História I'm ineffable - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Kim Taehyung (V)
Tags Inefável
Visualizações 12
Palavras 238
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura.

Capítulo 1 - Prévia. 01



Sabe o signifiado de inefável? É tudo, e nada. Eu estava assim, eu estava inefável. 
Por culpa de um maldito quadro, o qual eu admirava bastante. Parado em frente a ele, observando cada
traço de tinta percorrido pela enorme tela branca, agora preenchida.


- Por quanto tempo, vai ficar ai. Sr. Taehyung? -Questionou uma moça próxima a mim.
- Não tenho hora para ir. -Revidei, ainda observando o quadro.
- Tudo bem. -Ela se curvou, logo saindo.


Na verdade, eu tinha, minha irmã estava a minha espera. Ajeitei meus óculos e me distanciei do quadro, passando por uma enorme porta de ferro bordado a ouro, rustico.

~
Andando pela rua, desajeitado, chovia e muito, estava preocupado com Jyne, minha irmã, e Jeon, meu amigo, o qual mora comigo a anos. Jyne se mudou da casa de nossos pais a poucos meses, migrou para cá, e a abriguei. Já Jeon,  desde nossa infância, juramos ao ter 18 anos, alugar um apartamento e seguir a vida. Hoje, tenho uma casa própria. Assim que cheguei, entrei e fui correndo ao banheiro, já logo me despindo, dei de cara com Jeon, semi-nu em minha frente com um enorme rubor nas bochechas.


- Eu não aguento mais isso.. -Dedilhei seu peitoral. - Não aguento bancar o formal, certinho, quando só quero fazer amor com você e esquecer o mundo.. -Conclui já encostando o menor na parede, distribuindo diversos selares por todo seu pescoço.


Notas Finais


Essa é a prévia do primeiro Cap.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...