1. Spirit Fanfics >
  2. I'm need you! >
  3. Destruição e morte!

História I'm need you! - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpa pela demora, eu fiquei com preguiça e os meus professores dobraram as tarefas e eu fiquei sem tempo.
De qualquer maneira, aproveitem o capítulo. Thanks pelos favoritos.

Capítulo 7 - Destruição e morte!


Fanfic / Fanfiction I'm need you! - Capítulo 7 - Destruição e morte!

– Vânica... O que você vai fazer agora? Pergunta Megicula

– O mesmo de sempre. Vou tentar achar novos discípulos das trevas. Por que a preocupação? Responde Vânica

– Não podemos falhar em matar a filha daquela mulher, é só isso. Quem sabe se a filha dela será tão forte como a mãe.

– Isso nunca acontecerá! Eu amaldiçoei o bebê que estava no ventre daquela mulher e fiz com que ela não conseguisse dominar o seu poder. É deu certo, ela se tornou uma inútil em batalha, duvido que aquela criança irá conseguir me deter.

– De qualquer maneira, tenha cuidado! Aqueles magos de clover podem te surpreender.

– Tsc... Nenhuma criança poderia me vencer. Agora para de me incomodar, tenho coisas melhores para fazer.

– Mestra, a fórmula que você pediu está pronta. Diz um dos servos de Vânica.

– Finalmente! Responde com felicidade Vânica. – Me leva até o laboratório!

– Sim.

Vânica e seu servo foram para o laboratório, onde a mesma fazia vários experimentos com humanos. Lá estava cheio de pessoas aprisionadas, só esperando a morte chegar e no caso, essa morte era Vânica.

– M-m-m-me t-t-ti... re da... qui. Por favor! Diz uma pessoa toda ferida.

Vânica ouve essa voz de súplica e anda em direção a cela em que aquele prisioneiro estava, onde gemia de dor.

– Uhum... Você quer realmente sair? Pergunta Vânica

– SIM!! ME TIRA DESSE INFERNO!! EU NÃO AGUENTO MAIS ESSAS DORES!! Exclama o homem

– Então tá, só tem uma maneira hahaha! Quer mesmo a liberdade?

– SIM!

– Okay! Então recebe esse meu grandioso poder. HIHIHIHI

Vânica estende a sua mão e a abre, fazendo isso, uma mana negra começa a sair de sua mão e ir até o homem. O mesmo, começa a receber a mana escura que se espalha pelo seu corpo.

– Era só isso? Pergunta o homen

– Espere! Responde Vânica

Depois de alguns segundos o homem começou a reclamar de algumas dores no seu corpo todo, seus olhos começaram a arder, sua pele ficou preta de uma forma nada natural e ele perguntou:

– O QUE É ISSO?? O QUE VOCÊ FEZ, VADIA!?

– Ora, ora ... Você não está em posição de me xingar, seu verme. Você não disse que queria liberdade? Pois então, a sua liberdade é a morte! HIHIHIHIHI!!

O homem parou de gemer de dor de repente e caiu no chão sem vida ou era isso que se pensava.

– Tire ele daqui, lacaio! Ordena Vânica

– S-sim senhora! Servos, venham aqui e tirem esse corpo da presença da nossa mestra.

– SIM! Disseram em uníssono alguns servos perto do laboratório.

Depois dos servos sairem, Vânica retomou a sua pergunta inicial a seu servo e ele respondeu:

– Minha senhora, aqui está a fórmula. Uma pílula capaz de fortalecer a sua mana, resistência ao poder demoníaco e plena capacidades de manter sua sanidade mental, mesmo usando o poder de Megícula.

– Maravilhoso! Vamos testar agora! Vamos lá para fora e eu vou ativar a minha forma demoníaca.

– S-sim!

Os dois foram para fora da base de Vânica e a mesma tomou a pílula, depois ativou a sua forma demoníaca

Vânica começou usando pequenas porcentagens do seu poder e depois foi aumentando com o passar do tempo. Vânica ainda estava na controle até os seus 58%, mas depois disso ela perdeu o controle...

– Mestra? Você ainda pode me ouvir? Pergunta o cientista.

–...

– M...

– Cale a boca!

Vânica perfurou o homem diversas vezes até ele cair no chão, sem vida. Ela então entrou e começou a matar todos que ali estavam, até mesmo seus servos.

– Mestra Vânica... Por que fez isso? Pergunta um dos lacaios – NÓS SERVIMOS VOCÊ POR TODO ESSE TEMPO... PORQUE ESTÁ NOS MATANDO??

–...

– ME RESPONDA!!

– Cale a boca – Não é assim que se trata uma dama como eu.

Vânica o mata sem dó ou piedade. Depois de um grande caos e confusão que ela mesma fez, Vânica entrou no seu quarto e descansou ali mesmo...

– Nem parece um demônio agora. Diz alguém próximo de Vânica.

Vânica começa a despertar do seu sono, depois ouvir uma voz familiar.

– O que está fazendo aqui? Pergunta Vânica

– Só vim te visitar. Sabia que você fica fofa Dormindo?

– Eu não quero saber! Retruca Vânica

– Nossa, que fria! Nem parece a mulher por quem eu me apaixonei.

– Tsc... Você ainda não me respondeu, o que veio fazer aqui?

– Eu só vim te visitar, não pode mais não? Diz o homem afagando a cabeça de Vânica

Vânica ficou levemente vermelha.

– HAHAHA! Que diria que demônios podem ficar envergonhados. Só eu para te fazer assim!

– Não enche! Vai ficar quanto tempo longe?

– Dessa vez vai ser bem pouco. Não se preocupe, a infiltração no reino clover foi um sucesso.

– Que bom! Você vai chegar a tempo para o meu ritual de possessão?

– É claro! Eu sempre vou estar ao seu lado, não importa o que aconteça.

O homem beija Vânica e vai embora.

Naquele dia, Sure, foi morto por magos de Clover e Vânica caiu em uma grande depressão e ódio ao mesmo tempo. A noite o ritual de possessão começou e ela jurou na frente de todos:

– EU VOU MATAR TODOS OS MAGOS DE CLOVER!!

Vânica despertar do seu sonho, era uma lembrança de uma pessoa querida para ela. Ela queria esquecer aquele homem, mas não conseguia, não importa quantas vezes tentasse.

– Bom, as lembranças devem ser deixadas para trás! Tenho que encontrar outro QG, hum... Acho que vou invadir algum abandonado ou matar quem estiver lá. HIHI!


Notas Finais


Eu não sei de onde eu tirei a idéia de transformar a Vânica em uma " Vilã justificada pelo seu passado", mas espero que tenham gostado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...