História If I Stay - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Justin Bieber
Visualizações 10
Palavras 1.038
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 17 - First Date


Pov. Sky

— Eu prefiro o moletom que estava usando antes, que é meu, na verdade nosso. Este vestido não parece confortável.

Fala Jason enquanto estou me olhando no espelho, vendo o que vou usar, para dar uma volta com a Jordyn, rio baixo e comento

— Desde que retornamos da viagem, você continua aqui, Jason. Este é o primeiro encontro mais longo do mundo.

— Sinto nesse tom que talvez esteja me expulsando da sua casa, isso me faz eu me sentir um pouco mal e feliz ao mesmo tempo.

— Não estou te expulsando, mas está aqui faz um mês desde o nosso primeiro encontro e ainda não voltou para casa, comprou novos materiais e roupas, para poder ir para faculdade daqui, acho que ao menos podia pegar suas roupas em casa e parar de gastar tanto dinheiro.

— Você é uma amiga muito certinha e pensa muito em desperdiçar dinheiro, é tão fofa.

— Não tente fugir do assunto, deveria visitar ao menos sua mãe, sabe que você o mundo dela, ela não fez nada de errado com você.

— Acho que não deveríamos falar sobre meus pais, eu nunca me meti na sua relação com os seus, então.

Rio enquanto tiro o vestido, jogo o mesmo na cara dele e coloco o outro branco, curto, larguinho, bem suave e sexy

—  Você é um babaca, mas respeito seu comentário, prometo que não vai ouvir mais nenhum enquanto estiver na sua casa.

Pov. Jason

Meu pai decidiu insistir novamente em fazer negócios com Robert e aqui estamos na porta da casa dele, o mesmo abre

—Senhor Clark, Primeiro-ministro, é domingo, minha família está toda reunida, o que fazem aqui?

— Você conseguiu achar a corda para a harpa ou devo ir na cidade comprar uma? Senhor, senhora Clark, Primeiro-ministro, Pattie e Jason, olá.

Fala Sky aparecendo do nada, ficando surpresa ao nos ver aqui, ela está tão linda com um brilho nos olhos,sorrio e a senhora Clark pergunta

— Sky, o que faz aqui?

— Me desculpa, mas qual é o interesse em saber o que ela faz aqui? Ela te deve alguma satisfação ou algo do tipo?

— O que vocês dois estão fazendo na porta? Jason… ual, você é bem mais bonito pessoalmente.

Fala Clara, mulher de Robert, rio baixo cumprimentando a mesma e ela olha em volta vendo toda essa turma na frente da casa dela, até porque os meninos estão comigo, ela pergunta se queremos entrar e se juntar a eles no churrasco, antes que Sky, o Robert falasse algo, senhora Clark assente entrando na casa, acabo entrando e Clara nos guia até o lado de fora, na área da piscina, vejo Jordyn e outros caras ali, ela me olha surpresa e desvia o olhar vendo o resto, talvez não tenha sido uma boa ideia ter vindo aqui com meu pai, definitivamente.

Pov. Sky

O tédio da conversa de nossos visitantes estavam acabando comigo, desperto ao ver Will entrando ali com Liz, o mesmo fala

— Jason, sua garota disse que você pediu para eu trazer ela. Bom, ela está entregue.

— Uau, vocês realmente se sentem à vontade na casa dos outros a ponto de trazer até convidados a mais.

Fala Clara, seguro o riso ao ver a reação deles, olho para o Will que pergunta

—  Podemos passar um tempo na sua casa?

Vejo a cena mais linda desse mundo quando Mike aparece segurando meu afilhado Gabriel, coloco a mão no peito observando a cena apaixonada, dou meu melhor sorriso e desperto quando Liz comenta que Will me fez uma pergunta, respiro fundo mantendo a classe e falo

—  Ter todos os meus meninos favoritos em casa? Eu não achei que precisava responder, é claro que sim. Um grande não para sua namorada.

Falo no final olhando para ele que ri levantando as mãos em forma de rendimento e comenta em seguida

—  Ela falou uma única vez que achava seu afilhado feio e que Mike era desagradável, logo depois ela pediu desculpas ao ver sua reação.

—  Levou apenas 5 segundos para eu perder total respeito por ela como ser humano, até Liz tem meu respeito, menos aquela vadia.

—  Pois é, eu posso odiar a Sky com todas minhas forças. Mas amo o Mike e acho seu filho um gatinho.

Fala a mesma, Will me olha arqueando a sobrancelha perguntando

—  Você acabou de falar algo bom sobre a Liz?

—  Eu não entendo vocês, eu não sou o monstro dessa relação, eu posso não gostar dela a ponto de querer ser melhor amiga. Mas acho que ela merece respeito e se ela precisar de algo importante, estarei aqui para ajudar ela, assim como ajudaria qualquer pessoa da família dela. Não tenho culpa que ela não gosta de mim, talvez eu tenha, porque eu não uso meu charme para conquistar o coração dela, porque ela seria uma pessoa entediante se deixasse de soltar graças sobre mim. Gosto dos comentários dela, me fazem rir, eu me divirto com todo o ciúmes dela.

Mike se joga no meu colo e eu sorrio mais ainda que fala

—  Obrigado pelo café da manhã e todas as mensagens de apoio, espero que fique orgulhosa em saber que ganhei o caso.

—  Eu sei… o Presidente me ligou querendo saber se eu sabia o que você pretendia fazer depois que se formar.

Mike se joga no meu colo junto com Gabriel, ele me olha sorrindo e agradece, arqueio a sobrancelha sem entender o motivo

—  Passei em casa antes de vir para cá com o Will, vi o que pintou na minha parede.

—  O que ela pintou? Parece ter uma história sobre o que ela fez, pode me contando cada detalhe.

Pergunta Pattie curiosa, Mike sorri olhando para ela e fala

—  Ela pintou eu quando criança vendo pela primeira vez a aurora boreal, exatamente igual, cada cor, foi o dia mais feliz da minha vida.

— A aurora boreal estava tão linda assim?

— Foi o primeiro dia que não tive que me esconder do meu pai ou sentir medo, porque estávamos longe, seguros e felizes. Bom, eu sempre estive em segurança, Sky sempre escolheu sofrer as consequências em dobro do que deixar meu pai chegar perto de mim.

Fala o mesmo, olho para o Rob que deixa uma lágrima cair, ele pede licença a todos saindo dali.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...