História Ikigai - ABO - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jinyoung, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae, Abo, Bts, Got7, Jikook, Markson, Namjin, Taekookmin, Vhope, Vkook, Vkookmin, Yoonseok, Yugbam
Visualizações 58
Palavras 1.435
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello^^
Como prometido: de 15 em 15 dias^^
Boa leitura ❣

Capítulo 2 - Mentiras


Fanfic / Fanfiction Ikigai - ABO - Capítulo 2 - Mentiras

- É, até que pra um deserdado tenho uma vidinha muito boa - Jungkook espreguiça-se voltando a encher sua taça de vinho.

Depois de dirigir por umas duas horas resolveu passar a noite em um hotel em Gifu já que teria um longo caminho a percorrer de Kyoto pra Tókio, onde herdou um complexo de apartamentos de seu avô.

- É, lá vamos nós. Ainda tem umas três horas até Tókio

Depois de terminar o vinho, veste suas roupas e pega a carteira para deixado o hotel, mas antes resolve comer alguma coisa.

Depois que pede, senta em uma mesa vendo em seu aplicativo de banco o gordo valor de sua poupança sem falar cartões de crédito. Não teria problema nenhum se quisesse passar os próximos dez anos apenas com esse dinheiro, mas o mais inteligente é achar um emprego o quanto antes o que não será difícil já que tem um currículo impecável.

- Me deixa em paz! - ouve de alguém que parece estar distante.

- Que foi, lindinho? Eu pago quanto você quiseeer - Ao ouvir um bêbado levanta-se rapidamente procurando os donos dessas vozes.

- Não sou esse tipo de pessoa, por favor, me deixa em paz - o loiro pede novamente apertando os olhos enquanto tenta livrar-se das mãos do desconhecido.

- Eu já disse que... - é cortado por Jungkook.

- Solta ele - vê o beta bêbado importunando um ômega.

O homem mais velho solta o braço do outro que logo trata de distanciar-se enquanto o mais velho encara Jungkook.

- Argh, esse cheiro de bebida me deixa doente - comenta realmente incomodado com o cheiro que vem do beta já que ter nariz sensível é característica de alfas e ômegas.

- Quem liga? - sorri se aproximando do alfa.

O garoto ainda desconhecido esconde-se atrás de Wang.

- Não chegue mais perto, você está seriamente me incomodando.

- Não quero nada com você - olha para o ser atrás do acastanhado - eu tava' querendo os serviços dessa putinha e você está me atrapalhando.

- Cara, vai pra casa. Se você quer comer alguém então vai pra um puteiro e para de incomodar os outros.

O homem grisalho estala a língua ao concluir que a pessoa a sua frente não é alguém com quem possa cair na porrada pois perderia na certa então apenas mostra o dedo do meio, dá as costas saindo andando.

- Que nojo - o moreno observa a falta de classe desse ser mesmo estando em um local fino.

- O-obrigada - o ômega quase do mesmo tamanho de Wang agradece.

- Por nada - vira-se de costas percebendo a beleza do ômega - você... Está bem?

- Sim - ele cora desviando o olhar - hum, poderia me ajudar de novo?

O maior está maravilhado com a puta voz do outro já que na maior parte das vezes ômegas tem um timbre de voz mais brando e são menores, mas de qualquer forma esse ser é definitivamente a definição de perfeição no dicionário de Jungkook.

- Claro - prontifica-se e pisca algumas vezes percebendo que talvez seus olhares estejam o incomodando - o que você quiser.

- Preciso ir pra Tókio, mas os. Táxis daqui não vão pra lá.

- Até porque são umas três ou quatro horas pra chegar lá - Vê a surpresa no olhar do outro - Está perdido?

- Mais ou menos - exatamente, ele está perdido, mas está com vergonha de admitir - eu... Não ando muito por aqui. É a primeira vez que venho em Gifu.

- Posso te levar pra Tókio. Também estou indo pra lá, sabe? - claro que não perderia a oportunidade.

Jungkook poderia brincar dizendo que foi amor a primeira vista. Mas mal sabe ele que foi mesmo.

O loiro fica estatístico com a oferta. Nunca saíra de casa sem motoristas particulares o que explica seu senso de direção ser igual o de uma batata e a falta de seus segunças o fez ser acessado várias vezes o que o faz ficar com um pé atrás, porém Jungkook foi o único alfa que não o olhou como um pedaço de carne.

- Ah, tudo bem se não quiser! - o ômega percebe estar pensativo demais e balança a cabeça.

- Não, eu quero sim - diz ainda pensando se é uma boa ideia ou não, mas o alfa o defendeu então provavelmente não o fará mal.

- Qual seu nome? - indaga ao mais novo que percebe estar, pela primeira vez, falando com um formalmente com um alfa que não é de sua família e isso o assusta um pouco.

- T-taehyung - diz encolhendo-se - me chame de Tae se quiser.

- Jungkook - sorri deixando o outro com as bochechas mais rubras ainda - vem comigo. Tenho que pagar minha estadia aqui e logo logo iremos.

Taehyung vai logo atrás repreendendo-se mentalmente por ter feito tudo ao contrário do que pretendia fazer, mas também é a primeira vez que fica sozinho andando por aí. 

Jungkook tenta não sorrir descaradamente na recepção. Taehyung tem um cheiro um pouco diferenciado dos outros ômegas e a julgar como olha assutado ao redor conclui que talvez já tenha esteja acostumado a ficar sozinho.

Outro detalhe importante só suas roupas de marca importadas que Wang conheceria de longe. Apesar da ajuda dos cabelos descoloridos, a pele de Kim é clara, não amarelada o que o dá um diferencial a mais.

Ambos vão pra Ferrari F70 de Jungkook que vê Taehyung não surpreender-se como os outros ômegas com quem saiu.

- Vamos ter que arranjar espaço pra por suas malas. Aliás, cadê suas malas? - indaga ao perceber que Tae não segura absolutamente nada.

- Estavam pesadas então deixei no ponto de táxi.

- "Quê?" - Kook fita o ômega dar de ombros como se isso fosse a coisa mais natural do mundo - como você ia sobreviver sem roupas?

- Vou trabalhar pra comprar outras, não é assim que funciona? - os olhos castanhos fitam os negros com certa confusão.

- Tudo bem, só vem comigo - diz voltando a entrar no carro.

O alfa dá partida notando Taehyung um pouco tenso o que não é pra menos, mas digamos que Wang seja bom em analizar perfis, algo que adquiriu tendo que trabalhar com muitas pessoas onde teria que confiar,  mas ainda sim há algo em Taehyung que o deixa desconcertado.

- Então - Kook pensa em algo para puxar assunto - o que faz por aqui?

- Eu... - pensa em algo que faça sentido - decidi me mudar... Sozinho.

- Refazendo a vida?

- Por aí - coça a nuca pensando se o mais velho acreditou. Nunca que Jungkook ia acreditar.

Wang é um bom mentiroso então conhece de longe uma mentira, mas acontece que Tae nem sabia mentir o que o deixa ainda mais intrigado pois um ômega que não conhece o lugar onde está e fica tenso na presença de outro alfa faz Jungkook achar que ele talvez seja estrangeiro... Ou está fugindo de alguém.

- Por que... Está refazendo a vida?

- Porque quero independência dos meus pais - aí está uma típica frase de ômega mimado - eu quero crescer sozinho.

- Você parece ser muito novo pra fazer isso sozinho - opina olhando pro loiro de soslaio.

- Tenho... Vinte e dois anos - mais uma mentira detectado por Jungkook.

- Seus pais aceitaram você sair de casa?

- Não muito bem.

Por mais que Taehyung tenha mentido em muitas partes Wang percebe sua ingenuidade pois nem mesmo usar dados convincentes ele usa.

- Sabe, se você quiser eu posso te ajudar a “refazer sua vida” - já estão na estrada a caminho de Tokyo.

Wang quer saber mais sobre Taehyung pois ainda está desconcertado tanto na beleza quanto no jeitinho dele.

- Aceite vir comigo. Eu posso arranjar trabalho para você e sei um lugar seguro onde possa ficar se quiser.

- Eu... Acho que já estou te incomodando demais.

- Não é incomodo, acontece que eu realmente posso e quero te ajudar então se aceitar, vou ficar feliz.

- E-eu não... Não sei se...

- Basta dizer sim ou não.

Taehyung realmente não se agrada da ideia de ficar sozinho, mas também não pode sair confiando em qualquer um que mostre boa vontade, mas também, apesar de tudo, o ômega tem que achar um lugar para se esconder por uns tempos e talvez o alfa poderia ajudar nisso.

Sim, sente-se mal por não poder dizer grande parte de sua vida, mas é inevitável. Sente-se seguro com Jungkook e sente que ele realmente pode ajudá-lo.

- Sim... - Wang sorri mostrando seus dentinhos de coelhos que menor diria ser a coisa mais fofa que já viu. 


Notas Finais


Iai? O que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...