História I'm not a girl - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Shingeki no Kyojin (Attack on Titan)
Personagens Eren Jaeger, Grisha Yeager, Jean Kirschtein, Kenny Ackerman, Kuchel Ackerman, Levi Ackerman "Rivaille", Mikasa Ackerman, Personagens Originais
Tags Ereri, Mpreg, Omegaverse, Shingeki No Kyojin, Yaoi
Visualizações 280
Palavras 723
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 12 - Mãe e filho


Fanfic / Fanfiction I'm not a girl - Capítulo 12 - Mãe e filho

Ao fim da festa, Eren se despediu de Levi e todos foram para casa, Levi teria que dormir na casa de kenny aquela noite.

 

Na manhã seguinte, Levi acordou bem cedo e já colocou suas roupas e apetrechos femininos. ( dormir de sutiã? Tu é doido! )

Levi não foi tomar café com seus tios e sua irmã, ele já saiu de lá indo até o restaurante que a sua mãe trabalhava.

Assim que chegou, todas as atendentes lhe deram bom dia, elas o conheciam porque desde que era pequeno sua mãe o levava lá quando não tinha babá.

Garçonete- Ohayo, Irilia-Chan.

Levi- Ohayo, minha mãe está?

Garçonete- Acho que ela está limpando as mesas lá perto da janela.

Levi- Arigato.

Levi saiu da recepção e caminhou por todo o restaurante que era praticamente igual ao bar Tokahana ( Quem viu eu a patroa e as crianças sabe )

Levi viu a sua mãe terminando de limpar uma das mesas e foi até ela, ele a abraçou por trás lhe dando um susto.

Kuchel- Se me assustar assim de novo eu coloco chumbinho no seu chá verde.

Levi- Aí eu te dava pra experimentar antes de mim.

Kuchel- Tomá no seu cú.

Levi- Tomá você.

 

*Ma gente 0.0 ....*

 

Kuchel- Já comeu?

Levi- Não, vim direto pra cá.

Kuchel- Mikasa disse que queria falar com você.

Levi- Vai ficar querendo.

Kuchel- Grosso.

Levi- Linda!

Levi beijou o rosto da mãe e se sentou na mesa, Kuchel foi preparar um café da manhã para o filho enquanto ele ficava olhando a janela.

Kuchel- Aqui está, ainda não abrimos, então só pude trazer torrada e chá.

Levi- Ta ótimo mãe.

Kuchel- Eu tenho certeza que lá naquela casa estão tomando um café da manhã digno de um rei, por que veio pra cá?

Levi- Gosto da sua comida, a comida da tia Misaki tem gosto de quentinha requentada.

Kuchel- Ahahaha, eu quero ver o dia que eu morrer, como é que você vai ficar.

Levi- Se morrer não vai poder ver.

Kuchel- Ops.

Levi terminava de comer enquanto sua mãe lhe enchia de perguntas sobre o seu novo "corpo".

Kuchel- Foi legal? Conheceu alguém? Você não bebeu, não é?

Levi- Não, magina.

Kuchel- É o mesmo que pedir a Mikasa pra não comprar vestido, inútil.

Levi- Ainda bem que sabe, mas só tomei um copo de uísque, não sou um julho cocielo da vida.

Kuchel- Ai de você se for.

Levi sorriu e se levantou.

Kuchel- Você pode passar no mercado pra mim antes de ir pra casa?

Levi- O Levi pode ir? - Perguntou sorrindo.

Kuchel- Suas roupas estão no carro, não deixa ninguém te ver.

Levi- Valeu mamãe... ah, mãe...

Kuchel- Sim?

Levi- Não fica falando dessa coisa de morrer, dá uma sensação ruim.

Kuchel-... filho...

Levi- Se você morrer Mamãe... quem é que vai lavar minhas roupas sujas?

Kuchel- AH DESGEAÇADO! DEVOTA DA PUTA! - gritou tacando uma colher em Levi, o mesmo desviou e saiu correndo rindo alto, assim que ele saiu Kuchel deu uma pequena risadinha.

Kuchel- Ah essa garota... ( Que nem é garota )

 

 

Levi foi até o carro de sua mãe e pegou uma sacola com suas roupas de homem, ele foi até a sua casa para pegar o dinheiro que sua mãe deixava na última gaveta para ir no mercado, trocou de roupa e se olhou no espelho.

Levi- Primeira vez que você sai assim a luz do dia. Boa sorte pra mim e pra você.

 

Levi atravessou a cidade pra chegar no bendito mercado, enquanto andava ele parou ao lado de uma loja de revistas, ele conseguiu ver que metade das revistas na vitrine tinham o Eren na capa.

Levi- Ator é? - Disse sorrindo.

Levi continuou seu caminho recebendo olhares de meninas e até meninos, Levi não tava acostumado a ter tanta atenção, e olha que se vestiu de "traveco" a vida toda.

Assim que chegou no mercado Levi já sabia o que tinha que comprar, eram coisas que sua mãe sempre pedia que acabava faltando em casa, pão, ovos, leite, queijo, absorvente, essas coisas. Assim que pagou pelas compras Levi passou em sua casa e deixou tudo em cima da mesa e foi se trocar, pois ia no restaurante de novo ver sua mãe, já era 12:23, e ele tinha que comer né.


Notas Finais


Mãe e filho falando palavrão. Será o Luba e a carminha?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...