História I'm a Rockstar -Drarry - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Draco Malfoy, Harry Potter
Tags Drarry
Visualizações 73
Palavras 1.122
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que vocês gostem.
Não corrigi ele.
Obs não quis apagar o aviso postado (antes desse capítulo).

Capítulo 18 - Cap 15.


Fanfic / Fanfiction I'm a Rockstar -Drarry - Capítulo 18 - Cap 15.

Chuva e Trovão



Você não devia ficar aí sentada nesse banco e tomando toda essa chuva, ainda mais com esse tanto de raios que estão caindo...-ela ouviu aquela voz que ela vinha evitando e isso só trouxe mais lágrimas a ela. - vamos lá Mione, você não vai me fazer ir ai e te buscar?!



Ela se manteve quieta, se sentia petrificada, sufocada e perdida. Sequer notou quando ele sentou ao seu lado, colocando uma capa de chuva nela. O seu cheiro, mesmo com tanta água caindo e o cheio de chuva, o cheiro dele sequer ia embora com o ar da tempestade. 



Ronald... Volte para dentro e me deixa aqui. - pediu baixo, tinha medo de até mesmo elevar a voz.



Deixar você aqui, sozinha e se afundando nas suas próprias merdas? Desculpa, você já vem fazendo isso a muito tempo, sequer você conseguiu notar ou melhor, você notou. Só que você gosta de se auto punir. Meio poético e patético isso. - o tom dele era delicado e ao mesmo tempo raivoso. Ela merecia.



O silwncio ali naquele momento sequer era sufocante, era na realidade muito nescessário. Nescessário demais.



Eu soube que você decidiu nessa sua cabeça, que iria machucar o seu irmão. Novamente P.A.T.É.T.I.C.A! - riu debochado e desdenhando



Você não tem que se meter nisso, não cabe há você. - pela a primeira vez ali sua voz foi um pouco elevada, sequer mostrou raiva e sim desespero. 



Por Merlin, você vem machucando a todos nós e principalmente o Harry, a muito e muito tempo. Acorda pra sua vida Hermione. - ele sentia como se diversas toneladas tivessem saindo dele.



Não se meta nisso!!! Você não entende! - ela gritou com ele em lágrimas e raios caindo.



Um barulho forte de trovão foi se ouvido, fazendo eles se olharem pela a primeira vez ali. 



Ela via amor, saudades, raiva, paixão e decepção.



Ele via amor, saudades, sufoco, mágoa, tristeza e perdida. 



Era hora de realmente terem aquela conversa e como se precisasse de um sinal, mais um trovão se fez presente e os fazendo quebrar o contato.



Posso não entender ou sentir como você, isso é claro. Só que você se esquece que todos nós nós conhecemos desde a barriga de nossas mães, crescemos juntos, brincamos e nos tornamos uma família. Você se esquece que o Harry, é meu único amigo, meu irmão, meu confidente. Harry é mais meu irmão, que todos os outros. Você se esquece que quando o Percy, se suicidou dentro da nossa sala de aula, foi para os braços do Harry que eu chorei, que eu gritei, que eu desabei. Ele é e será sempre seu irmão, eu jamais vou tirar isso de você ou achar menos, mais ele é meu irmão de alma. Então Hermione, dói em você, dói em mim e em todos nós. - ela não lembra muitas vezes que viu Ronald chorar, duas vezes foram na sua frente. Era estranho demais e mexia muito com ela, também a trouxe boas memórias. 



A primeira quando eram crianças de 5 a 6 anos, c suas inocência intactas, quando ele a pediu em namoro e acabou caindo do banco da escola. A outra foi quando ele tomou a coragem de se declarar, já bem jovens e cheio de certezas. Ele se declarou no meio da rua da casa dela e cheio de lágrimas. 



Então vê ele dizer tudo aquilo e ainda ter tantas lágrimas escorrendo na sua face, a fez ficar quieta e mais perdida.



Você tá indo para o caminho mais errado possível... Conquistar o Draco, quando esse somente tem olhos para o seu irmão, ou melhor e talvez você tenha se esquecido que; Draco Malfoy é gay, não hetero, bi, pan ou sei lá. Ele é gay, não um gay que tá em dúvidas por algo. Ele é gay a anos, sabendo muito bem da sua sexualidade e somente tendo olhos para o seu irmão. Não há ninguém nesse mundo que fará ou faça Draco, sequer da atenção que não seja o Harry. -  ele queria ser de fato duro com ela e trazer lucidez. 



Hermione, nunca foi uma garota mimada como vinha se mostrando. Ela sempre foi centrada, concentrada, madura e lúcida. Então trazer ela de volta ou te ter fazer isso, era de fato algo nescessário. Ele ainda amava ela demais, muito mesmo. 



Eu não sei porque estava fazendo isso tudo, eu só achava que precisava fazer e que isso irá machucar ele. Pra mim sequer ele sofre. Não sei... Hoje naquele show de despedida, eu já consegui vê o quanto ele sofre, o quando ele precisa de ajuda. E a realidade me bateu de uma forma que eu sequer pensei que bateria. Eu sinto tanto a falta do meu irmão e de todos vocês. Eu entendo Ron, a banda era algo que vocês queriam muito, só que a banda trouxe muitas coisas boas, mais também fudeu muito com tudo ao redor de vocês. Olha só para o nosso grupo e até mesmo para a vida familiar de cada um. Então eu me vi cada vez mais odiando a banda, odiando sites, suas fãs, vendo fake news sobre você, meu irmão não ligava mais, não respondia e vocês só iam se afundando.- era horrível falar tudo isso em voz alta, horrível. 



Eu amo você, eu acho que sempre vou amar você. Só que você tá muito quebrada e eu também tô, não tanto quando você ou Harry. Você precisa se encontrar, se perdoar e principalmente conversar com seu irmão. Eu estou aqui, vou tá sempre. Eu ainda vou me casar e ter filhos com você. Nossa promessa ainda continua firma, Mi. Você só precisa se reencontrar. Eu amo você...- ele segurava o rosto dela e a olhava com tanta paixão e amor, que ela sentiu verdade e saudade. 



Eu amo você! E eu irei arrumar as coisas na minha vida. Saber que a nossa promessa continua firme me faz ficar feliz e sentir esperança. Me ajuda voltar para o quarto, por favor. -  ela pediu e abraçou ele.





Agora ele a olhava do batente da porta, admirando a beleza da mulher que ele tanto ama e a mulher da sua vida. Torcendo para que ela conseguisse se livrar de todos os seus demônios. Assim que subiram para o quarto dela, ele esperou ela tomar banho, deu umas aspirinas pra ela e pediu um bom caldo. Ficou ao lado dela quietinho, ouvindo seu silêncio e agora velando seu sono. 




De:RonRonRed

Para:HaroldO

Irmão...

Chegou a hora de você e sua irmã ter aquela conversa, aquele embate e botar todos os pingos nos is. Você precisa disso, principalmente para seguir essa nova etapa. 


Te amo! Beijos na bunda. 


Notas Finais


Talvez amanhã eu poste o capítulo dos irmãos Potter's. Ainda não tá como eu quero.

Novamente quero agradecer cada palavra que venho lendo, apoio e incentivo. Irei responder os comentários logo.

Peço desculpa ao erros (de novo).
Eu sei, eu preciso de um beta ou algo assim, eu sei.

Enfim... Espero que gostem e comente. Obg 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...