História I'll protect you, even if it costs my life - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias TWICE
Personagens Sana, Tzuyu
Tags Satzu
Visualizações 27
Palavras 593
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Terror e Horror, Yuri (Lésbica)
Avisos: Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ooi!! Aqui é a Dubu (não, não é a Dahyun akkaak) essa é minha primeira fanfic e eu tava muito insegura de postar essa fanfic então espero que vocês gostem

Não tenho a intenção de ofender alguem então por favor se lembre que é apenas uma fanfic

Lembrando que eu inspirei na música Kagerou Daze (O link vai estar nas notas finais). É isso, espero que curtam a fanfic ❤

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction I'll protect you, even if it costs my life - Capítulo 1 - Capítulo Único

Era em torno de 13:25 da tarde do dia 15 de agosto, eu estava sentado no balanço, o sol estava chamando muita atençao com todo o seu calor, olhei para o lado e vi minha melhor amiga sentada no balanço, ela me olhava com aqueles olhos castanhos claros, em sua boca avermelhada a pequena estampou um sorriso radiante enquanto suas bochechas coravam

- Sabe... Eu odeio o verão. - A garota disse acariciando um gato preto - Hey! Se você me empurrar eu te dou 10 dólares - Ela disse me dando um soco fraco no ombro.

- Qual é Sana! - Chamei a pelo nome - Você consegue se balançar sozinha

- Mas eu quero ir mais alto. - Ela disse enchendo suas bochechas de ar

- Não - Eu disse desviando o olhar

- Chata!! - Ela mostrou a língua para mim - Tzuyu acho melhor a gente ir, soube que a Sra. Jihyo ta fazendo Cheese Kimbap

- Você sempre é tão fofa Unnie - Eu levantei do balanço e logo em seguida puxei Sana pelas delicadas mãos.

Saímos do parquinho e fomos atravessar a rua, mas o gato preto que Sana segurava acabou pulando do colo dela e correu para o outro lado da rua Sana foi correndo atrás dele esse foi o pior erro. Quando Sana estava atravessando o sinal ficou vermelho e foi nessa hora que um caminhão passou por cima da unnie. Seu corpo jogado no chão repleto de sangue nunca vai sair da minha cabeça, cai de joelhos e comecei a chorar tanto que parecia um bebê que se perdeu da mamãe, mas na verdade eu perdi algo, perdi a garota que eu sempre amei.

- Isso não é uma mentira - Disse uma figura de cabelos negros.

De repente acordei em um pulo, com o som do despertador, ao desligar percebi que era 14 de Agosto pouco depois da meia noite, talvez aquilo devia ser um pesadelo? Mas sabe, foi um pouco estranho, me lembro do sonho que tive neste mesmo parque.

- Que tal irmos agora? - Sana disse se levantando do balanço e me guiando até o caminho.

Mas assim que chegamos perto de um prédio, eu vi as pessoas ao redor com expressões surpresas. Um cano de metal caiu no prédio e perfurou a Unnie, seu sangue espirrado na minha roupa... O som dos gritos das pessoas ao redor, eu me lembro de tudo.

- Não é um sonho - Aquela mesma figura disse enquanto eu olhava para Sana com os olhos encharcados, achei que tinha visto Unnie sorrindo enquanto minha visão escurecia.

Por vários e vários dias a figura aparecia em meus sonhos, a sua risada vinha se repetindo por sonhos e sonhos. Eu já percebi a muito tempo que nesta historia tão comum, só pode existir um final e eu sabia como mudar

Lá estava novamente eu e a Unnie prontas para ir pra casa e comer Chesee Kimbap com as outras garotas, bem... Apenas a Sana ia comer.

Estavamos prestes a atravessar a rua, Sana estava na frente, porém bem na hora em que eu vi o caminhão se aproximando eu entrei na frente da Sana e... A roupa da Unnie estava cheia do meio sangue em suas roupas, na rua e é claro, em mim.

- Você mereceu - Eu disse a figura enquanto minha visão escurecia.

_____________________________________________

Era 00:23 do dia 14 de Agosto. Em sua cama uma pequena garotinha acordou

- Eu não consegui te proteger... Me desculpe Tzuyu - Ela disse acariciando um gato.


Notas Finais


Então pessoal, isso é tudo e eu espero que tenham gostado (quem sabe eu traga mais fanfics)

Kagerou Daze: https://youtu.be/lBnAY4VH9T4

Até a próxima ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...