História If I Stay - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Justin Bieber
Visualizações 34
Palavras 1.152
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 18 - Travis


Pov. Sky

— Vocês formam um casal tão adorável.

Fala senhora Clark olhando para Jason e Liz, seguro o riso observando a cena dela toda fofa agradecendo, Jason volta a repetir que eles não são um casal, dou um gole no meu vinho e me engasgo ao ver meu ex aparecendo do nada, todos param pra me olhar, levanto pedindo licença a todos e saio dali indo até a cozinha onde Rob está, pergunto se ele sabia que Travis ia vir para essa festinha, já sabendo a resposta, ele me olha se fazendo de desentendido perguntando se ele está aqui, respiro fundo olhando para ele tentando manter a classe e falo

— Não acredito que convidou o meu ex para algo em família, você se superou dessa vez.

— Você está solteira e aquele cara trata você como rainha, ao menos volte a ser amiga dele, ele é meu amigo e em minha defesa, eu precisava de alguém que chamaria a atenção dos nossos convidados que não foram convidados. Expulse eles e aí eu mando Travis ir embora, simples.

Olho para ele pasma e antes que eu pudesse falar algo, escuto alguém me chamar, olho para trás vendo Travis, Rob cumprimenta ele todo animado e me olha comentando que eu deveria fazer um lanche para o nosso convidado, sorrio fraco assentindo e sigo para o lado de fora com Travis ao meu lado, vou até a mesa com comida e preparo o lanche da maneira que ele gosta, vejo o mesmo sorrir, arqueio a sobrancelha sem entender e percebo que é pelo fato de eu lembrar como ele gosta o sanduíche, suspiro entregando o prato para ele e comento

— Precisa parar de alimentar a mente de Rob, sabe que quando ele quer algo, ele não desiste até acontecer e você...

— Tudo o que eu fiz foi aceitar a se juntar a família do meu amigo para comer algo legal, beber algo e conversar. Não posso mais fazer isso?

— Foi um erro ter te ensinado a conquistar ele, eu tornei você em um monstro.

— Tem que admitir que eu até posso ser um monstro, mas sou um bonito pra caralho, não acha?

Olho para ele abrindo a boca para falar algo, mas não consigo pensar em uma resposta rápida, ele sorri mais ainda se aproximando, ele beija o canto da minha boca e agradece pelo sanduíche e dá as costas seguindo até onde está todos, sinto alguém me pegar no colo e vejo que é Will, que segue em direção a piscina, tento me soltar dele, mas não fui rápida o suficiente, percebo isso quando estou voltando para a superfície, olho para o mesmo que está fora da piscina me olhando, ele sorri perguntando se funcionou, rio baixo assentindo e saio dali escutando ele falar

— Eu senti que você precisava voltar para o mundo real.

Tiro o meu vestido torcendo o mesmo e ele me olha de cima a baixo perguntando o porquê de eu estar de biquíni, em seguida falando

— Se me disser que ia curtir em alguma piscina ou ir para a praia sem mim, eu te afundo nessa piscina.

— Em minha defesa, é tudo culpa da Jordyn.

Falo rindo quando vejo a reação dele ao perceber que isso ia acontecer, ele olha para ela, percebo que todos estão me olhando e ela fala

— Você sabe que as meninas odeiam quando vai junto e que algumas sentem ciúmes.

— Ok, de você eu espera uma traição cedo ou tarde, mas você Sky…

— Ela disse que não ia sem você, só continuou de biquíni, porque ela já tinha colocado e já estávamos no carro vindo para cá.

Fala Jordyn bufando, olho para ele pasma e falo

— O fato de ter achado que eu iria trair você em algum momento me machucou e eu ainda trouxa comprei ingressos para o show que vai ter hoje que você tem comentado que queria assistir faz semanas, eu ia até ficar mais bonita ainda para essa ocasião, acho que vou ter que…

Sorrio olhando para o mesmo ao ver que ele estava prestes a chorar e abraço o mesmo comentando

— Estou brincando, sei que jamais pensaria algo assim sobre mim. Amo você, ursinho.

— Eu deveria ser a favorita de vocês dois, principalmente de você, Will. Vocês dois são inacreditáveis.

Começo a tremer de frio, ele me solta rindo e tira o moletom dele me entregando, agradeço vestindo o mesmo e olho para Jordyn falando

— Não sei do que está falando, você é o amor da minha vida, a única pessoa que eu perdoo quando me trai e você faz isso toda hora.

Ela sorri, dou um beijo na bochecha dela e volto a sentar no meu lugar e senhor Clark pergunta

— Faz bastante tempo que essa amizade rola, não é?

— 22 anos com Will, 18 com Jordyn.

— Eu sabia que era bastante, mas não sabia que se conhecem a vida inteira e Jordyn desde criança.

— Nossos pais eram melhores amigos, nossas mães se odiavam, nós odiávamos nossos pais, nascemos para ser melhores amigos.

Fala Will se jogando no meu colo me fazendo rir e Jordyn fala

— Conheci Sky quando fui em uma festa de aniversário do meu primo e desde então, aqui estamos nós três, juntinhos.

— E como foi que conheceu Robert?

Pergunta senhor Clark, percebo que ele de fato está curioso tentando entender essa conexão, sorrio e falo

— Ele trabalhou um tempo com o meu avô e então eu nasci, ele acabou me conhecendo já que eu ficava bastante tempo com meus avós e bom… a carreira solo dele começou, mas ele continuou me visitando para ver como eu estava, me contar histórias e aqui estamos nós.

— É por isso que chama ele de pai quando ninguém está por perto? O considera como pai? Por quê?

— Ele me queria antes de eu ser inteligente e eu não escondo meus sentimentos por ele, todos que me conhecem sabem disso, senhor Clark.

— Por que demorou tanto tempo para dizer ao mundo que seus pais eram monstros?

— Com todo respeito, eu já respondi perguntas demais sobre minha vida pessoal sendo que não devia.

— Não devia porque alguém te aconselhou a fazer isso?

— Não devia porque é a minha vida e eu não devo satisfação a nada, nem ninguém. Não fiz algo de errado e eu tenho o controle da minha vida. Tente se lembrar da próxima vez, que não somos próximos, pode ter sido um amante da minha mãe ou sabe se lá o que, mas eu não devo nada a você. Se não conseguiu enxergar quem ela era antes é um problema apenas seu, senhor. Não se atreva a colocar a culpa em mim ou me questionar, é muito fácil comentar quando não viveu a mesma experiência. Sinto muita pena do senhor por ainda sentir algo por ela.

Dou um beijo no ombro de Will pedindo licença, ele levanta e eu levanto em seguida pedindo licença a todos e saio dali.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...