1. Spirit Fanfics >
  2. Idol In Love - Min Yoongi (BTS) >
  3. IX - Boy with Luv

História Idol In Love - Min Yoongi (BTS) - Capítulo 9


Escrita por: e lYoongil


Notas do Autor


Boa noite! Nem acredito que essa fic chegou ao fim. Eu amei escrever essa fic, sou grata a todos que acompanharam e está aqui agora finalizando mais uma jornada.

Estou muito emocionada, vou guardar um pouquinho para as notas finais. 😌😌😌

Obrigado a todos❤
Tenham uma boa leitura, anjos😊😚

Capítulo 9 - IX - Boy with Luv


Fanfic / Fanfiction Idol In Love - Min Yoongi (BTS) - Capítulo 9 - IX - Boy with Luv

"Eu esperei por toda minha vida

Eu quero estar com você em tudo" 


Yoongi estava acompanhado por mais três homens, um deles eu sabia quem era. O homem sentado ao seu lado era seu manager, já os outros dois homens eu não conhecia. 


— Então Senhorita Hoshino, você acha essa ideia boa? 



A voz do. Sr. Wakasi chamou minha atenção, fazendo-me voltar a realidade novamente. Mas antes que eu pudesse responder algo percebi que no instante que o meu nome foi pronunciado chamou a atenção do Yoongi. Eu sabia que agora nesse exatamente momento o pálido me encarava, eu não precisava olha-lo para saber disso, consigo sentir minha pele arder com o seu olhar. 



— Sim, acho essa ideia muito boa, Senhor. — respondi ao Wakasi, mais uma vez mentindo por não ter prestado atenção do que ele falava. 



Enquanto o mais velho voltava a falar eu me mantive com o olhar direto ao o homem a minha frente, mas minha mente estava toda voltada ao pálido na mesa ao lado. Ouvi sua voz rouca e sonolenta fazer seu pedido ao garçom de forma tão rápida que acabou se atrapalhando nas palavras como se tivesse distraído. 



Me recusei a olhar para sua mesa. Eu sabia que olhar estaria olhando para mim e eu não estava pronta para mirar em seus olhos intensos, eu ficaria totalmente desnorteada e incapaz de seguir com esse jantar de negócios. 



Esse foi jantar de negócios mais longo da minha vida. Durante todo tempo eu sentia o olhar de Yoongi em mim, me deixando ainda mais nervosa. A ansiedade foi tanta que um segundo me atrevi a virar o rosto para olhá-lo e o flagrei me encarando.



Ruborizei, tentei esconder um sorriso sem jeito enquanto desviava meu olhar mas fui fraca. No segundo seguinte lá estava eu virando meu rosto para sua direção, e foi nesse momento que ele sorriu e eu involuntariamente retribui.



Yoongi assim como eu não ouvia nada do que os homens a sua frente falavam, sua atenção estava em mim. Ainda mirando seus olhos eu suspirei, ato que foi percebido por ele.



Era uma conversa em silenciosa, apenas com os nossos olhares, e isso já dizia tudo. 



— Então está combinado. — falou Sr. Wakasi. — Aqui está o contrato. 



Já com a mesa limpa depois que o garçom retirou os pratos e talheres, o Sr. Wakasi me entregou algumas folhas e uma caneta. 



— Certo, irei ler o contrato e quando eu assinar eu os entregarei. — falei, passando o contrato para Li-Ah. 



— Pensei que tudo já tivesse esclarecido, Srta. Hoshino. — falou. 



— De certo modo sim, mas eu não assino nada sem antes de ler com muita calma. — eu não seria tão irresponsável assim. 



— Certo. — disse, se encostando as costas na cadeira e passou a falar um pouco mais. — Então... mudando um pouco de assunto... Devo dizer que a senhorita está realmente linda essa noite e...



E foi nesse momento enquanto o Sr. Wakasi falava mais um pouco que eu desviei minha atenção para Yoongi e me surpreendi ao vê-lo se levantar da cadeira e se aproximar. 



— Oi. 



A presença do pálido em nossa mesa fez o Sr. Wakasi se calar rapidamente e fita-lo confuso. 



— Mya, podemos conversar? — perguntou. 



— Desculpa, mas estamos em um jantar de negócios. — Wakasi respondeu primeiro. 



— Eu tinha percebido isso de início mas quando você parou de falar de negócios e passou a dá em cima dela, eu pensei que o jantar de negócios havia acabo. — o pálido disse, curto e grosso. 



— Sr. Wakasi, sinto muito mas teremos que finalizar esse jantar aqui. — falei enquanto levantava da cadeira. — Lerei o contrato e o mandarei para o senhor, tenha uma boa noite! 



Ao me afastar da mesa fui acompanhada por Li-Ah. Caminhamos em direção a saída, mas como estávamos em uma área mais reservada a caminhada até a saída era um pouquinho longa. É óbvio que ouvi os passos de Yoongi atrás de nós. 



— Você não vai fugir de mim de novo, Mya! — Ouvi o pálido falar. 



— Eu nunca fugir de você. — respondi, ainda caminhando. Yoongi deu uma pequena corrida para nos alcançar e para me impedir de andar segurou-me em meus braços.



— Você aparece depois de anos, fala o que quer e depois some da minha vida novamente. — falou. — Eu não vou deixar com que suma dessa vez!



— Eu nunca sumir, Yoongi. Só seguimos em frente. — falei. 


— Não é justo, você teve a sua vez. 


— Então fale! 


— Aqui não. — falou, percebendo a presença da minha assistente ao meu lado. Ela se mantinha quietas com os olhos vibrados no pálido. — Oi, você é a assistente da Mya, certo? 



—  Exatamente. Park Li-Ah, é um prazer conhecê-lo. Eu devo dizer que sou muito sua fã. — sorriu. Yoongi educadamente sorriu e os dois trocaram um aperto de mãos. 



— É sempre bom conhecer uma fã. — o pálido ditava enquanto tirava sua carteira do bolso lhe dando algumas notas. — Quero que faça um favor, Li-Ah. Pegue um táxi, volte para o hotel e deixe que da sua patroa eu cuido a partir de agora. 



— Quer que eu volte para o hotel, Senhorita Hoshino? — Li-Ah perguntou. Assenti levemente e a mesma entendeu.



Se despediu e se afastou de nós, deixando-me sozinha com Yoongi. Rapidamente o mesmo pegou em minha mão e me induziu a acompanhá-lo mas me mantive no lugar sem dar um passo, fazendo-o me olhar confuso.



— O que pretende fazer, Yoongi? — perguntei. 



— Quero muito conversar com você. — sua resposta saiu quase um pedido aflito. — Venha comigo, confie em mim!



Senti suas mãos tocar levemente o meu rosto, um tom bem delicado enquanto seus olhos me fitava firmemente. Respirei fundo e afastei-me de suas mãos. 



— Parecia que você estava em um jantar de reunião também. — falei. — Devia ser importante, deveria voltar para lá!



— Não era tão importante assim. — falou. — Meu manager já voltou para o hotel. 



— Ele não o deixaria sozinho, isso é umas das obrigações dele. 



— Digamos que comprá-lo não foi nada barato. — respondeu com um sorriso abusado, tal ato que me fez rir. 



— Yoongi, é melhor voltar para o seu hotel e eu voltar para o meu. — falei. 



— Por favor, Mya. — pediu. 


— Você quer realmente isso? E se surgir uma foto nossa dessa noite? 


— Eu não me importo, eu não vou mais deixar que nada mais te afaste de mim. 


— Vamos para o meu hotel! — falei decida, passando a caminhar para fora do restaurante sendo seguida pelo pálido. Senti meu corpo arder, o vestido que eu usava era nu nas costas e eu podia sentir o olhar do pálido em minha pele exposta. 


Do lado de fora do estabelecimento Yoongi se prontificou, pedindo para seu motorista nos encontrar. Rapidamente ele chegou e quando entramos eu indiquei o hotel na qual eu estava hospedada ao motorista. O percurso não demorou, aliás eu havia escolhido aquele restaurante exatamente por ser perto do hotel. 



Depois que o motorista foi dispensado Yoongi e eu seguimos para dentro do hotel, subimos para a cobertura e entramos em minha suíte. Yoongi passou a analisar o local e com um sorriso tímido me fez pensar que talvez ele possa ter lembrado da última vez que estávamos em uma suíte de hotel. 



— Eu realmente não sei o que eu acabo de fazer... Eu prometi a mim mesma que eu não me colocaria em uma situação como a de anos atrás. 

— respirei fundo para continuar. — Eu sofri muito depois que partiu para o exército, eu conseguir enfrentar mas se isso acontecer novamente eu não serei capaz de...


— Eu fui atrás de você! — falou rapidamente. 


Tal revelação que me fez perder a falar, fiquei sem reação, encarando-o para que explique-se. 


— Quando eu voltei do exército, eu fui atrás de você. Durante dois anos naquele lugar eu só pensei em você, durante esse tempo que só conseguia imaginar como seria nos encontrar novamente. Eu a convidaria para um jantar que eu mesmo faria, eu a levaria para vários passeios só para ouvi-la falar um pouco mais sobre você e a pediria em namoro para ser somente minha. Porque eu sabia que uma mulher tão incrível como você não ficaria sozinha por muito tempo, porque qualquer homem que a tivesse seria o homem mais sortudo do mundo. 


Abaixou seu olhar por alguns segundos e quando voltou a me fitar seu olhar estava ainda mais carregado de ternura. 


— Mas quando eu fui atrás de você tudo foi diferente do que eu esperava. Você não estava mais lá e foi quando fiquei sabendo de tudo que aconteceu com você. Eu queria está ao seu lado, eu queria ajudá-la, aliás, eu nunca permitiria que tal coisa acontece mas... eu havia chegado tarde demais. 



— Talvez foi melhor ter sido desse jeito. Se nossos destinos fossem como você imaginou talvez não éramos hoje o que somos. — suspirei. Sentei-me no sofá e passei a observá-lo melhor. — Eu realmente estou bem, Yoongi. Estou em um momento muito importante da minha vida, e tenho medo que com isso... — apontei para nós dois. — ... estrague tudo.



— Eu não quero atrapalhar sua vida, eu estou tão orgulhoso de você, Mya. — falou. — Mas não se pode mais se agarrar na ideia de apenas manter aquilo que conseguiu, precisa pôr mais planos na sua vida. 



— Mas eu tenho medo de ter mais objetivos e acabar perdendo tudo que eu conseguir. — falei. — Se fosse com você? E se você perdesse tudo? 



— Eu começaria tudo de novo. — respondeu. —Sabe porque? Por que eu sei que vale a pena. 



— Mas você já conseguiu tudo, não há mais nada para conquistar.



— Quem lhe disse isso? — questionou sorrindo. — Eu ainda tenho muitos planos, Mya, e você está neles.


O ar de perdeu em meus pulmões e em meu peito haviam batidas desregulados. 



— Yoongi...



— Eu nunca te esqueci, e quando você apareceu naquele concerto só me fez perceber que eu nunca te esquecerei e não importa quantos anos que passe. — falei. — Foram cinco anos com o objetivo de fazer dá certo. 



— E quem garante que agora dará certo? — questionei. 



— Nós dois. — sorriu. — Porque agora já conhecemos o caminho só nos resta ir.



— Eu ainda tenho alguns objetivos em meu trabalho, talvez devêssemos esperar até que nós dois tivermos totalmente disponível um para o outro. — falei. 



— Eu sou capaz de esperá-la pelo o resto da minha vida mas eu não vejo necessidade de não ficarmos juntos. — falou calmamente. — Também não vejo motivo para perdermos mais tempo. Quer realizar os seus objetivos ao meu lado? Ou melhor, vamos realizar os nossos sonhos juntos? 



A sua pergunta vagou por minha mente por muito tempo. Uma retrospectiva do primeiro momento que eu fui levava ao restaurante da sua mãe até esse momento se fez diante os meus olhos. 



Nosso momento juntos foram perfeitos, ele não teve culpa do que aconteceu assim com eu. Mas isso não impediu de eu ter a pior fase da minha vida, mas além de tudo eu me sair bem sozinha porque eu só precisava do apoio de quem eu amava e nada mais. 



No entanto, tudo que eu conquistei só fazia sentido na minha vida profissional. Agradeço por ter realizado o meu sonho mas eu nunca me senti realizada por completo. Isso porque a outra parte da minha facilidade não era só na minha família e em meu trabalho, a outra parte está com Yoongi. 



Eu só me pergunto se valeria a pena. Valeria? 


Valeu! 


Não demorou para a mídia coreana espalharem a notícia do nosso namoro. 



“O rapper Suga revelou está em um relacionamento sério com a escritora Mya Hoshino.” 



Rapidamente as fãs que na verdade são agentes do FBI logo assimilou meu nome e a minha imagem aos noticiários de cinco anos atrás quando explodiu toda polêmica. 



E lá estava eu novamente, recebendo comentários ofensivos de todos os lados. Mas dessa vez eu não me sentia mais sozinha e fraca. Agora eu era forte e me tornava ainda mais ao lado de Yoongi. E apesar dos haters havia muitas fãs de bom senso com bons comentários e foi nesse tipo de fã que confiamos e nos orgulhamos. 



Com o tempo nossa história foi sendo usada como exemplo. Um romance que sobreviveu anos com muitas complicações e mesmo assim continuávamos apaixonados um pelo outro. 



Nosso noivado foi anunciado em um jantar com a nossa família em Daegu. Embora o comunicado fosse completamente em família a notícia rapidamente foi parar nos ouvidos das fãs. E as minhas suspeitas só sinalizava a uma pessoa, Smay. 



Smay havia mudado mas eu ainda percebia que algo a incomodava. E isso foi ficando mais claro a cada dia que ficava mais perto do casamento. A mais nova demorou a aceitar o convite de madrinha e com muita insistência minha e da minha mãe ela aceitou. 



Eu sabia que lá no fundo ela queria que fosse ela com aquele vestido branco de noiva se casando com um dos maiores rapper da atualidade. E o que eu mais desejava era parar por um minuto e conversar com ela mas a correria do casamento não me dava um minuto de sossego. 



— Smay, acho seu vestido ainda mais bonito que o meu. 



Falei, tentando descontrair o clima. Embora o quarto fosse enorme a quantidade de gente me arrumando e as madrinhas deixava o quarto minúsculo e durante todo o processo para nos preparamos Smay manteve-se quieta. 



— Esse vestido é mesmo lindo, mas nada se compara ao seu. — disse a mais nova. 



Eu escolhi os vestidos das madrinhas —Smay e Li-Ah— com muita cautela. Eu queria que minha irmã ficasse tão linda quanto eu no dia do meu casamento. Eu não me importo quando dizem que as atenções devem ser apenas para a noiva, eu ficava bem se Smay também tivesse tão linda quanto eu.



Então o vestido que eu escolhi era nada mais é nada menos do que perfeito. Mas então Yoongi me surpreendeu com a escolha do vestido de noiva, eu não tive nem como contestar pois o vestido era incrivelmente perfeito. 



— Tudo pronto, vamos meninas o noivo já está na espera da noiva! — anunciou a cerimonialista. 



Quando todas saíram do quarto eu vi a oportunidade de conversar com a minha irmã, mas todo os meus planos foram por água abaixo quando a cerimonialista surgiu me arrastando para o local da cerimônia. 



Tudo estava em seu devido lugar inclusive Yoongi, tão lindo vestido quase todo de branco, o sapato e a gravata preta combinava os cabelos negros. E eu não podia deixar de falar sobre a bandana preto com detalhes branco em seus cabelos. 



Min Yoongi acaba de alcançar o seu auge de beleza. Eu amava a forma que seus olhinhos quase sumiam quando sorria, amava a forma do seu sorriso, a forma que seus dentinhos pequenos pareciam como de um gatinho lindo. 



Eu me encontrava bem concentrada nele que mal percebi que meu pai e eu já estávamos diante do altar e eu já havia sido passada ao o meu futuro marido. O padre diante de nós ditou suas falas enquanto Yoongi e eu trocávamos olhares. 



— Se tem alguém que é contra esse casamento fale agora ou cale-se para sempre?!



O trecho do padre me deixou tensa. Minha respiração ficou pesada e então virei meu rosto e procurei minha irmã com os olhos. Ela me encarou, como se o olhar dela se comunicasse comigo, por fim ela suspirou e um lindo sorriso surgiu em seu rosto. 



Ela assentiu com a cabeça como se me passasse confiança. Respirando aliviada e contente voltei minha atenção ao Yoongi. A cerimônia seguiu normalmente, trocamos nossas alianças e fizemos os nossos votos. 



No momento do “O noivo pode beijar a noiva.” Nossos lábios se tocaram como se fosse a primeira vez. Senti o mesmo friozinho gostoso em minha barriga. Meu corpo ficou mole em seus braços e era em seus braços que eu me sentia protegidas. 



Seguimos com a festa do casamento, enquanto Kim Taehyung cantava ao vivo em nosso casamento Yoongi e eu recepcionava os convidados, muitos deles Idols, amigos produtores do meu marido, nossa família e meus amigos da editora. 



— Tae, pode cantar Stigma? — pedi ao cantor. O Kim era famoso por suas músicas românticas e sexys, eu adorava suas músicas. Inclusive, exigir ao pálido que o chamasse para cantar em nosso casamento.



Assim que a música sensual começou puxei meu marido para o meio do salão e o vi sorri malicioso enquanto percebia o quão sexy podia ser aquele momento.



— Deixa de pensar besteira. — sussurrei em seu ouvido enquanto dançávamos lentamente. 



— Não vejo a hora da lua de mel. — respondeu abusado. Lhe dei um tapa em seu braço e o pálido riu da minha reação ainda mais ao notar que eu havia corado brutalmente. — Você está linda, amor. 



Falou gentil, tão educado, tão fofo. Essa dualidade desse homem acaba comigo. 



— Posso te pedir uma coisa? — perguntei ao meu marido, vendo minha irmã sentada em uma das cadeiras enquanto todos pareciam se divertir. 



— Pode me perdi o que quiser. 



— Chama a minha irmã para dançar. — falei. Yoongi me olhou confuso e em seguida olhou para minha irmã e a viu sozinha. 



Stigma havia acabou e uma música mais animada havia começado. Yoongi assentiu, antes de se afastar de mim deixou um selinho em meus lábios. Observei o pálido se aproximar da minha irmã, a estendeu a mão e os dois começaram a dançar. 



Fiquei tensa pelo que viria, fiquei preocupada se ela talvez pudesse ‘se aproveitar’ do momento mas não, a dança estava respeitosa e pareciam conversar sobre algo. Quando a música acabou senti ser a minha deixa para me aproximar e resgatar o meu marido. 



— Certo, eu não casei com você como eu sonhava mas eu espero que isso me traga alguma vantagem. — Smay dizia simplista.



— Você realmente não tem noção do que vai acontecer daqui para frente, uh? — Yoongi questionou. — Ser nora de um Idol te trará muitas vantagens, inclusive ingressos para qualquer show. 



Yoongi sussurrou a última parte como se fosse um segredo. 



— Sério? — a mais nova abriu um grande sorriso. — Álbuns? Produtos? Ingressos extras para minhas amigas? 



— Claro. — meu marido confirmou. 



— Só não abusa, Smay. — alertei brincando. — Se não você vai falir a Big Hit. 



Rimos juntos e naquele momento eu soube que realmente tudo estava bem. Yoongi e eu seguimos com a festa e logo depois para o buffet.


Já no fim da festa Yoongi e eu trocamos de roupa, nos despedimos da nossa família e amigos e seguimos para nossa lua de mel. 



Ilhas Maldivas, lindas e paradisíacas. 



Um mês nesse paraíso era surreal, era realmente estar no paraíso. Na primeira noite Yoongi e eu aproveitamos desse lugar ao máximo, é claro, nos amamos muito. No entanto, descobri um ótimo serviço do resort. 



A maior parte da nossa lua de mel eu passava aproveitando as maravilhosas serviços de massagens e a noite aproveitava um bom jantar em alguns dos restaurantes do resort junto com o meu marido. Claro que o Yoongi não havia gostado dessa ideia, por outro lado eu via uma necessidade enorme daquelas massagens e provocar o meu marido era divertido. 



— Eu juro que se você me dizer que vai para o spá fazer massagens novamente, eu volto para casa agora! 



Yoongi disse irritado. Mas ele não parecia assustador, muito menos intimidador e sim fofo. O biquinho que se formava em seus lábios me dava vontade de beijá-lo para o resto da minha vida. 



— Pensei de irmos nadar um pouco. — falei, vendo seu biquinho desaparecer dando lugar a um lindo sorriso.



Assisti o pálido se animar com a proposta, pegou em minha mão e me direcionou a praia. Ao avustar o enorme mar azul, tirei o vestido que cobria o meu corpo expondo meu biquíni. 



— Você ficou perfeita nesse biquíni. — Yoongi sussurrou mirando meus seios. Após de levar um tapa em seu braço ele riu e me acompanhou para dentro do mar. 



Senti meu corpo ser banhado por aquela água cristalinas. O finalzinho da tarde com o sol se pondo deixava o cenário ainda mais perfeito. 



— Isso é tão bom. — falei após de ter mergulhado um pouco. 



— Você acha? — meu marido perguntou. — Não pareceu quando você preferia me trocar por massagens. 



E mais uma vez aquele biquinho lindo apareceu em seus lábios me fazendo sorrir.



— Eu não o troquei. — me defendi. — E outra coisa, eu realmente estava precisando daquelas massagens. Minha costas vêm doendo muito nos últimos dias. 



— Você está bem, amor? — perguntou preocupado, enquanto se aproximava me puxando para o seu corpo, como se quisesse me proteger. 



— Estou, mas me sinto estranha nos últimos dias. — falei, acariciei seu ombro. — Minhas costas e meus pés doem muito. Sem falar nas dores que sinto nos meus seios. 



— Acho que eu os judieei demais ontem a noite. — disse ousadamente. E mais uma vez minha mão lhe acertava um tapa pelo sua safadeza. — Agora falando sério, eu já venho reparando, seus seios estão enormes. 



— Porque não falou nada? Agora estou preocupada! — disse tensa. 



— Mya. 



— Oi. 



— Quando foi a última vez que você esteve naqueles dias? 



A pergunta foi lançada e meu coração disparou. Meu cérebro passou a fazer alguns cálculos desde a minha última menstruação até hoje, eu estava atrasada. Quero dizer, muito atrasada mesmo. Eu poderia dizer que até era normal atrasar, mas não tanto assim, sem falar no restante dos sintomas.



— Ai meu Deus! — sussurrei colocando as mãos na boca. 



— Eu quero muito uma menininha, e você? — perguntou. Me surpreendi com tamanha animação, eu posso estar grávida e Yoongi não estava nenhum pouco preocupado. 



— Yoongi, se eu estiver realmente grávida isso pode mudar tudo. — falei. — Toda a nossa vida irá mudar! Nem sei se estamos preparados para um bebê agora. 



— Vai dá tudo certo, amor. — falou. — Daremos dá certo, nossa vida continuará a mesma só acabamos de receber uma bênção, iremos cuidar e amar muito nosso bebê. 



Respirei fundo analisando toda aquela situação. Um bebê agora não estava nos nossos planos mas Yoongi tinha toda razão. Receberemos uma bênção.



— Então você quer uma menina é? — sorri, vendo Yoongi assenti deixando um selinho sensual no canto da minha boca. 



— Bem linda, inteligente e esperta como você. — sorriu. 



— Ah, mas eu quero um menino. — sorri. — Bem fofo e lindo como você. 



Yoongi sorriu ladino, deixou uma mordida ousada em meu lábio para em seguida iniciar um beijo intenso e gostoso. Ali seguimos nossa lua de mel junto ao pôr do sol testemunhando nosso amor. 



As alianças em nossos dedos não permitia que ninguém duvidasse. Foi muito tempo lutando contra todos até chegar onde chegamos, o melhor de tudo era poder me orgulhar de mim mesma, assim como o Yoongi nos jogamos no mundo atrás do nossos sonhos.



Todos seus prêmios e conquistas não foram em vão. Yoongi tem muito potencial e vem demonstrando a cada dia com sua genialidade. Eu sou muito orgulhosa de não só ser sua esposa como também tenho orgulho de ser sua fã. 


número um!



Fim!


Notas Finais


Então é isso, anjos!
Chegamos ao fim de mais uma história. Eu quero agradecer o carinho de todas vocês que compartilharam comigo cada momento dessa história, que sofreram, se revoltaram e que se apaixonaram pelos nossos protagonistas. Espero de coração que tenham gostado, obrigado mais uma vezes a todas leitoras.❤

Mas preciso saber, o que acharam do capítulo?
Comente! O que acham de um bônus? Eu não tenho certeza, é algo que estou pensando mas tudo dependerá da opinião de vocês.

Deixe o seu comentário, amarei lê-los e respondê-los.😜😂 Meu perfil: @Xbech

Beijo bem gostoso, suas lindas!💋💋💋💋💋💋💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...