História I'd Be Lost Without You - Snowbarry - HIATUS - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Arrow, Supergirl, The Flash
Personagens Barry Allen (Flash), Cisco Ramon (Vibro), Detetive Joe West, Dr. Harrison Wells, Dra. Caitlin Snow (Nevasca / Killer Frost), Felicity Smoak, John Diggle, Kara Zor-El (Supergirl), Oliver Queen (Arqueiro Verde), Personagens Originais, Wally West (Kid Flash)
Tags Arrow, Barry Allen, Caitlin Snow, Karamel, Olicity, Snowbarry, Supergirl, The Flash
Visualizações 252
Palavras 1.757
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Romance e Novela, Sci-Fi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi, meus amores!

Como vocês estão? Espero que bem!

Bom, eu espero que vocês gostem do capitulo e obrigada por tudo. Pouco a pouco eu consigo o mesmo ritmo anterior.

Lembrem - se de que comentários são sempre bem vindos! ❤

Capítulo 3 - "What if i went with you?"


Fanfic / Fanfiction I'd Be Lost Without You - Snowbarry - HIATUS - Capítulo 3 - "What if i went with you?"



Caitlin nunca havia se importado por Barry chamá - la de "Cait", muito pelo contrário. Ela adorava ser chamada por ele assim, e como a mesma se irritou com isso, ela realmente estava decepcionada com ele.


Barry viu a mesma sair com seu carro. Ele suspirou e resolveu voltar para o córtex e ficar na companhia dos amigos.


- Então? - Cisco perguntou quando o mesmo entrou no lugar. Barry somente mexeu a cabeça com negatividade - Espera, o quão ruim foi?


- Ela se irritou porque eu a chamei de Cait - Barry falou e ouviu um "iih" vindo de Cisco e Wally.


- Cara, você tá muito ferrado - O latino disse encarnado o mesmo - Mas, agora que você tá de volta, vem cá me dar um abraço, cara! - Cisco abriu os braços e ele abraçou Barry. - Eu senti sua falta. 


- Eu também senti. Mas agora eu tô aqui, não tô? Estamos bem. 


- Espera, você não foi um babaca com ela, não é?


- Ah, qual é, Cisco? 


- Cara, a Cait me falou que você tinha prometido a ela que iria vir no "dia seguinte" e você não veio.


- Essa é uma coisa que eu prefiro conversar com ela, okay? - Cisco assentiu.


- Mas, se você foi um babaca com ela, eu sugiro que conversem. Você conhece a Caitlin como ninguém, então é bom ter uma conversa.


Barry iria responder, quando o alerta de crime ecoou no laboratório e Wally vestiu seu traje e correu até o local indicado. Cisco encarou Barry por alguns segundos, mas o mesmo não se moveu. Em alguns minutos, Wally havia voltado e já estava com sua roupa casual.


- Moleza - O mesmo disse sorrindo - Não é tão difícil ser um ser herói, afinal.


Cisco ficou em silêncio enquanto encarava o chão.


- Barry, tá tudo bem com você? - Ele perguntou se direcionando a Barry e cruzando seus braços.


- Sim, tudo bem - O Allen respondeu - Por que? 


- Nada, só que... - Cisco pegou qualquer objeto que tinha em sua mesa - Pega! - Ele gritou, jogando o objeto na mesma direção que a da de Barry, esperando que o mesmo fosse pegá - la, como sempre faz, mas se enganou.


- Por que você fez isso? - O Allen o encarou. 


- Cara, você não pegou - Ele disse com incredulidade, apontando para o objeto caído no chão - Eu pensei que você fosse pegar! O que tá acontecendo com você?


- Eu... Eu tenho que ir - O mesmo tentou desviar o assunto - É melhor eu falar logo com a Caitlin - Ele falou e logo saiu do córtex. 


Cisco olhou para Wally. O mesmo parecia não entender o que estava acontecendo com seu amigo.


- Você entendeu o que aconteceu aqui?


- O Barry tá estranho.


- O Barry É estranho, mas tem algo errado. Eu não sei o que tá acontecendo com ele, só espero que não permaneça assim.



(...)



Barry realmente foi ver Caitlin. Não queria que a mesma ficasse brava com ele. Queria que tudo voltasse ao normal, ou quase tudo. 


O mesmo saiu do elevador que parou no andar do apartamento de Caitlin. Ele suspirou e então tocou a campainha.


- Já vai! - Ela gritou de dentro do apartamento.


Barry escutou alguns passos vindo em direção a porta. Logo em seguida, Caitlin abriu a porta. 


- O que você quer? - Ela perguntou ríspida.


- Cait... - Antes que Barry pudesse continuar, Caitlin o interrompeu.


- Me chame de Caitlin. - Ela disse.


- Tudo bem, Caitlin. Nós podemos conversar?


- Sobre? - Ela perguntou com olhar curioso.


- Sobre nós dois - Barry deu um sorriso tímido.


- Não existe nós dois, senhor Allen.


- Mas é claro que existe, nós somos melhores amigos Caitlin, sempre existiu nós dois. - Ele diz já com um tom desesperado e ela ri irônica. - Você realmente vai ficar com raiva porque eu sumi por um tempo?


- Por um tempo, Barry? Eu perdi 4 meses, procurando por você, eu deixei a minha vida de lado, por você. Eu senti muito a sua falta. Eu senti falta do meu amigo, do meu melhor amigo.


- Caitlin, me perdoa, eu... Eu prometo que vou me redimir, e que vou fazer de tudo para que as coisas voltem ao normal - Barry diz tentando convencê - la.


- Você é realmente um tolo, se acha que irei acreditar em você - Caitlin fala com frieza - Até amanhã no trabalho, senhor Allen.


A mesma iria fechar a porta, mas Barry colocou um pé para impedi - la.


- Eu não vou embora - Disse ele.


- Mas que merda,  Barry! - Ela bufou.


- Caitlin, você e eu já passamos por muita coisa pra decepcionar um ao outro agora. Por favor, me deixa entrar... - Ele disse e a mesma deu um suspiro longo.


- Não me faça ser ser fria, Barry - Os olhos dela se tornaram azuis, sinal de Killer Frost. 


- Caitlin, por favor... 


- Barry, quando a Iris morreu, eu sabia como você estava se sentindo, porque eu também já passei por isso e VOCÊ me ajudou e me fez sorrir de novo. Eu queria poder fazer o mesmo por você, mas não me deu chance. Eu só queria poder te fazer sorrir, mas você decidiu lidar com tudo sozinho.


- Caitlin, eu sei como eu sou importante pra você, do mesmo modo que você é importante pra mim. Eu te entendo. Eu entendo que você só quis me ajudar e eu não cumpri a promessa que fiz a você e eu tô tentando consertar isso, se não, eu não estaria aqui, não é? - Ele suspirou - Eu vou entender se não quiser falar comigo agora, mas por favor, não deixe que nossa amizade se perca por uma besteira que eu fiz - Ela o olhou e o mesmo suspirou novamente - Eu tenho que ir pra casa do Joe agora.


- Espera, você tá morando no Joe? E a sua casa com a Iris?


- Eu não vou lá tem um bom tempo... Eu simplesmente não consigo. Não dá. - Ele disse num tom de tristeza e Caitlin encarou o chão e Barry deu as costas à ela, indo embora. 


- Espera! - Ela disse -  E se eu for com você? - A Snow perguntou e o mesmo abriu um sorriso. 


- Eu iria adorar, Dra. Snow.


- Só um minuto - A mesma disse pegando sua bolsa e trancando a porta de seu apartamento - Não pense que eu não estou mais brava com você, porque eu ainda estou.


- Jamais... Cait. - A mesma sorriu. E naquele momento ele soube que a mesma não estava mais chateada com ele.


- É bom ter você de volta! - Ela olhou para o mesmo docemente e sorriu mais uma vez.


- É bom estar de volta. - Ele sorriu de canto.



(...)



Barry encarou a porta em sua frente. O mesmo parecia tomar coragem para abri - la.


- Ei - Caitlin tocou em seu ombro - Tá tudo bem. Eu tô aqui - Forçou um sorriso - Abre.


Barry fez como Caitlin pediu e o mesmo abriu a porta. Pra ele, estar lá de novo era doloroso, pois foi lá que ele e Iris planejavam passar o resto de suas vidas, onde planejavam ter uma família. Ele tinha boas lembranças, mas doía, porque tudo o que planejaram, nunca iria acontecer. Não mais. 


A casa não estava em um estado ruim, somente estava empoeirada, afinal, alguém não ia lá há quatro meses.


Barry caminhou até a sala, e parou passando os olhos por lá. 


- Nós planejamos tantas coisas aqui - Ele disse - Iris queria comprar uma piscina pra colocar lá em cima - Ele lembrou sorrindo e Caitlin o acompanhou - Nós planejamos filhos, viagens... Eu imagino como teria sido.


- Tenho certeza que iria ser lindo - Caitlin sorriu. - E você seria um ótimo pai e tenho certeza que Iris iria ser uma ótima mãe. - Ela sorriu de canto.


- Eu pedi Iris em casamento aqui - Barry apontou para o sofá onde a mesma ficou sentada naquele dia - Ela se sentou ali e eu cantei pra ela, então a pedi em casamento e ela aceitou e a partir daí planejamos tantas e tantas coisas - Ele abaixou a cabeça - Me desculpe, Cait, por não ter cumprido a promessa que te fiz, mas é que doía tanto e eu acho que não conseguiria ficar aqui. 


- Claro, Barry. Me desculpe por ter sido rude e fria. Eu acho que só precisava do meu melhor amigo.


- E você terá ele de volta - Barry se permitiu sorrir - Eu tenho que superar, não é? Eu tenho que seguir em frente.


- Olha, tudo voltará ao normal. Precisamos dar um passo de cada vez. - Ela se aproximou. - Você voltou. O Flash voltou, né? Central City tem seu herói de volta e eu tenho o meu melhor amigo. 


- Eu não sei se conseguirei continuar correndo. - Barry falou baixo, mas Caitlin conseguiu ouvir.


- O que? - Ela elevou um pouco o tom de voz. - Barry, você é o herói dessa cidade. As pessoas dependem de você. Você as inspira, você as protege, essas pessoas amam você. - Caitlin pausa. -  Você prometeu a Iris que continuaria correndo, então por favor, não deixe de cumprir essa promessa também. 


- Eu só preciso de um tempo - Ele disse.


- Nós te daremos esse tempo, mas continue correndo. Você tem que continuar correndo. - Caitlin segurou nas mãos do Allen. - Você é o Flash, o herói de Central City, huh? Cisco acredita em você, Wally acredita, e todas essas pessoas acreditam no Flash e eu acredito também, não só nele, mas também acredito no Barry Allen. 


- Obrigada, Cait - Ele a abraçou e ela retribuiu.


- Eu acho que agora devemos voltar aos laboratórios. Temos que voltar a ativa. Todos nós. - Barry assentiu, ouvindo Caitlin falar.


- Tem razão - Sorriu - Todos temos que continuar correndo. Correndo de algo, pra algo ou pra alguém, não é? - Ele encarou os olhos amendoados da doutora. Ela abriu a boca para dizer algo, mas a fechou logo em seguida, e no lugar das palavras, veio um grande sorriso e depois a mesma assentiu.

 Ela e Barry ficaram ali, se olhando. Eles não sabiam o que estava acontecendo ali, mas a conexão que tinham um com o outro era evidente. Eles podem não percebem, mas muitos outros percebem, até mesmo Iris percebeu. 


Eles tinham uma conexão, e algo se passava por seus corações, eles só eram cegos demais para perceber. 



Continua...




Notas Finais


Gostaram? Não? Comentem, eu preciso saber.

E se eu tiver leitores novos, que não leram da primeira vez que eu postei, por favor, se manifestem, quero conhecer vocês!

Até a próxima! Xoxo 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...