1. Spirit Fanfics >
  2. Idiota! - Sycaro - Saiko e Ycro >
  3. 05

História Idiota! - Sycaro - Saiko e Ycro - Capítulo 5


Escrita por:


Capítulo 5 - 05


Fanfic / Fanfiction Idiota! - Sycaro - Saiko e Ycro - Capítulo 5 - 05


Narrador on*


Rodrigo inicia um beijo calmo,sem segundas intenções mas não esperava que seria correspondido no mesmo instante por Ycaro. Saiko então quebrou o beijo para que ambos pudessem respirar,mas esse momento não durou muito pois o de cabelos pretos queria mais de um certo loiro então deu início a um beijo quente,dando a liberdade de explorar cada canto da boca de Ycaro e se aproveitou e passou a acariciar o pequeno corpo,dando um aperto nas nádegas alheias fazendo o menor arfar entre o beijo. Saiko então prensou Ycaro na parede e passou a beijar seu pescoço,dando mordidas e chupoes arrancando baixos gemidos de Ycaro, Ximenes volta a olhar para Ycaro e beija seus lábios novamente,um beijo doce,calmo,sem pressa.

Ycaro: S-saiko ..


Saiko: shh.. Eu sei que você está acompanhado,mas..elas não precisam saber ,né?..


Ycaro então puxa Saiko para um dos quartos e o coloca sentado na cama e tranca a porta,logo indo para o colo do maior.


Saiko: calma baixinho,não vou a lugar nenhum sem você ..


Saiko volta a beijar Ycaro, o menor então começa a tirar sua blusa logo pedindo para que Saiko fizesse o mesmo. Ambas jogadas em algum canto daquele quarto,Saiko então deita o loiro no colchão e começa a fazer uma trilha de beijos desde o pescoço ate sua barriga,dedilhando seu corpo até chegar no cós de sua calça e abrindo o zíper e o botão,tirando logo em seguida junto de sua box branca dando liberdade para o membro ja duro de Carlos.

Se sentindo exposto cobriu seu rosto um uma das mãos,porem o mais alto tirou a de seu rosto o fazendo olhar para si. Saiko então beijou o loiro,e foi tirando o resto de suas roupas ficando ambos nús,saiko beijou mais uma vez Ycaro logo descendo seus beijos para seu pescoço...

Ycaro por sua vez,começou a masturbar o maior acima de si fazendo com que Saiko começasse a arfar entre o beijo, o maior então quebrou o beijo dando uma leve mordida nos lábios alheios.


Saiko: Não brinque com fogo,baby


Saiko então colocou dois dedos na frente de Ycaro.


Saiko: chupa.

E assim fez, Ycaro chupava os dedos de Saiko sem tirar as pequenas orbes cor de chocolate de Saiko. Quando Saiko decide que já esta bom,tira os dedos da boca de Ycaro e separa as pernas do menor,inserindo o primeiro dedo na entrada rosada do loiro ficando parado por breves momentos ate que o loiro pudesse se acostumar,assim que Ycaro se acostumou Saiko logo colocou o segundo dedo,fazendo movimentos de tesoura para que a entrada de Ycaro fosse preparada para receber a si.

Assim que o loiro começou a dar leves reboladas em seus dedos ele viu que já era hora de substituir os dedos por si próprio, Saiko então deu um beijo em Ycaro.

Saiko: você quer isso mesmo?..


Diz o maior.


Ycaro: Eu te quero a anos..então sim..


Saiko cora com tais palavras,então penetra Ycaro com sua "delicadeza". O loiro faz uma cara de dor,fazendo com que Saiko ficasse preocupado,embora ambos estivessem bêbados não escondiam os verdadeiros sentimentos um pelo outro. Ycaro olha para Saiko com seus olhinhos marejados,fazendo o mesmo dar um sorriso dócil e então fazer um carinho nas bochechas do loiro.


Saiko: Eu vou me mover,esta bem?


Ycaro apenas fez um sinal positivo com a cabeça e então Saiko começou a se mover,saindo e entrando com tudo de dentro da pequena entrada de Ycaro. O menor mordia os próprios lábios tentando conter os pequenos gemidos,Saiko então começou a se mover com mais agilidade dentro do menor,fazendo Ycaro gemer um pouco alto. Embora que Saiko seria o único a escutar pois ainda tinha uma festa lá em baixo,a música estava bem alta mas as paredes daquele quarto abafava qualquer som,tanto dentro quanto fora. Saiko beija Ycaro com desejo,indo mais e mais fundo dentro do mesmo.

Ycaro então revira os olhos e faz um perfeito "O" com a boca ao ser acertado em seu ponto doce,fazendo com que o maior acertasse apenas aquele ponto,levando o mesmo ao delírio. Rodrigo só de imaginar outra pessoa tocando Ycaro ficava com raiva e descontava no pescoço do menor,deixando marcas de mordidas que as vezes saiam sangue por conta da força que usava.

Ambos estavam próximos ao ápice,seus corpos suados e seus gemidos ecoando pelo quarto de hóspedes do apartamento de um de seus amigos,claro que ninguém precisava saber disso. Com algumas investidas Ycaro goza,sujando o peitoral dos dois rapazes, Saiko não demora muito e goza  escondendo seu rosto na curvatura do pescoço do menor.

Carlos então começa a fazer carinho na cabeça de Saiko,que o abraça e se vira para que o menor ficasse em cima de si para que assim pudesse beija-lo.


Dia seguinte_





Continua



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...