História ID - Componente de Personalidade - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Wanna One
Personagens Daehwi, Guanlin, Jaehwan, Jihoon, Jinyoung, Jisung, Kang Daniel, Minhyun, Seongwoo, Sungwoon, Woojin
Tags 2park, Componente, Cute, Fluff, Jinhwi, Minhwan, Mortes, Neve, Ongniel, Personalidade, Sobrevivencia, Survival, Suspense, Wanna One
Visualizações 40
Palavras 1.600
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fluffy, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Então povo, eu decidi escrever o final todo primeiro pq n sei quando vou ter essa criatividade toda para postar, não se preocupe, ta confuso por enquanto, mas vocês vão entender mais tarde.
Desculpem os erros e palavras repetidas
Boa leitura ^^

Capítulo 1 - Heróis, Despedidas e Férias



O garoto de cabelos pretos e pele macia e branca estava agora em perigo, o lugar era alto e parecia cada vez mais frio. Não queria olhar para baixo com medo de cair de lá de cima, seu coração acelerava a cada pensamento ruim que tinha de se desequilibrar e ser o fim de sua vida, quando uma voz esperançosa o tirou de seus devaneiros macabros, fazendo- o acreditar que poderia ser salvo.


- Min.... Eu vou te salvar, eu prometo - Jaehwan gritava em um ponto distante. Minhyun estava com as mãos cravadas na parede de água gelada da montanha, não conseguia sentir seus dedos, aquela sensação de ficar entre a vida e a morte doía demais. Olhou para cima desejando que Jaehwan chegasse logo antes que fosse tarde, já estava quase desistindo quando viu um rosto sorridente surgir no meio da neve branca


- Eu não disse que viria? Vem, não solta a minha mão - Era arriscado, qualquer erro e ele já era, mas se fosse a única tentativa, eles iriam fazer de tudo para conseguir.


xxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Kang Daniel ria cinicamente do "amigo" colocando as mãos na cintura, em forma de deboche, que agora o encarava com toda a raiva longe do resto do grupo (menos Jaehwan e Minhyun), o ameaçando com cada fibra de seu ser


- Eu sei o que você é e exijo que pare agora!!! É melhor você o deixar em paz antes que eu o pare, e acredite em mim - Jihoon chegou mais perto de seu rosto, sem hesitar em suas palavras - Você não vai querer me ver com raiva - Virou as costas voltando para perto do seu grupo de amigos que o esperavam para sair dali, também ansiosos pela volta de Jaehwan e Minhyun. Ele podia ter uma imagem fofa por fora, mas faria de tudo para proteger seus amigos.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Ong fitava o chão com cara triste, não podia acreditar que isso estava acontecendo de verdade, seu coração quebrava em pedaços conforme lágrimas escorriam por seu rosto. Não havia reparado que Jihoon tinha voltado de sua "conversa" com Daniel, e que estavam querendo ir embora para um local mais seguro a espera de Jaehwan e Minhyun, não havia reparado também no caos do cenário em que estavam, só queria ficar com ele, pois ter seu coração despedaçado já era caos o suficiente.


 O garoto de cabelos loiros um pouco escuros que havia roubado e pisado em seu coração sem pensar duas vezes, o dono do sorriso mais lindo e perigoso que permaneceu em sua mente por dias agora o chamava só com o olhar. Jisung o puxava pela mão, enquanto aquele lugar cada vez mais estava às ruínas e seu "demônio" sorria para ele inocentemente, escondendo sua verdadeira identidade.


- Ong.... Deixe-o ir.... Vamos voltar para casa, em segurança.... Por favor... - O líder do grupo estava paciente, tentando entender a situação do amigo, mas a resposta de Seongwoo fez seu sangue ferver.


- Sinto muito... Não posso deixá-lo aqui - Suas lágrimas caiam a cada palavra, sua voz trêmula quase sussurrada fez a última frase parecer mais triste do que deveria ser, seu peito doía muito, odiava Kang Daniel com todas as suas forças por ter feito isso com ele - Eu o amo demais - Daniel ainda sorria de um jeito fofo, ignorando toda a dor que estava causando ao garoto. Jisung pegou o amigo pelo colarinho do casaco grosso, o resto do grupo olhavam em volta por busca de uma saída, mas não poderiam ir embora até todos estarem ali


- OLHE PARA MIM ONG!!! - Seongwoo desviou seu olhar triste de Daniel para Jisung - ELE NÃO É REAL!!! EU SOU!! - Suas palavras cortaram o ar deixando-o mais denso, não gostava de brigar com os meninos, mesmo quando era preciso, soltou seu casaco, diminuindo seu tom de voz ameaçador.


 - Por favor, não faça nenhuma bobagem, ok? Fique com a gente - Não havia percebido que revelara algo que não poderia falar até o momento. Tapou a boca com as mãos quando ouviu o que disse, observava o outro ficar confuso com suas palavras e voltar seu corpo para o loiro, andando em direção a ele e chegando perto. Só agora havia entendido o que aconteceu e porque todos guardavam segredo dele. 

 O corpo de Daniel lentamente dissipava no ar gélido da montanha, um sussurro nos lábios rosados dele e um sorriso fofo foi a última coisa que viu em sua frente. Eles estavam bem próximos quando seus lábios foram tomados pelos lábios do outro, e uma onda de sensações preencheu seu peito ao mesmo tempo. Enquanto seus olhos estavam fechados, flashbacks de seus dias juntos iam sendo modificados por momentos com o resto do grupo, como se quisesse o libertá-lo daquela dor que não sairia de seu peito.


- Obrigado... Eu te amo... - Fez um último carinho em sua bochecha. E sua imagem desapareceu por completo. Daniel havia o apagado de sua memória, não queria que o outro sofresse por sua causa, estava tudo acabado agora.

 Ong estava parado em frente ao lugar vazio que antes era habitado pela presença do garoto que roubou seu coração, ele piscou algumas vezes e se virou para o grupo que o encarava esperando o que aconteceria, com medo do garoto se lembrar.
- Minhyun e Jaehwan já voltaram?


xxxxxxxxxxxxxxxxxxx


 Depois que Jaehwan puxou Minhyun com sucesso, os dois andavam com cuidado para não escorregar na neve que mais parecia um campo minado, cada passo era feito calculado e cuidadosamente planejado.


- Eu consegui não consegui? - Jaehwan sorria fofamente para Minhyun, tentando amenizar a situação tensa que eles estavam passando - Eu sou seu herói, não sou?


- É, mas não se sinta vitorioso ainda, só vou te agradecer quando chegarmos em um local seguro - Minhyun ria do outro que fazia um bico e reclamava baixinho.


Ouviram um pedaço do gelo que fazia parte da parede da montanha rachar. Jaehwan rapidamente empurrou o corpo do amigo pra frente, o livrando mais uma vez de sua morte, o caminho de gelo dos dois foi separado e estavam muito distantes do outro. Minhyun olhou para trás e estendeu a sua mão, mas o chão que Jaehwan estava começou a abrir cada vez mais rachaduras.


 - VAI!!! AGORA!!! - Ouvia Jae gritar e agitar os braços, mas não queria deixá-o ali. Queria dizer mil coisas para tirá-lo daquela situação, mas só conseguiu pensar em uma frase que se encaixaria perfeitamente naquele momento


- Obrigado... Meu herói.... - O resto da neve rachou por completo e a última coisa que viu um sorriso alegre de ter sido reconhecido como queria, o corpo dele ser misturado com a neve e ser puxado para baixo, seu estômago revirava e seu peito subia e descia conforme a sua respiração aumentava. Era o fim, ele tinha dado a vida para o salvar e agora Minhyun acabou de presenciar sua morte em sua frente, sua cabeça girava, mas precisava sair dali e sobreviver, por Jaehwan.


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx


 Caminhou com dificuldade e encontrou o resto do grupo consolando Ong por algum outro motivo, eles comemoravam a sua volta, mas estavam confusos por Minhyun estar sozinho e seu peito doía relembrando da cena que acabara de ver. Jinyoung finalmente fez a pergunta que não gostaria de ouvir.

- Cadê o Jaehwan? Ele veio com você, não veio? - Olhava para os lados esperançoso de ver o garoto em algum lugar


- Ele não vai chegar..... - Seu rosto não conseguia encarar o resto dos membros que estavam chocados com a notícia, todos se abraçaram por um tempo, tinham acabado de perder um membro do time, quando Woojin se manifestou

- Vamos sair daqui antes que mais uma tragédia aconteça


xxxxxxxxxxxxxxxxxx


 2 ANOS DEPOIS, NO VERÃO
- Daehwi teve a melhor ideia de todas, esse lugar é lindo, mal posso esperar para nossas férias começarem - Guanlin abria os braços quando todos saíam da van animados. O destino final? Praia. Uma praia deserta em que todos poderiam descansar em paz. Eles passaram o dia se divertindo e curando todas as feridas do passado. Daehwi tirava fotos, Sungwoon andava com os braços abertos para sentir o vento correr por seus cabelos e roupa, estava tudo perfeito, enquanto todos andavam em volta da praia, cada um fazendo suas próprias vontades.

Minhyun olhava ao redor quando reparou em uma coisa um tanto quanto peculiar. Jurou ter visto Jaehwan com roupas de praia e uma pá de cavar areia sorrir para ele e ascenar de um jeito divertido que só ele sabia fazer. Sentiu que ele ainda estava com o grupo, como uma família, mesmo que não estivessem juntos, Seongwoo chegou perto dele e olhou para o mesmo ponto que o outro estava observando. Não tão longe dali, os meninos estavam tentando jogar Jisung no chão e o enterrar até o pescoço, ele reclamava e agitava os braços, enquanto os outros só riam de seu desespero.


- O que houve? 
- Nada demais, agora eu sei que estamos todos juntos - Deu tapinhas leves no ombro de Ong, deixando o garoto sem entender bem o que estava acontecendo e voltou a se divertir com o grupo.


 Ong Seongwoo continuava olhando para o mesmo ponto quando viu uma imagem familiar sendo formada à distância, um garoto de cabelos loiro-escuro o olhava e sorria, ele sorriu de volta, não entendendo o motivo, mas apenas se sentiu feliz por ele estar ali. Disse baixinho para si mesmo, como se estivesse respondendo ao comentário que Minhyun fez mais cedo 


- Eu sempre soube 


Notas Finais


Antes de eu me despedir, gostaria de fazer aquele momento divulgação marota:
Para quem gosta de fluff bem fofinha mesmo, eu estou criando uma fic do Jinyoung com o Daehwi: https://spiritfanfics.com/historia/castelo-de-vidro-10681387/capitulo1 Boa leitura

Vejo vocês no próximo capítulo (daqui a 50 anos kkkkk...).


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...