1. Spirit Fanfics >
  2. If I Fell >
  3. Love To Love You

História If I Fell - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


e vamos de segundo capítulo, eu juro que eu me esforcei pra que esse capítulo seja maiorzinho, mas também não seja grande dms e enfim, espero que gostem

Capítulo 2 - Love To Love You


Fanfic / Fanfiction If I Fell - Capítulo 2 - Love To Love You

   " Oi Gra!Tudo bem?Sou eu o Damon e sim eu sou um grande fã seu, por favor me notaaa Grahaamm "


 Damon dizia aquilo fazendo um drama de brincadeira, na tentativa de fazer Graham rir do outro lado e ele riu mesmo, o loiro nunca deixava de ser um palhaço.


    " Pra você me notar eu vou te dedicar uma música  "


Ao final foi possível ser ouvido o som de Damon testando um violão, Coxon permanecia curioso e ao mesmo tempo o seu coração estava derretido só de ouvir novamente a voz de seu Damo. Ele reconheceu o instrumental que começou a ser tocado por Albarn no som.


    " If I Fell in love with you "

    " Would you promise to be true "

    " And help me understand "

    " 'Cause I've been in love before "

    " Than just holding hands"


Só o começo da letra fez Graham ser totalmente abalado, as lágrimas começaram a descer pelo o seu rosto, ele olhava para o reprodutor com a mão tampando a própria boca enquanto continuava a escutar, Damon soube muito bem como tocar em seu coração com essa música, cada palavra e cada verso era como uma ferida feita em seu peito, Lennon e McCartney escreveram uma letra tão certeira e que conseguia atingir seus sentimentos e suas memórias, será se eles previram a história de Damon e Graham?Meio improvável, mas quem sabe.


    " So I hope you see that I "

    " Would love to love you "

    " And that she will cry "

    " When she learns we are too "

    " Cause I couldn't stand the pain "

    " And I would be sad if our new love was im vain "


Graham no fundo não sabia se conseguiria resistir vivo ou consciente até o final, chorava tanto que sua cabeça doía como se estivesse sido acertado por um martelo e seu coração encontrava-se pequeno e tão apertadinho, sentia o órgão sendo esmagado, mas ele praticamente estava sendo mesmo. Sabia pela razão da qual o loiro havia escolhido uma música antiquada dos Beatles e não uma nova que estivesse nas paradas de sucesso, Beatles traziam memórias de quando eram bem novos e só sabiam tocar violão ou guitarra ainda bem iniciantes, os dois tocavam por diversão e para evoluírem, mas não era as notas ou o tom que importavam, o importante era que estivessem juntos e se divertindo, um encorajava o outro em tudo, sempre foi assim.


A musica acabou e Damon continuou falando, seu tom de voz era falho e trêmulo, de certo também devia está de coração mole após fazer aquela dedicatória para o seu menininho de óculos.


    " Nesse momento eu aposto que você deve ter chorado muito, mas por favor não chore, meu coração fica quebradinho quando você chora. "


    " Desde aquele primeiro dia que eu falei dos seus sapatos e mesmo você meio chateado, ainda sim continuou falando comigo... Bem me desculpa novamente... Enfim, você se tornou o meu primeiro amigo! Gra você é extremamente especial para mim, os anos que fiquei longe foram os piores da minha vida, foi horrível todo dia acordar e saber que passaria o dia todo sem te ver..."


Pela gravação foi possível ouvir um chorinho baixo, quase inaudível que doeu mais ainda em Graham, preferia levar um soco do que ouvir o seu loiro chorar, mas sem perceber e em questão de minutos a voz reproduzida no CD volta.


    " Eu te amo Graham, eu te amo de verdade, como eu nunca amei ninguém, eu espero que você já tenha me perdoado por todas as merdas que eu fiz... E um último pedido!Abra a porta do seu lado quando esse áudio acabar, ok?"


 Quando Damon acabou de falar, o som se encerrou, o de óculos ainda se encontrava em um estado semelhante a de um choque, as lágrimas haviam secado em suas bochechas e suas mãos tremiam um pouco com tudo aquilo, ele ainda se perguntava aonde Damon queria chegar com todo aquele romance repentino, com esforço ele se levanta do chão e vai até a frente da porta que realmente ficava ao seu lado. Graham suspira e acaricia as mãos nervosas, sentia que seu coração poderia sair de sua boca a qualquer momento, pois ele palpitava com violência. Agarrou a maçaneta, com um último suspiro e ele a gira, ao afastar a porta, seus olhos se encontram com o loiro ali na sua frente, de verdade, ele tinha um sorriso lindo... Mesmo estando com um dente falho continuava sendo lindo e ele segurava um lido buquê de rosas, novamente as lágrimas do moreno rolam pelo o seu rosto e sem se aguentar, o abraça lentamente e calmamente por minutos antes de se afastar novamente.


— Seu bobo! Você sabe como me fazer chorar e se aproveita. — Graham diz em um tom brincalhão tentando secar os seus olhos, mesmo sendo inútil.


— É apenas consequência. — Damon responde se fazendo de inocente e dá uma risada gostosinha, oferecendo o buquê.


— Elas são lindas... — Comentou segurando o embrulho e acariciou algumas pétalas.


— Iguais a você. — Albarn continua e ri bobo.


— Pare, não sou tão bonito assim... Não estou em casa, mas entre. — Graham convidou ainda fungando e deu espaço para que o mais velho entrasse, não percebendo que ele ainsa segurava outra coisa.


— Você ouviu o áudio né? — Ele se vira ao entrar.


— Sim... Foi lindo Damo... Eu também te amo. — Graham diz entre cortes enquanto se aproxima e dá um beijinho delicado e curto que foi retribuído.


— Mas ele tem parte 2 — Damon diz ao finalizar o beijo e acaricia o rostinho pálido alheio e sorri de lado com segundas intenções, ele se agacha de frente para Coxon e sorri largo, deixando o de pé um pouco confuso.


— Graham Leslie Coxon... Você, aceita ser meu noivo? — Damon realmente acabou de fazer um pedido de casamento, mostrando uma caixinha de camurça com um anel brilhante.


Notas Finais


ok foi beem meloso, mas é o meu jeito de escrever...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...