História I'll be there for you - Lukanette - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Juleka Couffaine, Lila Rossi (Volpina), Luka Couffaine, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nino, Plagg, Rose Lavillant, Tikki
Tags Drama, Luka + Marinette, Lukanette, Miraculous, Romance
Visualizações 61
Palavras 1.944
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpem a demora, estou tendo que estudar para uma prova importante ( Além dos dois dias de simulado terem me deixado exausta). Enquanto isso já estive organizando as ideias pra deixar essa fic o mais agradável possível para a leitura de vcs.

Capítulo 5 - O que eu sinto por ele ?


Fanfic / Fanfiction I'll be there for you - Lukanette - Capítulo 5 - O que eu sinto por ele ?

Estamos nos beijando quando sinto algo cutucar minhas pernas, não sei se estou queimando de vergonha ou se é meu cérebro que acabou de dar pau ( literalmente ).

Ele agarra meu quadril e para o beijo para  me olhar, nunca tinha visto ele tão vermelho...

* Luka on *

Caralho... Não era para eu me empolgar tanto. Sempre quis beija-lá mas não aqui, não desse jeito.

Luka - M-Me desculpa, não é essa a minha intenção...

Marinette - T-T-T-T-Tudo b-bem. - ela desvia o olhar, parece que ela ficou com o rosto direto no sol por 3 horas de tão vermelha.

Ela ainda se move e isso não me ajuda nada lá em baixo.

Luka - Hmm.

Marinette- DESCULPA !

Luka - De boas...

De boas meu cu, eu quero fazer todo tipo de coisa possível com você mas não posso, não quero que me odeie e  também porque te respeito. Mas não posso dizer isso, não consigo por alguma razão.

Encaro seus lábios mais uma vez, a sensação de tocá-los ainda está em minha boca e pensar nisso me faz querer mais.

Me aproximo com o rosto mas me sinto hesitante por algum motivo, olhando ela aqui agora. Isso obviamente é contra a vontade dela, e não vai adiantar eu me desculpar de novo. Então encosto a minha testa contra a dela, sem fazer muita força, e fecho os olhos.

* Luka off *

Pensei que ele ia me beijar mas ele não o faz... Sinto sua respiração se misturar com a minha, a dele parece estar tentando se alcalmar enquanto eu nem tento fazer isso. Seus olhos estão fechados mas eu continuo o encarando. Estamos tão próximos que faltam uns 2 centímetros para unir nossas bocas novamente.

Sinto vontade de quebrar esses 2 centímetros de distância mas não sei se devo... Mas também quero sentir mais daquilo por algum motivo. Quer saber ? Que se dane, vim aqui para esquecer dos meus problemas e isso parece estar funcionando.

Aproximo lentamente meu rosto, ainda tomada pela timidez mas agora com um pouco de coragem. Sinto o calor de seus lábios invadirem os meus, sinto ele paralizar por um segundo mas logo depois retribui. Sinto suas mãos subindo da minha cintura para um pouco acima e consigo sentir a ponta de seus dedos por dentro da minha blusa, um arrepio percorre meu corpo só por causa disso e tenho certeza que ele percebeu.

Ele sobe somente mais um pouco com as mãos, somente ao ponto de poderem ficar inteiramente cobertas pelo tecido. Ele poderia ter subido mais mas fico grata por não o fazer, sei que ele me respeita e essa é uma coisa que admiro nele.

Começamos a nos beijar mais rápido e por instinto ( ou sei lá que merda ) coloco uma mão em sua nuca e a outra por dentro de sua blusa, arranhando levemente suas costas, não quero machucá-lo. Uma das mãos dele saí debaixo da minha blusa e vai até minha coxa, apertando-à não com força mas com intensidade.

Se continuarmos assim acho que algo ruim pode acontecer...

Ouço uma risada feminina de longe e parece que Luka também porque paramos o beijo e olhamos para a direção da voz por mais que isso não nos fassa ver quem é, mas claramente é Juleka. 

Começamos a bater na caixa e a gritar seu nome para poder chamar a sua atenção até que sons de passos vem em nossa direção.

Juleka - Luka, é você aí dentro ?

Luka - SIM,  E AGRADECERIA SE VOCÊ PUDESSE TIRAR A GENTE DAQUI DE DENTRO !

Rose - A gente ? - Parece que Juleka não veio sozinha. Afinal por que estaria rindo sozinha antes se não com Rose ? 

Juleka - Hhrrmmm.... A tampa não tá abrindo.

Luka - As duas puxem juntas com o máximo de força que conseguirem enquanto nós empurramos. Um, dois, três...

Equanto elas puxam me levanto com os joelhos apoiados e começo a empurrar junto com Luka com toda a minha força... Finalmente sinto a luz batendo contra meus olhos e meu corpo podendo relaxar para fora.

Elas nos olham supresas enquanto eu levanto e Luka continua sentado, é quando lembro que ele tinha uma ereção..... Então tenho uma ideia e tiro rápido meu casaco jogando sobre ele.

Marinette - T-tava muito quente aqui dentro, mas como estávamos presos não dava pra tirar....

Eu olho para ele mas não consigo sem que sinta a sensação de que estou corada.

Marinette - B-Bom acho que vou indo... OBRIGADA, TCHAU.

Saio correndo sem nem olhar Luka e as meninas.

* Luka on *

Juleka - O que..

Pego o casaco dela e entro correndo para dentro de casa e me tranco no banheiro. Sento na beirada da banheira e começo a fazer o que preciso, e mesmo podendo parecer um pouco psicopata ou sei lá o que começo a cheirar seu casaco que contém seu perfume . Droga... Me sinto sujo fazenso essa tipo de coisa mas ao mesmo tempo é bom... Consigo vê-la na minha frente, sua lingua, o gosto doce, sua pele macia.

Como isso foi acontecer ?

* Luka off *

Chego em casa e subo as escadas o mais rápido possível e deito na cama enfiando meu rosto no travesseiro... Como isso foi acontecer ? Ok, ele pode ter me beijado antes mas depois fui eu quem o beijei !

Tikki - Marinette ? O que foi ?

Levanto e a encaro por alguns segundos.

Marinette - FIQUEI PRESA NUMA CAIXA E LUKA E EU NOS BEIJAMOS ! 

Tikki - QUE ?!

Me sento na cadeira em frente à mesa e conto pra ela o que aconteceu ( mas sem entrar em muitos detalhes e principalmente a elevação na calça dele ).

Tikki - Sabia ! O jeito que ele te olha entrega ele. Sem menionar a confissão dele.

Marinette - O que eu faço ? Eu simplesmente beijei ele mesmo gostando do Adrien...

Tikki - Talvez isso queira dizer que você não goste mais dele.

Marinette - Não. Quer dizer, eu ainda gosto dele, mas acabei beijando Luka. Algo em mim queria fazer aquilo.

Tikki - Então você também gosta do Luka.

Marinette - Gostar do Luka ? E-Eu não sei... Não posso. Sempre foi o Adrien, por que mudaria agora ?

Tikki - Talvez até os sentimentos por alguém que duraram pro tanto tempo mudem quando a pessoa certa aparece.

Abaixo a cabeça e começo a pensar no Luka, de todas as vezes que estivemos juntos, desde o dia que nos conhecemos até o que aconteceu hoje.

Marinette - O que diabos eu sinto por ele Tikki ? 

Tikki - Acho que só você pode descobrir... - ela me dá uns tapinhas equanto sinto minhas bochechas esquentando.

Passo o resto do dia tentando esquecer o que aconteceu mas falho miseravelmente. Depois do jantar vou tomar um banho, tentando fazer tudo que aconteceu hoje ser levado junto com água escorrendo pelo meu corpo. Passo os dedos nos lábios, já tinha beijado antes ( foi o Chat então meio que não conta ) mas foi TOTALMENTE diferente, ainda consigo sentir as nossas bocas juntas diminuindo cada vez mais qualquer espaço presente entre elas. 

Depois deito na cama e a última coisa que penso é que quero sentir aquilo mais uma vez.... É, acho que estou enlouquecendo.

 

Acordo com o barulho do despertador, dessa vez pelo menos não irei me atrasar. Me arrumo com calma e tomo meu café da manhã. Vou para a escola totalmente desligada de tudo. Nem percebo que já cheguei na sala até Alya falar comigo.

Alya - Ei, tá tudo bem Mari ?

Marinette - S-Sim. - tento disfarçar mas é óbvio que ela não acredita.

Alya - É sério que você vai tentar esconder algo da sua melhor amiga ? Esqueceu que está falando comigo ? Eu descubro tudo garota. 

Solto uma risada, tinha que ser ela pra me fazer rir agora.

Marinette - Pra falar a verdade, ontem eu...

A professora de ciências chega e grita para todos fazerem silêncio, e se os olhos de Alya fossem metralhadoras a professora já estaria morta com centenas de furos pelo corpo, sei que ela é curiosa a ponto de fazer isso mesmo para me fazer continuar a falar.

Tentei contar para ela quase o dia todo na escola mas sempre havia algo que nos atrapalhava. Mas na saída ela me puxou para fora o mais rápido possível antes que qualquer um pudesse se aproximar.

Alya - Pelo amor de Deus, ME CONTA AGORA.

Marinette - Ontem eu e o...

- Oi Mari.

Luka !

Alya - POHA ! O mundo não quer que eu saiba só pode.

Marinette - O-Oi. Veio buscar a Juleka ?

Luka -  Na verdade eu vim te devolver seu casaco.

Marinette - Ah ! Tinha me esquecido haha.

Luka - Obrigada por me emprestar, foi de grande ajuda se é que me entende. - ele sussurra no meu ouvido e me da uma piscadinha sem jeito.

Marinette - Sim claro. - sorrio de uma forma desajeitada.

Luka - E quero me desculpar novamente, espero que não tenha parecido que eu tenha te desrespeitado, sei que provavelmente foi contra a sua vontade e espero mesmo que continuemos podendo ser amigos. Você realmente é uma garota incrível e não quero que nos afastemos.

Sinto uma pontada no coração quando ele diz para continuarmos sendo amigos por algum motivo.

Marinette - Tá tudo bem, eu também acabei fazendo bom, você sabe, por vontade própria depois. Não vou me afastar de você de forma alguma. 

Luka - Que bom, me sinto aliviado em ouvir isso.... Hum, acho q vou indo agora, a gente se vê. - Ele me beija na bochecha e vai embora com sua bicicleta. Fico parada por um tempo até que Alya me tira do transe.

Alya - O QUE ACABOU DE ACONTECER ? 

Marinette - Humm, acho melhor te contar em outro lugar.

Olho ao redor e vejo que algumas pessoas estavam olhando, sem contar o Adrien ! Pego o braço de Alya e a levo para uma lugar afastado e enquanto me afasto vejo que ele ainda me olha, mas por que ?

Alya - Ok, agora você não mais poder enrolar, me conta, sei que tem algo a ver com o que acabou de rolar.

Conto para Alya o que aconteceu e só vejo sua boca se abrindo cada vez mais à medida que falo.

Alya - Eu tava certa o tempo todo ! Aaaaahhh. E como foi ? Ele beija bem ? Você gostou ?

Marinette -  E-Eu não sei, acho que sim. Tá bom... Foi até que bom, me surpreendeu no começo mas depois fui me acostumando. Não tenho muita experiência nisso mas ele beija bem. E gostei mesmo sendo num lugar como aquele.

Alya - Aaaaiiiiiiii, eu disse que ele vinha pra mudar a porra toda. Mas e aí ? O que você vai fazer agora?

Marinette - Você ouviu o que ele disse. Ele quer continuar sendo amigos, e provavelmente me fez aquilo pelo calor do momento. 

Alya - Eu não acho que ele queira isso, o jeito que ele te olhava dizia outra coisa.

Marinette - Eu não sei o que sinto por ele, eu ainda gosto do Adrien, mas o Luka faz com que eu me esqueça dele.

Alya - Bom, saiba que eu sempre vou te apoiar em qualquer que seja a sua decisão. Mas acho que você deveria falar com o Luka quando sentir que deve. Talvez isso esclareça seus sentimentos.

Será que estou deixando de amar o Adrien por causa do Luka mesmo ?

 

 


Notas Finais


Desculpem qualquer erro, espero que tenham gostado. Irei trabalhar mais nos caps dps das provas. Me digam se tiverem alguma observação ou algo do tipo, sou toda ouvidos, no caso olhos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...