História ICI - Criminal Love - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oi gente!
Eu sei... Preciso tomar vergonha na cara e atualizar as outras fics... Mas eu ainda vou demorar um pouco pra atualiza-las.
Bem... Espero que gostem e não liguem para os erros.
Boa leitura.

Capítulo 1 - O Primeiro Assassinato


 

P.O.V. Bianca

- Yasmin acorda, temos trabalho a fazer! - Disse entrando no quarto da mesma.

- Tô ocupada... - Disse ela sonolenta ainda deitada do mesmo jeito na cama.

- Jesus... - Disse passando a mão no rosto. - Yasmin, por tudo o que é mais sagrado, vamos! - Disse puxando a coberta dela.

- Chata... - Disse ela ainda do mesmo jeito sentando na cama coçando os olhos e bocejando. 

- Vai se arrumar que temos trabalho! - Disse bagunçando o cabelo dela. 

- Okay... - Disse ela meio emburrada.

Beijei a cabeça dela e saí do quarto, fui pra cozinha pegando uma xícara de café e voltei pra sala, sentando no sofá pegando o meu laptop começando a mexer no mesmo.

- Vamos? - Perguntou Yasmin ao sair do quarto dez minutos depois vestindo uma camisa branca, um terno feminino preto, uma saia que vai até os joelhos também preta e um salto agulha preto.

- Vamos! - Respondi fechando o laptop e levantando arrumando a minha roupa que era igual a dela só muda a cor que era um azul escuro quase preto. 

Yasmin pega a chave do carro dela enquanto eu ía pra cozinha e deixava a xícara dentro da pia, volto pra sala e vejo a Yasmin me esperando encostada no batente da porta enquanto mexia no celular. 

Assim que ela me viu, ela guardou o celular e logo saímos e entramos no carro preto dela.

- Pegou o seu crachá? - Perguntei colocando o cinto a olhando. 

- Ele fica aqui no porta luvas! - Disse ela abrindo o mesmo e mostrando o crachá assim que colocou o cinto.

- Você vai perder esse crachá ainda! - Disse suspirando.

- Tsc. - Deu de ombros e logo saiu com o carro. 

- Tente não querer se mostrar lá! - Disse a olhando. 

- Não tenho controle... - Deu de ombros novamente. 

Suspiro em resposta e começo a mexer no celular, é um pouco estranho estar no Japão, só viemos pra cá porque fomos chamadas, estamos aqui já tem um mês, mas não nos acostumamos ainda.

Depois de um tempo chegamos no Instituto Médico Legal, saímos do carro assim que a Yasmin estacionou e seguidos para dentro do estabelecimento. 

- Posso ajudar? - Perguntou um garota de cabelo azul nos olhando sorrindo. 

- Sim, fomos chamadas aqui! - Disse Yasmin pegando o crachá enquanto eu fazia o mesmo. - Somos as agentes Bianca e Yasmin, FBI! - Disse assim que mostramos os crachás.

- A sim, sei quem são, eu sou Haruna... - Foi interrompida. 

- Otonashi! - Disse Yasmin enquanto a azulada a olhava um pouco surpresa. - Seu crachá, tem o seu nome completo! - Disse olhando para o mesmo. 
Quando ela ia dizer algo um homem moreno aparece.

- Agentes Bianca e Yasmin? - Perguntou nos olhando com uma prancheta na mão. 

- Sim! - Respondi o olhando. 

- Muito prazer, eu sou Ardena Fideo! - Disse sorrindo nos olhando. - Bem... Me acompanhem! - Disse sorrindo começando a andar.

Seguimos ele até a sala aonde ficam os corpos.

- Bem... Esse já é o segundo corpo que aparece quase igual ao anterior, por isso eu chamei vocês! - Disse colocando a prancheta em uma mesa e abrindo um dos compartimentos mostrando um corpo com o abdômen quase rasgado por inteiro e com vários machucados pelo corpo.

- Isso que eu chamo de homicídio brutal! - Disse Yasmin olhando para o corpo um pouco surpresa enquanto eu revirava os olhos pela fala dela.

- Tem algum órgão faltando? - Perguntei olhando pro corpo.

- Não, estão todos aí! - Respondeu Fideo.

- Bem, vejamos... Casado ou tendo um relacionamento sério, uns dois filhos, brasileiro, frequentava a academia, jogava vez ou outra, uns 23 anos, altura uns 1,73 e ele fumava! - Disse Yasmin olhando para o corpo com a mão no queixo.

- Como você sabe? - Perguntou Fideo surpreso a olhando. 

- Bem, ele tem uma aliaça no dedo, ele tem um colar estilo militar com nome de dois garotos e uma mulher, a fisionomia dele é de brasileiro, o jeito que o corpo dele é já diz que ele vai pra.academia, ele está com marcas de Sol que se encaixam com uniforme de futebol, ele é alto e a boca dele tem uma tonalidade mais escura pra homem branco, significando, ele fumava! - Disse Yasmin olhando pro moreno.

- Nossa... - Disse ainda surpreso. - Bem, tem mais uma coisa! - Disse pegando as luvas e colocando as mesmas.

- O que? - Perguntei o olhando. 

- Isso! - Respondeu segurando o rosto do cadáver e virando o mesmo mostrando uma queimadura um pouco em baixo da orelha em formato da letra G e com uma faca atrás da letra. - O primeiro corpo também tem, só que na área da garganta! - Disse nos olhando enquanto olhávamos para a queimadura. 

- Okay, bem... Vamos investigar e tentar descobrir o que aconteceu! - Disse sorrindo o olhando. 

- Ótimo. - Disse fechando o compartimento. - Qualquer coisa eu chamo vocês! - Disse nos olhando. 

- Okay! - Disse sorrindo o olhando. 

~~~~~~Quebra De Tempo~~~~~

- Mulher... Acabamos de ver um corpo dilacerado e como você consegue comer como se não tivesse visto nada? - Perguntei olhando pra Yasmin que comia o segundo x-salada enquanto tomava uma cerveja.

- Comendo ué, eu não comi nada o dia inteiro e ainda pegamos trânsito, eu mereço! - Disse Yasmin ainda comendo enquanto eu revirava os olhos e voltava a mexer no meu laptop. 

- Eai? O que temos sobre o caso? - Perguntou me olhando. 

- Bem... O primeiro corpo estava no mesmo estado que o corpo que vimos hoje, e realmente as queimaduras são idênticas umas com as outras, o G com um desenho de uma faca atrás! - Disse mostrando o laptop pra ela na imagem da queimadura. 

- Realmente, são idênticas! - Disse Yasmin terminando de comer.

- O que você acha? - Perguntei a olhando. 

- Bem... Além do cara ser um louco psicopata, provavelmente a letra do primeiro nome comece com a letra G... Só sei isso! - Respondeu suspirando terminando de beber a cerveja. 

- Tudo bem... Vamos conversar com a polícia amanhã cedo! - Disse guardando as minhas coisas. - Vamos? - Perguntei a olhando. 

- Vamos! - Respondeu guardando as coisas dela e levantando da cadeira.

Então começamos a andar até a porta, quando 4 homens entram e dois me olham pelo canto do olho e os outros dois fazem o mesmo com a Yasmin e entram na lanchonete. 

- Eu hein! - Dissemos assim que saímos do estabelecimento e entramos no carro. 

Liguei o carro assim que colocamos o cinto e saí com o carro indo pro nosso prédio. 
 


Notas Finais


Oi gente!
Bem, espero que tenham gostado.
Até a próxima.
Tchau.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...