História I'm Feel like a monster - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Frisk, Grillby, Mettaton, Muffet, Napstablook, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne, W. D. Gaster
Tags Alphyne, Amor, Chasriel, Drama, Frans, Hentai, Humanmonsters, Paixões, Papton, Suspense
Visualizações 78
Palavras 1.086
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção Adolescente, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Maaaals a demora, eu escrevi meio preocupada com essa coisa de querer impressionar e tals

Capítulo 15 - Doctor Gaster


Fanfic / Fanfiction I'm Feel like a monster - Capítulo 15 - Doctor Gaster

-O que posso fazer por você Frisk? - Dr.Gaster perguntou usando a linguagem de sinais e terminando logo em seguida de beber seu café

-isso pode demorar um pouco, tem um tempo livre? Por que eu tenho uma ótima história pra você -Respondi confiante vendo a expressão de curiosidade se formar em seu rosto

Ele balançou a cabeça positivamente fazendo um gesto para o seguir e caminhamos até seu consultório onde se sentou atrás de sua mesa e eu escolhi ficar em pé até ele fazer um gesto indicando que eu poderia me sentar

- Senhor Gaster... Eu sei que te prometi uma história mas na verdade é o Senhor que vai me contar uma, por favor me conte mais sobre os "monstros" -Pedi em meio a um suspiro mexendo minhas mãos um pouco nervosa

Seus olhos brilharam soltando poucas faíscas brancas e em uma fração de segundos seu rosto ganhou uma sombra pesada o que me fez jurar que estava vendo seus olhos vazios e negros como se fossem ocos, mas isso é impossível..... Neh?

Gaster moveu os lábios lentamente soltando um som rouco de sua voz que saiu baixa e bem falhada, quase não acreditei no que estava ouvindo, quero dizer, além de ser extremamente assustador, era um fato curioso, como alguém escolhe usar linguagem de sinais a vida toda sendo que podia falar muito bem?!

- Como você descobriu sobre os monstros Frisk? -Ele moveu a cabeça me encarando com as faíscas brancas um pouco mais fortes

Até esse momento eu podia jurar que ele era um homem doce e gentil mas... Agora? Tudo o que sentia era medo, meus sentidos pareciam ter travado junto ao meu corpo que estava paralisado em puro medo, suas cicatrizes agora me incomodavam, seu sorriso me causava arrepios incomodantes, sua voz me deixava paralisada, mas o brilho roxo que crescia em seus olhos de forma inexplicável era o que me deixava mais apavorada

-Na verdade eu não estou interessado nisso, seu pai e eu passamos um longo tempo lutando lado a lado pra conseguir a paz de hoje, muitos morreram frisk, e nem todos eram culpados - Gaster caminhou dando a voltana mesa e parando em minhas costas

Suas mãos pararam em meus ombros apertando minha pele com força, tentei forçar a coluna pra frente mas ele me puxou para trás causando uma leve dor por minhas costas terem batido no encosto da cadeira

Fui mover meus pés então para tentar levantar e foi ai que percebi, algo me segurava na cadeira e não era as mãos de Gaster em meus ombros, algo estava preso as minhas pernas e aos meus pulsos, quando fui olhar para ver decide que simplesmente estava desistindo de explicações, tinham inúmeras mãos esqueléticas me segurando no lugar, todas as mãos tinham um leve brilho escuro e todas tinham a marca de um círculo cortado atravessando o centro de sua palma

Ajuda!

Preciso gritar por ajuda ou eu provavelmente vou morrer nesta sala sem ao menos receber uma explicação decente. Abri minha boca para gritar mas antes mesmo de ter força pra fazer a voz sair gaster colocou sua mão na frente abafando o som, certo, eu tenho a impressão de que vou passar por uns maus tempos


"Count me in unannounced, drag our friends on the tile"


- Eu não queria ter que fazer isso Frisk, sinto muito por ter que acabar tão cedo pra você - Gaster sussurrou bem próximo ao meu ouvido apertando sua mão contra minha boca para garantir que eu não iria gritar


"I just follow your trail, you can't just follow my smile"


Foi então que diversos ossos começaram a aparecer formando um enorme círculo ao meu redor, todos eles afiados e longos provavelmente sendo costelas, já conseguia prever o que ia acontecer, aquele era meu fim,ironicamente seria morta por ossos, acho que meu treinamento com minha irmã foi inútil afinal


"All of your sins are aligned with this mood of mine

Cutting me to the bone, nothing left to leave behind"


Foram poucos segundos que tive até sentir os diversos ossos se chocando contra meu corpo e perfurando minha pele, o sangue saindo de forma rápida pelos machucados e um pouco de sangue também escapava pela minha boca sujando as mãos pálidas do Doutor


"You outta reset right now, just like it never happened"


Com toxa certeza eu ia morrer ali, e a culpa era completamente minha, confiar nas pessoas cegamente é obviamente um erro, como eu sou idiota... Agora não poderei mesmo tentar salvar minha família, meus amigos... Ninguém!!


"I didn't come for a fight but i will fight till the end

And this one might be your battle, might not turn out okay"


- Ainda não querida, eu quero que você veja o real poder dos monstros! - Gaster falou mais alto tirando a mão da minha boca e voltando para seu lugar atrás da mesa


"I know you think you can kill me, but you've already lost the game"


O pequeno brilho que eu tinha visto antes se tornou uma chama forte púrpura em seu olho esquerdo, foi quando eu vi diante de meus olhos um crânio enorme se materializar, ele olhavs pra mim com suas pupilas finas e eu podia sentir ele analisando e julgando cada pedaço da minha almae sinceramente, eu não sei mais o que pensar de tudo isso


"And i Love the way you hurt me"


-Diga Olá e Adeus ao meu Gaster Blaster Frisk -Gaster falou dandoum último sorriso para mim

Mas esse sorriso não me causou um daqueles arrepios que me incomodava, na verdade este último sorriso pareceu despertar algo em mim, algo que parecia se recusar a desistir, coragem? Dúvida, eu estou realmente com muito medo

Não quero morrer agora, mas afinal eu não tenho escolha, aquele crânio monstruoso abriu a boca carregando um tipo de laser branco que em poucos segundos foi atirado contra mim

Parecia um impulso elétrico que cortava e queimava cada parte do meu corpo, a escuridão veio logo em seguida e eu tinha certeza que escutei uma risada de Gaster que devia estar se divertindo com minha morte, e prestes a me jogar para o frio solitário da morte eu senti novamente aquele arrepio por meu corpo


"It's determination oh oh oh oh oh oh yeah

Oh oh oh oh oh oh yeah

I love the way

I love the way

I love the way you keep on trying"


Determinação, era isso o que pulsava forte no meu ser impedindo minha almade se quebrar e me dando novamente a força para resistir a morte.

"Você não pode desistir agora, tenha determinação Frisk, você é o futuro deste mundo"

Pensar na sua família e nos seus amigos te enche de DETERMINAÇÃO


Notas Finais


Caralho, vou só parar aqui um pouco e respirar, CAPÍTULO COM MÚSICA E FODA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...