História If - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias R5
Personagens Personagens Originais, Riker Lynch, Ross Lynch, Rydel Lynch
Tags Drama, Romance, Ross Lynch
Visualizações 31
Palavras 1.457
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bem eu ando a postar várias vezes ao dia,tenho as ideias todas na cabeça então vou escrevendo para não me esquecer 😅 Espero que estejam a gostar!!!

Capítulo 5 - Surprise


 

14 de Outubro, 8h20

POV Violet

A aula de Matemática tinha começado à 20 minutos, o único barulho que se ouvia era das canetas a raspar no papel e o som dos botões das calculadoras , a professora era muito picuinhas e mandava vir com o mínimo som de conversa que se ouvisse.

Ouviu-se um "toc toc" vindo da porta , o rapaz pediu licença para entrar e desculpa pelo atraso.

-Da próxima vez não entra na sala, e o mesmo serve para o resto de vocês.- ela apontou para nós como se fossemos todos tivéssemos cometido o mesmo erro-  Sente-se Kingsley.

Brian não costumava chegar atrasado, na verdade era muito pontual. Passou pela minha mesa e sentou-se atrás de mim. Não me dirigiu o olhar nem murmurou o "bom dia" a que estava habituada todas as quintas-feiras de manhã. Estávamos assim desde domingo, depois de lhe ter virado as costas , não me dirigia a palavra, não sei se porque estava chateado ou com vergonha, mas eu não gostava de ser ignorada.

 

13h43

O resto do dia havia corrido normalmente, tirando o facto de o meu melhor amigo não me falar e a minha melhor amiga ter passado os intervalos com o grupinho irritante com quem andava ultimamente. Não que ela se tivesse afastado, tinha o direito de ter mais amigos e eu nunca a julguei por isso, apenas não gostava pelo facto de ser AQUELE grupo.

Cheguei a casa à hora de almoço e encontrei a minha mãe que saía para o trabalho, eram quase duas da tarde e a sua hora de almoço acabara.

-Xau querida, vemos-nos logo!- despedi-me dela com um beijo na bochecha e entrei em casa.

O silêncio enchia o espaço, a casa estava vazia. Também não deveria estar à espera de outra coisa, éramos só nós as duas que vivíamos ali desde que os outros se foram. O meu irmão mais velho estava a estudar na Europa e o meu pai trabalhava lá ,estavam a viver juntos na Dinamarca. O meu pai conseguiu um ótimo emprego e o meu irmão uma bolsa de estudo. Apesar desta distância eu era feliz, a minha mãe era muito presente. Tinha um horário flexível pois era chefe do seu departamento na empresa. Ela trabalhava na I-nstinct, uma empresa liderada por Riker Lynch, irmão mais velho de Ross. Ela trabalhava lá desde que era o pai dele o dono da empresa, mas quando ele morreu, Riker tomou o poder e visto que sempre havia apreciado o trabalho da minha mãe, subiu-a de posto, ela trabalhava na parte das comunicações e relações públicas.

Acabei de almoçar e fui para o quarto a fazer os trabalhos de casa ,mas senti o telefone tocar.

Chamada on

- Oi. - disse um pouco indiferente, estava a tentar concentrar-me no exercício.

-Violet, tenho novidades para ti!

-Olá para ti também Megan,também está tudo bem comigo, obrigada por perguntares.- ironizei rindo-me um pouco no final.

-Oh está bem, mas não vais adivinhar o que aconteceu!

-O quê?- o tom de indiferença saiu-me outra vez.

-O Jack... ele pediu-me em namoro!

-Oh...- estava surpreendida- E tu aceitaste?

-Claro que sim! Não sou estúpida, aliás eu já gosto dele desde o ano passado então fiquei mesmo feliz. -consegui imaginar o sorriso na cara dela ao contar-me aquilo.

- Parabéns então...

- Estás chateada?

-Não, só achei sei lá repentino.

-Realmente nós só começamos a falar mais no final do Verão, mas eu gosto mesmo dele Violet.

-O que interessa é que estejas feliz.

-Mas há mais!

- O quê?

-Bem sabes que o Brian faz anos no sábado, então, O Jack tem uma casa perto da praia e disse que podíamos fazer a festa dele lá!

-Tipo uma festa surpresa?

-Sim!

-Eu gosto da ideia, mas o sítio não sei...

-Porquê?

-O Brian não gosta do Jack e dos amigos dele. Duvido que os queira na festa dele, muito menos usar a sua casa.

-Pois mas não ia dizer isso ao Jack!

-Porque não vens até aqui e organizamos tudo?

-Ok até já!

Chamada off

Mas qual era a ideia dela? O Brian ia matar-nos se eles fossem à festa dele.

 

17h02

 

- Ok então como pretendes fazer?-Megan tinha chegado à uns 15 minutos e estávamos a lanchar na cozinha.

-Porque é que não fazemos a festa na casa dele?-disse mordendo um bocado da minha sandes.

-Achas que ele não vai suspeitar se nós aparecer-mos lá com balões? Não te preocupes Brian é para a tua festa, olha já agora é suposto ser uma surpresa por isso finge que não sabes de nada! - Megan fingia que estava a falar com o ruivo enquanto abanava a sandes dela na mão.

- Claro que não! Falamos com os pais dele, eles adoram-nos , de certeza que podem pedir aos irmãos para o distrair durante o dia enquanto preparamos tudo.

-Hmm até que é boa ideia! E quem vamos convidar?

-Já fiz uma lista... que achas?- tirei o papel dobrado que estava no bolso dos calções e entreguei-lhe.

-Parece-me bem!Já agora , o Brian tem andado a evitar-me, sabes porquê?

-Não é só a ti,desde domingo que não me fala.

-Porquê?-disse Megan dando uma golada no sumo de laranja.

- Porque ele tentou beijar-me e eu afastei-o.

-COMO?!- Megan engasgou-se com o sumo e começou a tossir compulsivamente -Porque é que eu só soube disto agora?

- Não queria humilhá-lo ainda mais...- olhei para o copo enquanto também bebia um pouco do líquido laranja.

-Achas que ele gosta de ti?

-Não sei, há um ano atrás ele disse que não. Mas eu agora já não sei de nada...

- Tu gostas dele?

-Não. Sabes perfeitamente disso, sempre o vi como uma espécie de irmão, eu e ele já falamos sobre isso naquela fase em que ele me disse que achava que tinha uma crush por mim.

- Não te preocupes , tenho a certeza que quando ele vir a festa que lhe preparamos vai voltar a falar connosco!

-Espero que sim...

 

16 de Outubro, 19h43

 

Estava quase na hora da festa, Brian tinha estado o dia todo com o pai e os irmãos para passar o seu aniversário e eu, Megan , Mrs. Kingsley e Fran, a sua irmã mais nova, preparávamos tudo para a festa.

-Violet e Megan, vão pôr os balões no jardim e Fran querida larga o telemóvel e ajuda-me a decorar o bolo!- Fran tinha 15 anos, era cerca de dois anos mais nova que nós, ruiva tal como o irmão e os olhos verdes iguais aos da mãe , que neste momento olhavam para nós a pedir socorro. Ri-me da situação, mas aquele trabalho todo ia valer a pena , ele ia adorar!

As pessoas começaram a chegar e iam ajudando no que podiam, uns colocaram a música, enquanto outros acabavam de levar a comida para as mesas.

 

20h00

 A carrinha cinzenta dos Kingsley estacionava do lado de fora e apagamos as luzes.Estava tudo escuro e o silêncio transbordava. Ouviam-se vozes do lado de fora e a porta abriu-se.

-SURPRESA!- as luzes acenderam-se e alguns balões rebentaram, pessoas começaram a saltar dos esconderijos enquanto iam todos abraçar Brian que se encontrava com um sorriso enorme ainda na porta.

Depois de todo o efeito surpresa ter acalmado e o ruivo ter conseguido cumprimentar toda a gente , deu-se início à festa e o ambiente foi-se instalando. Senti alguém tocar-me nas costas  e virei-me para encará-la.

-Obrigado. -Brian encontrava-se à minha frente com a cabeça baixa como que a pedir desculpa.

-Fico feliz que tenhas gostado!-dei-lhe um abraço e puxei-o para dançar comigo.

-Já agora ainda tenho a tua prenda para te dar.-disse-lhe ao ouvido visto que a música estava alta.

Peguei-lhe na mão e encaminhei-o para o seu quarto. Assim que chegamos à porta tapei-lhe os olhos e entramos.

-Mantém os olhos fechados!-fechei a porta atrás de mim - Ok podes abrir!

Ele abriu os olhos e ali estava ,um teclado novo, com um grande laço vermelho em cima , encontrava-se pousado na cama.

 Vi que ele estava calado e fiquei preocupada,porque é que ele não teve reação?

-Não gostaste? Andavas a dizer que querias um destes há algum tempo então achei que... -fui interrompida por um abraço, os braços fortes rodeavam-me e ouvi um "obrigado" perto do meu ouvido. -Acho que é melhor voltarmos não? Amanhã já podes tocar nele!-disse com um sorriso enquanto me desfazia do abraço- Vamos?

Ele assentiu e descemos. O resto da festa foi fantástico, toda a gente se divertiu e os primos dele decidiram fazer um espetáculo de magia. Resumindo Brian acabou com uma tarte na cara e toda a gente se riu. Ele estava feliz, e o melhor de tudo era que já falávamos.

 


Notas Finais


Sei que não está grande coisa , mas achei que as coisas entre a Violet e o Brian tinham que ficar resolvidas, kkkk
Daqui a pouco vou postar outro que já tenho escrito. OBG ás pessoas que estão a acompanhar, são poucas mas não interessa, obg á mesma!!!🦄🦄🦄


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...