História Ilusões da Mente - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Esquizofrenia, Historia Original, Ilusões Da Mente, Vozes
Visualizações 12
Palavras 1.033
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Heterossexualidade, Mutilação, Suicídio, Tortura
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olaaaa!!!
Me perdoem por não ter postado na terça, é que eu estou de férias e acabei por esquecer. Mas juro que isso não acontecerá novamente, juro de dedinho :3
Espero que gostem do capítulo 2

Capítulo 2 - A carta



Olá meu tão amado Franklin, desculpe-me por ter que ser assim, mas você sabe tanto quanto eu que não aguento mais viver dizendo que estou bem quando não estou.

Porque a vida é tão dolorosa? Porque acordar num dia e chamá-lo de péssimo? Quem inventou a tristeza?

Quem caracterizou a vontade que te afoga em lágrimas, que, na madrugada te faz pensar que você não merece o que tem?

Qual é o significado de viver, se não seguir uma vida estipulada antes mesmo de seu nascimento, tentar arrancar felicidade de onde não há, e ao falhar, ser julgada pelo seu mundo todo.

Eu sinto-me sufocada pelas pessoas e sentimentos.

Mas deixemos um pouco o sofrimento de lado, pois quero através desta carta falar o quanto te amo e sua real importância em minha vida.

Em minha vida ninguém nunca parou para me dar um simples elogio ou algum ato de bondade, ninguém até você, Franklin Ross, chegar e mudar tudo para melhor. Gosto de seu jeito doce de ser, de cuidar dos outros como se fosse sua própria vida, seu carinho… Tudo em ti me chamou atenção…

Obrigada por me entender quando ninguém mais entendia. Obrigada por me escutar quando ninguém mais escutava. Obrigada por se importar comigo quando ninguém mais se importava. Enfim, obrigada por me abraçar quando o mundo inteiro virou as costas pra mim. Eu realmente não sei o que seria da minha vida sem você. És meu diário, conselheiro, amigo, amor, alma gêmea… você é a melhor pessoa que eu poderia conhecer! Eu gosto de dividir minha vida com você! Gosto de saber que posso contar contigo pra qualquer coisa, principalmente nas minhas loucuras (e olha que não são poucas hahaha… como é bom rir novamente, só você me faz rir/sorrir verdadeiramente, sabia?).

De uma coisa eu sempre tive certeza, sempre pude contar com ti, sempre que precisei, qualquer coisa, qualquer hora, qualquer assunto, qualquer situação... não importa o que fosse, você estava lá ao meu lado pra me defender. Sempre fez qualquer coisa pra me ver feliz e nunca duvide que eu te amo! Você é tão especial pra mim.

É inexplicável nosso amor, foi algo que aconteceu assim, sem explicações ou sentido, eu não sei o que seria da minha vida sem você, és o único que me escuta sem criticar e nunca, jamais me colocou pra baixo, pelo contrário, sempre me apoiou.

Jamais irei esquecer de tudo que fez por mim. Você pode até estar se perguntando: “o que eu fiz por ela?”, Mas acredite, você já fez MUITO por mim. Muito mesmo…

Por isso meu amor, eu acredito que por mais que eu esteja partindo, sempre estaremos juntos e sim, é uma promessa!

Ao seu lado eu aprendi a sorrir. E agora aprendi que não precisamos tirar do coração aquela pessoa que amamos para dizer “adeus”, promete que não vai esquecer de todas as memórias nas quais criamos juntos?

Você já deve ter uma noção de tudo que irei escrever, não é? Eu só não queria partir sem me despedir de ti Franklin...só não queria que visse as lágrimas que não pude segurar.

Nunca achei que eu fosse entrar naquela de  amar e ser amada; não porque que não quisesse, mas porque eu não acreditava que existisse alguém capaz de me fazer transbordar de amor, isso soa bem clichê, não acha? Tem razão, eu sou bastante brega as vezes.

Isso pode até estar soando brega e clichê, mas o modo de que nos conhecemos foi brega e clichê! Antes não achava nem que era possível duas pessoas se conhecerem assim, acreditava que aquilo era coisa de filmes e livros de romances chatos. Mas cá estamos nós dois juntos provando o contrário.

E como um truque de mágica você apareceu, riu para mim (e de mim) e isso me fez pensar : “nossa! Esse sim é um bom som de as ouvir”, era até melhor do que a música que estava ouvindo através de meus fones.

E quem diria que um simples desastre meu iria trazer alguém como você? Quem diria que iria trazer uma pessoa no qual se tornou tão importante pra mim? Por mais que eu nunca veja você novamente, quero que fique com uma certeza em sua mente: você é, e sempre será um amor que levarei por toda a eternidade.

Aquele amor que jamais quero perder, você vale muito mais do que ouro, Franklin. É assim que você é para mim, como uma pérola que mergulhei para encontrar, um tesouro que para sempre vou guardar. Pode ter certeza que mesmo longe, eu vou estar com você em todos os momentos da sua vida, sejam eles bons ou ruins, estou com você e não abro jamais.

Sei que a despedida é difícil, mas não posso ficar escrevendo essa carta pra sempre. Adeus meu amor, até uma próxima vida.

Ah! E não se esqueça de ser feliz… por favor, não fique preso a mim, não se prenda a seu passado.


[Carta Off]


[Franklin Ross POV. On]


Tinha acabado de chegar do trabalho, havia demorado um pouco por conta do trânsito que estava horrível hoje por causa da chuva forte.

—Stephany,cheguei—anunciava minha chegada em quando pendurava meu blazer—espero que esteja preparada para a surpresa que estou planejando pra ti.

Daqui a poucos dias seria nosso aniversário de casamento, estava planejando uma bela e romântica surpresa a minha tão amada esposa, estou confiante o suficiente para dizer que ela iria amar.

—Stephany?—desde que cheguei não havia escutado ela se pronunciar—Stephany?—falo em um tom mais alto—isso não tem graça Stephany, me responde!

Cansei de esperar parado por um pronunciamento da parte dela e decidi procurá-la pela casa, estava preocupado achando que havia acontecido alguma coisa, mas ao mesmo tempo tentava evitar esses pensamentos negativos.

“Ela pode estar dormindo”-pensava Franklin na tentativa de não pensar nada de mal.

Achei-a em nosso quarto e foi aí que sentir meu coração se apertar, encontrei Stephany inconsciente em nossa cama, pálida e gelada. Sua respiração estava tão fraca que nem pensei duas vezes, a peguei em meus braços para levá-la ao hospital!


[No hospital]


Estava na sala de espera, nervoso, torcendo para que ela fique bem e chorando, pois estava lendo sua carta a mim.

—Não faz isso comigo Stephany... não se vá.

Enquanto lia lembrava de nossas memórias, mais especificamente de quando a conheci e do dia em que a pedido em casamento...



Notas Finais


Bem...espero que tenham gostado e até terça.
Bye~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...