1. Spirit Fanfics >
  2. Ilegal ( Min Yoongi ) >
  3. Paciência (último capítulo)

História Ilegal ( Min Yoongi ) - Capítulo 56


Escrita por:


Notas do Autor


Escute When You Love Someone do James TW.🖤🖤🖤

Capítulo 56 - Paciência (último capítulo)


Fanfic / Fanfiction Ilegal ( Min Yoongi ) - Capítulo 56 - Paciência (último capítulo)

Point of view Min Yoongi

__ Aaahh. __ acordo de uma vez ao sentir areia em minha boca. Olho para o lado e vejo Hyun me olhando com uma cara sapeca. __ Aish, o seu irmão reencarnou em você? Você não é disso, não pode fazer isso com o appa, bebê. __ digo pegando ela no colo e logo sinto o mesmo depositar um beijo em minha bochecha, eu o olho e começo a rir. __ Está usando a sua fofura para se livrar da bronca?? __ ele faz um biquinho e eu acabo rindo mais dele.

__ Appa. __ Min me olha sorrindo enquanto montava um castelo de areia. Eu sorri vendo o quão perfeito ele estava, ela realmente estava tendo muita paciência, se fosse eu, já teria desistido desse castelo. __ Venha, Hyun, ajude-me. __ diz olhando para o bebê, o mesmo se espernea com o propósito de eu o clicar no chão.

__ Hyun!!! Você está uma pasta hoje. __ o repreendo assim que ele se joga em cima do castelo e depois começa a gargalhar por estar todo sujo de areia. __ Aish, desculpa filha, quer que o appa te ajude a construir outro castelo? Não tem problema algum. __ eu digo a olhando achando que a mesma iria chorar e emburrar.

__ Está tudo bem, appa. Hyun ainda é um bebezinho, eu entendo que ele ainda não entende muita coisa. __ diz voltando a fazer o seu castelo de areia, eu a encaro surpreso. __ Acho melhor você ir tirar essa areia dele na ducha, veja, ele está quase comendo, se ele passar mal, a omma vai te matar. __ solta uma risadinha.

__ O appa já volta, assim que ele voltar, iremos comprar sorvete e depois fazer um castelo de areia, todos juntos. Está bem, meu amor? __ acarecio o seu rostinho delicado. Min concorda com a cabeça concentrada em seu castelo de areia, abro um sorriso e caminho com Hyun no colo até a ducha. __ O que deu em você hoje, em bebê? __ digo passando a mão por seu corpinho, ele dá uma risadinha assim que eu passo a mão em seu pescoço, sorrio e beijo a sua bochecha gordinha. __ Custoso do appa, mas não pense que pode fazer o que bem entende, viu, mocinho? A sua irmãzinha está fazendo aquele castelo há horas, não deveria ter feito aquilo. __ sinto suas mãos em minhas bochechas e vejo o mesmo concordar com a sua cabeça. Sorri e o levo até onde a Min estava. __ Princesa, cadê a sua omma? __ a olho.

__ Ela foi brincar com o Hae perto do mar, mas agora está na tentativa de dar um perdido naquele cara ali. __ aponte e eu logo olho na direção assustado. Pego na mãozinha de Mina e corro em direção até onde a minha esposa e Hae estavam.

__ Que legal, em? Top demais. __ Kang diz forçando um sorriso e assim que me vê, solta um longo suspiro de alívio. O cara volta a falar e eu não entendo nada do que ele falava. __ Sério? Eu não sabia. __ me olha com uma cara assustada, eu me aproximo.

__ O que ele disse? __ pergunto em um tom baixo a ela.

__ Não faço a mínima ideia. __ responde no mesmo tom, eu olho para ela e segura a risada. __ Apenas estou sendo gentil com ele! Mas não faço a mínima ideia do que ele está dizendo. __ ela diz forçando um sorriso na direção do homem, que sorria para ela.

__ Omma, ele está te convidando para ir para o quarto dele, mas por que diabos você iria para o quarto dele? Não estamos todos nós na mesma casa? Deixou a omma de fora, appa? __ Min me olha aterrorizada e eu logo olho em sua direção bem surpreso.

__ Você entende o que ele fala? __ Sa pergunta a olhando.

__ Sim, o tio Tae me ensinou um pouco de alemão. __ diz dando de ombros. __ Meine Mutter hat schon ein Zimmer. __ Min diz para o homem que cai na gargalhada. __ Oh, eu disse que minha omma já tem um quarto. __ diz ao ver minha cara e a de Kang.

__ Eu SoU cAsAdA. __ ela diz mostrando a aliança para o cara, eu começo a rir do jeito que ela havia falado. __ Aish, acho que ele não entendeu. Min, diga a ele que eu sou casada. __ diz olhando para a nossa pequena, a mesma concorda e olha para o homem.

__ Meine Mutter ist verheiratet, du Idiot. Wenn du nicht von meinem Vater geschlagen werden willst, der Kampflehrer ist, geh weg. (Minha mãe é casada, seu idiota. Se não quiser apanhar do meu pai, que é professor de luta, vai embora.) __ o homem me olha assustado e sai correndo. __ Pronto, agora podemos ir até ali comprar um sorvete? Estou morrendo de calor. __ ela diz e faz um biquinho. Olho para Sa e vejo a mesma dar um sorrisinho.

__ QUEM CHEGAR POR ÚLTIMO É A MULHER DO PADRE! __ ela pego o Hae no colo e sai correndo. Mina solta uma risada e vai correndo atrás de sua omma, encaro as duas abismado, mas em seguida começo a correr. Nada contra, padre, mas não quero ser a sua mulher, meu caro amigo. Mas pelo visto... Eu serei.

(...)

__ Parem de me zoar. __ bufo com raiva. Mina gargalha e corre na direção dos mar. __ MINA, CUIDADO. SE VOCÊ SE AFOGAR, VAI FICAR DE CASTIGO UMA SEMANA. __ bufo e vejo a mesma me ignorar pulando as ondinhas do mar com o picolé em sua boca. __ VOCÊ VAI SE ENGASGAR, MENINA. ESCOLHA UMA DAS DUAS COISAS. __ e mais uma vez Mina acaba me ignorando.

__ Credo, está com toda essa raiva por que é a mulher do padre? Amor, você tem que aprender a brincar. __ ela diz e eu não falo nada apenas continuo a encarar os gêmeos, que rolavam ali na areia. Mesmo tendo apenas 6 meses, esses dois são espertos, muito espertos. __ Aish, ainda vai me ignorar? Idiota. __ bufa e eu olho em sua direção. Pior escolha ever. Ver a minha esposa chupando aquele picolé, me bateu uma vontade enorme de ser aquele picolé, meu pau começou a ficar animado com aquilo.

__ Eu não estou com raiva disso, estou com raiva desses machos daqui. Enquanto você corria, mais de uma dúzia de babacas te olharam, olharam para os seus seios balançando. Eu estou com raiva deles, não de vocês, desculpa. __ digo soltando um longo suspiro. Olho reto e vejo alguns caras olhando a cena em que a Kang chupava aquele picolé. __ Estão olhando mais uma vez

__ Aish, deixa de ser idiota. Vem cá. __ junta os nossos lábios em um beijo calmo, sinto ela dar impulso e se sentar em meu colo. O beijo logo foi se tornando selvagem e as nossas línguas iniciaram uma disputa para ver quem conseguia mais espaço ali. __ Não os deixe estragar a nossa “lua de mel". Eles até podem olhar, mas o senhor, Min Yoongi, pode fazer isso... __ ela leva uma de minhas mãos ate o seu seio e o aperta lentamente com força, sua cabeça vai de encontro ao meu pescoço enquanto ela solta um gemido.

__ Desculpa, o que acha de irmos brincar com as crianças lá no mar? Mina já caiu uma dez vezes. __ começo a rir, Sa olha em direção a nossa pequena e cai na gargalhada assim que ela cai mais uma vez. Vejo um biquinho se formar em seus lábios.

__ Amor, vamos pegar as boias para colocar os gêmeos! __ ela diz se virando para pegar as boias, dou um tapa estalado em sua bunda, não para mostrar que ela tem “dono”, até por que eu não sou seu “dono", fiz isso apenas por sentir vontade e por ela ter se curvado bem em minha frente. __ Amor!!! __ ela ri e logo me entrega uma das boias para eu encher. Acabo rindo dela ao ver que ela estava em uma luta para encher a outra boia.

__ MINAAAAAA!!! __ grito a pequena, ela logo se vira e eu lhe mostro o protetor solar. __ Passe nos três enquanto em encho essa bóia para você, fraquinha. __ digo a provocando enquanto pego a boia de suas mãos e começo a enche-la.

__ Não sou fraquinha, e você sabe muito bem, nunca reclamou das minhas sentadas. __ pisca para mim e eu a olho incrédulo. Ela me ignora e sorri para Mina. __ Venha aqui passar protetor minha sereia linda. __ beija a ponta do nariz de Mina, que abre um sorrisinho e fica na frente de Sa. __ Espere um pouco antes de entrar lá, o protetor tem que fazer efeito se não a sua cauda não aparece. __ pisca para Mina, que mais uma vez sorri e se senta na areia de frente para o mar olhando para o nada.

__ Eu sou tão grato por ter você. __ digo olhando para Kang, a mesma sorri e abre um sorriso me olhando. __ É sério, sabe, os dias que eu vivi ao seu lado foram os melhores. __ faço um leve carinho em seu rosto e puxo Hae para eu passar protetor nele. __ Me deu dois presentes maravilhosos e ainda por cima, adotou a minha filha como se fosse sua filha de sangue mesmo.__ olho na direção de Mina, mas logo desvio o meu olhar para os gêmeos, que brigavam para ver quem segurava o protetor, eu tomo deles fazendo ambos me olharem com carinhas bravas. Kang e eu começamos a rir. __ Obrigado, obrigado por tudo, amor. __ vejo seus olhos se encherem de lágrimas. __ Amor!!

__ Idiota. Você não sabe o quanto eu te amo! __ chegamos perto um do outro e damos um selinho demorado e apaixonado. Nos separamos e continuamos a encarar um ao outro sorrindo. __ Ei, deixa eu passar protetor em você, se não você vai sair dali feito um pimentão. __ acabo rindo e me viro de costas para ela. Sinto as suas mãos deslizarem por meu corpo passando o protetor.

__ Agora deixa eu passar em você. __ ela se vira e eu começo a esparramar o protetor por seu corpo. __ Pronto. __ mordo sua bunda e ela me olha incrédula, pego um dos gêmeos e saio dali correndo e rindo ao mesmo tempo. __ QUEM CHEGAR NO MAR POR ÚLTIMO... VAI TER QUE PAGAR ALGUL MICO. __ grito e vejo Mina correr em direção ao mar sem pensar duas vezes.

__ NÃO É JUSTO. __ Kang grita correndo até nós.

(...)

Andávamos em direção a nossa casa, a única luz que tínhamos ali era a do por do sol. Eu segurava Hae no colo e Sa o Hyun, a Mina estava no nosso meio segurando a mão dos dois. Caminhávamos todos nós até a nossa casa em silêncio, um silêncio agradável.

O único barulho que os quebrava era o barulho das ondas do mar. Fecho meus olhos e sinto o cheiro maravilhoso daquela praia, uma vontade enorme de chorar me bate, a anos atrás eu não me imaginava vivenciar essa cena maravilhosa, eu andando de mãos dadas com a minha esposa e os meus filhos, a anos atrás eu não acreditava em um por que de eu estar vivo, até que ela apareceu... isso me fez pensar que temos que ser pacientes, talvez o “Por que” de nossa vinda para o mundo, ainda está por vir, temos que pensar que o seu vôo atrasou, por isso ele está demorando, mas nunca podemos desistir, pois um dia iremos olhar para trás e falar “ainda bem que eu não desisti da minha vida".

Olho para o lado e deposito um selar na bochecha de Sa, vejo a mesma abrir um sorrisinho e me dar um selinho rápido.

__ AÍ!! __ Mina grita assim que tropeça em uma pedra e cai no chão. Logo aquele silêncio é quebrado por gargalhadas altas de todos nós, até dela.























"Ainda bem que eu não desisti..."


Fim


Notas Finais


Confesso que chorei escrevendo, o livro inteiro me fez refletir sobre a minha vida, principalmente essa última parte que o Yoon fala sobre o "Por que" de estarmos no mundo, e que um dia ele irá chegar.

Obrigada por terem gastado o tempo de vocês lendo essa fic, obrigada mesmo!

Um capítulo da fic do Jimin será postado logo logo, daqui a pouco irei escrevê-lo.

Amo vocês, todos vocês💖💖💖💖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...