História I'm alone - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 6
Palavras 578
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Suicide Girl


Gabriela POV

Não sei que bosta eles andam fazendo mas minhas refeições diminuiram pra 1 e agora eles trancaram as janelas e a porta da sacada, estou ficando mais cansada por comer pouco, tem dias que eu só durmo e outros que viro a noite.

Fazem 2 dias que não vejo ninguém além do Don, mas estranhamente hoje ele me pede pra descer na sala da casa depois do meu horário de circulação.

- O que foi? Falo baixo

- Você está começando a sentir heim. Ele fala preocupado

- Fala logo que eu quero dormir. Resmungo

- Você precisa ir lá. Ele fala nervoso

- Porque? Eles não podem me ver. Falo confusa

- Você vai ir lá pra chamar a atenção e distrair eles enquanto eu resolvo uma coisa. Ele me explica

- Tô quase pelada. O corto

- Melhor ainda, com todo respeito. Ele ri

- Tá, já ta saindo cara a mimha estadia aqui. Falo brava

- Te pago em maconha.

- Deus bênçôe. Falo indo pra sala

- Oi amor. Falo sorrindo - Vim te dar boa noite

Os caras param de jogar video game e me olham, um deles nem disfarça e gruda os olhos na minha bunda, o dono da casa ja que ainda me refiro a ele assim porque não sei o nome olha pro Don e assente entendendo o que estou fazendo ali.

Me aproximo dele e sento em seu colo, passando meus braços ao redor do pescoço dele. Ele passa um dos braços de leve na minha cintura e me olha.

- Tá fazendo o que acordada?

- Estava te esperando. Falo sorrindo e jogando meu cabelo pro lado

Ele dá um gole na vodka e me entrega o copo, tomo e depois o olho.

- Você anda dando um trato forte na tua mulher não é Tony? Ela está toda marcax. Um dos caras fala sorrindo de canto

- Ah é, ela sabe que comigo precisa de um pouco mais de força. Ele ri dando um beijo no meu pescoço de leve.

Vejo pelo espelho Don me pedindo pra voltar.

- Vou dormir amor. Falo dando um selinho nele.

Ele olha dentro dos meus olhos e me deixa ir.

- Boa noite. Ele fala sério

Me aproximo de Don e já vou indo pro quarto

- Obrigado. Ele agradece

Mal o olho e entro no quarto me jogando na cama pra dormir, me sentindo morta.

Acordo no meio da madrugada com o agora que sei o nome colocando a mão em mim. Me viro devagar coçando os olhos.

- O que você tá fazendo?

- Eu não tinha visto isso aqui. Ele fala irritado

- Sim, eu ainda tenho hematomas da última vez que ele me espancou. Falo sonolenta

- Você está começando a sofrer, eu vou ter que tirar a Tv. Ele fala baixo

- Tá, leva. Falo me deitando

- Sente dor? Eu posso conseguir remédio, eu sei que a intenção é de cansar mas isso deve doer.

- Não vou morrer. Rio fraco

Ele levanta e se dirije até a porta.

- Boa noite

Não respondo e caio no sono.

Jéssica POV

Tudo o que eu sei é que o viado do Carlim está devendo dinheiro pra uns caras que eu ainda não sei quem são, certo que eles a pegaram em busca de resgate mas eu tenho certeza que ele não vai pagar,  todo tipo de esperança que eu tinha, acaba de morrer.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...