1. Spirit Fanfics >
  2. Ígneo >
  3. Capítulo dois: Senhoras e senhores, agora eu tô no chão.

História Ígneo - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Finalmente mais um.

Se eu continuar com tédio e tempo livre, posto mais um essa semana, mas não é uma certeza, porque estou meio ocupado.

Esse provavelmente é o último antes do Tomioka matar alguém, então aproveitem a vida do pessoal.

Brincadeira... Ou não...

Espero que gostem.

Capítulo 3 - Capítulo dois: Senhoras e senhores, agora eu tô no chão.


Fanfic / Fanfiction Ígneo - Capítulo 3 - Capítulo dois: Senhoras e senhores, agora eu tô no chão.

Eu queria muito dizer que quero me casar com Inosuke, primeiro porque eu odeio fazer pessoas ficarem tristes, segundo porque ele é realmente adorável e seria uma honra me casar com ele.

Mas Sabito, Giyuu, Urokodaki e Makomo provavelmente me matariam por minha inresponsabilidade de ficar noivo na adolescência.

O pensamento de despertar ainda mais a fúria de Giyuu me deu forças para começar a recusar o Hashibira e eu abri a boca para gentilmente lhe dizer que não poderia me casar agora, mas que futuramente, talvez, fosse uma opção.

Mas então eu vi os olhinhos verdes brilhando com lágrimas não derramadas e eu não consegui. Mordi os lábios com força e suspirei, aceitando minha morte certa.

- Eu gostaria de me casar com você, claro. - Em um segundo as lágrimas de Inosuke desapareceram e um sorriso convencido apareceu no seu rosto, causando uma careta de revolta no loiro que nos observava. 

- TANJIRO VOCÊ NÃO VÊ QUE ESSE FALSO, IMITAÇÃO DE 1,99 DO IVO HOLANDA SÓ ESTÁ FAZENDO ISSO PORQUE VOCÊ TEM CORAÇÃO MOLE? - Zenitsu gritou, jogando seu sapato na cabeça de Inosuke.

Eu fiquei meio confuso, antes que o menino javali me abraçasse de novo, chorando baixinho no meu ombro.

- Não acredita nele, Monjirou. - Soltou um som diferente que parecia um soluço. - Eu só fiquei feliz porque vou me casar com você e ele ainda me machucou...

Olhei severamente para Zenitsu antes de começar a acariciar os fios negros e azulados do menino mais baixo.

- Não diga isso, Zenitsu. Eu não tenho coração mole e ele só está feliz.  - Beijei a testa de Inosuke, antes de aproximar o loiro de nós. - Além disso, se vou me casar com Inosuke, vocês dois precisam se dar bem.

Ambos me olharam incrédulos enquanto eu me soltava do meu noivo(?) com um grande esforço. Estranhamente ele não tinha lágrimas no rosto, mas talvez elas só tivessem secado rápido.  

- O QUE? - Gritaram juntos, enquanto começavam a se empurrar. - EU NÃO VOU ME DAR BEM COM ESSE ANIMAL.

Isso me deixou realmente triste, como posso ir no meu casamento se o noivo e o padrinho estiverem se matando?

Me olhando, ambos pararam de brigar e respiraram fundo, apertando as mãos.

- Trégua para não fazer o Monjiro ficar triste?

Zenitsu acenou com a cabeça, convicto.

- Não posso conviver comigo mesmo se eu fizer o Tanjiro, meu amado cunhado, chorar.

Inosuke inclinou a cabeça, confuso.

- Vocês são cunhados? - Seus olhos se voltaram para mim e eu neguei.

- COMO NÃO, TANJIRO? EU VOU CASAR COM A NEZUKO-CHAN.

- Quem é Nezuko? - Perguntou meu noivo, ainda mais confuso do que antes.

- Minha irmã. - Respondi, enquanto me aproximava da bicicleta desmontada de Tomioka. Minha alma já podia ser vista saindo do meu corpo.

Os olhos dele se arregalaram do tamanho de pratos, antes que ele voltasse a gritar.

- E COMO VOCÊ PLANEJA CASAR COM MINHA CUNHADA SEM ME FALAR NADA?

- ATÉ POUCOS SEGUNDOS ATRÁS VOCÊ NEM SABIA DA EXISTÊNCIA DELA, IVO HOLANDA.

- MAS ELA É MINHA CUNHADA, COSPLAY DE CLODOVIL!

- VOCÊ NEM PEDIU PERMISSÃO DO TANJIRO PARA CASAR COM ELE PRÓPRIO, PORQUE EU TENHO QUE PEDIR PERMISSÃO SUA PARA CASAR COM A NEZUKO, ATOR DA GLOBO?

- É DIFERENTE! - E eles já estavam rolando no chão.

Os gritos continuaram por uns bons minutos, enquanto eu analisava o quão grande a confusão iria ficar.

E pelos meus cálculos, ia ficar grande. Realmente grande.

Com um último suspiro minha cabeça começou a girar.

E logo eu tinha voltado ao meu lugar de início, enquanto desmaiava.

Senhoras e senhores, agora eu tô no chão. 


Notas Finais


E é isso aí.

Quem será que morre primeiro? Descubra no próximo capítulo.

Ignorem meus delírios, é culpa da quarenta.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...