1. Spirit Fanfics >
  2. I'll take care of you. >
  3. Capítulo trinta e três.

História I'll take care of you. - Capítulo 34


Escrita por:


Capítulo 34 - Capítulo trinta e três.


Fanfic / Fanfiction I'll take care of you. - Capítulo 34 - Capítulo trinta e três.

- EMMMAAAA - ela apenas riu de mim,mas não parou o que estava fazendo - Por favor...

- Por favor? - ela esticou a sua mão livre e agarrou meus cabelos, os puxando com força - O que eu te disse? - eu não conseguia responder com ela mexendo os dedos dentro de mim - Regina, eu não gosto de repetir o que eu falo, então me responda, o que eu te disse?

- Para não te provocar- o final da frase saiu em um gemido  arrastado - Emma, eu...

- E o que você fez? - ela me interrompeu e puxou ainda mais meus cabelos. Sua voz era baixa, mas ainda mais perigosa.

O que fazia que cada vez que ela falava, principalmente assim no meu ouvido, parecia que atingia diretamente minha buceta.

- Eu te provoquei - eu choraminguei.

- Então, o que vai acontecer agora? - sua boca estava na minha nuca, mordendo levemente.

- Eu vou ser punida... Aaaahhhhhh -os dedos dela atingiram aquele ponto de novo. Eu queria tanto gozar, eu precisava.

Mas Emma não deixava, ela sabia como controlar meu corpo e usava isso como queria.

- Isso mesmo, baby - eu podia sentir o seu sorriso maldoso contra a minha pele.

Ela chupou a pele do meu pescoço, depois sua boca foi descendo pelas minhas costas, sua lingua deslizando sobre a minha pele,bem encima da minha espinha dorsal. Aquilo chegava a doer de tão sensível que meu corpo estava.

Ela tirou os dedos de dentro de mim, o que me fez choraningar. Emma me segurou pelo quadril,o puxando para cima e me obrigando a ficar de joelhos, totalmente empinada para ela.

Minha alfa beijou cada uma das covinhas que tenho no final da minha coluna, suas mãos foram para a cada um dos lados da minha bunda ela apertou forte e possessivo, mordendo cada lado logo depois.

Ela deslizou sua língua pela minha segunda entrada até minha buceta encharcada e eu estava engasgando de tanto segurar os gemidos.

- Regina - disse séria - Eu quero te ouvir gemer alto e gritar o meu nome, entendeu? - eu não conseguia responder, eu mal conseguia respirar, então ela me deu um tapa - Quando eu faço uma pergunta, você me responde! É a última vez que eu repito algo, você entendeu o que eu acabei de dizer?

-Si... Sim - eu gaguejei quando ela passou o dedo na minha entrada.

- Boa menina  - ela murmurou e voltou sua boca para onde estava e eu gemi alto.

Emma realmente não foi delicada, ela começou sugando meu clitóris com força, depois me penetrava com a sua lingua e eu vi estrelas.

Eu não podia me tocar, ela tinha proibido, e eu não tinha onde me esfregar para causar fricção. Tudo o que eu podia fazer era gemer e choramingar de desespero.

A maldita sabia quando eu estava perto de gozar, porque ela mudava o que estava fazendo, ia com língua mais lentamente e torturadamente, parava e mordiscava a pele da minha bunda, passava as mãos nas minhas costas e coxas, coisas do tipo. 

Para logo depois me atacar ferozmente.

- Emma... Por favor... Está doendo. . .- eu estava desesperada - Me deixa gozar...

- Tadinha da minha baby - ela zombou, mas se posicionou bem atrás de mim, seu pau roçando na minha bunda - Mas é isso que você ganha por ser uma baby má - deslizou a cabecinha do seu pau entre as dobras de minha buceta, dando tapas curtos contra o meu clitóris, causando espasmos que eu não conseguia conter me fazendo ofegar e buscar por mais contato.

- Por favor... Daddy... - nisso ela congelou.

- Do que você me chamou? - ela perguntou séria, sem fazer movimento nenhum.

- Daddy - eu estava praticamente chorando - Por favor, daddy, me fode!

- Porra! - ela entrou com força e eu ofeguei, Emma começou a se mexer e eu gemia. Sorri para mim mesma, eu tinha achado o ponto fraco dela!

Emma ia com força, ela não tinha brincado sobre "não ser gentil", mas ela mudava o ritmo das estocadas para me torturar ainda mais.

- Mais...Daddy, mais...

- Merda! - ela gritou indo mais forte e com força, eu gemia muito alto. Emma me segurou pela garganta e me puxou para trás, me fazendo ficar de joelhos, minhas costas em seus seios é seu membro inteiro dentro de mim - Demônio, você está fazendo de propósito! 

- Claro que não, daddy - eu respondi cinicamente e ela me deu um tapa em minha bunda apertando levemente minha garganta.

- Você não aprende - ela disse beijando meu pescoço e fazendo movimentos curtos com seu quadril, mas estávamos tão grudadas que mesmo esses movimentos, eram intensos - Mas eu vou adorar te ensinar.

Ela me soltou e eu cai com minhas mãos no colchão,ficando de quatro para ela  e buscando fôlego. 

Emma me segurou pelo quadril com força e entrava em mim muito rápido. Eu não sabia mais se estava gemendo ou gritando, talvez os dois.

Emma gemia e rosnava ao mesmo tempo. O barulho molhado dos nossos corpos se batendo ecoavam no quarto.

- Daddy... Eu vou...aaaahhhhh...- eu não conseguia terminar uma frase coerente sem gemer.

- Goze baby, agora!

E meu corpo o obedeceu.

Eu gozei até perder as minhas forças e Emma ter que me segurar, mas ela gozou logo depois. Nos caímos sobre a cama, totalmente suadas, ofegantes e unidas pelo nó dela, mas ela tomou cuidado para não me esmagar com seu peso.

- Ginq - ela afagou o meu cabelo depois de alguns minutos - Você está bem?

- Eu não estou consciente no momento, pergunte depois - resmunguei sentindo o cansaço me tomar. Emma riu alto - Bom dia, aliás.

- Bom dia - ela beijou meu rosto assim que o nó se desfez - Vamos tomar banho.

- Não, não tenho forças para isso - resmunguei de novo - Eu acho que não consigo ficar de pé.

- Vem aqui minha baby preguiçosa - ela me provocou, me pegando no colo e me levando para o banheiro.

- Tudo bem, Daddy...

- Regina - ela falou em tom de aviso - Não comece.

- Eu não fiz nada - sorri inocentemente.

- Obrigado por virem - eu respondi pela décima vez e eu nem tinha ideia de quem era.

Depois do banho, Emma e eu aproveitamos o resto da manhã e saímos para almoçar. Foi legal ter um tempo só nosso, apenas conversando e rindo.

Tudo bem que era meio impossível passar despercebido se você está acompanhada de Emma Swan, sempre tinha alguém olhando de canto ou pessoas que nem eram tão discretas, mas não nos importamos.

- Eu prometo Regina, eu vou descobrir quem foi o responsável pelo o que aconteceu ontem a noite e vou desmembrar a pessoa - ela falava tão docemente, que nem parecia que estava falando de assassinato.

- Eu sei que você vai - respondi a beijando - Só espero que com tudo isso, você tenha entendido que eu não tenho medo de você! Eu me sinto segura quando estamos juntas, saber que você iria atrás de mim foi o que me acalmou - ela sorriu abertamente, mostrando as covinhas.

- É bom que você se sinta segura comigo, porque eu não vou te largar mais! - ela falou e eu ri - Sério, você foi no banheiro e quase te sequestraram, nem fodendo que te deixo sozinha de novo!

- Nem para ir no banheiro? - eu provoquei.

- Muito menos isso - ela bufou.

Acontece que ela levou bem a sério, tanto que quando eu fui no banheiro, Emma ficou esperando do lado de fora do banheiro das ômegas.

Eu tive certeza que ela não saiu nenhum momento dali porque, quando eu estava lavando as mãos, duas ômegas entraram no banheiro se abanando.

- Por Zeus, ela é muito quente! - uma delas falou.

- Essa é a alfa mais gostosa que eu já vi.

Eu apenas sorri, porque era a minha alfa gostosa.

- Vamos buscar a Liv? - ela me perguntou quando eu sai do banheiro, alheia ao que tinha acontecido.

Nós fomos até a casa da Lou, as meninas estavam brincando com as outras crianças, foi dificil convencer a Liv a ir embora, no final tivemos que levar as três para casa. Aproveitei e levei Lena para que ela conhecesse minha casa.

Minha irmã ficou espantada com o tamanho da casa e ficou admirada com a piscina.

- Nós ainda não usamos, está muito frio. Só a partir de março o tempo começa a melhorar - eu expliquei.

- Lembra quando éramos crianças e sonhávamos em ter uma piscina que coubesse a família inteira? - ela perguntou sorrindo.

- Logo nossa família estará toda reunida, vamos dar um jeito nisso - eu disse beijando a sua testa.

Depois disso tivemos que arrumar as crianças, Lena sempre gostou muito de cabelo e maquiagem então ela me ajudou muito nisso. Rapidamente tínhamos três princesas prontas para a festa.

A festa estava marcada as 16hs, por isso chegamos as 15h30s, o salão já estava inteiro arrumado e decorado com o tema das princesas. Havia uma fonte de chocolate na mesa de doces que fez os olhos das meninas brilharem.

- Mama,está tudo lindo! - Liv disse pulando no meu colo, ela estava emocionada.

- Você merece meu amor, você merece muito mais - eu beijei seu rosto.

- Parece um sonho - ela sorriu - Tem princesas e chocolate e brinquedos e comida e vai ter bolo e tem mais chocolate!

- Calma, respira - eu ri da sua afobação - Agora você tem que ir aproveitar a sua festa.

- Eu posso comer um pouco de chocolate? - ela perguntou apontando para a fonte, Robin e Ali pularam animadas concordando.

- Acho que sim, vamos ver se já tem algum espetinho pronto para você mergulhar no chocolate.

- Na verdade, nós ainda não... - a responsável pelo buffet começou a falar, mas Emma se aproximou na hora e foi necessário só um olhar dela para a beta mudar a expressão no rosto - Claro que podem, vamos buscar algo agora!

- Não assuste o pessoal que está trabalhando na festa da sua filhote - eu zombei e ela bufou. 

- É só não fazerem nada para me irritar - ela resmungou beijando minha marca, o que causou arrepios em mim.

- Esse lugar enorme - Lena disse voltando para perto de nós - A decoração é tão linda!

- É mesmo - Lydia concordou vindo da cozinha e me dando um susto - E aí, como estão depois de ontem?

- Bem, apesar de tudo. Lydia, desde que horas você está aí?

- Cheguei faz uma meia hora - ela disse mordendo um dos lanchinhos que deveriam ser servidos na festa - Allison e Malia estão na cozinha, a Ariana e a Demi na parte externa. Selena, Miley e Josh estão verificando os brinquedos e essas coisas. Ah, Waverly e o Sandy estão na administração vendo o sistema de segurança. Arizona,Callie, Valentina e Juliana ainda não chegaram, mas é porque elas estão resolvendo as últimas coisas no galpão antes de virem para cá - ela finalizou dando de ombros. 

Eu me virei para Emma e ela apenas sorriu de canto,também dando de ombros. Lydia riu e então se virou para Lena.

- Oi, nós não fomos apresentadas. Eu sei que você é a Helena, irmã da Regina, eu sou a Lydia, ômega da Allison e Malia e melhor amiga da Regis.

- Ah, oi - minha irmã respondeu - Pode me chamar de Lena.

- Regis, sua irmã. ..OH MEU ZEUS! PUTA MERDA!

- Lydia, isso é uma festa infantil - eu a reprovei.

- Foda-se, olha essa marca! - ela quase gritou, puxando a gola da minha blusa para ver melhor.

- Baby, o que houve? - Malia e Allison vieram preocupadas.

Ótimo, era tudo o que eu precisava!




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...