História Illegitimate - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Hailee Steinfeld
Tags Drama, Hailee, Romance, Shailee, Shawn
Visualizações 2
Palavras 263
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - The beginning of everything


Todo mundo sabia que Hailee Steinfeld era bastarda.

  Todos os empregados tinham consciência disso mas eles a amavam mesmo assim. Tinham começado amá- la desde que ela chegara, com 3 anos enrolada em uma trouxinha, deixada nos degraus da entrada da casa numa noite chuvosa de julho. E, como a amavam, fingiam que ela era exatamente o que o sexto maior empresário de Los Angeles dizia que ela era - a filha órfã de um velho amigo. Não importava que os olhos e os cabelos de Hailee fossem muitos parecidos com os do empresário, ninguém queria magoar a jovem, ou arriscar o emprego fazendo esse tipo de observação.

  O empresário, um certo Richard Killer, nunca falava sobre Hailee ou suas origens, mas devia saber que era sua filha. Ninguém tinha conhecimento do que estava escrito na carta que a governanta descobrira no bolso da menina quando ela fora deixada naquela noite chuvosa. Sr.Killer queimara a carta alguns segundos depois de ler. Ficou observando o papel desaparecer nas chamas e então ordenou que preparassem um quarto para a criança. Foi onde ela permaneceu desde então.

  Sete anos depois...


   Hailee era alvo de amor e carinho pelo os empregados, era bem alimentada, vestida e educada. E o Sr. Killer? Bom os dois se viam algumas vezes por ano, sempre que ele chegava de viagem, o que não acontecia com muita frequência.


  Sem dúvidas ela tinha uma vida, digamos que invejada, tinha muitos amigos na escola na qual estudava, fazendo com que a ausencia de afeição paternal não fizesse tanta falta assim.

  Simplesmente, ela estava feliz.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...