História I'll Show You - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kris Wu, Lu Han, Sehun
Tags Baekhyun, Chanyeol, Exo, Kris, Luhan, Sehun, Yaoi
Visualizações 7
Palavras 3.267
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Musical (Songfic), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eii pessoas *-* Estou aqui postando um Songfic *-* é da música da Ailee - I'll Show You, ela é muito especial por mim, quase morri quando ela contou no MuBan. Eu espero realmente que vocês gostem *-* E sim, essa fanfic é de 2014, me perdoem os erros e por eu ter colocado mil "*-*"

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction I'll Show You - Capítulo 1 - Capítulo Único

Você provavelmente está usando as roupas que eu comprei pra você.

Você provavelmente está usando o perfume que eu comprei pra você.

E agora, você provavelmente está se encontrando com ele e sorrindo.

Você gosta dele tanto assim que você teve que me deixar?

Quanto mais eu tenho que melhorar?

Não importa o quanto eu tente te apagar,

 nós passamos muitos dias juntos.

Os tempos passados são tão lamentáveis

que as minhas lágrimas continuam caindo, mas ...

 

 

            Eu estava distante, em um ponto oposto da praça de alimentação de onde ele se encontrava, e (in)felizmente eu possuía total visão dele sentado usando o suéter no qual eu o havia presenteado em nosso último natal juntos. Podia ver seu sorriso no qual utilizava sempre que saiamos, algo misturado com flerte e inocência mas ao contrário de quando o encontro era comigo, seu sorriso não carregava nenhum resquício de pena ou de fazer aquilo apenas por fazer, ele realmente queria estar ali, suas mãos se conectando e seus olhos se encontrando sem se importar com o que as pessoas que estavam olhando iriam dizer. E vendo isso meu coração parou e minha mente vagou para um tempo não muito atrás. Quando existia um Baekhyun totalmente apaixonado e um Chanyeol indiferente.

            Estávamos em uma mesa nessa mesma praça de alimentação, eu já havia perdido as contas de quantos encontros já havíamos tido, era uma relação extremamente complicada até para nós mesmos, depois de meses e meses de conversas via KakaoTalk e Facebook. De uma simples amizade e apesar da insistência de que jamais passaria disso iniciou-se algo como um amor unilateral, que depois por minha culpa acabou se tornando um namoro.

            Segurei sua mão por baixo da mesa e sussurrei para ele “Eu te amo para todo o sempre” Sua primeira ação foi largar minha mão e então a próxima reação foi a resposta para o meu TE AMO? Não “Sabe que eu não gosto de carinhos em público. ”

            Não era só em público, pois mesmo quando estávamos sozinhos ou em um lugar mais reservado ele nunca segurava minha mão, ou mesmo trocávamos caricias, em nosso namoro, se aquilo podia ser chamado de namoro, jamais chegamos a ir para cama ou fazer algo mais quente nem que fosse pela internet, e as feridas que não se cicatrizavam incluíam as diversas traições dele tanto virtuais quanto reais. Isso trazia diversas brigas e términos, mas no fim como um cachorro carente que tem medo de ser abandonado pelo dono quando ele se muda, eu voltava correndo para ele, para suportar tudo de novo.

            Do Kyungsoo era a paixão mal resolvida de Channie, isso acontecia desde antes dele me conhecer e mesmo durante nosso tempo de apenas como amigos eles tiveram esse lance complicado, no qual estavam juntos e logo depois não estavam. Era algo mais carnal do que emocional, ou era isso que eu queria ver para não sofrer, pois eu sabia que para o meu Channie, ele era único, talvez ele fosse seu único amor. E ele gostava o suficiente para me abandonar sem me dar qualquer tipo de explicação. Mas eu entendia, Kyungsoo era lindo, tinha um corpo perfeito e um rosto totalmente bem desenhado, totalmente ao contrário de mim, eu era desajeitado, feio e acima do peso. O maior culpado para as coisas terem terminado dessa maneira fui eu. Eu queria algo que não era do mesmo nível, eu era um misero “F” e ele era o mais brilhante “A+” de uma prova. Eu me perguntava a cada manhã o quanto eu deveria mudar para que eu fosse pelo menos um 10% da pessoa ideal para ele, para que eu pudesse finalmente ouvir um “Eu te amo” verdadeiro vindo de seus lábios. O que eu deveria melhorar. Emagrecer? Uma cirurgia para pálpebras duplas? Pintar meus cabelos? Criar músculos? Eu sabia que nem se eu mudasse completamente ele se apaixonaria por mim. Pelo simples fato de que eu não era perfeito, eu era quebrado.

            Eu não entendi porque, mas as lágrimas começaram a cair dos meus olhos, talvez tantas lembranças de um tempo que eu fingia que tudo estava bem e que minha vida estava a mil maravilhas e por dentro estava sofrendo. Foram meses e meses tão lamentáveis no qual acreditei que ele realmente mudaria. Eu fui tão lamentável ao ponto de aceitar tudo o que ele jogava em cima de mim. E agora vendo ele sorrindo tão feliz com outra pessoa, apenas piora o que eu sinto em meu coração. Eu apenas queria ter a capacidade de mudar e mostrar para ele que eu posso ser outra pessoa, uma pessoa melhor e mais segura. Talvez indo embora daqui eu possa me encontrar e finalmente esquecer dele e esquecer tudo o que passei. Por isso que aceitei sem reclamar minha transferência de emprego. Seria melhor para mim e seria melhor para ele.

 

∞ ∞ ∞ ∞ ∞

Eu cuidadosamente mudei meu penteado e cuidadosamente me maquiei.

Com os meus saltos altos e saia curta, agora todo mundo vira para olhar para mim.

 Eu vou jogar fora o anel que você me deu. Vou apagar as letras que você me escreveu.

Sem me parar, sem pensar, eu vou te esquecer. Eu quero te esquecer, eu quero te apagar.

 

            Finalmente eu estava na China, eu sentia que minha vida iria mudar completamente. Eu desejava isso mais do que tudo no mundo e me esforçaria ao máximo para conseguir fazer com que isso fosse realidade.

Meus planos para esquecer Channie começaram no justo segundo que pisei meus pés em Pequim. Não que isso realmente fosse acontecer de uma hora para outra, mas eu tinha esperança que executar isso fosse mais fácil do que planejar. Todos os meus pensamentos sempre acabavam se voltando para ele. Mas eu me mantive forte, eu precisava ser forte. Apesar de que meu emprego continuava relativamente o mesmo, senti muita dificuldade em me adaptar ao novo idioma e aos novos colegas de trabalho.

            Mas aos poucos fui conhecendo melhor as pessoas que me rodeavam. Meu primeiro contato foi com Lu Han, ele era o estilista da agência, à primeira vista ele era um ser totalmente entupido que não tinha sentimentos, mas era só conhecer ele melhor que você percebia como ele era doce. O namorado dele, Oh Sehun, era o principal modelo da marca e era a pessoa mais sem reações faciais do mundo, mas ele era legal, sabia falar a coisa certa na hora certa. E por último e não menos importante (talvez o mais importante) Wu Yifan. Ele era o CEO da empresa e chaebol de terceira geração, filho de mãe canadense e pai chinês, quando era mais, seu pai fora transferido para o Canadá e ele havia ido junto com a família, mas assim que completou a maioridade voltou para China para morar com os avós, diferente da maioria dos filhos de chaebol que eu já conheci, Kris, como gostava de ser chamado, construiu sua empresa com seu próprio dinheiro, sem utilizar da ajuda da família, ele gostava de colocar a mão na massa. Ele trabalhava tanto, se não mais que todos os outros funcionários da agência. Eu era apenas um recém-formado publicitário que entrara para aquela empresa graças a ajuda de meu ex-chefe que após minha formatura me indicou para trabalhar ali.

O primeiro mês passou com muita rapidez, mesmo que eu tivesse agindo apenas como um robô seguindo as ordens que me eram dadas. O segundo, pareceu mais como se eu tivesse em casa, eu já me sentia feliz, ou talvez o mais próximo de feliz que eu estive nos últimos tempos. Isso até eu chegar naquele dia na minha sala e receber uma atualização em meu celular. – Park Chanyeol está em um relacionamento sério com Do Kyungsoo – todas as barreiras que eu havia construído se desmoronaram. As lágrimas começaram a descer sem que eu conseguisse impedir e antes mesmo que eu percebesse eu já estava soluçando.

– Baek, você está bem? – a voz de Kris se fez presente na sala – O que está acontecendo, me conte.

Tudo o que eu queria era poder dizer que estava bem – Eu estou me sentindo quebrado – as palavras saíram sem que eu percebesse. Ele fez o que menos esperava, me deu um abraço. Naquele momento eu me senti nas nuvens, eu realmente precisava daquilo.

– Você não deve deixar de viver por que uma pessoa não quer que você viva, mostre para ele que você é muito mais do que ele achava que você era. – Aquela frase estava ainda minha mente quando ele segurou minha mão e me puxou correndo apenas parando quando chegamos ao estúdio do LuHan – Han, transforme ele, mostre para ele a verdadeira beleza que ele tem. Não importa o quando custe, compre algumas roupas que realmente fiquem bem para ele.

Eu estava morrendo de vergonha. Não sabia o que fazer mas se ele achava que isso ia ser o certo, quem era eu para duvidar?

            Kris me ajudou ir até o provador enquanto o LuHan encontrava algumas peças de roupas que se adequassem ao meu tamanho e estilo, segundo ele eu iria ficar um espetáculo. Eu não conseguia acreditar nisso, mas não iria dizer isso na cara dele. Kris ficou sentado em seu sofá enquanto eu experimentava as mais diversas roupas que o mais velho possuía em seu acervo. Depois de algumas mudanças eles finalmente acharam algo que gostaram e que eu ficava bem, eu apenas senti que aquela calça estava colada demais e que minha bunda parecia muito maior que já era.

Meu cabelo foi outra coisa que tive que mudar, eu tinha um corte de tigela, feio, sem vida e LuHan conseguiu transformar em algo totalmente ao oposto. Agora minha cabeleira possuía um perfeito tom de vermelho que chamava atenção, minha pele foi hidratada e pela primeira vez usei lápis de olho em mim, algo que ardeu muito, mas que me acostumei. Kris finalmente achou que eu estava perfeitamente apresentável e então chegando ao meu lado com seu mais incrível sorriso soltou a pérola – Hoje, você é nossa estrela, você irá desfilar para nós. Na minha mente a palavra desfilar e estrela brilhavam em único tom. Ele não poderia realmente querer que eu desfilasse em algum dos seus desfiles, eu estava apenas arrumadinho, eu ainda era um nada comparado ao Sehun ou aos seus outros modelos.

Infelizmente não era uma brincadeira, e quando a noite chegou eu realmente desfilei, serei sincero, nunca me senti tão bem com algo. Pela primeira vez eu não me senti o patinho feio da história. E para acabar com chave de ouro, Kris me beijou, um beijo cheio de paixão e desejo. Algo que eu nunca havia experimentado.

Desde aquele beijo que trocamos após o meu primeiro desfile, acabamos por trocar outros, alguns em meu apartamento, outros no seu. Um intenso jogo de sedução que nunca tinha fim, algo que nunca tive com o Channie. Por fala nele, fazia quase um ano que eu não chorava por ele e já fazia dois anos que eu não tinha notícias dele, não sabia se ele havia conseguido entrar na faculdade, ou se ele desistira. Se ainda estava namorando com Kyungsoo ou se já o havia trocado, não sabia qualquer coisa sobre ele. Mas eu fazia questão de estar em todos os seus pensamentos. Graças ajuda de Kris eu consegui fazer sucesso como modelo e ainda me arrisquei em algumas atuações e alguns álbuns promocionais. Era difícil eu não estar na capa de alguma revista ou comercial de produtos populares, alguns deles circulavam por toda a Ásia. Com o tempo criei uma pequena obsessão de imaginar Chanyeol me vendo em comerciais e revistas, então, tudo que pudesse chegar na Coréia, eu fazia, isso se tronou um pequeno plano de vingança, todo orquestrado por LuHan. Fazer com que ele perceba que sem ele eu havia conquistado o mundo, e que eu estava agradecido por ele ter ido embora da minha vida.

Em meu aniversário de 24 anos, Kris me pediu em namoro, como eu poderia negar um pedido desses? Eu podia não ama-lo ainda, mas eu realmente estava apaixonado por ele. O mais velho era extremante romântico e carinhoso, além de muito sedutor e pervertido. Todas as suas frases possuíam duplo sentido e isso acabava por fazer com que sempre, ou pelo menos a maior parte do tempo, acabássemos na cama. Eu poderia dizer que finalmente eu havia alcançado meu objetivo, eu estava bem comigo mesmo e com meu corpo, possuía amigos ótimos e um namorado que me amava. Esse finalmente podia ser meu final.

 

∞ ∞ ∞ ∞ ∞

Se eu alguma vez encontrar você, eu vou dar um sorriso deslumbrante.

E passar por você surpreso e clique clack, seguir o meu caminho.

 

Aqui estava eu, no Aeroporto Internacional de Incheon, finalmente eu estava em casa e sim, eu estava feliz, não me importava se eu encontraria o Chanyeol ou não. Eu apenas queria seguir minha vida. Minha vingança infantil havia ficado para trás, eu não esperava mais nada dele. Ao contrário do que eu imaginei, minha saída do aeroporto foi meio conturbada, alguns fãs estavam me esperando, além de algumas fãs de um grupo masculino que se espremiam para se aproximarem ao máximo a faixa de contensão. Tive que ir para o carro cercado de seguranças. Mas eu não me importava muito.

O motivo de eu estar na Coréia era puramente profissional, eu participaria de um desfile-show beneficente. Kris chegaria mais tarde, eu havia ido antes para poder encontrar com meus pais e passar um tempo com eles. Minha família já conhecia o meu namorado e me apoiavam, isso de certa forma me deixava mais confiante de que ele era o cara certo para mim.

Se pudesse, queria apagar todas as lembranças ruins de meu passado e focaria apenas no meu presente. Eu amava este lugar, amava seus prédios gigantes, amava seus vilarejos, amava cada centímetro daquela cidade, apenas não gostava do sentimento que ela me trazia. Uma melancolia tomava conta do meu corpo cada vez que eu saia caminhar pelas ruas. Sentimento que se intensificou quando entrando em uma loja, acabei por encontrar nada mais, nada menos do que Do Kyungsoo, ele estava com um sorriso gigantesco nos lábios quando foi me atender.

– Mal acreditei quando te vi entrando por essa porta – ele falou ainda sorrindo, se eu pudesse eu arrancava esse sorriso a socos.

– Pois é, estava passeando e vi algumas roupas na vitrine que me agradaram – Esse era eu tentando ser o mais simpático possível.

– Nossa, que bom gosto que você tem – Ele foi simpático, nossa – vamos ver se encontramos do teu tamanho, é GG né? – OQUE? Eu nunca usei GG em minha vida seu *********.

– Não meu anjo, uso o P – Eu sei que uso M, parem de me julgar.

– Ok, soube que você vai desfilar hoje à noite, aliás parabéns pelo sucesso, nunca imaginei que você se tornaria um modelo, principalmente com esse corpo. – Até elogiando ele era irônico. -  Por falar nisso, você vai encontrar com meu namorado hoje à noite, ele é um dos dançarinos do desfile. – Chanyeol tinha se tornado um dançarino? Como isso é possível? Ele sempre pareceu ter dois pés esquerdos.

– Legal, acho que não vou encontrar o que preciso aqui. Vou para outra loja, desculpe a bagunça – VINGANÇA, fazer ele tirar todas essas roupas e não vou comprar nada, sou muito mau, bem, não mau, infantil será? – Se bem, eu vou levar essas roupas que você tirou. Pode empacotar.

Eu realmente não sei por que comprei essa montanha de roupa que não irei usar, mas tudo para ajudar um “amigo”.

            Já era noite e eu estava chegando ao local onde aconteceria o desfile, logo na entrada encontrei Kyungsoo agarrado a um moreno mais alto que ele, Chanyeol estava solteiro então?  Ele sorriu e meio que percebi um tímido aceno, no crachá do garoto agarrado a ele eu consegui ler o nome: Kim Jongin.

Kris estava me esperando na entrada do camarim, recebi um beijo dele e um abraço apertado.

– Você está lindo como sempre, mas agora você tem que ir até o LuHan, ele está lá na frente no camarim do Sehun – Ele me disse me depositando um pequeno selar em meus lábios.

Eu fui em direção ao camarim de Sehun que ficava no outro lado, e quando eu estava passando pelo backstage ouvi aquele nome que por tanto tempo me assombrou

– Chanyeol, para de olhar o modelinho e pega aquele cabo e conecta no servidor – eu fiquei estático por um breve momento, mas consegui me estabilizar e segui o meu caminho sem mostrar fraqueza.

Chegando ao camarim me joguei nos braços do LuHan, finalmente me permiti perder as forças nas pernas e desabar.

∞ ∞ ∞ ∞ ∞

Eu vou te mostrar uma completa mudança minha.

Eu vou te mostrar uma forma mais bonita de mim.

Eu não quero chorar como uma idiota por causa do amor, pelo que você deixou.

Eu vou encontrar um cara mais quente e eu vou mostrar-lhe,

com certeza, um "EU" que está mais feliz do que você. 

Eu não vou ficar triste sem você, eu não vou quebrar. Garoto, você tem que estar ciente.

O desfile havia ocorrido da melhor forma possível, eu me senti nas nuvens e totalmente feliz, no momento eu estava abraçado em Kris recebendo um afago em nossa festa pós desfile. De longe eu via Chanyeol olhando para nós de uma maneira indecifrável. Naquele momento minha memória voou ao tempo no qual eu estava olhando para ele em um encontro com Kyungsoo, queria saber se ele estava sentindo da mesma maneira em que me senti naquele dia, eu duvidava muito. Quando as pessoas já começavam a ir embora eu vi Chanyeol se levantar e vir em nossa direção, parando em minha frente.

– Precisamos conversar – ele me disse de uma forma séria e eu finalmente senti que eu não o amava mais, e que sim, finalmente estava pronto para uma conversa definitiva. Ainda abraçado à Kris sussurrei em seu ouvido

– Eu finalmente posso dizer que te amo e que vamos passar todos os nossos dias juntos – ele me sorriu e apertou nosso abraço. Ele havia entendido.

Acompanhei Chanyeol até o lado de fora do local da festa e me sentei na grama, esperando ele começar a conversa.

– Sabe – ele começou falando – eu não sabia o quanto eu te amava até o dia que fui te procurar e não te encontrei em sua casa – ele deu um suspiro – eu não sabia mais aonde te procurar, teus pais não me diziam aonde você estava.

– Chanyeol – ele fez sinal para que eu deixasse ele falar.

– Até que um dia eu finalmente eu vi você em uma capa de revista, mal acreditei, você estava tão mudado. – Ele falava calmamente – eu sei dos meus erros, mas você também errou, você não se arrumava, não se cuidava. - Ele dizia aquilo de uma maneira que me magoava – Mas agora você está aceitável, podemos ficar juntos, sei que você ainda me ama.

– Chanyeol – ele não me deu atenção e se aproximava cada vez mais tentando me beijar.

– Chanyeol, PARA! – Finalmente ele me escutou e recuou me encarando.

– Acabou! Aliás, não acabou, porque realmente nunca existiu! – As palavras saíam de minha boca juntamente com tímidas lágrimas dos meus olhos – Eu apenas era a pessoa que te enchia de presentes enquanto você fingia que era meu namorado. Sempre foi uma troca de favores Park Chanyeol, apenas eu não percebia isso.

Estava complicado de falar, agora as lágrimas desciam livremente pelo meu rosto.

– Channie, você está livre! Eu finalmente estou livre.

Finalmente meu primeiro amor havia acabado.

 

 


Notas Finais


Então, o que acharam? *-----* Eu estava pensando em fazer uma outra song, só que agora numa visão do Chanyeol. Eu realmente não gosto de fazer ele malvado e por isso me sinto culpado por ter descrito ele assim. Haha. Obrigado por lerem!
E vou deixar o link da minha outra fic que estou começando a escrever ><

https://spiritfanfics.com/historia/you-never-walk-alone-10862172


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...