1. Spirit Fanfics >
  2. Idas e vindas do amor - Girafa >
  3. Fim!

História Idas e vindas do amor - Girafa - Capítulo 25


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, boa leitura.

Capítulo 25 - Fim!


 

Dona Márcia chegou no hospital era quase meia noite, estava desesperada quando encontrou Rafaella perguntou pelo estado de saúde da filha que ainda estava na mesma. As duas ficaram horas e horas esperando por uma boa notícia, quando novamente Thelma surgiu para da mais uma notícia. 

-Gente, a Gizelly teve uma piora as máquinas não estão ajudando mais._Disse Thelminha segurando o nó que se formava em sua garganta. 

Nesse exato momento a máquina onde monitorava os batimentos de Gizelly fez aquele conhecido barulho "biiiiiii", Gizelly tinha ido embora. O médico correu para a u.t.i onde advogada estava entubada tentou reanimar a morena por três vezes consecutivas, mas sem nenhuma resposta. 

No plano espiritual Gizelly viu exatamente na hora em que sua alma se desprendeu do corpo. 

Pov Gizelly on...

Vala me minha nossa senhora, o que eu tô fazendo aqui? É o meu corpo ali? Alguém me ajuda, por favor, eu não tô entendendo mais nada senhor. 

-Gizelly Bicalho?_Perguntou para mim um homem todo vestido de branco e pele alva. 

-Sou eu mesma, mas olha só eu acho que não estou na hora de ir embora não moço, eu tenho minha mãe e a Rafa…

-Eu sei minha filha, mas você precisa vir comigo._Disse o homem estendendo a mão para Gizelly. 

-Moço eu até vou, mas você me garante que eu vou voltar?_Perguntou Gizelly preocupada em ver os médicos tentando reanima-la. 

O homem não respondeu simplesmente abriu a porta que dava para um paraíso, literalmente, mais parecia um super palácio. Uma cidade que o mais perfeito e inteligente urbanista poderia ter planejado, as ruas eram de ouro e as casas eram iguais e mais pareciam mansões e as pessoas viviam em harmonia. 

-O que eu vim fazer aqui?_Perguntou Gizelly preocupada. 

-É seu lugar, seu novo lar._Disse o homem apresentando todos os lugares.

-Olha muito bonito aqui e a paz desse lugar então... Mas eu sinto que não terminei a minha missão na terra._Disse Gizelly começando a chorar. 

O homem olhou de um lado para o outro, estava preocupado com Gizelly. Mas não poderia fazer nada, estava seguindo ordens dos seus superiores. 

-Eu não posso levar você de volta Gizelly, o único que pode é meu superior._Disse o homem passando suas mãos macias pelo rosto de Gizelly que chorava. 

-Então me leve até ele._Pediu Gizelly chorando de maneira incontrolável. 

-Venha comigo…

Pov Gizelly off…

-Doutora sinto informar, mas a paciente Gizelly Bicalho acabou de nos deixar._Disse a enfermeira no ouvido de Thelma que deixou escapar uma lágrima. 

-Thelminha o que foi? O que aconteceu? É a Gizelly?_Perguntou Rafaella preocupada. 

-Infelizmente a Gizelly se foi._Disse Thelma dando a pior notícia da sua vida até o momento. Rafaella era uma das suas melhores amigas e sua dor era a dela. 

-Não pode ser… Meu Deus… Não pode ser…_Gritava dona Márcia pelo hospital. 

-Aí não… Não… Não…_Chorava Rafaella ficando de joelho no hospital chorando sem parar. 

Pov Gizelly on…

Meu Deus, porque Rafaella e minha mãe estou chorando tão inconsolável assim? Será que eu já morri? 

-O moço eu já morri?_Perguntou Gizelly. 

-Não ainda… Não completamente._Disse o homem a levando até três autoridades. 

-Meus senhores, a Gizelly precisa conversar com vocês._Disse o homem baixando a cabeça. 

-Por favor Gizelly, pode se aproximar. O que você quer falar?_Perguntou a pessoa sentada a direita. 

-Eu queria voltar, minha mãe e Rafaella ainda precisam de mim._Disse Gizelly sem olhar para as três pessoas de cabeça baixa. 

-E o que te faz pensar nisso?_Perguntou a pessoa do meio. 

-É que se eu tivesse preparada pra está aqui, meu coração não ia tá batendo assim preocupada com elas._Disse Gizelly querendo chorar ao ver o sofrimento de sua mãe e Gizelly. 

-Não podemos te enviar de volta. Cada um tem o seu momento e o seu chegou._Disse a última pessoa. 

-Desculpem interromper, mas ainda resta um fôlego de vida. Está em aberto._Disse o homem ao qual foi buscar Gizelly. 

-O que vocês acham?_Perguntou a pessoa do meio para os outros dois. 

-Acho que ela pode ter mais uma chance. E fazer muitas coisas diferentes, como por exemplo amar mais as pessoas, viver mais e ter mais esperança na humanidade._Disse a terceira pessoa defendendo Gizelly. 

-Gizelly podemos fazer um acordo?_Perguntou a pessoa que estava a direita. 

-Sim, desde que eu possa voltar e cuidar da Rafa e da minha mãe._Disse Gizelly com um pingo de esperança. 

-Você tem uma semana pra fazer tudo diferente e se caso você consiga fazer as coisas como falamos você fica, se não Gabriel vai lhe buscar novamente._Disse a pessoa sentada no meio. 

-Por mim está feito._Disse Gizelly. 

-Gabriel, leve-a de volta por favor._Disse a pessoa a direita. 

-Obrigada viu, muito obrigado mesmo._Disse Gizelly fazendo uma reverência saindo da presença dos três.

Pov Gizelly off…

-Vish Maria… Doutor… Olha isso aqui._Disse a enfermeira paralisada olhando as mãos de Gizelly de mexerem.

-Crer em Deus pai! Doutor._De novo a enfermeira chamou o homem. 

-O que foi… Cruz e credo, põem ela na máquina novamente._Disse o homem.

-Oi… Eu tô com cede, alguém pode buscar água pra mim?_Perguntou Gizelly abrindo os olhos e a enfermeira caiu desmaiada. 

O médico fez todo um exame com Gizelly mas pelo visto milagres ainda aconteciam, saiu correndo para avisar a família da advogada que havia acontecido um milagre e Gizelly tinha voltado a vida. Como coisas como aquela eram difíceis de acontecer o médico liberou a entrada da mãe e de Rafaella para visitarem a advogada. 

-Mãe! Amor, vocês eu amo vocês._Disse Gizelly abrindo seus braços para receber o carinho das mulheres de sua vida. 

-Filha eu pensei que tinha perdido você._Disse Dona Márcia ainda chorando. 

-Não faz mais isso comigo Gizelly, eu não consigo mais ficar longe de você._Disse Rafaella beijando a namorada ignorando a presença de quem estava ali. 

-Não seja por isso, Rafaella Kalimann aceita se casar comigo?_Perguntou Gizelly beijando a mão da namorada. 

-Cê tá de brincadeira Gizelly, você praticamente morreu…

-Eu morri amor… E olha, melhor a gente ser gente boa viu! Porque existe mesmo um céu e julgamento e tudo._Comentou Gizelly lembrando de algumas coisas que tinha visto por lá. 

"Gabriel vai lá e apague as memórias do que a Gizelly passou aqui é um pouco perigoso". E assim o anjo fez, deixando apenas lembranças que não comprometesse o céu e as outras coisas.

-Quando tivermos um filho o nome dele vai ser Gabriel._Disse Gizelly beijando Rafaella e puxando sua mãe para uma abraço apertado. 

 

***

Três anos depois, Rafaella e Gizelly estavam a dois anos casadas e eram mãe de um menino de um ano e dois meses. Estavam muito felizes, Gizelly recusou a oferta dos japoneses e o salário gordo para morar em São Paulo ao lado do amor de sua vida.

Gizelly passou a viver mais a vida, trabalha por amor e para manter as boas condições de vida. Rafaella reduziu o tempo de trabalhar como modelo tendo mais tempo para criar Gabriel um menino muito inteligente para sua idade. 

-Ele tem seu caráter… Mas a carinha é a minha cópia._Brincou Rafaella ao constatar a braveza do menino. 

-Aí amor, eu sou um anjo agora._Disse Gizelly fechando os olhos e fazendo um bico chateado. 

-Boba, te amo._Disse Rafaella. 

-Eu também te amo e muito._Disse Gizelly para sua esposa. 

Na sala de estar da casa delas estavam suas amigas comemorando mais um ano de vida de Nicolas que iria fazer três anos. Manu e Igor estavam mais feliz que nunca. 

Mari havia trocado o seu namoro com Jonas por Bianca, a empresária era arriada de quatro rodas pela baiana, eram um casal super apaixonado. 

Thelminha estava investindo em uma clínica ao lado de sua amiga Marcela, estava bem obrigada.

Gabi estava estourada no Brasil com suas músicas que grudavam na cabeça, as amigas de Gizelly também estavam bem obrigada. 

Quando foram bater parabéns para Nicolas, Gizelly sentiu um vento passar por trás de suas costas e quando virou para ver o que era viu a figura de Gabriel o anjo que havia lhe ajudado naquela ocasião e sorriu para ela acenando. 

-Muito bom te ver Gabriel, mas ainda não é minha hora._Disse Gizelly piscando para o anjo que sorriu desaparecendo. 

-O que foi amor!?_Perguntou Rafaella. 

-Nada de mais, cadê o Gabriel?_Perguntou Gizelly e Rafaella apontou o menino no colo de Mari. 

E assim a vida de Gizelly e Rafaella passaram a ser mais leve. Havendo mais amor a começar por Gizelly, que tinha uma vida vazia e sem graça. Que foi preenchida por amor e muita luz. Rafaella agradecia muito a Deus por ter a sua esposa, era muito feliz ao lado de Gizelly e muito grata pelo filho também e o resto a vida se encarregava de trazer. 

 

Fim.


Notas Finais


Então, acabamos a saga aqui.
Querem uma saideira? Dependendo da reação de vocês solto mais um capítulo, não sei quando. Mas solto.
Florence xoxo...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...