História I'II Never Leave You - Taekook - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, SHINee
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Minho Choi, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Blackpink, Bottom! Jungkook, Drama, Ficção, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Kookv, Lemon, Menção Jihope, Menção Namjin, Minho Choi, Namjoon, Shinee, Suga, Taehyung, Taekook, Top! Taehyung, Violencia, Vkook, Yaoi
Visualizações 145
Palavras 2.057
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Helloooo! All right with you?
Tá, eu vou parar porque eu não sou bilíngue gkpzbazjcah
Já deu pra ver que eu sou muito trouxa, mas fazer o que né... É a vida
Bom, essa é a minha primeira fanfic xente, e claro, FANFIC DE TAEKOOK NÉ MEUS ANJOS. Já pra deixar avisado, se tiver algum erro, taca o foda-se, beleza? Kzgazgamb
Não sei se vocês vão gostar dessa fanfic/ capítulo... E lá vamos nós.

Capítulo 1 - First Day Of School


Jungkook P.O.V

 

 

 

Quando acordei, olhei para janela e vi que estava fazendo sol, peguei meu celular para ver as horas, já eram 7:00 da manhã. Me levantei para se arrumar e ir para faculdade. Antes de eu sair de casa, abri a geladeira para ver se tinha algo para comer, mas infelizmente a geladeira estava vazia, então, eu tive que ir para faculdade de barriga vazia.

 

*

*

*

*

*

 

Cheguei na escola, entrei na minha sala de aula, me sentei no lugar de sempre. Quando o sinal tocou para começar a aula, percebi que havia um menino que eu nunca tinha visto antes sentado atrás de mim, não liguei muito pra isso, já que eu sou uma pessoa muito tímida. O primeiro professor que entrou na sala, foi o professor Jorge de Geografia, Geografia é a pior matéria, eu gosto de todas as matérias exceto essa. O professor disse que nós iriamos fazer um trabalho em dupla, e eu fiquei meio assustado, pois eu não falo com ninguém daquela sala. Percebi que o menino que está sentado atrás de mim estava me cutucando, olhei para trás e ele me disse:

 

- Quer fazer o trabalho de Geografia comigo?

 

- Pode ser! – falei tímido.

 

- Qual é seu nome? – o menino de cabelos castanhos me perguntou.

 

- Jeon Jungkook.

 

- Ah, prazer Jungkook! Eu sou Kim Taehyung.

 

- Prazer, Kim Taehyung.

 

Ele se sentou ao meu lado para fazer o trabalho. Esse trabalho era sobre os Ecossistemas e eu odeio essa matéria.

Depois de um tempo, eu e Kim Taehyung acabamos de fazer o trabalho e fomos entregar para o professor Jorge. Taehyung voltou para o seu lugar e esperamos a hora do intervalo.

 

- Jungkook?

 

- Hum?

 

- Eu não conheço ninguém dessa escola, mas eu sou uma pessoa bem sociável, você pode me apresentar a escola? – Taehyung perguntou olhando para mim.

 

- Claro que eu posso, no intervalo eu te apresento, pode ser? – disse.

 

- Aham...

 

Depois de alguns minutos, o sinal tocou, eu e Taehyung saimos juntos. Resolvi, ir falar com os meus amigos primeiro para falar que eu não vou ficar com eles hoje.

 

- Oi gente!

 

- Oi Kookie! – todos me responderam.

 

- Cadê o Jimin? – perguntei.

 

- Ah, ele já está vindo, olha ele ali. – Yoongi disse apontando para o menino baixinho vindo em nossa direção.

 

- Hey, Kookie, quem é esse? – Jin me perguntou apontando para o garoto ao meu lado.

 

- Ah, esse é o Kim Taehyung, aluno novo!

 

- Prazer Taehyung! – Hoseok disse.

 

- O prazer é todo meu!

 

- Esses são meus amigos, Hoseok, Yoongi, Jin, Namjoon e Jimin – disse.

 

- Ah, oi gente! – o menino ao meu lado disse.

 

- Olá! – todos disseram.

 

- Gente, hoje eu não vou ficar com vocês, vou apresentar a escola para o Kim.

 

- Nossa Kookie, o menino acabou de chegar e já viraram amigos? Cadê aquele menino tímido que eu conheço?- Namjoon disse empolgado.

 

- Hyung, eu só vou apresentar a escola para ele. – disse já com as bochechas vermelhas.

 

- Ok, vai lá Kookie – Jimin disse.

 

- Tchau pessoal! – o garoto com cabelos castanhos disse.

 

- Tchau Kim! – todos disseram.

 

Eu e Taehyung saimos da mesa que estavam meus amigos.

 

- Onde nós vamos primeiro? – Taehyung disse todo animado.

 

- Vamos primeiro a biblioteca, tá?

 

- Tudo bem!

 

No meio do caminho à biblioteca, senti Taehyung me cutucando de novo.

 

- Oi? – perguntei olhando para ele.

 

- Jeon, quantos anos você tem?

 

- 19, por que?

 

- Tenho 21, sou seu hyung.

 

- Ah! – disse corando. – Chegamos! – falei.

 

- É aqui?

 

- Sim.

 

- Podemos pegar um livro, Kookie?

 

Kookie? Eu nem conheço o menino direito e ele já tá me chamando de Kookie? Que intimidade é essa Senhor? Ah Meu Deus. Apenas assenti a cabeça.

 

- Eu quero esse aqui! – Taehyung disse.

 

- Ah, esse livro é muito legal.

 

- Você já leu?

 

- Já sim!

 

Taehyung resolveu pegar o livro e levar até a bibliotecária. Saimos da biblioteca e fui até o banheiro, fazer minhas necessidades.

 

- Aonde vamos agora? – perguntou.

 

- Eu vou ir no banheiro rapidinho.

 

- Ah, ok!

 

Entrei no banheiro e fiz minhas necessidades, quando sai do banheiro vi o menino de cabelos castanhos lendo o livro que ele pegou na biblioteca. Não disse nada, apenas andei para o laboratório.

 

- Kim?

 

- Pode falar, mas você pode me chamar de Hyung ou Tae, já que somos amigos agora!

 

Olhei para ele, quando disse “já que somos amigos agora!”, resolvi responder.

 

- Aqui é o laboratório de Ciências! – disse.

 

- Ai, que legal, adoro laboratórios!

 

Nós não chegamos à entrar no laboratório, o sinal já ia bater, e ainda faltava mostrar a quadra da escola e o meu lugar preferido.

 

- Aqui é a quadra. – falei.

 

- Nossa, ela é gigante.

 

- É sim! – falei rindo.

 

Saimos da quadra e fomos para o meu lugar favorito daquela escola, sempre que eu estava triste eu ia lá.

 

- Aqui é o melhor lugar da escola.

 

- Uau, aqui é muito lindo!

 

- Sim.

 

Aquele lugar da escola, havia uma árvore, com um balanço em más condições, esse cantinho da escola ficava atrás da quadra. Quase ninguém ia lá, pois são poucas pessoas que conhecem esse lugar.

 

- Vamos sentar ali? – o menino disse apontando para uma sombra que havia embaixo da árvore.

 

- Vamos! – disse vendo o relógio que estava no meu pulso para ver as horas. – A gente ainda tem 8 minutos até o sinal tocar!

 

- Ok! Então, e seus pais? – o garoto me perguntou e eu engoli um seco – Se você não quiser falar deles, tudo bem! Você ainda nem me conhece direito e eu já estou abusando – riu.

 

- Não, tudo bem! Eu não tenho pais! – falei.

 

- Como assim você não tem pais? Todo mundo tem.

 

- Eles me abandonaram quando tinha 7 anos – falei.

 

- Ah, sinto muito! – o menino me disse com um olhar triste.

 

- Tudo bem!

 

- Você não quer procurar seus pais, não? – perguntou.

 

- Não, eu nunca tive coragem de procurar eles e nunca vou procurar!

 

- Hum...

 

Quando ele me perguntou sobre meus pais, lembrei de quando eu chegava da escola e meus pais sempre me davam um beijo na testa. Percebi que Taehyung olhava para mim, enquanto saiam lágrimas dos meus olhos.

 

- Vem cá! – ele disse me abraçando, eu apenas correspondi o abraço, não conheço ele direito, mas sei lá, sinto que ele me trás confiança.

 

- Obrigado! – agradeci.

 

- Não tem que agradecer! – ele me disse desfazendo do abraço, por um momento eu não queria sair daquele abraço quentinho que ele havia me dado. Mas eu não tive escolha, o sinal tocou.

 

Quando o sinal tocou, ele se levantou esticando o braço na minha direção para me ajudar a se levantar.

 

Durante o caminho para ir à sala de aula, Taehyung me fez outra pergunta:

 

- E sua família? – perguntou.

 

- Eu não conheço a minha família, meus pais disseram que eles moram bem longe de Busan.

 

- Nossa, então você mora sozinho?

 

- Sim, a minha casa é bem simples.

 

- Você trabalha?

 

- Não. – falei.

 

- E como você se sustenta?

 

- Eu tenho uma vizinha muito boa e eu considero ela como a minha avó, ela que me dá comida quando eu preciso!

 

- Ah! Se você precisar de alguma coisa, pode contar comigo! – falou.

 

- Tudo bem, hyung. – disse.

 

Chegamos na sala de aula, e o professor que entrou foi o de Matemática. Ele passou Teorema de Pitágoras, senti que Taehyung estava me cutucando mais uma vez.

 

- Que foi? – perguntei olhando para trás.

 

- Kookie, eu ainda não aprendi essa matéria, você pode me ensinar? – perguntou o menino de cabelos castanhos.

 

- Posso! – afirmei.

 

- Ok, eu vou ir perguntar pro professor se você pode sentar ao meu lado pra me ajudar.

 

- Tá bom. – falei.

 

Taehyung chegou no professor e perguntou, o professor de Matemática é muito legal, então ele acabou deixando eu sentar do lado do hyung.

 

- Ele deixou! – Taehyung chegou em mim todo animado.

 

- Ok. – peguei minha cadeira e coloquei do lado dele.

 

Enquanto eu ajudava Taehyung, as vezes ele perguntava sobre a minha vida pessoal e eu sempre o respondia.

 

- Jungkook, essa sua vizinha que você considera como sua avó, ela cuida bem de você? – perguntou.

 

- Sim, ela cuida muito bem de mim, por isso eu considero-a como minha avó!

 

- Quantos anos ela tem?

 

- 64, por que? – perguntei.

 

- Kookie, quando ela morrer, o que você vai fazer? Ela já ta bem velhinha, não acha?

 

- Ela não vai morrer! – falei num tom alto, que alguns alunos acabaram me olhando assustado. – E eu sei que ela já ta bem velhinha, hyung, mas eu vou fazer de tudo pra ela não morrer, eu só tenho ela na minha vida e não quero perder mais ninguém que é muito importante pra mim.

Algumas lágrimas sairam dos meus olhos.

 

- Hey, me desculpe, não fica assim! – Taehyung disse secando minhas lágrimas.

 

- Tudo bem! Eu sei que algum dia ela vai morrer, e eu não vou ter mais ninguém para cuidar de mim!

 

- E seus amigos? E eu?

 

- Hyung, eu tô falando de família, de alguém que possa me dar beijos de boa noite, fazer meu café da manhã quando eu acordo, contar histórinhas antes de dormir.

 

- Você já ta meio grandinho pra alguém ler histórias pra você, não?

 

- Eu sei que já sou grande pra isso, mas meu jeito é infantil e eu gosto disso. – disse tímido.

 

- Não se preocupe! Eu posso ler histórias pra você a noite antes de dormir. – riu.

 

- Besta! – sorri.

 

 

Taehyung P.O.V

 

Meu primeiro dia de aula já estava acabando, adorei conhecer Jeon Jungkook, percebi que ele é um garoto bem tímido, mas o bom, é que ele está perdendo a timidez dele comigo, Jeon é um menino de 19 anos que não tem família, apenas uma vizinha que ele considera como sua avó e o pior de tudo, ela já tem 64 anos. Quando soube que Jungkook não tem família eu senti muita pena dele.

 

Saimos da sala de aula para ir pra casa, senti que Jungkook começou a me cutucar.

 

- Hyung, agora me fala, e seus pais? – o moreno do meu lado perguntou.

 

- Ah, eles moram em Daegu, eu mantenho contato com eles, tive que mudar de cidade para fazer faculdade. – falei.

 

- Hum... Pelo menos você tem uma família. – olhei para ele e vi que estava com uma carinha triste.

 

- Eu já disse que você não precisa ficar assim! – eu disse olhando bem no fundo de seus olhos – E você? Aonde mora? – perguntei.

 

- É um pouquinho longe da escola, preciso andar uns cinco quarteirões.

 

- Cinco quarteirões, Kook? – disse com a boca aberta – Se quiser eu posso levar você com o meu carro.

 

- Você tem carro?

 

- Tenho!

 

- Ata, não precisa, eu já sou acostumado em andar tudo isso, mas obrigado! – falou.

 

- Tem certeza? – falei apontando para o céu que estava todo nublado começando a cair alguns pingos de chuva.

 

- Aish! Ta bom, eu aceito sim a carona!

 

- Tudo bem, pode entrar – disse.

 

Kook entrou no carro, e eu entrei logo em seguida. Depois de alguns minutos conversando sobre a vida, chegamos em sua casa.

 

- É aqui mesmo, obrigado! – o garoto disse.

 

- Por nada!

 

- Hyung, como você vai ir embora? A chuva está aumentando, vai ser muito perigoso se você pegar estrada nessa tempestade.

 

- Aish e agora? Como eu vou voltar para casa?

 

- Se você quiser, pode ficar aqui em casa até a chuva passar.

 

- Posso mesmo?

 

- Claro!

 

- Ah, então eu aceito.

 

Entramos na casa do Jungkook e vi que a casa dele é bem simples mesmo. Percebi que ele estava meio tímido, deve ser porque ele não queria me receber dentro de sua casa por ela ser simples.

 

- Pode sentar. – disse o menino apontando em sua cama, e então eu vi que ali, não tinha sala de estar.

 

- Obrigado! Kook, eu estou com fome.

 

- Hyung, me desculpe, mas a minha geladeira está vazia, não tem nada de comer aqui em casa. – ele me disse com a carinha triste.

 

- JUNGKOOK?


Notas Finais


Então... Foi isso povo, espero que tenham gostado. ❤
E até o próximo capítulo! Bay~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...