História I'll Never Stop Loving Him - Joah (concluída) - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias It: A Coisa, Stranger Things
Personagens Benjamin "Ben" Hanscom, Beverly "Bev" Marsh, Dustin Henderson, Edward "Eddie" Kaspbrak, Eleven (Onze), Lucas Sinclair, Maxine "Max" Mayfield / "Madmax", Michael "Mike" Hanlon, Mike Wheeler, Richard "Richie" Tozier, Stanley "Stan" Uris, Will Byers, William "Bill" Denbrough
Tags Finnwolfhard, Jackgrazer, Joah, Milliebobbybrown, Noahschnapp, Strangerthings
Visualizações 59
Palavras 1.516
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


oiii pessoaaaal♥
voltei♥
trouxe um capítulo fresquinho e lindo pra vocês
espero que gostem♥

💗💗💗💗💗

Capítulo 16 - Chapter Sixteen - Nothing More It Just Friends


Point Of View's Finn 

Um mês havia se passado e eu já tinha superado Jack... Bem... Quase 100%.
Eu estava a procura de alguém... Pois ninguém merece ficar sozinho.
Mesmo com tantas experiências amorosas traumáticas, eu ainda não havia desistido.

                                            {●}

Um dia na aula, eu estava sentado em um banco no pátio principal quando Millie chegou e se sentou ao meu lado.
- E aí, Finnie Boy. Como vai a vida? - Olhei para ela com os olhos apertados por conta da claridade.

- Normal, solitária... Eu não sei. - Falei rindo.

- Precisa de amigos? - Ela perguntou.

- Seria bom. - Abaixei a cabeça.

- Gostaria de se tomar meu amiguinho? - Ela pegou minha mão.

- Quem sabe... 

- Ah, qual é Finn? Vai se fazer de difícil agora? - Ela perguntou me fazendo rir.

- Já que você insiste... Vamos ser amigos. - Sorri.

                                    *NARRADORA*
Millie até podia estar precisando de um novo amigo, e se aproximar de Finn a faria bem, mas claro que naquele pedido de "amizade" havia algum interesse.
Desde que Finn entrou em sua escola, Millie já tinha uma queda por ele. Por isso não gostou quando ele e Jack namoraram.
O que ela queria, era se aproximar e quem sabe... Finn não começasse a... "Sentir" alguma coisa? Millie sabia que se isso acontecesse, Jack não se importaria, já que agora estava novamente com Noah e os dois estavam felizes.
O plano da garota era os dois se tornarem melhores amigos e... Darem o próximo passo, se é que me entendem.
O que ela não entendia, é que isso nunca irá acontecer. Motivo? Bom... Dizendo de uma maneira mais... "Informal": Finn gostava da mesma fruta que ela.

                                            {●}

Finn e Millie realmente viraram melhores amigos, faziam tudo juntos, contavam seus segredos um para o outro, as pessoas que ficavam e Millie começou a perceber que os dois não deviam ser nada mais do que amigos. Melhores amigos.

O tempo passou... Os dois viraram quase irmãos e ela agora se arrepende de um dia ter pensado em virar melhor amiga dele apenas por interesse.

A amizade dos dois era uma coisa muito linda.
Contavam seus segredos um para o outro, viviam juntos, passavam o dia todo juntos, se divertindo e contando as "experiências" que passavam.
E o melhor: conversavam sobre garotos. Davam conselhos como "tal garoto você não pode nunca ficar" ou "ele é pior do que você!".
Aquela amizade era tão preciosa...

                                           {●}

Era um dia comum, Finn havia convidado um garoto chamado "Mitch" para sair.
Bom... Digamos que não dera muito certo.
Ao final daquele "encontro", Finn foi para sua casa, chorando, quando chegou só teve uma coisa à fazer: recorrer à Millie.

Chamada *ON*

- Mills... - Começou suspirando - Eu preciso de você...

- Finn? O que foi? O que aconteceu? - Millie perguntou visivelmente preocupada.

- Por favor... Eu preciso de você, hoje foi... Um desastre. - Finn dizia chorando um choro deplorável.

- Eu... Tô indo, me espera. - Millie havia virado a "Psicóloga Pessoal" de Finn, Noah e Jack, e ela amava se prestar a esse "cargo".

                                    Chamada *OF*

Millie sabia que só tinham duas únicas pessoas que podiam ajudá-la naquele momento: Noah e Jack.

Pegou seu celular e digitou para Jack:
"Vai com o Noah pra casa do Finn e me espera lá"

Pegou uma bolsinha de alsa daquelas que ela amava, colocou as coisas "necessárias" e saiu de sua casa.
Quando estava na rua da casa de Finn, viu Jack é Noah vindo também.

- Por que você nos chamou? - Perguntou Jack enquanto os dois chegavam ao encontro da garota.

- Eu preciso da ajuda de Vocês. O Finn me ligou chorando e eu acho que sei o porquê... E se for isso... Eu não sei como ajudar. 

- Vamos logo... - Noah suspirou preocupadamente.

Por mais que Finn fosse ex namorado de Jack, o atual de Noah; Millie e Jack haviam feito os dois virarem melhores amigos, agora os quatro eram tão próximos, que em problemas assim, todos tinham que se ajudar.

Os três subiram os degraus parando em frente à porta de madeira marrom. Millie estendeu sua mão e tocou a campainha.
Em poucos segundos, Finn abriu a porta e antes que os três pudessem raciocinar... O garoto já abraçava Jack e Millie, chorando de uma maneira que até a pessoa mais sem coração teria dó. 

- Finn... - Jack apoiou a cabeça do amigo em seu ombro e ele e Millie se entreolham se perguntando "O que nós vamos fazer?" e se vendo sem resposta. - Se acalma... Nós não podemos te ajudar assim. 

- Ouve o Jack... Ele tá certo. - A preocupação de Millie a fazia não ter argumentos bons.

- Finn, olha aqui, se você estiver chorando porque levou fora... - Noah falou e Jack o deu uma cotovelada.

- Noah! - Millie chamou a atenção do amigo dizendo apenas com os lábios.

- Desculpa, não tá mais aqui quem falou. - Noah estendeu os braços em sinal de rendição. 

- Vai nos dizer agora? - Jack levantou a cabeça do garoto cacheado e olhou em seus olhos inchados.

- Eu só... Precisava dos meus amigos. - Finn não queria dizer o motivo real, apesar de Millie já saber e não ter dúvida alguma de que era aquilo. - Meus melhores amigos. - Em meio àquele triste choro, Finn conseguiu sorrir e, arrancar um sorriso de seus amigos.

- Bom... Aqui estamos! - Noah se juntou àquele caloroso abraço.

- Vamos entrar... - Finn secou uma de suas lágrimas e virou-se.

Jack, Millie e Noah o seguiram até seu quarto e lá se sentaram em sua cama.

- Agora queremos saber o que aconteceu pra você estar tão mal assim. - Millie pegou uma almofada e colocou sobre suas pernas, já que estava na posição "perninha de índio".

- Simplesmente... Aquele garoto é um babaca! - Finn falou e seu olhar transmitia tristeza e raiva ao mesmo tempo.

- Eu sempre soube... - Noah sussurrou. Por ser do time de futebol e conhecer praticamente todos os garotos da escola, ele realmente podia já saber que aquele tal de "Mitch" não seria uma boa... Opção.

- O que ele fez? - Perguntou Jack com o olhar de dó.

- Foi um filho da puta. - Finn olhou nos olhos de Jack. - Eu fiquei esperando por quase duas horas, pra no fim, ele apenas mandar "Não pude ir, desculpa, marcamos uma próxima vez" - Finn fez uma voz diferente.

- Como tem gente sem noção nesse mundo... - Millie encarou suas mãos com ódio nos olhos. Ninguém podia fazer isso com seu melhor amigo e ficaria tudo bem.

- Amanhã na escola ele se verá coma gente... - Noah falou e não conseguiu esconder seu sorriso malicioso.

- Ele não vai ver nada! - Finn fez com que Noah fechasse aquele sorriso. - Porque vocês não vão fazer nada! - Ele olhou para os três, um a um. - Me escutaram bem? - Ele perguntou. 

- Sim... - Os três mentiram em uníssono.

- Me escutaram bem? - Ele perguntou uma segunda vez ao perceber o tom de voz "Foda-se" dos amigos.

- Sim! - Dessa vez a mentira havia sido mais convincente.

                                             {●}

No dia seguinte, os quatro se encontraram na escola e foram para um lugar onde agora, costumavam ficar. Quando Mitch passou, Noah se levantou da mesa e pulou do banco até o chão.

- E aí, Mitch? - Ele perguntou se aproximando do garoto de cabelos loiros. - Como foi seu dia ontem? - Noah sorriu sorriu falsamente. - Não se esqueceu de... Algo que tinha para fazer, não? - Olhou de relance para Finn e voltou a olhar para Mitch novamente com o sorriso.

- Noah... - Finn começou a andar até Noah lentamente.

- Fica calmo, Finnie, eu só tô conversando com esse carinha aqui. - Ele passou o braço pelo pescoço de Mitch. - Por acaso não se lembra de nada que envolva ele? - Fechou o sorriso olhando para Finn.

- Ei, Schnapp, não vamos caçar briga, não é? - Mitch disse e Noah gargalhou.

- Não, claro que não, só quero que você se lembre de nunca mais magoar meus amigos e, de preferência nem chegar perto deles, combinado? - Sorriu.

- Ah... - Mitch começou a dizer e antes que ele terminasse um soco atingiu seu rosto.

- COMBINADO?! - Noah gritou 

- Sim... - Mitch pôs a mão sobre o lábio sangrando e saiu andando.

- Noah... O QUE EU DISSE SOBRE NÃO FAZER NADA?! - Finn perguntou nervoso.

- Você achou mesmo que eu ia deixar isso assim? - Noah perguntou. - Você não viu o estado que você estava ontem?! - Noah perguntou preocupado.

- Mas... Não precisava disso... - Finn abaixou a cabeça.

- Me desculpa... Eu só quis te proteger. - Noah abraçou Finn levando sua cabeça até seu ombro.
Jack e Millie se olharam e andaram até os dois, os abraçando também. Aquela amizade era a que todos sonhávamos. 


Notas Finais


eaiii? gostaram? espero que simmm
comentem aí💙
até mais

💘💘💘💘💘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...