1. Spirit Fanfics >
  2. If you say so >
  3. Capítulo 5 - That's my choice

História If you say so - Capítulo 5


Escrita por:


Capítulo 5 - Capítulo 5 - That's my choice


Finalmente acabara. A batalha acabara, Voldmort estava morto e Harry, de alguma forma sobrevivera. Rony estava ao seu lado e afagava seu cabelo, perdido nos próprios pensamentos. Do outro lado do salão Minerva, Lupin e Horácio cuidavam dos muitos feridos e outros alunos os ajudavam a desempenhar a tarefa.

Quando Harry cruzou as portas do grande salão um grande silêncio se instaurou no local, porém o momento durou pouco pois logo em seguida muitas palmas acompanharam seus passos enquanto ele caminhava em direção aos amigos. 

Hermione levantou-se num pulo e jogou-se nos braços do amigo. 

- Hermione , você está me sufocando - o amigo riu, afastando-a momentaneamente.

- Estou tão feliz, tão feliz - ela suspirou trazendo Rony para o abraço - estamos em paz! 

A felicidade do trio, apesar de todas as perdas, era contagiante. Ela sentia-se feliz.

- A que preço? - disse Harry olhando para o salão. O saldo de mortos era considerável, muitos amigos e pessoas que ela nem mesmo conhecia.

_______________________________________

Meses depois...

Hermione tomava o desjejum ao lado de Gina, na Toca. A menina estava radiante, Hermione invejava a autoestima da amiga que sempre parecia deslumbrante. Os últimos meses foram literalmente um inferno, muitas idas ao ministério, fotos e notícias sobre o trio de ouro , dentre outros compromissos que para ela eram um tormento. 

- Mi, você está pensativa outra vez - a ruiva estalou os dedos diante da morena, procurando sua atenção. 

- Estava pensando em Hogwarts, na carta sabe? - Hermione mordiscou um pãozinho, olhando para o relógio encantado da Sra Weasley.

- Você vai voltar? - Gina perguntou, depositando sua xícara sobre a mesa.

- Sim , er... Não sei . Recebi algumas propostas do ministério, mas quero conquistar minhas coisas , construir meu futuro, entende? - A menina olhou para a amiga, procurando se fazer entender.

- Você tem muitas responsabilidades, Mi . Acho que as coisas em Hogwarts estarão diferentes agora. 

- Está tudo tão confuso, Gina. Harry está se formando para ser auror, seu irmão tenta seguir o mesmo caminho e eu não sei o que fazer da minha vida. Nunca estivemos separados, mas sinto que se não terminar meus estudos, não serei ninguém... Não digo ninguém, mas não quero depender dessa fama e dessa atenção. - Hermione murmurou mais para si mesma do que para a ruiva, que a olhava com atenção.

- Mione, o que você teria feito se a guerra não tivesse acontecido? Quais eram seus planos? - Gina perguntou, enquanto cortava uma tortinha de abóbora.

- Queria me tornar mestre em poções, ser professora como o Snape , seguir na área acadêmica, ajudar aos outros , sabe? - respondeu , dando com os ombros. 

- Então volte, termine seus estudos e siga o que sempre quis, você seria uma ótima professora e não é segredo para ninguém que é a mente mais brilhante da nossa geração. - Gina sorriu, incentivando a amiga. Porém havia um assunto que gostaria de mencionar mas não sabia como fazê-lo, o tema era delicado e temia a reação da amiga - E quanto ao Snape, Mione? Você tem visto ou falado com ele? Digo... Depois que ele saiu do hospital? Soube que ele voltou para sua casa e que provavelmente voltará a lecionar em Hogwarts.

- Não sei dele, Gina . Desde que o deixei no hospital, em minha última visita, não soube mais dele - Seus olhos encherem-se de lágrimas com a lembrança daquele dia terrível.

- Ele é um mal agradecido, Hermione. Você salvou a vida dele, lutou por ele e para provar a inocência dele e não merecia que ele te tratasse daquela forma. 

- Gina, eu não ...- Hermione não pode terminar o que estava dizendo pois Harry e Rony desceram as escadas discutindo mais uma vez sobre algum time de quadribol qualquer. 

- Eu já disse , Harry. Krum é o melhor apanhador de todos os tempos , não acha Gina? - Ronald balbuciava enquanto apanhava um bocado de tortinhas de abóbora.

- Tenha modos Rony - disse Hermione, limpando a única lágrima que escapara de seu olho esquerdo.

- Rony é teimoso e não admite que até mesmo o Krum está ficando velho - disse Harry , evidentemente provocando o amigo. Se aproximou de Gina , dando-lhe um breve selinho. Rony aceitara o relacionamento do amigo com a irmã caçula, porém o casal decidira não abusar da sorte.

- Agora chega vocês dois - uma Molly Weasley muito irritada saia da cozinha com um rolo de massas na mão. O cabelo ruivo sujo de farinha fazia com que sua aparência amedrontasse a todos os presentes a mesa. - Parem com essa algazarra e terminem de comer, teremos um dia cheio e vocês ainda precisam arrumar seus quartos e responder as cartas de Hogwarts. 

- Mãe, já conversamos. Eu não vou voltar e o Harry também não. Talvez nem a Hermione.

- Não fale por mim, Ronald! Já arrumei tudo , Sra Weasley,  vou responder a Minerva e a encontro aqui em baixo para irmos ao beco diagonal. - dizendo isso se levantou e se dirigiu ao quarto que dividia com Gina.

- Deviam seguir o exemplo de Hermione, vocês tem 20 minutos ou irei sem vocês- Molly se retirou com Gina ao seu encalço.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...