História I'm in Love With a Monster - Capítulo 28


Escrita por: e SSJauregui

Postado
Categorias Avril Lavigne, Fifth Harmony, Garota conhece o Mundo (Girl Meets World), Rowan Blanchard, Sabrina Carpenter, Scarlett Johansson
Personagens Ally Brooke, Avril Lavigne, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais, Rowan Blanchard, Sabrina Carpenter, Scarlet Johanson
Tags Avril, Bissexualidade, Camren, Drama, Família, Fanfic, Fifithharmony, Homossexualidade, Norminah, Romance, Rowbrina, Terror, Tortura, Trolly
Visualizações 42
Palavras 2.254
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


QUEM É VIVO SEMPRE APARECE......

Hey Littles como estão??? Domingo lindo não acham??

A fic está chegando aos últimos capítulos e vai ser bomba atrás de bomba, então esperam que tenham renovado o estoque de colete!

Esse cap está bem interessante, só digo isso vejam pela capa...

Gostaram?? ta na hora de honrar o ranking de terror da fic Muahahahaha

Enjoy it e comentem....

Capítulo 28 - The Beginning Of The Nightmare


Fanfic / Fanfiction I'm in Love With a Monster - Capítulo 28 - The Beginning Of The Nightmare

Capítulo 28 - The Beginning Of The Nightmare

Anteriormente

Claro que aquele comportamento se tornou alvo de piadas para as 3 mulheres que ali estavam e isso durou a tarde inteira. Após muitos risos ambas as mães tiveram sua ficha finalmente caindo de que sua filha havia falado a primeira palavra, buscaram registrar aquele momento de qualquer forma e então veio a emoção e as lágrimas que foram acompanhadas pelas visitantes e dessa forma, mais conversas sobre bebês e vários temas relacionados foram introduzidos até que Camren se despedisse e fosse para casa, com mentes mais relaxadas e calmas e corações menos apavorados, ao menos era isso o que pensava nossa fada cubana Camila.

10/07/2036

Narradora P.O.V.

Alguns dias haviam passado desde o dia em família que as meninas tiveram, necessariamente 2 semanas, agora era hora de Camila retornar e terminar sua tão aguardada turnê, que já estava mais longa que uma volta da terra em torno do sol.

Lauren havia se acalmado e estava um pouco mais tranquila com a então finalização, afinal após isso Camila havia prometido se dedicar apenas para a gravidez, e isso aquecia o coração da nossa olhos verdes de uma maneira tão intensa que ela mal podia esperar para que isso ocorresse.

Quanto às meninas e ao Theo os mesmos estavam a aproveitar muito suas férias, saindo, se divertindo, namorando, não, não leste errado, durante esse tempo dois casais mais do que prováveis haviam se oficializado, esses Rowan e Lucas e Sabrina e Corey, e um que ainda não era oficial, mas que já caminhava para se tornar que eram Theo e Belle, afinal depois que a mesma salvara a vida do nosso surfista babão os dois estavam a sair quase todos os dias durante o verão e a proximidade deles ficava cada vez mais nítida junto a química, então era apenas questão de tempo para que mais um casal viesse a se tornar real nessa família maluca.

Durante esse tempo, os adolescentes quase não ficavam em casa, o que dava tempo de sobra aos pais para ficarem sozinhos, e enquanto alguns aproveitavam isso, outros surtavam, e com outros, quero dizer Camren, e não pensem que era pelo mesmo motivo, pois não era. Lauren surtava por causa das saídas constantes de suas filhas, Camila porque achava aquele desespero todo um exagero, e foi assim por duas semanas, até que a latina estivesse pronta para seguir viagem.

Nesse meio tempo, ambas brigaram algumas vezes e Camila se sentia cansada, apesar de não falar sobre, no fundo ela sabia que esses dias fora pela turnê fariam bem, porque a mesma se sentia em ponto de surto com todo o comportamento da esposa, que não melhorou nada quando os preparativos para a viagem começaram, aí que parecia que Lauren iria explodir a qualquer momento, verificando cada mísero detalhe de perto e falando a cada meio segundo para a equipe de segurança que eles precisavam cuidar de Camila e da criança.

Ally queria bater na irmã e trancar ela em casa em alguns momentos, sentia que nada do que fazia era suficiente para suprir as paranóias da irmã e já se sentia cansada disso. Por fim, toda a equipe de segurança já não via a hora de embarcar e poder fazer seu trabalho em paz. A maioria das pessoas que estavam encarregadas de guardar Camila e outras pessoas que com ela estariam, eram amigos antigos do casal, e não conseguiam entender porque todo o desespero da de olhos verdes, quando ela sabia que eles dariam o seu melhor.

Um pouco depois que Camila havia partido e Lauren estava envolta em suas atividades presidenciais fora que Ally conseguiu ir para casa, quase que soltando fogo pelas narinas como um dragão bravo, afinal sua irmã havia a deixado louca com tanta paranóia, que tudo que a mesma queria no momento era apenas um bom banho quente, uma massagem de seu marido perfeito e um beijo de seu pequeno. Contudo o que a nossa baixinha favorita não esperava era que seu amado marido já estava ciente das loucuras de sua cunhada e do atual estado de sua mulher, portanto o mesmo havia preparado um jantar romântico à beira da praia particular do casal, e faltava apenas Ally chegar para que os dois pudesse relaxar a sós, afinal Theo havia ido para Disney com as primas e os amigos e voltaria somente quando o parque estivesse a fechar sem contar que eles com certeza iriam parar em algum lugar bem gorduroso para comer após tanta diversão, ou seja, eram apenas os dois por um longo tempo e era exatamente disso que ally precisava depois do dia conturbado que havia tido.

– Ah que droga, Lauren passou dos limites desse jeito a única coisa que ela vai conseguir é ser internada em um hospício. - Ally adentrou a casa espumando de raiva se jogando no sofá após livrar - se dos sapatos apertados que estivera o dia todo.

– Amor, já chegaste?

– Sim, Troy, estou aqui na sala, nem te conto o dia insuportável que eu tive hoje, juro eu ainda vou matar a minha irmã.

– Hey, se acalme em primeiro lugar você não é capaz de matar nem um pernilongo, quanto mais uma pessoa vida, e quanto ao seu dia eu já sei de tudo, mas eu tenho algo que irá nos relaxar.

– Troy, eu não estou para gracinhas hoje.

– Não estou de gracinha Ally, apenas me acompanhe vai eu garanto que não irá se arrepender - Troy então pegou delicadamente a mão da esposa e a abraçando pela cintura tapou lhe os olhos e foi a levando para o quintal.

– Por que sinto cheiro de mar, Troy?? - A mesma estava realmente bem irritada, então Troy esperava que o jantar e a massagem a acalmasse e os dois pudessem curtir.

– Porque eu preparei algo muito especial só para você e eu, nosso filho saiu para Disney com as primas e os amigos e não voltará tão cedo

Troy então chegou ao lugar que ele havia preparado, e destampou os olhos de sua amada, que logo quando vira o lugar deixou que a raiva toda fosse embora abrindo um lindo sorriso ao seu amado.

– Woooooow, amor você fez isso para mim? - Ally estava boquiaberta ao ver o carinho pelo qual seu esposo havia feito todo o jantar a beira mar, somente para que os dois tivessem um momento tranquilos.

– Você merece muito mais que isso Ally.

– Troy você não existe, mesmo com tantas meninas muito mais atraentes, altas, com famílias menos complicadas, e bem mais bonitas.

– Eu todos os dias da minha vida ainda irei preferir você, porque não existe outra que seja perfeita para mim como você é Ally.

– Eu te amo tanto

– Eu te amo muito mais

Os dois então ficaram em um troca a troca de amo você para lá e para cá, que daria um filme de romance adolescente bem clichê da Disney facinho, mas claro não deixava de ser fofo, depois de quase uma hora entre beijos e palavras fofas de se derrubar o pote de açúcar de tão melado, Troy então serviu sua amada e o prato não era nada muito elaborado, apenas um bom rondelli de queijo, ao molho branco, um arroz a grega que a Ally amava e um bom vinho nada melhor que isso para dois amantes de comida e amor.

– Isso aqui está divino eu já disse que você é o melhor cozinheiro do mundo?

– Ah amor, eu apenas gosto de cozinhar para minha mulher favorita, e ainda tem sobremesa.

– Quer me engordar Ogletree?

– Jamais, apenas quero adoçar esse dia amargo e chato que viestes a ter hoje minha vida.

A baixinha o olhou meio atravessado de início, como se desconfiada, contudo logo um sorriso se fez em seu rosto. Ambos ainda passaram bastante tempo na praia, em meio a conversas, carinho e vinho, o que logo acabou se tornando um pouco mais intenso do que no começo da noite, e não se enganem com o fim da noite, foi exatamente como a cabeça de vocês está pensando, sob a luz da lua, a companhia das estrelas e o típico clima de mar daquele lugar., nada melhor que a mãe natureza para os acompanhar naquela linda noite de verão, afinal o que o universo vê o universo aprova e o resto bem pensem o que quiser.

2 meses depois

27/08/2036 - Quarta Feira - 02 PM

Narradora P.O.V.

Dois meses passaram voando, Camila agora se encontrava voando para o seu penúltimo show da turnê mundial que, apesar de todos os problemas, havia sido um sucesso absoluto, casas lotadas, meets fantásticos, literalmente um sonho para a fada cubana, como se fosse sua primeira vez. Durante todo o percurso desses 2 meses, tudo havia sido perfeito em termos de segurança, nada havia ocorrido e nenhum risco potencial registrado, o que dava confiança a ela e também a toda a equipe que estavam fazendo um bom trabalho afinal.

Contudo, se de um lado havia orgulho, realização e calma, voltando aos Estados Unidos se encontrava exatamente o oposto. Mas se engana quem pensa que falo sobre Lauren Jauregui, porque ela não é a pauta do momento meus caros, Lauren claramente não estava em seus melhores humores, mas a real confusão não viria dela, mas sim de outras pessoas. Muitas coisas aconteceram nesses dois meses, mas duas foram as principais.

Anônimo P.O.V.

_ O que você quer dessa vez?

_ Sabe muito bem o que eu quero.

_ Esse assunto tá ficando irritante, tô me cansando disso.

_ Problema seu se tá cansando, vamos fazer e acabou.

_ Você convoca uma reunião, que eu nem sei porque eu estou, e nos chama só para dizer que vamos e pronto?

_ Não apenas é claro, mas sim.

_ Tosco.

_ O que eu tô fazendo aqui mesmo?

_ Simples, você assumirá um papel muito importante nisso tudo.

_ E que papel seria esse?

_ Você fará a entrega para nós!

_ Isso!!!

_ Como é que é??? Você quer que eu me arrisque entregando isso?? Nem pensar, eu tô fora.

_ Mais covarde impossível.

_ OLHA COMO VOCÊ FALA.

_ OLHA COMO VOCÊ FALA!! QUEM MANDA AQUI SOU EU ENTÃO ABAIXA O TOM!!!!

_ Eu não vou fazer isso, sinto muito.

_ Precisamos de gente mais comprometida.

_ Hey.. faz isso, por favor.

_ É arriscado para caramba e você sabe quem não vai gostar se descobrir isso.

_ Ele não vai descobrir, faz isso por nós, por favor..

(...)

_ Certo... eu faço, mas eu já vou avisando que é para sair tudo certo, se ele descobrir, já era.

_ Ele não vai.

_ Não se preocupe, ele não saberá de nada. Agora vamos a outra parte que interessa, precisamos dar um jeito de ouvir o que se passa naquele lugar, temos escutas, mas temos que as instalar, como vamos invadir?

_ Não faço ideia.

_ Muito menos eu.

_ Pois então coloquem as cabeças para pensar, temos até amanhã para estar com tudo pronto.

(...)

Narradora P.O.V.

Essa reunião marcaria o início de um pesadelo na vida dos nossos personagens, um pesadelo inesperado, e que causaria muitos estragos. Após horas pensando, os envolvidos conseguiram bolar um plano e por azar da segurança, conseguiram o executar com destreza e então tinham ouvidos em seu local desejado 24 horas por dia, ouvindo tudo o que fosse útil e também tudo o que fosse desnecessário. Esse era apenas o início de um plano muito maior, que teria o início de sua segunda fase no exato momento em que Camila pisasse fora do aeroporto internacional da cidade onde iria se apresentar.

27/08/2036 - Quarta Feira - 04:30 PM

Camila P.O.V.

Finalmente chegávamos ao nosso destino depois de horas dentro daquele avião que já começava a ficar desconfortável e me irritar muito. Descemos e fizemos o mesmo procedimento de sempre, esperar as bagagens despachadas para então sair em conjunto rumo as vans e então ao hotel. Tudo era tranquilo, no caminho parei várias vezes e falei com muitos fãs, eu amava interagir com eles e ver o quanto minhas palavras os tocavam por dentro de suas almas, é uma sensação magnífica.

Eu estava indo para a van junto com toda a minha equipe quando ouvi um barulho alto e assustador que me fez sentir frio do início da espinha até o pescoço... eram tiros e por todos os lados. Quando me dei conta, toda a minha equipe já estava a minha frente para me proteger e então o tiroteio se instalou. De um lado, como pude ver muito rápido, homens e algumas mulheres com roupas pretas largas e rostos cobertos atiravam com tudo para cima de nós, do outro toda a minha equipe descarregando todas as nossas balas nesse confronto.

Fui levada às pressas a van, e fui entrando. Assim que me sentei próxima a uma janela, pude ver uma mulher toda de preto e encapuzada ser baleada no peito 3 vezes e cair imóvel no chão, logo um homem se abaixou perto dela e começou a tentar a reanimar, não obtendo sucesso ele descarregou toda sua metralhadora na lataria da van que agora se movia enquanto alguns dos meus seguranças ainda permaneciam em confronto e muitos eram atingidos. Ainda consegui ver alguns serem atingidos e logo atendidos por algumas pessoas da própria segurança, mas não consegui ver muito pois logo fui retirada de lá, mas apenas no físico, pois minha mente ainda estava lá e ficaria ainda naquela situação desastrosa por um bom tempo.

Continua.....


Notas Finais


Outro Tiroteio???? Mais uma morte??? Ihhh ta virando o rio de janeiro isso aqui kk - sem ofensa aos meus littles cariocas..

Serio Gente, quem morreu agora?? dessa vez parece ter sido alguém do lado oposto!

Quem é o anônimo e o que ele ta aprontando???

Lauren ta ficando louca mesmo ou tem motivos??

Quem acha que Trolly é muitooo fofo, sorry por não ter hot explicito... mas bem pensem o que quiser.

Vejo vocês mais rápido do que imaginam, espero que tenham gostado não se esqueçam de comentar e votar...

Amo vocês e até a próxima!

Ps: Aos que leem Kingdoms eu volto essa semana! aos que não leem qual é me dá uma chance kk

beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...