1. Spirit Fanfics >
  2. If You Really Love Nothing >
  3. Você Me Irrita!

História If You Really Love Nothing - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Oiii pessoasss.. Obrigada pra quem favoritou agradeço de coração. Boa Leitura!

Capítulo 2 - Você Me Irrita!


Fanfic / Fanfiction If You Really Love Nothing - Capítulo 2 - Você Me Irrita!


Passamos pela multidão e subimos umas escadas.. Entramos em um quarto enorme e aquilo não parecia ser um camarim nem aqui nem na China e muito menos um quarto de tão gigantesco. Olhei e vi os cinco da banda eles estavam em uma cama que por sinal era enorme também, alguns estavam deitados, outros sentados. Tinha 3 morenos, 1 azulado que era o Jellal, e o rosado..

- Erzaaa - Jellal levantou abraçando ela e ela ficou vermelha igual um pimentão, deve ter até esquecido que estava bêbada.

- J-Jellal, que bom te ver de novo... - Owntisss eu e Levy olhávamos pros dois e rimos baixinho. Erza mostrou a língua e chamou nós duas de idiotas e mostramos a língua de volta. Os dois se soltaram e vi que o Rosado que estava deitado levantou e se sentou na cama e não parava de me olhar.

- O que foi, rosinha? - Olhei pra ele com os braços cruzados e nisso atrai a atenção de todos, agora todos me olhavam e olhavam pro rosado. Menos um dos morenos que permaneceu deitado.

- Hm? Não pode mais olhar pra você? - Olhei pra ele e vi que ele estava sem camiseta, e puta que pariu.. ele era ainda mais gostoso e bonito de perto..

- Ei, Natsu, não trate ela assim.. - O moreno que estava deitado do lado dele colocou a mão no seu ombro se levantando também, ele tinha um olhar profundo e misterioso, me deu até arrepios.

- Tanto faz.. - Ele se levantou  se esticando e eu não parava de olhar pra ele.. sua barriga era mega definida e seu corpo sarado e tinha diversas tatuagens. Até que ele olhou pra mim de volta e eu desviei o olhar, droga Lucy! - Vejo que agora quem está me olhando é você.. - Ele disse sério, mas depois sorriu e saiu andando pro banheiro. Fiquei P. da vida, mal conheci o garoto e ele já me tirou do sério.. 

- Que cara mais chato! - Falei bufando e Levy deu uma risadinha enquanto Erza e Jellal me olhavam.

- Lucy, esse é o Natsu.. ele é assim mesmo, nem liga. -  Jellal disse coçando a nuca sorrindo sem jeito. Revirei os olhos, então esse é o tal " Natsu " que todos falavam e gritavam o nome? Olhei para Levy  que ficava trocando olhares com um dos morenos, e ví que era o baterista .Comecei a observa-lo e ví que ele tinha diversos piercings no rosto e eu achei bizarro..

- Lucy? - um outro integrante levantou da cama e me olhou de cima em baixo. - Lucy Heartfilia? - ele perguntou indo em minha direção, ele era gato e gostoso pra caramba também.. cara só tem pitel nessa banda?

- E quem você seria? - Perguntei olhando pra ele de cima em baixo. Mantive a postura, já que eu não demonstrava afeto por qualquer um.  

- Sou Gray, Gray Fullbuster. - Ele pegou minha mão e deu um beijo. Uau me apaixonei... Para Lucy!  - Já ouvi suas músicas.. - Ele sorriu.

- Ah sim.. - senti minhas bochechas esquentarem, mas virei o rosto pra ele não perceber, droga Lucy, para... Não demonstre afeto, já não chega o que fez com o rosado.. 

- E óculos escuros a noite? - Gray disse rindo e quando fui responder Natsu saiu do banheiro e olhava pra mim e pro tal Gray. Automaticamente eu já olhei pra ele. Vi que ele já estava vestido, mas continuava irresistível.. Ele suspirou e voltou pra cama se deitando.. 

Erza e Jellal ficaram em um canto conversando e Levy só ficava de cabeça baixa mexendo no celular e de vez em quando olhava pro baterista.. Eu e Gray estávamos parados observando Natsu.

- O que foi, hã? Quer pra você.. baixinha dançarina? - O Rosado falou dando um sorriso de lado. Ele estava de olhos fechados como ele sabia que estava olhando pra ele? Senti meu sangue subir, odiava que me chamassem de baixinha.. E ainda ele lembrou das minhas danças com Erza...

- O que? Baixinha Dançarina? Quem você pensa que é pra me chamar dessa forma? - Cruzei os braços e fiquei encarando ele, que não parava de sorrir.. e que sorriso.. Ele não disse nada, apenas ficou em silêncio e deitado na cama. Gray ficou de braços cruzados observando tudo. Me irritei, claro.

- Quer saber.. vou voltar pro colégio, tchau pra todos vocês, menos pro rosado. 

- Esperai! - Ouvi Erza chamar, mas ignorei e sai descendo as escadas passando pela multidão e saindo da mansão.

Peguei meu celular e olhei o horário, era 3:40 da manhã e estava cheio de chamadas perdidas da Erza, suspirei e guardei o celular. Comecei a caminhar até o colégio, era uns 10 minutos de caminhada pelo que vi no GPS do celular.. Quando estava quase chegando senti alguém me seguindo até que olho pra trás e vejo o rosado..

- O que pensa que tá fazendo aqui? - Olhei pra ele com expressão de raiva.

- Você leva mesmo as coisas á sério, hein? - Ele sorriu e eu bufei. - Sua amiga mandou eu te acompanhar, já que saiu correndo de lá.. - Ele virou o rosto e colocou as mãos nos bolsos enquanto me acompanhava.

- Ora.. era só ela vim atrás de mim. - falei nervosa.

- Digamos.. que ela quis aproveitar mais um pouco a 'festa' - Ele respondeu fazendo aspas com os dedos com um sorriso malicioso. 

- Ah... - Revirei os olhos. Com isso nós chegamos no muro do colégio e olhei pra cima, não lembrava que era tão alto assim..

- Como você pretendia pular esse muro sozinha? - Ele se encostou no muro e olhava pra mim rindo. 

- Vai se lascar.. - Revirei o olho enquanto olhava pro muro. - Agora me ajuda.. - Esperei ele fazer um apoio, mas ele simplesmente me pegou no colo e colocou em cima do muro e eu nesse momento fiquei igual um pimentão. Sem pensar muito eu pulei pro outro lado e estava super escuro.. Até que sinto um peso caindo em cima de mim.

- AAAI - Gritei de dor, quando abro os olhos vejo que o rosado está com o rosto nos meus seios e em cima de mim, senti o calor do seu corpo no meu e sua barriga definida.. Na hora  meu coração disparou e corei, fiquei pior do que tava..

- S-sai d-de ci-cima de mim - Empurrei ele e levantei respirei fundo pra voltar ao normal. - O que tá fazendo aqui ? 

- Ué, eu estudo aqui.. - Fiz cara de chocada, agora mais essa.. - Agora vem - Ele me puxou. - Me segue na ponta do pé e fala baixo.. aqui tem guardas noturnos.. - Eu não falei nada, só segui ele e fomos andando na escuridão só com a tela do celular ligada. Até que achamos a porta do pátio e corremos, só que eu tropecei e cai fazendo barulho.

- Droga... - murmurei.

- OUVI BARULHOS NO PÁTIO - Ouvi um dos guardas falando, e senti duas mãos me pegando rapidamente. Quando percebi estava no colo do rosinha, óbvio que corei..

- Onde é seu quarto..? - Ele perguntou baixo subindo as escadas. Eu ainda não tinha processado tudo, estava em transe. - Vai me responder? - ele falou e sai dos meus pensamentos.

- Hã? Há! É no segundo andar número 15. - Ele subiu mais umas escadas e me deixou na frente da minha porta, só que ouvimos passos e vozes subindo as escadas, então rapidamente ele abriu a porta e me empurrou pra dentro fechando a porta.

- Rápido.. vai pra sua cama e finge que está dormindo. - Corri pra minha cama assim que ele disse e me cobri até o pescoço e virei pro lado da parede, ele fez o mesmo na cama de Levy, já que ela não estava.. 

Ouvi a porta abrir e alguém observar o quarto.

- Aqui está tudo bem, vamos continuar procurando. - Ouvi a porta fechar e rapidamente sentei na cama e o rosado fez o mesmo.

- Já pode ir embora - Falei sem olhar pra ele..

- Com os guardas procurando a gente? Nem se eu quisesse.. - Ele disse e eu bufei revirando os olhos.

- Sério que vou ter que te aguentar? - Falei e comecei a tirar minhas botas. Ele me ignorou e deitou. Olhei pra ele com expressão nervosa, que mudança.. e que garoto mais chato..

Levantei e fui tomar um banho, comecei a refletir. Eu estava com um ''desconhecido'' super gato no meu quarto, mas não.. eu não vou me deixar levar, tenho que ser forte até porque ele é insuportável, bad boy, todas as garotas desejam ele e eu quero um homem CERTO. Tirei a roupa e entrei no chuveiro, liguei a água deixando cair sobre meu corpo, estava precisando.. Fiquei cerca de 20 minutos dentro do chuveiro.
Me sequei e coloquei minha roupa de dormir, tinha deixado um babydoll vermelho no banheiro, vesti ele e sai do quarto. Olho pra cama de Levy e o rosado já tinha apagado. Ia ser difícil dormir com um desconhecido no meu quarto, ainda sozinha..

Contínuaaaaa... 
 


Notas Finais


Me perdoem os erros e espero que tenham gostado, até 'amanhã' <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...