ainda que Yamato disse que não havia nada para conversarmos.

Meu coração ficou do tamanho de uma ervilha por estar fazendo ele sofrer, mas é que formariam um par tão lindo. Já começo a imaginar os dois me bulinando, me beijando...eu ficando molhadinha e eles se revezando para me chupar. Eu chupando os dois, bem gostoso. Seria como Yin e Yang juntos na tentativa de obter o prazer supremo. Estou louca pelos dois, tenho certeza que seria perfeito.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A noite fui no quarto do Hashirama, que não havia planejado nada. Deu de tonto, pois o que há para fazer em um quarto? Falei:

 

- Não vou dar, não crie expectativa e você foi um bosta!

- Eu fui um bosta? – mano, ele fica depressivo com tudo!

- Do jeito que você falou, achei que você teria uma estratégia para fazer dar certo.

- Nada como um papo reto.

- Nesse caso não funcionou.

- Espera um pouco, Linda. Logo ele acalma e pensa melhor. Enquanto isso, por que você não se diverte um pouquinho comigo? Saudades de você.

- Saudade de mim o caralho, você só quer dar uma.

- Ah Kushina, pare com isso! – me puxando para perto.

- Greve é greve, Hashirama.

 


Notas Finais


Não me xinguem, a greve ainda está em andamento kkkkkkk...sem hentais por hoje

Opção 1: Kushina desiste da idéia, pega o Hashi e depois fica se sentindo "A sem palavra" (Quem nunca?)

Opção 2: Kushina desiste da idéia e vai mimar Yamato.

Opção 3 (NEW): Força, foco e fé na greve, porque vai dar certo pegar os 2!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...