História If i could fly 'larry stylinson' - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Ed Sheeran, Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, One Direction, Zayn Malik
Personagens Harry Styles, Louis Tomlinson
Tags Larry Stylinson Lou Hazza
Visualizações 138
Palavras 1.246
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi oi
O capítulo não tá muito grande e tá um pouco parado... but, espero que gostem! 💙🌸

Boa leitura.

Capítulo 14 - Uma rosa...


Fanfic / Fanfiction If i could fly 'larry stylinson' - Capítulo 14 - Uma rosa...

Harry Styles

Sabe aquele dia em que tudo parece tão bom e leve, o céu mais azul é as flores mais coloridas e as pessoas mais bonitas do que realmente são- até Niall parecia mais bonito essa manhã-, assim que se começou essa minha bela manhã de segunda feira. Era como se o universo inteiro estivesse sorrindo para mim. Me deixando com um sorriso bobo nos lábios e um coração batendo desajeitado dentro do peito.

Enquanto eu caminhava para a escola, não deixava de olhar cada detalhe das casas que se passavam por mim, ou das pessoas que andavam tão apressadas que nem se davam o trabalho de olhar para o lado e ver o dia incrível que era hoje!

Humanos bobos, não dão valor a cada pequena coisa que quando paramos para reparar e bem maior, bem mais intensa do que achávamos.

Devo admitir que hoje estou particularmente feliz, do tipo que sorri para o nada quando certas coisas vem a sua cabeça, no meu caso era uma pessoa, em especial.

Lou... O garoto idiota que está brincando com minha curiosidade, que tem péssimas cantadas e piadas horríveis, mas que está sempre tentando me fazer sorrir. Um estudante de psicologia, dois anos mais velho do que eu, que me manda mensagens em anonimato por que não se sente confiante o suficiente para conversar comigo. O cara que- até aonde eu sei, que aquele merdinha se disponibilizou a me dizer- tem olhos azuis, cabelos castanhos e... Uma bunda grande. O garoto que por mais que pareça uma pessoa zangada e sarcástica, não passa de um gatinhos arisco. A pessoa que eu não tenho idéia de como que é fisicamente mas mesmo assim, é o culpado pelo meu bom humor em uma manhã de segunda feira.

Assim que cheguei na escola meu sorriso se diminuí, abaixo minha cabeça não querendo ter contato visual com nenhuma daquelas pessoas, ninguém ali gosta de mim e, também, não é como se eu fizesse muita questão disso. Sempre que penso que esse é o meu último ano nesse lugar, com essas pessoas, outro sorriso ameaça a aparecer em meus lábios.

Abri o pequeno armário, deixando um suspiro frustado sair dos meus lábios quando vi a bagunça que estava lá dentro. Livros e cadernos e uma bagunça terrível em um espaço tão pequeno. Mas algo lá dentro me chamou atenção... Em cima de toda aquela bagunça, na capa de algum livro sobre filosofia, tinha uma rosa. Perfeitamente colocada, com um bilhete lilás grudado em seu caule curto.

Com cuidado, como se ela fosse a coisa mais delicada e frágil do mundo, peguei a pequena rosa a cheirando em seguida. Wow! Ela era perfumada! Sinceramente? Não lembro qual foi a última vez que senti um cheirinho tão doce e suave, viciante.

Em seguida peguei o pequeno é lilás bilhete, a caligrafia escrita era perfeita mas nunca deixado de lado um toque desleixado.

"Eu queria colocar  alguma frase romântica  clichê aqui, mas é segunda feira... Eu odeio segundas! Me desculpe por eu não ser um futuro marido produtivo :(. De qualquer forma.... TENHA UM BOM DIA HAROLD!!

Beijinhos é não se esquece de beber muita água!

Com todo o amor e talvez um pouco de ódio. Lou xx"

Por um momento, eu senti como se todas as coloridas e felizes borboletas do mundo estivessem voando dentro do meu estômago, me causando uma sensação tão engraçada mas que me fazia ficar arrepiado. Lou me faz sentir as coisas mais clichês e as melhores sensação, que mesmo não estando perto fisicamente, só ele pode me causar. E isso é um pouco assustador, na verdade, tenho medo de que tudo isso acabe, de que um dia ele se canse de mim e some antes mesmo de poder o abraçar, sentir seu cheiro ou os cabelos castanhos entre meus dedos.

Embora o medo seja um pouco grande, apenas tento ignorar esse pensamento, guardando a rosa de volta dentro do armário, deixo um rápido beijo no pedaço de papel lilás- que agora percebi que também é perfumado- o guardando em seguida. Fecho a porta do pequeno armário com o sorriso bobo e as borboletas ainda fazendo a sensação engraçada presente, estava tão distraído pensando em Lou- o que eu mais tenho feito ultimamente- que nem percebi que alguém tinha se aproximado. Parado no armário ao lado, se encostando sobre a superfície de metal, com os braços cruzados é um sorriso nos labios aparentemente ressecados, enquanto me olhava.

  — Oi, Harry! - escutei a voz áspera de Aiden me chamando. Ele estudava na mesma sala que eu desde a oitava série, mas Aiden fazia parte do grupo de garotos populares, capitão do time de futebol e com uma legião de idiotas o idolatrando. Pessoas como Aiden humilha e despreza pessoas como eu. Por isso fiquei completamente confuso quando o vi ali. - Está bonito hoje, camisa nova?

  — Na verdade, não. Essa camisa deve ter uns dois anos, talvez mais... - repondi o olhando com o cenho franzido. E ok. A risada que ele deu, gargalhando de uma forma exagerada e chamando atenção das pessoas que estavam no corredor, foi terrivelmente desnecessário!

Odeio quando as pessoas ficam tentando chamar atenção dos outros a todo custo.

  — Eu não sabia que você tinha senso de humor, Harold. - Aquilo foi a gota d'água para mim. Ele não tinha intimidade comigo, ainda mais para me chamar de uma apelido que só Lou usava.

Que merda esse imbecil acha que esta fazendo?! Eu tento ao máximo ser gentil com as pessoas mas sinceramente, esse garoto as vezes dificulta essa tarefa.

  — Eu preciso ir, aula de Química, uma pena que não somos colegas de sala, nessa aula... - Falou como se eu estivesse realmente interessado em saber aquilo.- Foi legal conversar com você, vê se não some, cara.

Disse tudo com o sorriso ainda grande, oque fazia ele parecer bastante com um maníaco, é deu um beijo rápido na minha bochecha... de onde Aiden estava tirando essa intimidade entre nós dois, que não existia?

Depois que o corpo do garoto sumiu do meu campo de visão, bufei irritado. Foi muitos acontecimentos logo pela manhã.

Mas um sorrisinho inconsequente nasce em meus lábios sempre que me vem a cabeça o que Louis fez. Ninguém nunca havia feito uma coisa assim para mim!

Para algumas pessoas isso pode parecer simples demais, ou muito clichê. Mas pra mim não! Foi a atitude mais fofa é, hm, romântica... Isso fazia a minha vontade de conhecer Lou pessoalmente, poder vê-lo e toca- lo, e saber que tudo isso era mesmo real, só aumentar.

Como o Lou havia conseguido colocar aquela rosa lá? 

Embora essas pequenas perguntas me rondam tento ignora- las. Talvez algum dia o próprio Lou poderá me responder. Todas elas.

(Algumas horas mais tarde; mensagens entre Lou é Harry! )

Harry: Oi, eu amei a rosa... ela é linda! E perfumada!! :))

Lou: Oi Oi

Lou: Fico feliz em saber disso. :)

Harry: Lou ?

Lou: hm...?

Harry: Eu acho que, uh, precisamos ter uma conversa séria.

Lou: Conversa seria, uh?

Lou: Se você estiver grávido eu não sou o pai...

Harry: Mas que merda...?

Harry: Ok. Você esqueceu de tomar os seus remédios hoje. Entendo.

Lou: hahaha, idiota!

Harry: Que tal parar com esses assuntos aleatórios e focar na parte em que PRECISAMOS CONVERSAR ALGO SÉRIO!

Lou: taaaoo dramático..

Harry: Lou! :(

Harry: Não me faça ficar irritado com você, ok?

Lou: * revirando os olhos*

Lou: Estou ouvindo, criança.

Lou: lendo no caso...

Lou: Pode me dizer, Harold.

Harry: Então....


Notas Finais


Perguntinha; vocês gostam dessas mudanças nos capítulos? O pov do Haz as mensagens... se não tiver legal avisem ok?

O próximo capítulo tá mdjdjkdkks surpresinha... ;)

Até a próxima att amores! beijinhos ✨


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...