1. Spirit Fanfics >
  2. Im a little monster >
  3. O gato procuraria o leão

História Im a little monster - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Esse demorou mais do que eu esperava que ia demorar, desculpa kk

Dessa vez eu voltei o foco da narração um pouco mais para o Taehyung pq eu queria mostrar mais sobre ele (admito que foi difícil pq desde que comecei essa fanfic eu escrevia voltado na visão do Jimin). Eu fiquei tentando deixar o capítulo o mais fluido possível, por isso eu acho que ajustei e revisei umas 3 vezes, por isso demorou um pouquinho mais.

Minha nossa, o textão ksksks desculpaa


Boa leitura, desculpe qualquer erro de escrita que talvez a autora lerda tenha deixado escapar.

Capítulo 3 - O gato procuraria o leão


Fanfic / Fanfiction Im a little monster - Capítulo 3 - O gato procuraria o leão

Kim Taehyung estava lentamente entendendo como tudo funcionava fora de uma jaula.

 

Fazia apenas 6 dias que saiu de uma jaula e seu mundo se expandiu de uma maneira que nem esperava que seria possível. Isso era assustador. 

 

Não completamente assustador, mesmo com pouco tempo fora de uma gaiola se acostumou facilmente com uma cama macia e cobertas quentinhas. Era bastante aconchegante e ele agradecia bastante Jimin por permitir que ele ficasse na casa dele.

 

Lentamente começou a se ajustar em uma nova rotina — por começar com ir dormir mais cedo. Teve também que se acostumar com os barulhos estranhos fora da casa que estava e o mais difícil foi tentar se acostumar a ficar sozinho quando Jimin tinha que ir para a faculdade.

 

Principalmente tinha que ficar de olho naquele liquidificador. Aquilo não parecia nada seguro, pelo menos para Kim Taehyung o liquidificador não era nem um pouco confiável. Infelizmente Jimin não acreditava na sua tese de que o liquidificador queria roubar o território do Jimin.

 

— Taehyung-ah, o liquidificador não vai roubar meu território — Jimin explica enquanto apontava para o aparelho — ele não é nem um ser vivo.

 

— Ele come 

 

— Ele não come 

 

Aparentemente o híbrido de gato não parecia estar o levando a sério, principalmente por estar segurando o riso a todo momento. Contudo Taehyung não desistiria de um dia provar que o liquidificador não era tão bonzinho quanto Jimin pensava. 

 

A primeira vez que Jimin teve que sair foi quase uma tortura, estava sozinho dentro daquela casa que dava para ouvir sons desconhecidos por si do lado de fora e ficava a todo momento atento no tal liquidificador. Odiava a sensação, não havia nascido para permanecer sozinho, ele era um híbrido de leão! Não podia ficar sozinho.

 

Ele esperou Jimin sentado no sofá, com as orelhas atentas. Antes de sair Jimin havia o ensinado a usar a televisão para que ele não se sentisse tão sozinho quando saísse. Ele havia se encantado pela “caixa mágica” nos primeiros 30 minutos, mas depois enjoou, e ficou ali, esperando o híbrido de gato chegar.

 

Antigamente, ele tinha espaço para se exercitar, podia correr dependendo da jaula em que o colocavam, mas agora ele se sentia aprisionado de certa maneira. Ele queria ter a chance de sair de casa para fazer alguma atividade física só que agora tinha que esperar até amanhã para que uma especialista dizer se ele é capaz de ser “inserido na sociedade” e isso não o impedia de estar ansioso.

 

 

No momento, Taehyung estava deitado no sofá com uma coberta — agora um pouco mais acostumado e apegado à televisão — com orelhas atentas observando o híbrido de gato andando de um lado para o outro para ir para a tal faculdade e aparentemente ele estava atrasado.

 

— o bolo que você gosta tá encima da geladeira — Jimin fala pegando as chaves — eu volto logo, não apronte

 

Taehyung apenas concordou com a cabeça lentamente enquanto Jimin saia apressado pela porta.

 

Ficou assistindo o programa de culinária por um tempo analisando todas as comidas que faziam até que finalmente enjoasse, depois decidiu ficar na forma de um leão para ficar andando pela casa como uma maneira de gastar toda sua energia acumulada enquanto rugia para marcar seu território — claramente aproveitando que Jimin não iria reclamar.

 

Então ele decidiu ir para o quarto de Jimin — que também se tornou dele com o passar da semana — já na forma humana novamente,  pegando uma calça de moletom no meio do caminho e colocando para que pudesse observar a vizinhança pela janela. 

 

Observava as crianças correndo falando algo sobre alguma piscina, tanto humanas quanto outros híbridos, senhoras passeando com seus cachorrinhos pequenos, casais andando na rua do condomínio de mãos dadas. 

 

— deve ser legal ter um cachorro — refletiu sozinho. 

 

Mas será que Jimin teria medo de cachorros?

 

Qualquer coisa ele poderia defender Jimin, então talvez não fosse tão difícil convence-lo. 

 

Mas antes de pedir um cachorro ele deveria primeiro saber se poderia continuar vivendo ali.

 

Ficou perdido nos seus pensamentos até o momento em que ouviu um barulho de chave na porta da casa acompanhado do cheiro do dono da casa. Suas orelhas se mexem atentas e sorriu aliviado por finalmente não estar mais sozinho.

 

— Cheguei  — o híbrido de gato se pronuncia enquanto abria a porta, mesmo sabendo que Taehyung havia percebido seu cheiro por perto. 

 

Ele tira seus sapatos e joga a mochila delicadamente no canto da parede, as orelhas caídas com o cansaço e a cauda movendo agitada, olhando envolta buscando por Taehyung. 

 

— demorou — Taehyung resmunga saindo do quarto do híbrido.

 

— desculpa, eu sei que você não gosta de ficar sozinho.

 

O híbrido de gato se aproxima e faz um carinho na cabeça de Taehyung, recebendo um abraço do mais alto em seguida.

 

— por que você é tão grudento? — Jimin pergunta rindo enquanto retribui o abraço do outro. 

 

Com certeza Jimin não era a pessoa mais carinhosa do mundo — e ele havia percebido isso antes — mas não conseguia evitar abraça-lo, afinal havia o esperado durante algumas horas mesmo odiando estar sozinho, tinha que receber algum tipo de recompensa. Além disso, Jimin parecia tão cansado para toda vez que chegava em casa que talvez se sentisse melhor depois de ganhar um abraço.

 

— Amanhã vai vim uma pessoa aqui para ver como você está indo com tudo isso, então nós vamos nos preparar para todas as possibilidades Taehyung-ah 

 

O híbrido de gato se afasta e se senta no sofá, dando batidinhas no lado para chamar o outro. Jimin pega o celular do bolso e coloca no bloco de notas. 

 

— Eu pesquisei um pouco... — Jimin diz enquanto procurava no bloco de notas uma lista em específico — eu fiquei até mais tarde separando essa lista depois de pesquisar um pouco. Eu pesquisei um pouco sobre essas visitas e procurei por outras pessoas que estão ajudando híbridos na mesma situação — sua cauda mexia de um lado para o outro de forma hipnotizante fazendo Taehyung se distrair acompanhando ela com o olhar — Temos que estar preparados para qualquer tipo de pergunta que possa vir, então nós vamos treinar um pouco. Ok? 

 

— hm? — pergunta confuso, voltando sua atenção para Jimin. 

 

— você prestou atenção, Taehyung-ah? —  resmunga.

 

Notando que o outro ficou um pouco triste, Taehyung apenas concordou com a cabeça lentamente esperando que Jimin sorrisse e voltasse a falar com a mesma energia de antes sobre todas essas pesquisas confusas com tantos nomes e situações diferentes.

 

— ótimo — Jimin sorrir — primeiro de tudo eu preciso que você fale com a pessoa que vim aqui.

 

— não. — disse simplesmente. 

 

O híbrido de gato suspira cansado. Falar era algo que Taehyung não fazia muito, ele gostava mais de se expressar com gestos ou linguagem corporal e Jimin conseguia entender ele, então não era realmente uma necessidade. 

 

Quando estava no zoológico ele nunca falava muito, apenas com os veterinários de lá, então não se sentia muito confortável com a fala. Além disso, sentia-se envergonhado com seu sotaque de outra região e sempre teve um pouco de medo de falar algo errado. Por esses motivos preferia usar a linguagem corporal ou no máximo ser o mais monossilábico possível.

 

— ok... — Jimin ler a outra linha da lista — orelhas, preciso que não fique com as orelhas atentas, consegue fazer isso? 

 

Possivelmente não. 

 

Mas mesmo assim Taehyung concorda lentamente com a cabeça.

 

— você também não pode rosnar.

 

— eu não rosno — responde um pouco ofendido, fazendo Jimin rir.

 

— foi apenas pra garantia, Taehyung-ah 

 

Taehyung observa Jimin olhando para a lista no bloco de notas e deixa sua mente se voltar às crianças que falavam de uma tal piscina que tinha no condomínio. 

 

Ir para uma piscina seria ótimo para ajudar dispersar toda essa energia acumulada. Realmente não estava mais aguentando ficar preso dentro de casa.

 

— Taehyung-ah! — Jimin chama chamando a atenção do outro — você me ouviu? 

 

— a gente pode ir pra piscina ?

 

— agora? mas já é tarde... Também tá fazendo muito frio pra ficar na piscina essa hora.

 

— Não tem ninguém lá agora.

 

Ele não poderia ir de dia porque teria muita gente, então com certeza durante a noite seria melhor se não fosse outono. Dificilmente ele ficaria doente, era só ficar na forma de um leão.

 

Talvez fosse meio assustador para as pessoas do condomínio saber que tem um leão adulto na piscina. Mas com certeza ninguém descobriria se ele saísse e ninguém contasse.

 

Jimin iria negar, mas depois de ver o olhos de Taehyung o encarando com esperança enquanto mantinha o corpo inclinado na sua direção, não resistiu.

 

— você sabe nadar, né? — Jimin pergunta se levantando do sofá.

 

Taehyung concorda rapidamente com a cabeça.

 

E não demorou muito para que eles tivessem na área da piscina. A piscina era grande, de um lado raso e do outro fundo, com uma escada em cada lado. A área ao redor da piscina tinha cadeiras de praia azuis com mesas de madeira do lado e guarda sol. No canto, havia um banheiro masculino e outro feminino e em paralelo estava o chuveirão em outra ponta da área.

 

A área era cercada por barras de metal com uma porta trancada por um cadeado, com uma placa vermelha escrita “a área da piscina funciona das 9:00 da manhã até as 19:00 da noite, não entre se não estiver autorizado”. 

 

— não podemos entrar ? — Taehyung pergunta enquanto olhava o cadeado.

 

— podemos.

 

Jimin pega uma chave do bolso e destranca o portão. Animado,  um leão passa por ele e vai em direção da piscina, pulando nela e molhando tudo ao redor.

 

— Eu não sabia que você gostava tanto assim de água — Jimin comenta enquanto coloca a mochila com toalha e outra roupa para Taehyung em um lugar seguro e seco.

 

O grande leão nadava de um lado para o outro da piscina, de vez em quando espirrando água ao redor. Jimin se senta na borda da piscina, encostando apenas as pernas na água e se arrependendo logo em seguida. Que frio! Como que Taehyung não sentia nenhum incomodo?

 

O híbrido de gato olha para a câmera na piscina. O que será que o segurança vai pensar quando ver as gravações de hoje? Com certeza o senhor Kang iria querer ter uma longa conversa com Jimin sobre as regras da piscina e que Jimin não deveria usar a chave reserva.

 

Pelo menos Taehyung parecia estar se divertindo e não existia nenhum tipo de regra que impedia que leões frequentassem a piscina de qualquer jeito.

 

O grande leão se senta na escada olhando para Jimin em um convite mudo para que se juntasse a ele na piscina. Talvez se divertir um pouco ajudaria o híbrido cansado. 

 

— tá muito frio Taehyung-ah. — resmunga colocando o pé na água.

 

Para o azar de Jimin, Taehyung parecia discordar com seu parâmetro de calor ou frio. O grande leão simplesmente pulou na piscina de novo, molhando o pobre híbrido que estava sentado na borda. 

 

— puta merda, que água gelada — Jimin resmunga se encolhendo. — você vai voltar só de toalha porque eu vou usar sua roupa seca Kim Taehyung! 

 

E foi exatamente isso que aconteceu. Jimin se secou e colocou uma roupa seca, enquanto Taehyung teve que voltar para a forma humana e ir para casa enrolado em uma toalha.

 

Chegando na casa Jimin, Taehyung estava completamente satisfeito por finalmente sair da mesma rotina de sempre. Ele foi para o banheiro tomar um banho por ordens de Jimin — o que ele achava desnecessário mas como foi uma ordem do dono do território ele obedeceu.

 

Calmamente ele passa o shampoo no cabelo tentando fazer espuma. Era divertido poder ficar o tempo que precisasse no banheiro brincando com a espuma — talvez não tão divertido assim quando ela caia dentro de suas orelhas sensíveis.

 

Estava satisfeito mas continuava ansioso. No dia seguinte ele teria que convencer uma pessoa de que ele poderia viver em um ambiente “civilizado”. Ele conseguia, tinha certeza disso, não era um animal selvagem, ele era um híbrido! Mas estava nervoso da pessoa que iria avaliá-lo não compreender isso.

 

E se essa pessoa não gostasse dele? Talvez ele teria que voltar para uma jaula e quem sabe seria transferido para outro zoológico e não poderia nunca mais sair de lá ou ver o Jimin outra vez.

 

Ele era realmente muito grato ao híbrido de gato por todas as vezes que o visitou no zoológico, conversando com Taehyung não se importando se ele estava na forma de um animal ou não. Havia virado uma rotina de Taehyung esperar pelas visitas de Jimin, mesmo que no fundo ele realmente acreditasse que o outro se cansaria em algum momento. 

 

Ele enfia a cabeça embaixo d’água tirando o shampoo. Era melhor não demorar muito na água, talvez Jimin sem querer tranque a porta do quarto e durma sem ele ou pior! Imagina se Jimin ficou chateado com ele porque se molhou?

 

Ele termina o banho o mais rápido possível e se seca de um jeito meio desleixado, deixando água pingando de seus cabelos e da cauda.

 

Ele entra no quarto procurando por Jimin — aliviado pela porta não estar trancada — deixando um pequeno rastro de água por onde passava. Incrivelmente ele não encontra Jimin, mesmo que o cheiro dele estivesse ali. 

 

Ele se aproxima da cama lentamente e surpreende ao encontrar um gato siamês deitado na cama dormindo. 

 

Os pelos eram um pouco grandes para a raça — não que Taehyung soubesse realmente o que era um siamês — e pareciam ser muito macios, os tons de bege um pouco escuro formando um degradê perfeito.

 

Lentamente Taehyung se deita no canto da cama, observando o gato ao lado dele. Era a primeira vez que via Jimin em outra forma e ele era tão pequeno comparado a todos os outros híbridos que conheceu. 

 

Por um momento se perguntou se Jimin estava daquela forma porque estava bravo consigo. 

 

— Jimin... — o gato abre os olhos lentamente — desculpa.

 

Jimin se levanta e sobe em Taehyung, se deitando encima dele para dormir, diferente das outras noites em que o híbrido de leão fazia isso.

 

Talvez essa fosse a intenção dele na verdade.

 

O gato o encarava dando a Taehyung a sensação de que era como se ele estivesse sorrindo. O azul dos olhos dele eram tão hipnotizantes quanto a cauda que se mexia de um lado para o outro de forma calma quando Jimin falava sem parar.

 

E por um momento Taehyung sentiu como se aqueles olhos pudessem ler sua mente e só talvez, por esse motivo, ele sentiu que precisava contar o que estava sentindo.

 

— eu to com medo — simplesmente disse, fazendo o gato inclinar a cabeça para o lado — não quero ir embora.

 

Jimin apenas decidiu usar suas patas dianteiras para tentar aconchegar o outro como se estivesse fazendo uma massagem, antes de finalmente se deitar novamente para dormir. Talvez não existisse uma resposta certa para isso agora. Nada era certo, tudo era uma questão de talvez.

 

Podia parecer simples, mas para Taehyung aquilo foi o suficiente. Foi o suficiente pois Taehyung não precisaria se preocupar se voltaria para um zoológico ou não. Talvez ele não estaria mais sozinho. 

 

Talvez ele não estaria sozinho porque o gato iria procurar o leão.

 

 

 

Continua


Notas Finais


Sabia que eu comecei a escrever o capítulo 4 pq eu tava com dificuldade de concluir o 3??? Me senti muito eficiente. Eu realmente tenho muita dificuldade em mudar o foco da narração, tanto que tem em um momento desse capítulo que o foco ficou no Jimin, mas eu decidi deixar ali mesmo.

Aliás gostaria de reclamar sobre o picsart tirando a qualidade dos edit, to braba.


Eu to realmente gostando muito de escrever essa fanfic, ela tá virando a minha xodó ksksks

Até a próxima💞


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...