História Identidade - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter, The Bling Ring
Personagens Hermione Granger, Ronald Weasley
Tags Romione
Visualizações 136
Palavras 696
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Ficção, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 9 - É diferente


Fanfic / Fanfiction Identidade - Capítulo 9 - É diferente

Rony e Hermione já estava na estrada há mais de três horas e não trocaram uma única palavras.

Hermione se sentia mal por ter tratado o rapaz mal, gostava dele, mas ela não gostava de falar de seu passado.

Rony, por outro lado, havia esquecido o acontecimento. Mas não falaria com a menina até ela começar uma conversa.

Foi quando começou a tocar uma música no rádio do carro.

-Eu amo essa música – disse Hermione.

Rony aumentou o volume.

-This ain't a song for the broken-hearted. No silent prayer for the faith-departed! (Esta não é uma canção para quem tem o coração partido. Não é uma oração para quem perdeu a fé) -Cantava Hermione - I ain't gonna be just a face in the crowd. You're gonna hear my voice. When I shout it out loud! (Eu não serei só um rosto na multidão. Você vai ouvir minha voz. Quando eu gritar bem alto)

Rony ria enquanto a menina cantava, não por quê era engraçado, mas por quê era lindo vê-la se divertir, algo que nunca vira antes. Ela tinha a voz linda.

-Canta comigo! – disse Hermione rindo e batendo no braço de Rony.

- It's my life. It's now or never. Iain't gonna live forever. I just want to live while I'm alive (É a minha vida. É agora ou nunca. Eu não vou viver para sempre. Eu só quero viver enquanto eu estou vivo) - cantavam os dois.

-Para! Para! Para! – disse Hermione – Você é péssimo, esta estragando a música.

Rony a encarou sério e ela riu, ele não conseguiu conter e riu também.

-Você tem uma bela voz – disse Rony.

-Eu cantava no coral da escola – disse Hermione.

-Sério?

-Sério, minha mãe deve ter um CD com vídeos meu cantando.

-Quero ver um dia – disse Rony.

-Acho que não vai ser possível.

-Por que?

-Esqueceu que não vejo minha mãe a anos? – disse Hermione forçando um sorriso – Além do mais vou estar presa...

Rony nada disse, ela acertara ele em cheio, Hermione seria presa por causa dele.

Depois de alguns minutos de silêncios, Rony disse:

-Esta com fome? Tem uma lanchonete ali na frente...

-Estou sim.

Rony parou o carro e desceram, caminharam até a lanchonete. Fizeram o pedido e permaneceram em silêncio.

Não tinha mesa para ficarem dentro do estabelecimentos, foram obrigados a ficarem numa mesa do lado de fora. Estava frio.

Rony viu Hermione se encolher e tirou seu próprio casaco.

-Vista isso – disse colocando o casaco em volta de Hermione- Esta frio...

-Obrigada.

-Imagina. – disse Rony sorrindo para a menina.

-Seu sorriso é tão bonito – disse Hermione.

Rony sentiu o rosto esquentar, tinha certeza que ficara vermelho.

-Não tanto quanto o seu.

Hermione sorriu e abaixou a cabeça envergonhada.

-Você é um babaca. – disse rindo – um babaca muito nerd.

-Sei disso – disse Rony rindo também.

-Queria ter conhecido você antes de conhecer essa vida – disse Hermione encarando Rony.

-Você conheceu agora...

-É diferente.

-Como assim, diferente?

-É complicado, Rony.

-Vai ser complicado apenas se você quiser – disse Rony segurando a mão de Hermione.

Hermione mordeu o lábio inferior.

-desculpe por ontem. Fui grossa e você só estava preocupado...

-Tudo bem, o que aconteceu ontem fica no passado.

-Eu sabia que era questão de tempo até Jonny me achar.

-O que você deve a ele? Eu posso pagar...

-Robei a máquina de falsificar cartão dele e fugi, e mesmo que você possa pagar, ele não vai parar até me matar.

-Eu disse que posso dar um jeito, meu irmão é um dos melhores policiais de San Francisco.

-Rony, seu irmão não vai querer ajudar a pessoa que ferrou com você.

-Mas ele ajudará alguém que eu gosto muito.

Hermione o olhou séria.

-Se ele aparecer de novo, prometa que não fara nada.

-Não posso prometer sim.

-Mas Você vai prometer.

- Hermione...

-Por favor.

Rony nada mais disse, apenas se levantou da cadeira dizendo que pagaria a conta e que logo iriam para um hotel, já estava tarde para continuarem.

Antes de ligar o carro, mandou uma mensagem para seu irmão contando tudo o que aconteceu e pedindo para que ele começasse uma investigação sobre Jonny, claro que não diria nada à Hermione.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...