1. Spirit Fanfics >
  2. I'll stay with you Choi Beomgyu >
  3. Capitulo 16

História I'll stay with you Choi Beomgyu - Capítulo 16


Escrita por: Kekeucrazy

Notas do Autor


Adivinha que voltou com um capítulo muito fofinho?
Isso mesmo.
Eu.
Eu realmente achei esse capítulo um dos mais fofos dessa fic, espero que vocês gostem dele.

Capítulo 16 - Capitulo 16


S/n: Eu decidi que ficarei ao seu lado. - falei com uma expressão seria, meu tom de voz estava determinado, mostrando que eu não mudaria de ideia e que não me arrependeria da minha escolha -

Eu olhava o rosto do Beomgyu que mostrava está um tanto chocado com o que eu disse.

Ficamos em silêncio por uns bons minutos até que de repente, o mesmo segura meu braço e me puxa para perto de si, colando nossos corpos e envolvendo seus braços em volta da minha cintura.

Beomgyu: Fiquei com medo que sua resposta fosse outra, ficamos tão distantes nos últimos dias, espero que isso nunca mais aconteça.

O mesmo falou enquanto fazia carinho nos meus cabelos, pelo seu tom de voz ele parecia estar aliviado, e ao mesmo tempo tenso.

Eu apenas me aconcheguei em seu abraço sentindo o menino fazer carinho nos meus cabelos.

S/n: eu não poderia te deixar... você é a última peça do quebra cabeça que faltava para completar minha vida. 

Falei sem perceber, e quando percebi, arregalei os olhos me afastando do abraço do menino que me encarava, pude sentir minhas bochechas arderem, acho que eu estava corada, abaixei a cabeça constrangida com silêncio que havia se instalado no local.

Sinto as mãos de Beomgyu em volta do meu rosto o levantando me fazendo o encarar, olhei nos olhos do menino que aproximou seu rosto do meu é juntou nossos lábios, nos primeiros segundos eu fiquei chocada, esperava de tudo menos isso, porém no segundo seguinte fecho meus olhos sentindo um gosto de morango entre o beijo.

Quando a falta de ar se fez presente nós separamos o beijo e ficamos nos encarando por uns poucos segundos, em seguida sorrimos quando iniciamos outro beijo, os braços de Beomgyu agarraram minha cintura enquanto minhas mãos estavam em seus cabelos macios.

Quando nos separamos de novo o menino segurou meu rosto com suas mãos e depositou um beijo em minha testa, o mesmo sorriu para mim e segurou minha mão e me puxou para outro abraço.

Beomgyu: Eu sentir sua falta durante essa semana que estivemos separados.

S/n: Eu também, e muita... mas Beomgyu, como vai ser daqui pra frente? - pergunto erguendo meu olhar para ver o rosto do mais alto-

Beomgyu: Decidimos isso depois. - ele disse dando um beijo no topo da minha cabeça -

Depois de uns segundos nos decidimos sair daquele parque, Beomgyu me levou para minha casa e entramos juntos, pude ver algumas das minhas vizinhas nos observando da janela, mas eu não posso julgar elas pois fazia o mesmo quando tinha briga na rua.

Fui em direção a cozinha enquanto Beomgyu se sentava no sofá e olhava tudo ao nosso redor.

Beomgyu: isso me trás algumas lembranças sobre a primeira vez que vim aqui. - o mais velho falou da sala enquanto eu estava na cozinha preparando um jantar para nós, bom, jantar não né, tava mais para um lanche de madrugada, estava preparando uns salgados e pipoca para comermos enquanto assistiamos algum filme -

S/n: Sim, eu lembro, você se apaixonou por coxinha naquele dia. -falo olhando para as coisas em minha frente e não prestando atenção no menino que agora estava atrás de mim-

Beomgyu: Falando nisso, você vai fazer coxinha? - me surpreendo um pouco ao sentir seus braços em minha cintura e sua cabeça sendo apoiada em meu ombro-

S/n: Não se preocupe, eu vou fazer as coxinhas do senhor bebezão. - falo escutando o mesmo ri -

Beomgyu: tô mais para um pai do que para um bebê, esqueceu que fui eu que praticamente criei o kai e o taehyun?

S/n: Isso não importa, você parece um bebezão comigo as vezes. - falo e logo um silêncio se faz presente naquele cômodo, me deixando preocupada, será que eu havia falado algo errado? -

Beomgyu: s/n, você não liga pro fato de que vou continuar matando pessoas?

Paro de preparar a comida enquanto penso nas palavras do menino, me viro para ver o rosto do mais alto que tinha uma expressão preocupada, ajeitei a franja que cobria sua testa e fiz carinho nos seus cabelos.

S/n: eu não me importo, não posso abrir mão de você, afinal, acho que não serei feliz com outro alguém sem ser você. - digo sorrindo para o menino que apenas sorriu de volta e se inclinou me dando um selinho rápido-

Sorri de volta para o mais velho e voltei a prepara os salgados, eu podia sentir o olhar do menino sobre mim a cada movimento que eu fazia,  o mesmo foi arrumar as coisas na sala para que pudéssemos assistir ao filme, quando tudo estava pronto ele me ajudou a levar os salgados para a sala e depois pegou uma coca que estava na geladeira, os salgados que eu fiz foram apenas uns croquetes, coxinhas, e uns risolhos, Beomgyu havia pedido pizza que acabava de chegar.

Agora nos dois estávamos sentados no chão escolhendo um filme na netflix, não queríamos nada que envolvesse romance, afinal nos dois concordavamos que os filmes de romance de Hollywood eram meio sem graça.

Então escolhemos ver um filme de terror, acabamos colocando em invocação do mal.

Cortamos as fatias da pizza e começamos a comer, e como qualquer um pudesse imaginar, Beomgyu foi primeiro atacando as coxinhas me fazendo rir.

O resto da noite foi assim, ficamos trocando carinho enquanto assistiamos ao filme e comíamos.

Nesse instante eu estava jogada em cima de Beomgyu que comida outro pedaço de pizza, sendo sincera, eu estava chocada, esse menino carregava a Nárnia na barriga, comeu quase todas as coxinhas, três risolhos, dois croquetes, e esse era seu terceiro pedaço de pizza.

S/n: Você não comeu direito quando foi para a Itália?

Beomgyu: Eu tinha que terminar as coisas rápido para poder voltar rápido, então, sim, não comi direito.

S/n: entendi, é por isso que parece que você tem a Nárnia no lugar do seu estômago. - falo escutando uma risada do menino em seguida -

O menino terminou de comer sua pizza e abraçou minha cintura em seguida.

Ficamos mais alguns minutos naquela posição até eu sentir meus olhos pesarem e eu acabei dormindo ali.

No outro dia quando abri meus olhos eu estava em meu quarto, me sentei na cama balançando minha cabeça para poder começar a raciocinar e acordar para a vida.

Vou em direção ao banheiro e lavo o rosto em seguida escovo os dentes, desço a escadas escutando um som  de panela, a sala já estava arrumada, caminho em direção a cozinha e vejo Beomgyu cozinhando.

Fiquei chocada vendo aquilo? Óbvio que sim.

Me aproximei do mesmo e abracei sua cintura.

Beomgyu: Bom dia princesa. - o mesmo fala e percebo que ele tinha um sorriso em seu rosto -

S/n: Bom dia, não sabia que você cozinhava.

Beomgyu: eu sei fazer de tudo e mais um pouco, além disso, eu sou bonito, sou cheio de qualidades não concorda?

S/n: auto estima tá lá nas alturas né? - falo me afastando dele e me sentando na cadeira e olhando para mesa onde tinha quatro mistos em um prato, algumas frutas do outro, ovos com bacon, panquecas e pão de queijo e mais uma jarra de suco.

Me virei olhando para o mais velho incrédula, ele apenas sorriu convencido enquanto colocava mais alguns bacons em cima da mesa.

Beomgyu: Você sabe que eu estou certo não é? - ele disse com seu lindo sorriso convencido e depositou um selinho em meus lábios-

S/n: Se eu soubesse que você sabia cozinhar pediria para ter feito isso a muito tempo, vou ter que começar a fazer academia se não vou ficar gordinha.

Beomgyu: pode ficar, assim você ficará mais fofa ainda. - o mesmo falou com seu rosto apoiado em uma de suas mãos-

S/n: Haha seiiiii, academia tá caro... vou ter que fazer dieta? Não quero deixar de comer esse tipo de comida.

Beomgyu: Tem uma academia na minha casa, se realmente quer fazer academia pode ir lá, eu posso vir te buscar toda vez que você quiser.

Sorri para o menino que me encarava atentamente, peguei um pão de queijo e comecei a comer tudo que se encontrava naquela mesa assim como o menino que fazia o mesmo e por sinal, beomgyu cozinha muito bem.

S/n: com quem você aprendeu a cozinhar?

Beomgyu: Eu tive aulas com uns cozinheiros de alguns restaurantes famosos.

S/n: Teve aula de muitos coisas não é?

Beomgyu: Mas é claro querida. - sorri para o menino que comia sua panqueca enquanto me observava - você quer ir para a aula hoje?

Olhei para o menino com uma expressão confusa em meu rosto, porque ele estava me perguntando isso?

Beomgyu: Não podemos faltar hoje? não quero ver a cara do chato do professor de física. - acabei rindo com a fala do menino que tinha um olhar pidão em seu rosto-

S/n: Ei, você já tem muitas faltas sabia?

Beomgyu: Qual é o problema de ter mais uma? -acabei rindo mais ainda negando com a cabeça- sério mesmo que precisamos ir?

S/n: Sim, eu ia levar coxinha para lancharmos hoje --

Beomgyu: Vou pedir para o Yeonjun trazer meu uniforme. - ele falou enquanto pegava seu celular e começava a digitar uma mensagem me fazendo rir -

S/n: Você faz de tudo por coxinha?

Beomgyu: por coxinha, e por você. - o mesmo fala enquanto terminava de mandar a mensagem para o Yeonjun-

Sorri para o garoto voltando a comer, depois do café da manhã o mesmo lavou as louças e eu fui tomar um banho para poder me arrumar para ir para a escola, segundod depois que sai do banheiro e vesti o uniforme a campainha tocou e o Beomgyu abriu a porta, Yeonjun se encontrava lá parado nos encarando com um sorriso no rosto enquanto segurava uma mochila em suas costas, Beomgyu pegou a mochila e subiu para o andar de cima para tomar um banho e se trocar.

Convidei YeonJun para entrar e assim nos sentamos no sofá começando a conversar sobre assuntos aleatórios.

Yeonjun: Mal posso esperar para quando o povo da escola em que estudavamos saber que o Beomgyu e você estão juntos, eles vão ficar chocados.

S/n: Por que? Ele era conhecido como um coração frio certo?

Yeonjun: Oh se era, mas ele também é muito carinhoso, ele faz doações para um orfanato lá da Itália, todas as crianças gostam dele, aquele menino vai ser um ótimo pai no futuro.

S/n: Eu quero muito ver ele cuidando de uma criança um dia... deve ser fofo.

Yeonjun: deve não. É fofo! Muito fofo.

Ele comenta sorrindo assim como eu, Beomgyu desceu as escadas e assim nos despedimos de Yeonjun, enquanto entrávamos no carro de Beomgyu para irmos para a escola.

Quando chegamos na escola saímos do carro do mesmo e fomos para a nossa sala, alguns alunos olhavam para Beomgyu com olhares curiosos sobre o que ele fazia nas últimas semanas que o mesmo não veio para a aula.

Eu não os julgo, afinal faria o mesmo se estivesse na mesma situação que eles.

Quando chegamos em nossa sala, arrumamos nossas coisas em nossas cadeiras e nos sentamos começando a conversar sobre assuntos aleatórios até que um grito de uma certa pessoa nos assusta.

Eunha: PUTA QUE PARIU O CASAL TA DE VOLTAAAAAAAAAA!

A mesma gritou assustando nos dois, Beomgyu a encarou com uma expressão engraçada no rosto me fazendo rir.

Beomgyu: Ela tá possuída?

Yerin: Acho que não, esse é o normal dela.

Beomgyu: Acho melhor eu ligar para um exorcista.

O mesmo falou pegando seu celula do bolso, porém eu o pego de sua mão o fazendo me encarar confuso.

S/n: Um exorcista não pode cuidar da loucura dela, só comida pode.

Beomgyu: Ahhh, entendi.

Yerin:É bom ver vocês juntos de novo, a s/n estava tão tristinha nessa última semana que você não veio. - Beomgyu que até então me encarava, virou seu rosto e olhou para Yerin curioso -

Eunha: verdade, até comendo batata frita ela ficava com um olhar de cachorro abandonado no rosto.

Faço sinal com as mãos para as meninas calarem a boca enquanto Beomgyu sorria com o que elas falavam.

Yerin: Não esquecendo do fato de que ela olhava para a porta da lanchonete com um olhar esperançoso achando que o Beomgyu ia passar pela porta.

S/n: Cala a merda da boca. - resmungo para a Yerin é Eunha que riam do meu nervosismo-

Beomgyu: poderia ter me mandando mensagem dizendo que estava com saudades, querida. - o mesmo falou virando seu rosto para me encarar -

S/n: Não seja convencido. - digo olhando nos olhos do menino que sorria para mim, suspiro abaixando a cabeça por estar meio envergonhada enquanto escutava os risos das meninas em nossa frente-

Beomgyu: Eu vou comprar alguma coisa para nós dois comermos ok? - apenas concordei com minha cabeça ainda abaixada, o que não durou muito, pois Beomgyu segurou meu rosto com suas mãos e o levantou me fazendo o encarar, e me surpreendeu depositando um selinho nos meus lábios-

Em seguida o mesmo saiu da sala enquanto eu tomava coragem para olhar para as meninas, que estavam caladas, viro o rosto para ver como as mesmas estavam, chocadas, com os olhos arregalados e com a boca meio aberta.

S/n: Tenho novidades... - falo dando um sorriso nervoso em seguida-


Continua....


Notas Finais


Foi isso por hoje.
Finalmente teve um beijo do casal!
Espero que tenham gostado desse capítulo.
Vejo vocês no próximo.
Byee ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...