História I'll Wait For You (Klaroline) - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias The Originals, The Vampire Diaries
Personagens Camille O'Connell, Caroline Forbes, Davina Claire, Elijah Mikaelson, Esther Mikaelson, Finn Mikaelson, Freya Mikaelson, Hayley Marshall, Hope Mikaelson, Joshua "Josh" Rosza, Klaus Mikaelson, Kol Mikaelson, Malachai "Kai" Parker, Marcellus "Marcel" Gerard, Mikael Mikaelson, Rebekah Mikaelson, Stefan Salvatore, Tyler Lockwood
Tags Caroline, Klamile, Klaroline, Klaus, Separação, The Originals, The Vampire Diaries, Triângulo Amoroso
Visualizações 114
Palavras 1.196
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Adolescente, Hentai, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


[CONTEÚDO +18]

Um dos melhores que já escrevi. Boa leitura.
🔥🔥🔥🔥

Capítulo 4 - 4. Prazer


- Eu quero você. - eu disse, com uma voz rouca.

Saí do seu colo e me livrei de sua calça e de sua cueca, revelando seu membro duro como pedra.


Era a segunda vez em anos que eu tinha um contato tão íntimo com Klaus, mas eu nunca deixei de ficar impressionada com sua virilidade. Ele era tão grande.

Envolvi seu membro com as duas mãos e comecei a masturba-lo, lentamente.


- C-caroline... - ele tentava me dizer. - Não me torture...

- Quem disse que eu tô te torturando? - eu disse antes de por seu p*nis em minha boca.


Comecei lambendo a glande, e descendo até seus testículos, enquanto minha mão fazia o resto do trabalho. Logo o pus, de fato, na minha boca, e enquanto o fazia, tentava abrir espaço na minha garganta para engoli-lo por inteiro.


Ao mesmo tempo em que eu o masturbava, eu olhava para ele, que tentava manter os olhos abertos e conter seus gemidos.


- Amor, n-não me olha assim. - ele tentava olhar para mim.


Klaus me xingava de vários nomes que só me deixavam cada vez mais excitada, e empurrava minha cabeça em direção ao seu membro.


Então comecei a ir mais rápido, fazendo movimentos de vai e vem tão rápido que eu observava as presas de Klaus saírem, o que significa que ele estava tão "nas nuvens" que não conseguia controlar seu lado vampiro.


- Caroline! Eu vou go... - ele anunciava seu orgasmo, e então eu parei.


- Ainda não. - olhei para ele com os olhos carregados de luxúria.



Num movimento rápido, Klaus me prensou na parede e rasgou a minha calcinha. Ele disse:

- Isso é por me torturar, amor.

Ele me penetrou, me fazer gritar de tanto prazer. Klaus mal tinha começado e já metia tão fundo em mim. Sem piedade alguma. Mas eu gostava daquilo. Enquanto me f*dia, ele chupava meu pescoço e dizia coisas tão obscenas que me deixavam louca de tesão.

- Você gosta quando eu te fodo, amor? - ele dizia num tom pouco audível.

Eu tentava respondê-lo e só acabava dizendo coisas sem nexo, minha mente só estava concentrada em seu membro dentro de mim.


Após separar-se de mim, Klaus me levou até o sofá. Abri as pernas para ele, e quando mal tinha concluído meus pensamentos, já estava sendo preenchida por ele de novo.


Ele metia com tanta brutalidade que eu chegava a sentir dor, mas eu gostava disso. Tudo o que importava naquele momento eram seus olhos claros me encarando enquanto ele estocava cada vez mais fundo.


Enquanto Klaus me penetrava, eu podia sentir o orgasmo chegando. Foi tão rápido que não consegui avisá-lo.


- Goza pra mim, Caroline. - ele percebeu que eu estava tendo um orgasmo e aumentou ainda mais as estocadas, até que finalmente cheguei ao meu ápice e logo em seguida, ele também.


Nós dois deitamos sobre o carpete do chão.


Ver Klaus daquela maneira, despido e pronto para mim, me enlouquecia. Estava tão insaciável naquele momento.

Olhei para ele.


- Sonhei com esse momento há tanto tempo. - ele me disse, olhando nos meus olhos.


- Já que sonhou, - inclinei a cabeça para ele. - suponho que esteja pronto para repetir a dose.



Klaus olhou para mim com seu costumeiro sorrido malicioso, e nos selou. Enquanto nossas línguas dançavam sincronizadamente, senti sua mão tocando nos meus seios e logo os apertando levemente.


- Não entendo como você pode ser tão linda. - ele dizia, entre os beijos. - Você me deixa louco, Caroline.


Ele desceu sua mão pela minha barriga até chegar na minha intimidade, me fazendo arrepiar.

- Klaus. Por favor. - eu dizia, implorando para que ele continuasse.

- Você quer que eu te toque?


Ele abaixou um pouco mais sua mão, e passou a acariciar meus lábios grandes.


- Porra! - eu estava tão excitada que mal conseguia me concentrar. - Sim, Klaus! Faz isso a-agora!


Klaus abriu minhas pernas e se posicionou entre elas. Ele acariciou, de uma forma tão lenta que chegavava a ser torturante, meu clítoris. Logo, introduziu dois dedos em minha vagina, e em seguida eu já estava gemendo seu nome tão loucamente que mal tinha consciência de que estava o fazendo.



- Você está tão molhadinha. - ele dizia, movimentando seus dedos e em seguida me penetrando com a língua. - De novo, está pronta pra mim.



Ele foi aumentando a velocidade de seus dedos enquanto me chupava, até eu sentir que estava prestes a gozar novamente.


- Eu vou...


- Agora não, amor. - ele parou seus movimentos, e, bruscamente, me pôs de quatro para ele.


Klaus deitou-se embaixo de mim. O que ele iria fazer?



- Eu vou continuar te chupando, amor. - ele fez uma pausa. - Mas você vai ter que me chupar também.


Oh. Ele estava propondo um 69. Eu nunca tinha feito isso.


- E-eu nunca fiz algo assim.


- Tudo bem, amor. Tudo o que você precisa fazer é me chupar. Não se preocupe.


Assenti e pus novamente seu membro na minha boca, dessa vez pondo-o todo, chegando a sentir meus olhos lacrimejarem.


Estava tão concentrada em dar prazer a Klaus que me assustei quando sua língua voltou a me chupar, dessa vez chegando até o meu ânus. Ele me penetrava contra os dedos enquanto lambia meu c*, e eu empinava a bunda cada vez mais para que nosso contato aumentasse.


Seguimos nesse ritmo até sentir que ia gozar novamente, e Klaus, tendo consciência disso, saiu de debaixo de mim.

- Permaneça nessa posição. - ele ordenou.


Ele passou a glande de seu membro na minha vagina, e passou a me penetrar.


Klaus estocava tão forte e tão rápido que nós dois acabávamos indo bruscamente para frente e para trás. Estava o engolindo todo, podia sentir minhas nádegas batendo contra sua coxa.

Ambos diziam coisas sem nexo, ou pelo menos tentavam dizer.


- Quero que você goze pra mim de novo, amor. Goza. - eu ouvia ele dizer.

Comecei a gritar de prazer de tão fundo ele que ia em mim, sem me importar com o fato de que outros poderiam ouvir.

Ele aumentou o ritmo das estocadas até que nós dois acabamos atingindo o ápice.

- Isso foi... - Klaus começou.

- A melhor transa que já tive. - eu falei.

Ficamos ali por algum tempo até que decidimos ir ao quarto de Klaus. Ainda transamos várias vezes naquela noite até que finalmente caímos no sono.

{...}


Acordei desnorteada. Estava com uma enxaqueca enorme e mal conseguia me lembrar do que havia acontecido, e estranhamente me sentia dolorida.


Eram quatro da manhã. Fechei os olhos novamente, a fim de recuperar minha visão. Olhei em volta e demorei a entender o que estava acontecendo.

Ohei para o lado e vi Klaus dormindo. Comecei a entrar em pânico.

Levantei o lençol e vi que estava sem roupas. E Klaus também.

"Não pode ser. Isso não está acontecendo" pensei. Entrei em desespero, e catei minhas roupas que estavam espalhadas pelo local e saí do quarto correndo.

"Como eu fui parar na cama do Klaus?" Estou casada com... Stefan!


Meu deus, o que eu fiz?





Notas Finais


Xiii... a coisa ficou feia.
Mas e ai, gostaram do capítulo?

Aliás, assistiram o último episódio de The Originals? Eu ainda não superei, chorei o episódio inteiro! 😭 Pelo menos, de certa forma, Klaroline foi endgame!

Até a próxima (:


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...