1. Spirit Fanfics >
  2. Ilha Misteriosa >
  3. Capítulo 14: A festa

História Ilha Misteriosa - Capítulo 17


Escrita por:


Capítulo 17 - Capítulo 14: A festa


Fanfic / Fanfiction Ilha Misteriosa - Capítulo 17 - Capítulo 14: A festa

Ilha Misteriosa

Naquele mesmo dia, lá estava Dante Blake jogado no sofá, pôs-se a refletir. Nunca imaginaria que um simples ato causaria tanto algazarra, ainda mais ele que sempre fora gentil com as mulheres, não imaginava que teria feito a Tenten sofrer.

Mas que coisa. Onde ele se meteu! Se culpava muito só de imaginar tê-la feito chorar.

Mas pelo menos ele não estava sozinho, Sasuke e Naruto estavam com ele. Eles não o abandonaram quando ele foi à diretoria por uma briga, nem quando acidentalmente esqueceu o dia do trabalho e ele teve que enrolar.

—Seis e meio nem foi uma nota tão ruim assim.. —Murmurou enquanto lembrava.

Ele sorriu levemente, também tinha a Aly, ele ficou até surpreso por ela está do seu lado, apesar que ela sempre mostrou que nunca gostava das atitudes do mesmo.

—Será que o universo está conspirando..? — Passou a tirar a farda, ficando apenas de bermuda.

Ao ligar o celular, viu inúmeras mensagens e áudios do loiro Uzumaki.

Ele logo apertou no áudio, o som saiu muito alto, e dizia: “A SAKURA-CHAN ME AMA, D! TOMA NA SUA CARA! ELA ME BEIJOOOUU! HAHAHAHAHA!!!”

Dante gargalhou, finalmente aqueles dois estavam juntos, o Blake não conseguia mais ver o olhar entristecido do Naruto enquanto Sakura olhava ao Sasuke.

Sakura amava o Sasuke? Não, e ele viu isso logo de cara! Sakura sentia mesmo era apreço e quem sabe admiração pelo moreno.. Não sabia dizer, apenas tinha certeza que aquele trio era mais que amigos, uma família. E que felizmente Dante estava fazendo parte dela.

De repente, a campainha soou.

—Hinata? — Dante exclamou após abrir a porta.

O-oi... —Ela desvia o olhar. Dante não entende, mas aí ele se toca que estava vestido de forma inadequada.

Sem demora ele fechou a porta na cara dela, estava vermelho de vergonha. Ele logo correu, todavia voltou para a porta e brandou:

—Me desculpe! — Voltou a correr para o quarto.

Após colocar uma camisa e se calçar, ele voltou a porta.

—Nunca imaginei que ficaria envergonhado por isso.. — Murmurou— Oi! De novo.. — Riu fraco após abrir a porta.

—Oi.. Eu..

—Não, por favor. Não termine! Entre primeiro, por favor. — Deu passagem a ela, sendo que a mesma hesitou. — Hinata-chan, por favor. Não ache que eu estou tentando flertar contigo, nem nada do tipo. — Ele massageou as têmporas.

—Não acho.. — Sorriu e adentrou, e a pedido do dono sentou-se no sofá.

—Foi mal pela bagunça! — riu enquanto trazia uns biscoitinhos água e sal e um copo d’água.

Assim que parou em frente a ela com o lanche, refletiu alto:

—Acho que devia trazer algo mais gostoso, né? Eu não sou muito bom em receber visitas! —Eles riram— Só meu pai que tinha esse dom.

Ele se sentou.

—O que te traz aqui?

Hinata respirou fundo, ainda estava com o uniforme, o que mostrava que após a escola foi direto até ele.

—Eu só queria dizer que também estou ao seu lado.. — Dante arregala os olhos. — Não estou brava com você sobre o ocorrido.

Dante suspirou aliviado.

—Obrigada, Hinata. É muito bom ouvir isso de você... — ela sorriu— Eu tenho uma proposta indecente pra você!! — Ele riu malicioso e ela logo corou. Logo Dante começou a gargalhar pela reação da azulada.

—Não é nada disso, Hinata! Que mente pervertida! — Ela desviou o olhar mais envergonhada. — Eu só ia te convidar a vim mais vezes aqui em casa, nada além de amigos, fique despreocupada. — Coçou o fim da nuca— É que passar quinze dias aqui sozinho é horrível!

—Mas e o Naruto-kun e o Sasuke-san?

—Nah! Sua companhia é melhor do que eles! — Ele riu, fazendo ela sorrir— E nem sei quando eles virão aqui mesmo.

Nesse momento, algo veio à mente de Dante.

—Hinata... — Ela lhe deu atenção—, eu sinto... Você sabe, pelo idiota do Naruto. Sei que gostava dele.

Hinata deu um sorriso fraco.

—Não, está tudo bem! Ele está feliz e é isso que importa!

Dante riu, seu olhos azuis vívidos pairaram na Hyūga.

—Você é demais, Hinata! Uma ótima amiga! Com certeza achará alguém a sua altura! — Ela agradeceu e corou levemente.

xXx

No dia seguinte..

Hanabi estava com seu trio “perigoso”: Neji, Sasuke e Gaara. Enquanto batiam um papo, estava com eles, mas pensava em outra coisa.

Pela infração do Dante, muitas restrições foram feitas no colégio, temporário, mas foi feito. Hanabi não gostou nada, afinal, estavam tomando a liberdade dela no colégio.

E passou a pensar em Dante também, foi feito tanta algazarra para nada. Tenten agiu de forma patética, segundo ela. Afinal, Dante desde que pôs os pés em KHS ficou com diversas garotas, a morena foi tola por pensar que com ela fosse diferente. E outra, o pessoal só passou a agir porque foi uma pessoa querida.

Que hipocrisia. Hanabi pensou. E as outras? Outras também devem ter sofrido, e ninguém estava se importando.

Hanabi passou a pensar também na Aline. Por que ela estava a investigando? Apenas pelo caderno dela conter códigos? Angel a perseguia por ser sua rival, essa rixa entre elas era infindável, e como Hanabi se encaixava nisso?

Talvez seja tolice talvez. Bem. Não sabia ao certo. Talvez estivesse apenas entediada. Não havia tantas razões para Hanabi prosseguir, seja qual for o segredo que Aline guarda, não era comparado ao seu.

Nada poderia ser comparado a ela...

Hanabi olhou de relance para suas mãos, relembrou delas cobertas de sangue.

—Com licença. —Ela saiu de seu grupo de supetão indo em direção ao banheiro.

—Hana, tudo bem? — Ouviu a voz de Neji distante.

Ao entrar no banheiro foi correndo lavar as mãos, esfregava com força, mas aquele sangue não saia.

Bufou. Era necessário ter raiva. Chorar ali não compensaria.

Mãe.. sinto sua falta. Pensou.

—Hanabi..? —Alguém se aproximara.

Hanabi viu que o ser humano colocaria a mão em seu ombro, obviamente para trazer algum conforto ou algo do tipo.

A Kurosawa se virou bruscamente e deu um tapa na mão da pessoa, evitando-a que ela a tocasse.

Era Aline.

—Me desculpe.. é que você parecia entristecida... Estava um pouco expressiva..

—Quer que eu seja sempre inexpressiva então?!

—Não! É que pareceu meio cabisbaixa..

—Não estou. E sinto muito pelo tapa, foi o reflexo. — Hanabi saiu.

Assim que entrou em um outra sala qualquer, respirou fundo. E contorceu a boca.

Ela não conseguia deixar ninguém tocá-la... Tudo por culpa dele..

Maldito seja Daisuke... Maldito...!! — Resmungou segurando o choro. Essas lembranças não deveriam vir.

Após uns minutos, Temari encontrou Hanabi em um corredor, e logo iniciou uma conversa.

—Regrinhas chatas essas que o velhote colocou né, morena? — Hanabi assentiu. — Mas eu tenho um plano pra me vingar. — A loira sorriu — Quer participar?

Hanabi deu um sorriso de ladinho e disse:

—Claro!

xXx

Aline estava tramando algo estupendo, talvez a Angelique não gostasse mas quem se importava, não é mesmo?!

A aula de natação estava começando, e antes de tudo, no corredor Tsunade e Aline trocaram rápidos olhares. O de Tsunade dizia “espero que tenha feito o que pedi!” e o da Aly dizia “com certeza!”.

Duas salas tiveram que fazer aula coletiva, entre elas a sala 93. Primeiro apenas os meninos iriam entrar na piscina, depois as meninas.

Muitos pensavam que o relacionamento NaruSaku não teria começo nem meio, outros acreditavam que seria muito meloso. Mas estavam errados, era o melhor possível, e eles ainda continuavam os mesmos. Minto. Tinha umas coisas diferentes sim...

—Você está linda, Sakura-chan! — Naruto disse risonho.

Sakura corou de imediato, virou o rosto e empinou o nariz.

—Vá logo para seu treino, baka! — Seu rosto estava no mesmo tom que um tomate.

Naruto saiu rindo, sabia que tinha envergonhado a namorada.

Enquanto isso, do outro lado da piscina, Sasuke olhava Rukia de soslaio, como ela era bonita naquele maiô, ele não olhava com malicia, via apenas como ela era bonita. Muito bonita. Aqueles olhos violeta o cativavam mais. O cômico é que ele a admirava quando ela não estava olhando, e tentava evitá-la recentemente, como agora.

Rukia sentada com as outras, tentava não pensar no Uchiha, e nem como ele ficava bonito com os cabelos molhados. Mas ficava impossível com aquelas criaturas babando pelo seu crush a distância.

—Aaaí, como ele é bonito!

—Um dia ainda fico com ele!

Rukia rosnou e disse:

—Dá pra ficarem quietas? Parem de babar por aquele idiota! Vocês merecem coisa melhor!

—Se merecemos não sabemos, mas ele está olhando para cá!

Rukia de imediato olhou para ele, o Uchiha desviou o olhar.

Para quem ele olhava..? — Rukia murmurou. Olhou para as meninas ao lado, e viu o quanto elas eram bonitas. — Desencana, Rukia.. — Declarou para si.

—Ele é tão lindoo!

—Todas amam ele, aff!

—Todas menos a Rukia! — Elas riram. — Não é, Kuchiki-san?

—Vocês realmente precisam fazer algo melhor do que ficarem pensando naquele Uchiha..! — as olhou séria.

Aline estava no fim da fileira feminina, estava sentada com uma enorme blusa que ia até o meio da coxa, era de seu avô. Todas as meninas usavam maiô, e aquela vestimenta não poderia ser utilizada para treino, logo ela não participaria.

Mas era isso que ela queria. Aly não gostava de banhar em público, e se sentia nua em um maiô ou em um biquíni padrão e também havia uma razão maior: ela não sabia nadar; e nem queria aprender. Por sorte arranjou algo para não participar.

—Sou um gênio! — Refletiu alto.

—Hm, tenho que discordar! — Angel aparece.

Aly logo se levanta, ficando em frente a ela e sorriu. Nesse dia, toda hora que Aly e Angel se encontravam, Aline sorria. Por alguma razão..

—Por que tá com esse sorrisinho ridículo na cara?!

—Porque é hilário ver sua cara de boba!

Angel revirou os olhos.

—Sabe fazer outra coisa além de ser inferior a mim?! — disse orgulhosa.

Aly ficou na margem da piscina e disse:

—Sei nadar melhor do que você! — Mentiu. Angel sorriu maliciosa, foi até a e sussurrou:

—Duvido! — A empurrou levemente, mas o suficiente para cair.

Rukia viu a cena a distancia e correu para ajudar a Aline.

—Loira idiota! O que você fez?! — a baixinha brandou. Fazendo Angel franzir o cenho. —A Aline não sabe nadar!

Angel, pela primeira vez, se preocupou com a brasileira. Quando elas iriam pular na piscina, viram algo inusitado:

Aly estava nos braços de Ichigo.

—Estava nadando e vi ela na minha frente.. —O ruivo disse desviando o olhar.

Aly tentava evitar o máximo olhar para Ichigo, se não fosse assim seus rostos estariam próximos demais.

Obrigada.. — disse baixinho, seu rosto queimava de vergonha.

Tudo bem.. — Ele a colocou sentada na margem. — Ah propósito, blusa maneira! — ele sorriu e voltou a nadar.

—Era do meu avô! — Ela disse risonha. Mas logo se calou. Havia soado melhor na sua cabeça.

Aline se levantou e deu de cara com uma feição indescritível da Marjorie.

—Por que deu a entender que sabia nadar, Pacheco?! Enlouqueceu?! Você podia ter se afagado, aluada!!

Aline voltou a sorrir.

—Se preocupou comigo?! — Angel sai dali antes que ela própria matasse a brasileira.

Mas antes, trocou um rápido, e acidental, olhar com Neji Hyūga. Ele sorriu de ladinho para ela, gostou da suposta preocupação que teve com a rival. Ela apenas ignorou e seguiu o caminho que andava.

Todos olharam a cena de Aline e Ichigo, principalmente a Orihime.

Antes era a Rukia que era tão próxima do Kurosaki-kun.. Será que a Aline tem algo com ele também?, Orihime pensou cabisbaixa.

Enquanto isso Aline relembrava e relembrava do pequeno momento que teve com Ichigo.

Vergonha.. — Murmurou e cobriu o rosto com as mãos— Ele deve achar que sou uma estúpia..! — Voltou a olhar para a piscina e viram todos os garotos saindo, Ichigo estava a conversar com Sado e Uryū.

E por que eu me importo.. ? — Voltou a se indagar.

Logo, Aline saiu após se enxugar e foi em direção a sala, no caminho viu Temari e Hanabi correndo feito loucas.

Segundos depois, o alarme soou.

O diretor estava irado, alguém havia jogado tinta azul nele pelo duto de ventilação. E pagaria caro!

Temari temeu levemente por Aline as delatar, mas para sua surpresa, ela não disse nada.

E na hora da saída, Hanabi foi ter com Aly.

—Obrigada. — Disse apenas.

—Pelo o quê? Não aconteceu nada, eu não vi nada! — Deu uma piscadela e saiu risonha.

Hanabi sorriu minimamente.

xXx

Aline correu para a casa de uma certa loira, mas no caminho se deparou com Toshiro, que a acompanhou. Todavia, outra surpresa aconteceu:

Nicolas parou na frente deles de carro, abriu a porta de trás e disse:

—Me acompanha para um encontro? — Disse de forma galã.

—Foi mal, cara. — Toshiro passa o braço por cima do ombro da brasileira— Já temos compromisso. Sabe como é, faz um tempinho que não vejo essa minha grande amiga aqui. — Toshiro riu cinicamente, provocando mais o Jones.

—Tudo bem! — Nicolas disse calmo— Nos vemos depois, Aly! — Deu uma piscadinha. Entrou no carro.

No carro, Nicolas surta.

—Aquele anão de araque! Não o suporto! Atrapalha sempre meus planos. Você, motorista, um jeito nele!

—Certo, senhor.

Toshiro caminhava resmungão.

—Não sei como pode falar com aquele idiota!

—Ah, ele é legal no fundo! — Ela riu— e como foi fofo você me chamando de amiga! — Toshiro corou.

—Só disse a verdade. Você é uma grande amiga. — Disse sério.

—Onwt, que fofinho!! — Ela tenta abraçá-lo e ele corre e diz:

—Chega de contato por hoje! — ela riu e assente.

—Tenho que ir sozinha a partir daqui! Tchau, Toshi! — Ele franziu o cenho. Não gostava desse apelido.

—Fique longe do Nicolas! — Ela apenas riu e saiu.

Angel saiu sozinha para ir em casa, o que foi estranho. Ino, Hinata, Saky e as outras saíram dizendo que tinham compromissos.

Angel assim que abriu a porta, se deparou com Aline.

—O que você está fazendo na minha casa?! — Brandou.

—Ah, eu.. — Riu fraco— Ino me chamou aqui. Ela está lá em cima. — Saiu da casa e correu. Angel olhou aquilo sem reação, antes da Aline continuar a se distanciar, brandou: — Marjorie, sua mãe te ama muito!

Angel a viu sumir de vista, ainda sem entender nada. Só pensava: “Como Tsunade deixou essa daí entrar?!”.

Ela entrou em casa pedindo para que aquela brasileira não tivesse roubado nada, nunca se sabe.

Espere... E se ela tiver entrado em seu quarto?! Ela não ousaria!!

Angel saiu correndo e assim que ela adentrou o quarto quase saltou para trás.

Era uma festa. Tinha várias coisas que ela gostava! E Sakura, Hinata, Ino, Naruto, Rock Lee estavam lá! Principalmente a Tsunade.

—Nós não conseguimos comemorar seu aniversário, mas estamos comemorando agora! Assim como sua chegada!

Angel ouviu atentamente ao que sua mãe disse. Mostrou tanta preocupação em saber quem de fato são seus amigos para comparecerem a festa, os gostos que ela queria. Até a decoração era muito linda!

Deve ter sido difícil, afinal, mal conversavam!

Espere só um momento..

—Por que a Aline estava aqui? — alguns suspiraram pela indagação.

Hinata pegou um papelzinho que estava perto do bolo, e entregou a Angel.

Nele dizia: “ Parabéns, Marjorie.” E no canto tinha um desenho de abacaxi, Angel detestava abacaxi.

—Que ousada de vir aqui atrapalhar a festa!

—Angel.. — Naruto intervém— A Aline planejou a festa.

—O quê?! — Exclamou.

—Isso mesmo, Angel-chan, a Aly fez quase tudo aqui! Saiu agora há pouco pois não queria que a visse. — Rock Lee emenda.

A Pacheco... fez tudo isso?, pensou abasbacada.

xXx

No caminho de volta, Aly vê Rēnji correndo igual a um louco.

—Rēnji?! — Exclama após ele se aproximar.

—Precisa vir comigo!

—Hãm?

Rēnji estava ofegante, buscava forças para mandar a mensagem:

—Toshiro foi assaltado e espancado! Está na Clínica Kurosaki, ele quer ver você!

—O quê?!

....


Notas Finais


O que acharam?

Críticas? Sugestões? Teorias? ESTOU AQUII


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...