História ICI - Interativa (BTS e SF9) - Capítulo 6


Escrita por: e jxnhx

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Sensational Feeling 9 (SF9)
Personagens Chani, Dawon, Hwiyoung, Inseong, Jaeyoon, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Rowoon, Taeyang, Youngbin, Zuho
Tags @jung_lulu_, @yas_ya, Bts, Ici, Interativa, Sf9, Vocês
Visualizações 33
Palavras 2.412
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olaaaar abigxxxs, turupão com vcs?

Primeiro de tudo quero me desculpar com vcs, por ter ficado 4 meses sem postar nada aqui, e nem ter vindo dar satisfação. Mas, como todo ser humano com seus defeitos, tive problemas pessoais, muitos assuntos da escola pra resolver (Último ano é fogoo jdgfdvd), e como tudo aquilo que destrói os autores deste site. Eu tive um enormeeeeee BLOQUEIO CRIATIVO! Pra vcs terem ideia eu escrevia e apagava esse capítulo mais de mil vezes, e pra saberem ainda não estou confiante com ele.
Bom... espero que me entendam! E QUE SAUDADES EU ESTAVA DE VCS <3 <3 <3

Então boa leitura bebês e eu e a Lulu amamos vcs <3

Capítulo 6 - .chapter-02


I'm coming back, I'm going back

And I'll own your body and I'll make you burn

I have the fire, I have the strength

I have the power to make my evil follow its course…

---------------------------------------

Seoul, 02 de Feveireiro de 2018 – Inverno

{Point Of View Autora – Hongdae street}

 

Era uma bela noite de inverno ou parecia ser quando tudo começou. A perita Tessa ou Sasah para os mais intímos havia sido recrutada juntamente a mais sete companheiras, sendo elas: Eun-Bin responsável na parte de agente secreta, Soo-Young responsável pelo laboratório, Mi-Cha responsável também pela perícia, Euny responsável pelo laboratório, Ash terceira perita do grupo e Sirius responsável na parte dos médicos legistas. Não havia muita movimentação na rua, o que era muito estranho pois era noite de festas na grande Seoul. Ao longe se ouvia alguns adolescentes baderneiros mais nada além disso, no relógio na sala de reunião em ICI já marcavam meia noite.

Alguns dos outros integrantes se encontravam em uma cena de crime que havia acontecido em uma cidade próxima. Fazendo com que os outras seis integrantes, ficassem de plantão na ICI. Na sala de reunião, Eun-Bin estava com os pés sobre a mesa enquanto observava Sasah, Ash e Mi-Cha discutirem sobre como formigas são mais esforçadas do que gafanhotos. Eun-Bin achava graça da discussão vendo a hora em que Ash voaria no pescoço de Mi-Cha, por defender os gafanhotos, Sasah apenas dava pilha aquela discussão boba.

 -Ya! Parem com isso. – Euny que até então estava do outro lado da mesa se pronuncia. – São apenas insetos.

-Aigoo! Eu já falei isso pra ela, que são somente insetos. Mas tenho que concordar com a Ash, que formigas são melhores. – Mi-Cha diz convicta de sua fala.

- Eles realmente são insetos, mas, os gafanhotos são mais interessantes. – Sasah se pronúncia dando um stop na discussão.

- Formigas são mais! – Ash continua o mini drama.

Eun-Bin, Soo- Young e Euny que observavam aquela discussão desnecessária, apenas balançaram a cabeça em negativo e ambas procuravam ao redor da sala por Sirius que havia sumido.

-Sei que tá bem legal a discussão aí, mais alguém viu a Sirius?. – Eun-Bin questiona as meninas.

Ambas pareceram pensar, olharam até onde ficava a mesa da garota mas não tiveram êxito na busca por Sirius.

-Sabe que eu não sei...-Coçou a cabeça- A Sasah e Ash me distraíram  tanto por causa desse “Drama” , que não a vi saindo. – Mi-Cha pronuncia.

-Ya! Você também estava dramatizando. – Sasah diz. - Eu escutei ela falando de alguma coisa sobre pegar uns papéis na diretoria.

-Estranho, a diretoria está fechada!

Soo-Young soltou  uma exclamação muda e olhou pro teto, definitivamente ela não queria estar ali. Podia estar no conforto da sua casa, mas manter o título e reputação médica laboratorial sendo tão jovem implicava em alguns sacrifícios.

Sasah, Mi-Cha e Ash voltaram pra discussão pela décima vez na noite, bem a tempo de ver uma Sirius  com uma expressão séria e segurando uma caixa, parecia um pouco pesada pelo tamanho.

-Vocês não vão acreditar. - Sirius comenta, logo apoiando a caixa sobre a mesa e empurrando os pés de Eun-Bin da mesa.

-O que é isso Sirius?. - Euny pergunta apontando para caixa em cima da mesa.

-Eu não sei, eu estava indo em direção a diretoria quando veio um entregador trazendo essa encomenda. – Sirius fala, enquanto analisa a caixa junto as demais. – Ele havia informado que tinha uma entrega para ICI, de primeira achei estranho, mas, talvez sejam apenas documentos ou as provas da equipe “Alfa” que está em campo.

Sirius dizia com uma expressão Serena e direta ao mesmo tempo.

- Tenho minhas dúvidas!. – Soo-Young exclama.- Já se passam da meia-noite, quem mandaria uma encomenda a essa hora?

- Somos um centro investigativo, não temos horário para receber encomendas agendadas, devia saber Unnie! – Ash diz olhando para a mais velha.

Fazendo Seonie, Mi-Cha e Sasah se entreolharem e pensarem na possibilidade de ser uma brincadeira de mal gosto.

-Talvez possa ser também, uma pegadinha com nossa cara, já que chegamos a pouco tempo. – Mi-Cha diz relutante de chegar ou não perto da caixa.

-Mas, quem faria isso? – So-Young questiona. – Não tem um por que de fazerem isso, seria muito anti ético por parte dos superiores.

-Que seja! – Euny procurou em meio aos papéis em sua mesa o estilete, mais bufou irritada por não encontrar. Observou Ash tentando abrir o pacote de papelão com um grampo, mas o mesmo estava bem lacrado. Foi então que Eun-Bin apareceu com um estilete em mãos, para abrir a caixa, talvez devessem esperar para abri-lá

 apareceu com um estilete em mãos para tentar abrir a tal a caixa.

Eun-Bin pegou a caixa e passou o estilete rapidamente pelo lacre de fita adesiva, as seis se inclinaram para cima da caixa, ansiosos para descobrirem o conteúdo que havia dentro da caixa.

Quando finalmente a caixa fora bem aberta e seu conteúdo foi revelado as curiosas presentes, houve um grande choque. Tessa e Sasah observaram aquilo paralisadas, não conseguiam expressar nenhuma reação. Olharam de soslaio para Mi-Cha e Eun-Bin que davam passos para trás até que Mi-Cha bateu na parede e escorregou pela mesma, já Eun-Bin parou totalmente atordoada ao lado da mesa do centro, ambos tão aterrorizadas quanto as demais presentes naquela sala, onde não exalava um clima descontraído e sim um lugar sombrio e mórbido literalmente. Eun-Bin ergueu os olhos para Euny, que estava estática segurando um lado da borda da caixa.

Naquela simplória caixa entregue pelo tal entregador misterioso como Sirius  havia descrito a mandato dos falsos superiores, havia a cabeça de uma mulher. Mas não era qualquer mulher, era a jovem amiga de Euny.

A cabeça da moça estava sobre um pedaço de cetim rosa, os lábios estavam bem pintados e abertos para acomodar um pedaço de pano que rodeava a cabeça da moça, talvez para impedi-la de gritar no momento do ato. Os cabelos da moça estavam penteados com extremo cuidado, não havia um fio sequer fora do lugar, não tinham marcas de arranhão em seu delicado e pálido rosto, muito embora os olhos estivessem estalados e sem vida alguma.

Qualquer pessoa que visse arriscaria a dizer que se tratava de uma cabeça de boneca, tamanho era o zelo com que o bizarro assassino havia feito aquilo tudo.

Euny abaixou a cabeça numa tentativa de conter o nó na garganta e logo ergueu-a, ainda estava incrédula com o acontecimento  de ver a cabeça de sua melhor amiga ali, agora sem vida. Fazendo com que a mesma notasse uma carta ao lado da peça macabra. Foi até seu armário e voltou colocando luvas para que pudesse pegar o envelope sem estragar os possíveis vestígios ali. E finalmente ler o conteúdo que continha na carta do possível assassino de sua amiga.

-O-o-o que vamos fazer unnie? – Mi-Cha que até então encarava tudo calada se pronunciou, a voz falhando miseravelmente.

-V-vamos descobrir quem fez isso com a Chae-Young! Mi-Cha prepare as coisas da perícia, temos um caso essa noite para cuidar! – Euny dizia enquanto escorriam lágrimas de seus olhos.

-O-ok!

Mi-Cha correu até a sala ao lado onde se encontrava a sala pericial, juntando todos os matérias necessários para começar a analisar a cena do crime, e finalmente Euny juntou forças e se preparou pra ler a carta, acompanhada dos olhos curiosos de Ash, Sirius, Eun-Bin e Soo-Young que ainda estavam incrédulas do que acabará de acontecer. Abrindo-a a carta com o maior cuidado do mundo possível e logo dando de cara com uma belíssima e ornamentada caligrafia.

---------------------------------------

Felicitações!

     Se a senhorita Euny está lendo nossas humildes palavras é porque certamente já abriu nosso humilde presente. Esperamos que tenhamos agradado as nossas novas amadas e belíssimas companheiras, visto que foi bastante difícil de se operar. Ela tinha um pescoço bem grosso e só parou de se debater quando um dos meus fieis integrantes especializado nessa área chegou na jugular, acredita?

Era uma p*t* bastante resistente, mas meu garoto deu um jeito nela.

   Euny deveria agradecer a mim e a meus garotos, a livramos de uma amizade cheias de traições e falsidade. Se ela ouvisse tudo o que essa vadia nos contou ficaria chocada de como foi enganada.

   Mas não precisam nos agradecer, fizemos de coração! Meu querido Taeyang demorou quase meia hora para deixar o corte reto, até mesmo o corpo daquela vadia era totalmente torto o que o deixou um pouquinho “irritado”, pois o mesmo detesta que as coisas fiquem fora do lugar.

  Nos desculpem por esse pequeno desabafo, aproveitem o resto da noite, ou devo dizer dia? Se cuidem e tomem cuidado, estamos e temos ouvidos por todos os lados, não queiram apagar as luzes, pois se isso acontecer será tarde demais...

Nos despedimos encarecidamente

SF9

---------------------------------------

Euny engoliu em seco com os olhos cheios de lágrimas, ela sabia que na parte onde estava escrito sobre a traição da amiga era tudo uma mentira e prometeu a si mesma que se vingaria pela morte daquela que sempre lhe ajudará. Sabia também que a partir daquele momento que as coisas ficariam bastantes complicadas. Guardou a carta no mesmo lugar onde havia a encontrado e foi ao encontro das meninas. Mi-Cha havia adentrado na sala central a minutos atrás, mas, em sinal de respeito esperou o momento certo para que pudesse agir e começar a trabalhar.

O passo seguinte foi ir a casa da vítima e averiguar os rastros do assassino.

Mi-Cha e Sae II, detetive que estava em campo com a equipe “Alfa”, que ao ficar sabendo se prontificou a ajudar na investigação. averiguaram cada canto e centímetro da casa, viraram tudo ao avesso na busca por qualquer indicio de que outra pessoa havia passado por ali. Nada! Absolutamente nada foi encontrado ali.

Mas para o total azar da investigação e dos agentes, foram recebidos com outra surpresa do tal Taeyang integrante fiel como foi descrito na carta pelo mentor chefe do SF9. E mais uma vez outro bilhete tinha sido encontrado.

---------------------------------------

Como me foi ordenado e por sinceramente detestar bagunça, tomei a liberdade de arrumar toda a bagunça que eu e essa vadia fizemos. Não se preocupem em arrumar nada!

Atenciosamente

Taeyang {SF9}

---------------------------------------

Tentaram ainda sair na caça de testemunhas: Um fracasso total. Quem iria prestar atenção em movimentação estranha durante a noite, logo em Hongdae que assim que marcavam ás 19:00 da noite não se encontrava nenhum cidadão fora de sua residência?

O resultado de tudo havia saído na tarde seguinte. E para o desespero de todos, não havia sequer uma digital, em nenhum lugar. Estava tudo impecavelmente limpo. Tentaram averiguar as câmeras de segurança, mas o sujeito do tal Taeyang parecia um fantasma nas gravações: hora aparecia, outra desaparecia do foco, como se soubesse exatamente o raio de captura da câmera por ali instalada e resolvesse brincar de pique esconde com os agentes.

-Não temos mais o que fazer aqui, Euny! – Sae II diz consolando a garota.

-Eu não vou desistir tão fácil assim, esse Taeyang e sua gangue vão pagar por tudo que fizeram a Chae-Young! – Diz com raiva nos olhos.

As meninas da perícia: Mi-Cha e Ash não estavam conseguindo fazer grandes progressos. Com a ajuda dos detetives Sae II e Smoke, descobriram que o assassino ou melhor a gangue mafiosa deveriam ter por volta dos vinte e poucos anos. Sabiam que eram absurdamente cautelosos e criteriosos nas escolhas de suas vitimas e que o fato de eles terem escolhido a amiga de Euny como vitima, fora para intimidar e mostrar serviço contra as outras gangues rivais. O outro ponto ligado fora dos meliantes limparem a bagunça onde sugeria que todos tiveram uma educação cortês por parte da família, mais especificamente por uma mãe bastante rigorosa, o que levavam aos agentes a acreditar na explicação de todas as vítimas do SF9 serem apenas mulheres. Sendo na parte da exportação e venda de mulheres como nos assassinatos que aconteciam.

Onde levava a chefe Mi-Young, Sae II e Euny a acreditarem, que haviam indícios de um possível complexo de Édipo ali.

A caligrafia era bem formada, caprichada e centrada. O espaçamento entre palavras eram medidas milimetricamente por régua. Outro fato que indicava uma personalidade extremamente perfeccionista e exigente. Um exímio estrategista.

Essas informações pareciam muito, mas não eram, não nos termos práticos.

O departamento de investigação ICI estava totalmente focado, não era possível que um crime não deixasse nenhuma evidência. Não existia plano perfeito, todos sabiam disso era isso que se aprendia nas escolas policiais.

{...}

-Não é possível! Essa é a quinta vez que recebemos esses bilhetes sínicos de pura educação.

Sae II resmunga ao receberem pela quinta vez mais bilhetes do SF9.

-Certamente estão tentando nos tirar do sério.

Ash uma das peritas pelo caso “Kim Chae-Young (20180202)”, se pronuciou era vidente a inquietação e revolta em sua fala.

-Sabe o que me veio em mente agora...-Coçou o pescoço- Que se o SF9 está atacando a todas as mulheres, tanto em assassinatos como exportação. As outras máfias que são suas rivais também podem estar em ação.

Sae II ficou pensativo, mas finalmente entendeu a onde Ash queria chegar.

-Se estivermos pensando igualmente agora, acho que entendi onde você quer chegar. Devemos orientar as meninas que fazem parte da área de infiltração criminal, se realmente queremos descobrir algo. Teremos que reagir o quanto antes.

Ash apenas concorda, sabia que Sae II estava certo. Pois se o SF9 já haviam lhes dado essas boas vindas, como uma marcação de território ela e suas aliadas deveriam agir o quanto antes de seus três inimigos.

-Certo mandaremos uma das meninas, amanhã mesmo disfarçadas. Mas não iremos iniciar pelos desclassificados SF9, começaremos por BTS. Avaliaremos o seu jeito de atacarem, e em seguida vamos desmascarar essa ganguezinha nova antes mesmo deles/delas atacarem.

Ash apenas lhe manda um sorriso ladino disfarçado de um sínico, sabia muito bem a onde a mente maléfica de Sae II arquitetava, mas, ele só não esperava que ela e mais uma das garotas da tal gangue misteriosa estava infiltrada entre eles, só esperando o momento certo de agir

As coisas estavam fadadas a terminarem assim, se não fosse uma caixa de papelão abandonada na porta de ICI naquela noite assombrosamente calma e fria do dia 02 de fevereiro.

Agora mais que nunca os agentes convocados estariam envolvidos nos piores casos enfrentados por Seoul.

Mas antes de tudo, guarde esta frase muito bem memoravelmente em sua mente:

“Quem nós somos?”

E

"Quem vocês pensam que são?"

 

Continua.....

 


Notas Finais


Então amores, espero que tenham gostado!

A gente não cobra não, mas, se vcs quiserem comentar sobre o que estão achando da história vai fazer essas autoras felizes u.u (Ps: Somos seres carentes, dependentes de atenção ksdgsgdhdh) (Brinks tá gente, mas, é isso aí sksjksksk)

Bjs bjs <3

Yas e Lulu amam vcs <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...