História I'm all yours. - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Tags Bangtanboys, Coréia, Jimin, Jungkook, Korea, Romance, Sex, Smut, Southkorea, virgem, Virgindade
Visualizações 36
Palavras 1.045
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 14 - Entre trovões e manhãs ensolaradas.


Cap. 14

 

A chuva a fora se intensificava a cada instante,meu coração batia mais rápido com a supresa que havia saído de seus lábios..ele segurava firmemente nossas mãos.

 

O quarto estava pouco iluminado,mas eu conseguia sentir seus olhos atentos sobre mim à espera de uma resposta..eu não sabia exatamente o que lhe dizer.

 

Talvez eu não tivesse lhe apagado de mim por inteiro..sentimentos restavam como cacos de algo  quebrado e não consertado,mas não éramos os mesmos de antes porque o vidro  uma

vez destruído não pode voltar a ser exatamente ao que era.

 

 

 

             — Eu nunca entendia o que queriam dizer com “o silêncio diz mais que palavras “ mas agora compreendo..

 

 

 

Sua voz era baixa como quem transmiti a tranquilidade das ondas do mar numa tarde de sexta feira..mas triste como alguém sozinho entre uma tempestade forte de chuva.

 

Eu sabia que a falta de palavras seria a última  coisa que taehyung gostaria de ter de mim. Mas mentir o magoaria mil vezes mais,eu não queria dizer algo do qual eu não tinha total certeza se sentia de verdade.

 

 

 

               — Me desculpe Tae..sei que não é isso o que você gostaria de ouvir.

 

 

 

                — Tudo bem Júlia..não se culpe

tanto assim. Não quero te obrigar a sentir o mesmo. Sei que o tempo passou,e as coisas estão diferentes. Mas não leve esse pedido tão a sério,só queria que soubesse que eu ainda te quero em meus braços todas as noites.

 

 

O que estava acontecendo?

Era a primeira vez que via taehyung fazendo confissões com palavras tão doces e sinceras.

 

Este tempo enquanto estivemos separados,pelo jeito o havia transformado. 

 

 

 

              — Honestamente estou surpresa taehyung. Você mudou para alguém mais..doce?

 

 

 

              — É..eu sei que faltou muito de minha parte demonstrar mais o que eu sentia enquanto estávamos juntos. 

 

 

 

               — Você entende? esse é o problema Tae,talvez você só esteja se enganando de que ainda está apaixonado por mim..quando talvez no fundo só me quer porque não sou mais sua..

 

 

 

               — Pode ser..tantos “talvez” não há nada em nosso coração que seja 100% meu bem. Paixão se comparada a algo concreto é igual uma montanha russa Júlia. 

 

 

Um trovão barulhento e repentino fez me assustar e grudar em seu corpo,como se fôssemos os mesmos de sempre.

 

Pois eu sempre odiei tempestades,e costumava me aninhar em seu peito desnudo nas noites quentes com chuvas de verão.

 

Não dissemos mais nada um ao outro..o silêncio falou por nos mais uma vez.

 

Suas mãos entrelaçaram minha cintura,encaixamos nossos corpos como se fossem feitos perfeitamente em medidas certas para estarem colados.

 

 Era como se o mundo não estivesse “caindo” ao lado de fora,seus braços me aqueciam de forma extremamente reconfortante.

 

~•~•~•~•~•~•~•~•

 

4:30 AM. 

 

Abri meus olhos com certa dificuldade,os pássaros a fora cantavam,era quase dia.

 

Taehyung não estava mais ao meu lado..sem meu consentimento,um sentimento de solidão,de que algo estava faltando invadiu me adentro.

 

A tentativa em voltar ao mundo do sono fora em vão.. minha garganta seca obrigou me a ir na cozinha e buscar uma garrafa de água.

 

Quando meus pés tocaram o piso pálido da cozinha,meus olhos encontram taehyung ainda desnudo vestido apenas de sua calça moletom.

 

O mesmo estava sentado numa cadeira amadeirada da mesa de jantar de frente a janela,bebericava uma xícara de café..a radio ligada a uma música lenta e calma. 

 

O céu quase claro e a cidade a fora da janela de vidro..era como uma cena de filme,daquelas de cores perfeitamente prazeirosas de se observar..como se cada uma tivesse sido escolhida de uma paleta de um pintor para combinarem entre si. 

 

O plano de abrir a geladeira e pegar uma garrafa  de água gelada..logo após voltar para o quarto sem que taehyung percebesse minha presença fora para água baixo. 

 

Quando estava prestes a voltar para o cômodo,o mesmo voltou seus olhos a mim. 

 

 

 

             — Acordada a essa hora? milagres acontecem ..(risos) 

 

 

Sua voz rouca pela manhã era sexy.

O cheiro forte de café recém feito me agradava..mas sem mentiras,aquele peitoral desnudo e os cabelos nada arrumados também eram colírios aos meus olhos.

 

 

 

           — Digo o mesmo..algo muito urgente deve ter acontecido para você estar de pé as 4 da manhã..(risos) 

 

 

 

            — Não. Estou bem...apenas aqui quem fala é um “novo taehyung” tentando rotinas e coisas diferentes.

 

 

 

Ah se fosse realmente verdade..ficaria feliz em vê-lo explorar mais a vida e todos os seus lados.

 

Taehyung era inteligente demais para continuar parado na mesma estaca.

 

Mas infelizmente havia algo a mais por de trás da sua voz que tentava soar o mais calma possível. 

 

 

 

            — Eu te conheço bem. Você costumava sempre acordar este horário quando tinha pesadelos pesados,ou  problemas mal resolvidos que não tem deixam dormir..quer conversar? 

 

 

 

            — Se quer honestidade..é bem óbvio porque não consegui voltar a dormir como o usual Júlia. Olha pare você,com esse micro short..perfumada,grudada em mim. Como quer que eu durma em paz? 

 

 

 

Seu olhar permanecia na janela apesar das suas palavras direcionadas a mim,como se evitasse o máximo encarar me face a face,ou  encontrar o olhos com minha silhueta.

 

 

 

              — Eu sei que não deveria ter grudado em seus braços como fiz..é que..foi um momento de fraqueza. 

 

 

 

              — Você sabe que a reposta que eu gostaria de ter ouvido é “porque eu sinto falta de estar em seus braços “ ..mas tudo bem. Gostaria ao menos de ouvir sua resposta ao meu pedido de estarmos juntos de novo. 

 

 

 

               — Não tenho bem  certeza do lhe responder nesse momento taehyung. 

 

 

 

O mesmo apenas assentiu com a cabeça e nada mais disse. 

Não conseguia ler em sua face e saber se o mesmo estava chateado ou talvez sua mente estivesse em branco. 

 

Continuou a bebericar o café da xícara branca,não direcionou mais palavras a mim,nem mesmo seus olhos encontraram mais os meus..era como se minha presença não existisse mais ali. 

 

5:00 AM em ponto,bebeu o relógio da cozinha. 

 

O sol invadiu meus  olhos por completo,assim como o apartamento e a silhueta desnuda de taehyung ainda sentado de frente a janela.

 

 

 

             — Acho que eu deveria ir embora..

 

 

Ele finalmente olhou em minha direção novamente.

 

 

            — Não há trens e ônibus ainda este horário..tudo bem. Pode voltar a dormir em meu quarto. 

 

 

Apenas assenti em silêncio. O mesmo parecia preferir estar em sua própria bolha,mergulhado nos próprios pensamentos..por isso optei por deitar me novamente.

 

Quando meus pés tocaram a seda branca e macia da cama,meus olhos se fecharam imediatamente. 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...